A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciência na Formação do Engenheiro Welles A. M. Morgado (FIS)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciência na Formação do Engenheiro Welles A. M. Morgado (FIS)"— Transcrição da apresentação:

1 Ciência na Formação do Engenheiro Welles A. M. Morgado (FIS)

2 O que é um engenheiro?  Solucionador de problemas.  Pesquisador tecnológico.  Calculista para projetos.  Consultor de empresas.  Administrador.  Orientador pedagógico.  Professor!

3 Tem espaço para a formação científica?  Formação básica em Física, Química e Matemática.  Previsões necessitam modelos científicos (empíricos ou não).  Novas tecnologias derivam da ciência de ponta.

4 Ciência não se restringe ao CB  Cursos avançados de engenharia envolvem aspectos científicos (fenômenos de transporte, otimização, semicondutores, etc).  Domínio de novas tecnologias necessita forte de formação científica.

5 Comparação Brasil x EUA  Universidades: PUC-Rio x MIT.  Financiamento: anuidades x (overhead + endowment + anuidades).  Orçamento anual aproximado (MUS$): 50 x  Corpo discente (kAluno): (12 + 2) x (5 + 6).

6 Alunos vem de contextos diferentes  Alunos nas grandes universidades americanas são altamente selecionados (tipicamente topo 1 o ou 2 o lugar de suas escolas)  Muitos possuem conceitos avançados de cálculo; curva de aprendizado muito inclinada.  Alunos brasileiros tem formação que vai do excelente ao não tão bom ao entrar na Universidade.  Curva de aprendizado é um pouco mais lenta.

7 Culturas locais são diferentes:  Ambas são instituições líderes, respeitadas localmente e globalmente.  PUC: ciclo básico engloba apenas a área cientifico-tecnológica.  MIT: ciclo básico engloba TODAS as áreas (incluindo Música, Ciências Políticas, etc) pois formação cientifica faz parte da CULTURA do aluno local (IHTFP!!!).

8 Mercados locais são diferentes:  Principais atividades após formatura: Atividades técnico / administrativas x Atividades técnico / pesquisa (indústria).  Brasil: alunos raramente se tornam pesquisadores na indústria. Tendência de seguir carreiras mais técnicas com pouca necessidade de conhecimento cientifico mais atualizado.  EUA: bastante comum a carreira de pesquisa na indústria necessitando forte conteúdo científico para a boa formação profissional (top universities).

9 In medium virtus?  Ciência não é somente um instrumento para uso profissional futuro: faz parte da cultura geral e da compreensão da Natureza.  Tempo durante a formação do engenheiro é precioso e deve ser observado o equilíbrio entre a formação geral (a Ciência está aqui) e a formação utilitária para seu futuro profissional (a Ciência também está aqui).  Ciência deve se envolver ao mesmo tempo na formação e informação para o futuro engenheiro.


Carregar ppt "Ciência na Formação do Engenheiro Welles A. M. Morgado (FIS)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google