A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Intervenções artísticas na escola: propondo caminhos para transformar o ensino e aprendizagem na escola pública Bolsistas: Andreia Andrade e Edielly de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Intervenções artísticas na escola: propondo caminhos para transformar o ensino e aprendizagem na escola pública Bolsistas: Andreia Andrade e Edielly de."— Transcrição da apresentação:

1 Intervenções artísticas na escola: propondo caminhos para transformar o ensino e aprendizagem na escola pública Bolsistas: Andreia Andrade e Edielly de Araújo Local: Escola Municipal Cornelis Verolme Resumo Este projeto está pautado na percepção de a escola carece de uma transformação urgente e necessária que a transforme num ambiente capaz de atrair, envolver e conquistar os alunos. Trata-se, portanto de intervenções a partir de ações como leituras e dramatização de textos infantis, leitura teatral, prática de pintura, desenho e mesmo redação orientados pela estética considerada clássica. A opção pelos clássicos tem como critério o reconhecimento de que a formação dita cultural na sociedade contemporânea se adequado muito ao apelo mercantil da indústria do entretenimento que concebe a cultura enquanto produto de consumo, e assim, cria aqueles que lhes convém. Formar criticamente implica, portanto no desenvolvimento de hábitos e práticas baseadas em conhecimentos mais consistentes e profundos e isto é papel da escola, especialmente da pública, mediante a disseminação do acervo já produzido ao longo da história.

2 Concepção: Experiência com o ensino infantil numa escola pública Justificativa Considera-se que a melhoria da qualidade do ensino em geral e nas escolas públicas, em especial, está diretamente relacionada ao desenvolvimento de atividades que tornem a escola um espaço mais agradável ás crianças e aos adolescente/jovens de um modo geral. Tornar a escola agradável é, dentre outras coisas, desenvolver o trabalho escolar com base no reconhecimento de que o interesse dos estudantes pela escola depende de sua compreensão quanto à importância que esta cumpre na sociedade e em suas vidas no presente e não em relação ao futuro, pois não atingem este nível de projeção. Não se observam na escoa de um modo geral iniciativas que agucem o pensamento crítico, a criatividade, a imaginação. As estratégias para dar aula, ainda estão baseadas na memorização. Assim sendo a escola carece de instrumentos alternativos aos métodos tradicionais, especialmente como atividades complementares ao fazer em sala de aula. Neste momento histórico, fazer isto é ainda mais desafiador porque a escola compete com a vida fora dela, que é muito mais agradável, pela riqueza das experiências possíveis. Assim sendo, considera-se um desafio alternativo e necessário inserir na prática da escola iniciativas que a tornem apta a competir com a rua. Esta convicção é fruto de experiências que demonstram o interesse que os alunos e as crianças, em especial manifestam pela e contação, encenação, etc. de histórias, que eventualmente alguns professores lançam mão em suas práticas.

3 O método (concepção) e os procedimentos nas intervenções O referencial para conceber e analisar cada intervenção é o materialismo histórico dialético. Significa que as ações são pensadas com base na leitura de mundo, de sociedade, de escola e indivíduo (homem/mulher) pautados neste referencial. Assim, as ações têm como ponto de partida a realidade social-histórico-política e cultural das crianças e da escola. As intervenções acontecem uma vez a cada semana com cada uma das turmas de quarto ano do ensino infantil. Em geral as crianças são retiradas da ala de aula e, em outro ambiente (quase sempre no pátio, por falta de espaço apropriado), sentadas em círculo no chão ouvem e participam das atividades. Estas atividades (que caracterizam as intervenções) são de natureza artísticas e variam do desenho, apresentação de histórias, desenhos e leituras teatralizadas. Nestes momentos, especialmente quando se faz leituras ou contação de histórias, são feitas relações com conteúdos das matérias escolares. Esta relação é feita para que as crianças compreendam a presença destes com as demais práticas de suas vidas.

4 Perguntas, curiosidades: a participação das crianças Explicar o que é aC e dC Se Deus não existia, como Jesus pode ser filho de Deus? O Vinicius de Moraes escreveu músicas? Clássico é antigo? Hoje tem aula da UFF para a gente? Quando a escola mudar para o outro prédio, a gente vai continuar tendo aula da UFF? Explicar o que é aC e dC Se Deus não existia, como Jesus pode ser filho de Deus? O Vinicius de Moraes escreveu músicas? Clássico é antigo? Hoje tem aula da UFF para a gente? Quando a escola mudar para o outro prédio, a gente vai continuar tendo aula da UFF? CENAS


Carregar ppt "Intervenções artísticas na escola: propondo caminhos para transformar o ensino e aprendizagem na escola pública Bolsistas: Andreia Andrade e Edielly de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google