A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisa multidisciplinar de novos fármacos Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisa multidisciplinar de novos fármacos Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisa multidisciplinar de novos fármacos Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas

2 CPQBA: estrutura organizacional l l Divisões Agrotecnologia (DAGRO) Farmacologia e toxicologia (DFT) Fitoquímica (DFITO) Microbiologia (DMICRO) Química orgânica e Farmacêutica (DQOF) Recursos Microbianos (DRM) Biotecnologia e Processos (DBT) Resíduos (DR) l l Vila Betel Paulínia área construída: m 2 campo experimental: 40 hectares

3

4 DFITO DQOF DAGRO DRM DBT DMICRO DFT DR

5 Objetivos Projetos integrados: Pesquisa e desenvolvimento de produtos naturais Interação com a Indústria: Pesquisa & desenvolvimento, serviços Assessoria científica nas área de química, biologia, agricultura e toxicologia: Indústria e Agências Governamentais Unicamp: Graduação e pós-graduação

6 Produtos naturais? l l Agentes anti-infecciosos: 70% l l Agentes anticancerígenos: 63% Cragg, GM and Newman, DJ. Phytochem. Rev. 8: , 2009

7 Agentes anticâncer de origem vegetal Cataranthus roseus (vinca rosea) – Madagascar Alcalóides: vinblastina, vincristina, vindesina Ligação específica com a β-tubulina bloqueando sua polimerização com a α-tubulina em microtúbulos. Leucemias, linfomas, câncer de testículo Camptotheca acuminata – China Alcalóides: Camptotecina → topotecan, irinotecan Inibição da Topoisomerase I Colorretal, ovário, pulmão pequenas células Podophyllum peltatum – Améria e Ásia Lignanas: Epipodofilotoxina → etoposida, teniposida Estabilização do complexo topoisomeraII/DNA Leucemias, linfomas, testículo, pulmão Taxus baccata e Taxus brevifolia – América do Norte Diterpenos: paclitaxel, docetaxel Ligação à β-tubulina inibindo a formação dos microtúbulos Mama, ovário, bexiga, esôfago, pulmão

8 Estruturas químicas complexas e mecanismos de ação inéditos

9 Agentes de origem marinha: estudos em fase clínica l l Dolabella auricularia: (molusco) – Dolastatinas (peptídios) – –Inibição da polimerização da tubulina. Ligação ao sítio dos alcalóides da vinca. l l Ecteinascidia turbinata (ascídia) - Ecteinascidina- 743: alcalóide – –Ligação ao DNA l l Hemiasterella minor (esponja) - Hemiasterlina e derivados – –Ligação à tubulina semelhante aos alcalóides da vinca l l Halichondria okadai (esponja marinha): Halichondrina B (cetona) – –inibição da polimerização dos microtúbulos (lig. tubulina) semelhante aos alcalóides da vinca. l l Elysia rufescens (molusco): Kahalalido: depsipeptídeo (síntese) – –alteração membrana dos lisossomos induzindo morte celular l l Squalus acanthias: Esqualamina (aminoesterol) – –Atividade antiangiogênica

10 Agentes anticâncer obtidos de microorganismos Antraciclinas e bleomicinas: espécies de Streptomyces l l Antraciclinas: daunorrubicina, adriamicina (doxorrubicina) – –inibição da topoisomerase II, intercalação no DNA l l Bleomicinas: antibióticos glicopeptídicos – –quebra do DNA e inibição do t-RNA l l Epotilonas (macrolideos): Sorangium cellulosum (myxobacterium) – –mecanismo semelhante ao do plaquitaxel – –potencial atividade anticâncer

11 Agentes anticâncer obtidos de microorganismos

12 CPQBA: modelos experimentais l l Antimicrobiana l l Câncer (in vitro, in vivo) l l Úlcera Gástrica l l Mucosite l l Inflamação e nocicepção l l Hipercolesterolemia l l Cicatrização (in vitro, in vivo) l l Antioxidante l l Toxicologia não clínica – – (pré-clínica) l l Fungos e bactérias l l Células tumorais humanas l l Tumor de Ehrlich – –Ascítico e sólido l l Melanoma B16 l l “Hollow fiber” l l Ratos l l Camundongos l l Cobaias l l Coelhos

13 Objetivos: estudos integrados l l In vitro  In vivo  Toxicologia

14 Coleta e Identificação Material vegetal Extrato orgânico Material vegetal Extratohidroalcoólico diclorometano etanol 70% Teste de atividade segundacoleta Fracionamento dos extratos ativos

15 Fracionamento Teste de atividade Isolamento princípios ativos Teste atividade antiproliferativa Identificação princípios ativos Estudos agronômicos e cultivo Identificação princípios ativos Extração e isolamento em escala piloto síntese

16 Mecanismo de ação Testes em modelos animais Formulaçãofarmacêutica Toxicologiapré-clínica Estudos clínicos Fases I, II, III e IV Testes in vivo

17 Resultados: atividade antimicrobiana l l Coriandrum sativum, coentro: candida l l Xanthium strumarium, carrapichão: antimicrobiana l l Annona foetida,graviola do mato: antimicrobiana, antileishmania l l Bursera aloexylon: antimicrobiana l l Trigonella foenum-graecum,feno-grego:antimicrobiana l l Pongamia pinnata: antimicrobiana

18 Resultados: úlcera gástrica,mucosite,cicatrização - - Rosmarinus offinalis, alecrim, citoproteção - -  grupos sulfidrila não protéicos da mucosa - - Mikania laevigata, guaco, ↓ secreção HCl - -bloqueio secreção pelo parassimpático - - Artemisia annua, artemísia, citoproteção - - dihidro-epideoxiartenuína b, deoxiartemisinina - - Maytenus ilicifolia, espinheira santa, citoproteção - - Proteínas do soro de leite, citoproteção, mucosite (FEA, Madrid) - -  produção de glutationa,  produção de muco - - Arrabidaea chica, crajiru: anti-ulcerogênica,cicatrizante - -  proliferação fibroblastos,  colágeno

19 Anti-inflamatória e anticâncer l l Coriandrum sativum, coentro: anticâncer e anti-inflamatória – –Furano-isocumarinas l l Viguiera arenaria: anticâncer in vitro – –Mono e sesquiterpenos l l Phyllanthus amarus, quebra-pedra: anticâncer in vitro – –Lignanas (nirantina; filantina) l l Mikania laevigata, guaco: anticâncer in vitro – –Ácidos diterpênicos l l Cymbopogon citratus, capim-limão: anticâncer in vitro – –Neral e geranial l l Própolis vermelha e verde: anticâncer (FOP, ESALQ)

20 Anti-inflamatória e anticâncer

21 Colaborações l l UNICAMP: IQ, IB, FEQ, FEA, FCM, FOP l l USP, UNESP, ITAL, IAC l l UFMG, UFPR, UFPA, UFSM, UFRS, UFMS, UFRJ, UFF, UFPB l l UEL, UEM, UNIVALI, UNIBAN, UNIMEP l l Argentina, Espanha, Portugal, USA, Colômbia

22 Metodologias em desenvolvimento e desafios l l Modelos xenográficos – –Animais imunodeficientes l l Mecanismo de ação l l Estudos clínicos l l Produção dos PAs em larga escala – –Formulação farmacêutica – –Estudos de toxicidade não clínica – –Estudos clínicos

23 Obrigado por sua atenção CPQBA – UNICAMP Fone:


Carregar ppt "Pesquisa multidisciplinar de novos fármacos Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google