A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM MULHERES COM SOBREPESO E OBESIDADE Participaram do estudo 7 mulheres com idade média de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM MULHERES COM SOBREPESO E OBESIDADE Participaram do estudo 7 mulheres com idade média de."— Transcrição da apresentação:

1 ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM MULHERES COM SOBREPESO E OBESIDADE Participaram do estudo 7 mulheres com idade média de 44 ± 10,54 anos e IMC médio de 29,65 ± 4,49 kg/m2. Para o BOD POD®, foram medidas as variações entre a pressão e o volume para determinar a densidade corporal de cada sujeito, baseada na equação de Siri (1961). No método da PH, a densidade corporal foi calculada pelo principio de Arquimedes, utilizando equação de Wilmore e Behnke (1969), a gordura corporal segundo Siri (1961) e o volume residual de acordo com Golman e Becklake (1959). Para comparação entre os dois métodos, aplicou-se análise estatística, Teste t pareado. Yazigi Solis, M.¹; Agapito, F. F.¹; Diwan, D.¹; Gouveia, A. G.¹; Nakandakare, P. Y.¹; Takesian, M.¹; Yuba, T. Y.¹; Lancha Júnior, A. H.¹-² ¹ Laboratório de Nutrição e Metabolismo Aplicados à Atividade Motora, Departamento de Biodinâmica do Movimento do Corpo Humano, Escola de Educação Física e Esporte, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. ² Instituto Vita, São Paulo, Brasil. O excesso de gordura é nocivo a saúde, e está fortemente relacionado a doenças crônicas não transmissíveis, sendo relevante estimar a composição corporal (1). A avaliação da composição corporal indireta é comumente utilizada para estimar os componentes corporais, como massa livre de gordura e porcentagem de gordura. Assim, este método possibilita a identificação de distúrbios nutricionais, auxiliando na recuperação e/ou manutenção do estado de saúde do individuo (2). Contudo, diferentes métodos podem ser empregados para realização desta avaliação, o qual deve ser escolhido de acordo com a população estudada. O objetivo do estudo foi comparar dois métodos de mensuração de gordura corporal em mulheres com sobrepeso e obesidade, por meio da Pletismografia do Corpo Inteiro (BOD POD®) e da Pesagem Hidrostática (PH), considerados métodos não invasivos e seguros para estimar a composição corporal. A avaliação da composição corporal de indivíduos é essencial para a identificação de possíveis distúrbios alimentares, e manutenção do estado nutricional, podendo prevenir futuras complicações (4). Porem para garantir sucesso da utilização método, deve-se considerar a idade, gênero, peso e especificas limitações. Assim, de acordo com as características da amostra estudada, pode-se apontar algumas dificuldades quanto a utilização da PH, como imersão e controle respiratório, sendo o BOD POD® um método mais aplicável, não gerando desconforto físico, dado o fato de que não há diferença significativa entre os dois métodos. Contato: Após submeter as mesmas voluntárias na PH e BOD POD®, obteve-se que a média da porcentagem de gordura corporal pelo método da PH foi de 37,96 ± 3,95 % e do BOD POD® de 42,67 ± 6,39%. Ao comparar ambos os métodos de composição corporal verificou-se que não houve diferença estatisticamente significante (p>0,10). Confirmando que ambos os métodos são eficientes para analisar composição corporal, sendo semelhantes quanto ao resultado. RESUMO INTRODUÇÃO MATERIAIS E MÉTODOS CONCLUSÃO RESULTADOS Referências: (1) WILLET, W.C. Is the dietary fat the major determinant of body fat? American Journal of Clinical Nutrition, v. 67, n. 3, p , (2) LEE, S.L.; GALLAGHER, D. Assessment methods in human body composition. Current Opinion in Clinical Nutrition and Metabolic Care, V.11, P.566–572, (3) SIRI, W. E. Body composition from fluid spaces and density. Techniques for measuring body composition. National Academy of Science. Washington (4) MALAVOLTI, M.; PIETROBELLI, P.; DUGONI, M.; POLI, M.; ROMAGNOLI, E.;CRISTOFARO, P.; BATTISTINI, P. A new device for measuring resting energy expenditure (REE) in healthy subjects. Nutrition, Metabolism & Cardiovascular Diseases. v. 17, p , Objetivo: Comparar dois métodos de mensuração de gordura corporal em mulheres com sobrepeso e obesidade, por meio da Pletismografia do Corpo Inteiro (BOD POD®) e da Pesagem Hidrostática (PH). Métodos: Participaram do estudo 7 mulheres com idade média de 44 ± 10,54 anos e IMC médio de 29,65 ± 4,49 kg/m2. Para o BOD POD®, foram medidas as variações entre a pressão e o volume para determinar a densidade corporal, baseada na equação de Siri (1961). Já na PH, a densidade foi calculada pelo principio de Arquimedes, utilizando equação de Wilmore e Behnke (1969), a gordura corporal segundo Siri (1961). Para comparação entre os dois métodos, aplicou-se análise estatística, Teste t pareado. Resultados: A média da porcentagem de gordura corporal pelo método da PH foi de 37,96 ± 3,95 % e do BOD POD® de 42,67 ± 6,39%, quando comparados não verificou-se diferença estatisticamente significante (p>0,10). Conclusão: De acordo com as características da amostra estudada, pode-se apontar algumas dificuldades para a utilização da PH, sendo o BOD POD® um método mais aplicável dado o fato de que não há diferença significativa entre os dois métodos. Palavras-chave: avaliação antropométrica, pesagem hidrostática, sobrepeso e obesidade. Tabela 1: Compara ç ão da % de gordura de mulheres com sobrepeso e obesidade utilizando dois m é todos distintos IDADEIMC (Kg/m ² ) BOD POD ® PH Amostra (n = 7) 44 ± 10,54 33,6 ± 4,39 42,67 ± 6,39% 37,96 ± 3,95 % p>0,1 0


Carregar ppt "ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE COMPOSIÇÃO CORPORAL EM MULHERES COM SOBREPESO E OBESIDADE Participaram do estudo 7 mulheres com idade média de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google