A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REVITALIZAÇÃO DA ESCOLA SABATINA. PROBLEMAS DA ESCOLA SABATINA Queda do número de presença em vários lugares. Foi descoberto que aproximadamente 20% daqueles.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REVITALIZAÇÃO DA ESCOLA SABATINA. PROBLEMAS DA ESCOLA SABATINA Queda do número de presença em vários lugares. Foi descoberto que aproximadamente 20% daqueles."— Transcrição da apresentação:

1 REVITALIZAÇÃO DA ESCOLA SABATINA

2 PROBLEMAS DA ESCOLA SABATINA Queda do número de presença em vários lugares. Foi descoberto que aproximadamente 20% daqueles que são Adventistas por quatro a dez anos, não estudam suas lições da Escola Sabatina. Comparando o livro de registro da igreja e o número de presença da Escola Sabatina, existe um grande número de membros faltando. A maioria dos professores nunca teve nenhum tipo de treinamento.

3 QUANTOS ESTÃO FALTANDO À ESCOLA SABATINA?

4 PORQUE AS PESSOAS NÃO VÊM À ESCOLA SABATINA?

5 RAZÕES BÁSICAS POR QUE AS PESSOAS DEIXAM A IGREJA Falta de um companheirismo verdadeiro e de suporte por parte dos membros. Os serviços da igreja não preenchem as suas necessidades de lidar com os problemas da vida diária.

6 Conselhos Sobre Escola Sabatina, p. 156: “Nossas Escolas Sabatinas não são o que o Senhor deseja que sejam, pois ainda se confia demais nas formas e no maquinário, enquanto o vivificante poder de Deus não se manifesta na conversão de almas por quem Cristo morreu. Esse estado de coisas deve ser modificado, para que nossas Escolas Sabatinas cumpram o propósito pelo qual existem.”

7 Conselhos sobre Escola Sabatina, p. 66: “Quão triste é pensar que na Escola Sabatina se faz grande soma de trabalho maquinal, ao passo que é pequena a evidência e haver transformação moral na alma dos que ensinam e dos que são ensinados!”

8 5 Testimonies, p. 256 “Também há muito o que fazer na Escola Sabatina, com respeito a fazer as pessoas se conscientizarem de sua obrigação e de sua parte a ser feita. Deus os chama para trabalhar para Ele, e os ministros deveriam guiar os seus esforços.”

9 OBJETIVOS DA ESCOLA SABATINA ESTUDO DA PALAVRA COMPANHEIRISMO ALCANCE DA COMUNIDADE MISSÕES MUNDIAIS

10 UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA

11 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA DE EM SEIS SEMANAS, Portland, Oregon.

12 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA DE EM SEIS SEMANAS, Portland, Oregon. CINQÜENTA FAMÍLIAS RETORNARAM: Holland, Michigan.

13 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA DE EM SEIS SEMANAS, Portland, Oregon. CINQÜENTA FAMÍLIAS RETORNARAM: Holland, Michigan. SESSENTA TROUXERAM 31 DE VOLTA:Owasso, Michigan.

14 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA DE EM SEIS SEMANAS, Portland, Oregon. CINQÜENTA FAMÍLIAS RETORNARAM: Holland, Michigan. SESSENTA TROUXERAM 31 DE VOLTA:Owasso, Michigan. UMA IGREJA TRANSFORMADA: Iona, Michigan.

15 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA DE EM SEIS SEMANAS, Portland, Oregon. CINQÜENTA FAMÍLIAS RETORNARAM: Holland, Michigan. SESSENTA TROUXERAM 31 DE VOLTA:Owasso, Michigan. UMA IGREJA TRANSFORMADA: Iona, Michigan.* Saginaw, Michigan.

16 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Quatro não-adventistas vieram para a igreja de Paradise Valley, AZ.

17 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Quatro não-adventistas vieram para a igreja de Paradise Valley, AZ. Voltaram para a igreja depois de 30 anos: Grand Rapids, Michigan.

18 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Quatro não-adventistas vieram para a igreja de Paradise Valley, AZ. Voltaram para a igreja depois de 30 anos: Grand Rapids, Michigan. Houve um aumento 15%-90% no estudo diário da lição em dois meses, Owasso, Michigan.

19 BENÇÃOS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Quatro não-adventistas vieram para a igreja de Paradise Valley, AZ. Voltaram para a igreja depois de 30 anos: Grand Rapids, Michigan. Houve um aumento 15%-90% no estudo diário da lição em dois meses, Owasso, Michigan. Descobriu seu dom espiritual, Baltimore First.

20 SEUL, CORÉIA Seminários

21 VANTAGENS DAS UNIDADES DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Imperativos Divinos Básicos para o Término da Obra. O Potencial: Classes de Escola Sabatina em Pequenos Grupos Pode Produzir Adesão aos Imperativos Acima.

22 IMPERATIVOS DIVINOS PARA O TÉRMINO DA OBRA A igreja tem de reconhecer sua obrigação de levar a toda criatura o evangelho da verdade presente (Serviço Cristão, p. 111). A obra de Deus nunca poderá ser terminada até que os membros da igreja se unam e se dediquem ao trabalho (OE, p. 352) Toda igreja deve ser uma escola missionária para obreiros cristãos (A Ciência do Bom Viver, p. 149).

23 IMPERATIVOS DIVINOS PARA O TÉRMINO DA OBRA A maior ajuda que pode ser dada ao nosso povo é ensinar-lhes o trabalho de Deus, e a depender dEle, e não dos ministros (7T, p. 19). “A Escola Sabatina deve ser um dos maiores instrumentos, e o mais eficaz, em levar almas a Cristo” (CES, p. 10). “Aquele que não pode errar” recomenda a formação de pequenos grupos “como uma base para o esforço cristão” (7T, pp. 21,22).

24 A FORMAÇÃO DE PEQUENOS GRUPOS “A formação de pequenos grupos, como uma base de esforço cristão, é um plano que tem sido apresentado diante de mim por Aquele que não pode errar. Se houver grande número na igreja, os membros devem ser divididos em pequenos grupos, a fim de trabalharem não somente pelos outros membros, mas também pelos descrentes.” Evangelismo, p. 115.

25 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”.

26 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”. Transforma ouvintes em participantes.

27 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”. Transforma ouvintes em participantes. Prepara membros para um trabalho missionário mais eficiente.

28 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”. Transforma ouvintes em participantes. Prepara membros para um trabalho missionário mais eficiente. Habilita membros a ganhar e manter ausentes.

29 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”. Transforma ouvintes em participantes. Prepara membros para um trabalho missionário mais eficiente. Habilita membros a ganhar e manter ausentes. Ajuda os membros a alcançarem os seus próprios alvos.

30 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”. Transforma ouvintes em participantes. Prepara membros para um trabalho missionário mais eficiente. Habilita membros a ganhar e manter ausentes. Ajuda os membros a alcançarem os seus próprios alvos. Contribui para o término da obra através de esforço dirigido e coordenado.

31 POTENCIAL DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Provê uma excelente “escola de treinamento”. Transforma ouvintes em participantes. Prepara membros para um trabalho missionário mais eficiente. Habilita membros a ganhar e manter ausentes. Ajuda os membros a alcançarem os seus próprios alvos. Contribui para o término da obra através de esforço dirigido e coordenado. Auxilia na maioria dos projetos e atividades da igreja.

32 PLANO DA UNIDADE DE AÇÃO DA ESCOLA SABATINA Classes com seis a oito membros Líderes missionários - coordenador de visitação Plano Missionário Tempo da classe - uma hora Tempo para membros ausentes Tempo para trabalho missionário Aplicação da discussão da lição Reunião mensal de companheirismo e avaliação Consulta do líder. Semanal, depois mensal

33 Necessidades da Classe Tamanho da classe (6-8) Líder Missionário Plano Missionário Tempo (25 minutos)

34 Funcionamento da Classe Líder de discussão do grupo (5 minutos). Cuidado pelos membros ausentes. Coordenador de Visitação (20 minutos) a. Experiências relacionadas com o plano da classe. b. Treinamento sobre como partilhar experiências c. Divide as visitas a serem feitas. d. Promove o plano da classe. e. Conduz um momento de oração.

35 Líder de Discussão do Grupo - um maestro de coral, não um solista (35 minutos) 1.Revisa os pontos altos da lição. 2. Faz 3 ou 4 perguntas. 3. Assegura que haja participação total. 4. Aplica a lição para a vida durante a semana.

36 QUEM, AONDE, COMO, QUANDO?

37 QUEM? Decidir o número de classes necessária através da divisão dos membros na chamada da Escola Sabatina por sete. Revise brevemente as qualificações necessárias para o Coordenador de Visitação e o Líder de Discussão do Grupo. Deixe o grupo decidir quais os melhores para as funções.

38 Aonde? O ideal é fazer um círculo de cadeiras. Não há problema no uso dos bancos normais.

39 COMO? Prepare uma lista para cada classe, com o líder de discussão e o coordenador de visitação e quatro a seis espaços em branco abaixo dos nomes. O Diretor, Secretária, Líder do Ministério Pessoal e o Pastor divide os membros em grupos (“famílias”). Formar classes de um mesmo território é excelente (bairro, escola, etc.).

40 QUANDO? O Diretor, o Líder do Ministério Pessoal, e o Pastor deveriam, após o período de uma a três semanas, explicar o plano e seus benefícios para a Escola Sabatina dos adultos. Provisões para uma classe regular podem ser feitas para aqueles que são totalmente contra esta idéia.

41 TAREFA DOS LÍDERES DE DISCUSSSÃO DOS GRUPOS Estudar amplamente Selecionar o enfoque Preparar uma breve introdução Escrever de 3 a 4 questões para discussão que possam ser aplicadas à vida diária Dê uma passada pelos pontos principais Encoraje participação e assistência ao definir as aplicações pessoais Resume -- agradeça a participação Ore por ajuda para por em prática as lições aprendidas

42 Boas Perguntas: O Significado: O que este texto significa para você? Aprendendo por Experiência: Compartilhe uma experiência aonde este texto foi realidade ou foi significante para você, em sua vida. Aplicações para a Vida: Pense no que acontecerá com você durante esta semana. Como você pode aplicar este texto para a sua vida nesta semana? Como você pode usar este texto para ajudar alguém ou testemunhar para alguém durante esta semana?

43 O Coordenador de Visitação deveria ser: Um membro ativo, amorável, que tenha discernimento, entusiasmo, perseverança; que se preocupe com as almas perdidas, e que possa desenvolver um grupo de ganhadores de almas bem treinados.

44 SESSÃO DE PLANEJAMENTO DA CLASSE (Preparação do Coordenador de Visitação) Peça o derramamento do Espírito Santo e sabedoria Descubra os planos missionários da igreja Conheça os objetivos do líder do Ministério Pessoal Determine quais atividades para aumentar a freqüência dos membros, foram bem sucedidas no passado Sonhe alto Liste atividades de qualidade e apropriadas Faça um plano com potencial

45 SESSÃO DE PLANEJAMENTO DA CLASSE (Preparação do Coordenador de Visitação) uPeça o derramamento do Espírito Santo e sabedoria

46 SESSÃO DE PLANEJAMENTO DA CLASSE (Preparação do Coordenador de Visitação) uDescubra os planos missionários da igreja

47 Sessão de Planejamento da Classe (Preparação do Coordenador de Visitação) uConheça os objetivos do líder do Ministério Pessoal

48 Sessão de Planejamento da Classe (Preparação do Coordenador de Visitação) uDetermine quais atividades para aumento da freqüência dos membros, foram bem sucedidas no passado

49 Sessão de Planejamento da Classe (Preparação do Coordenador de Visitação) uSonhe alto

50 Sessão de Planejamento da Classe (Preparação do Coordenador de Visitação) uListe atividades de qualidade e apropriadas

51 Sessão de Planejamento da Classe (Preparação do Coordenador de Visitação) uFaça um plano com potencial

52 SESSÃO DE PLANEJAMENTO DA CLASSE Ore seriamente Eleja uma secretária para auxiliar e marcar os planos Partilhe experiências bem sucedidas de outras unidades de ação Desafie cada membro a sonhar alto Ore de dois em dois por perdão dos pecados Explique a ênfase da igreja, o plano, e os objetivos do líder do Ministério Pessoal Descubra os planos bem sucedidos do passado relativos ao término da obra de Deus Peça e valorize as opiniões e comentários dos membros Escreva todas as sugestões Selecione algumas idéias ou planos viáveis Prepare algumas estratégias

53 SETE Elementos que são a chave para o Sucesso Sessão de planejamento da classe O cuidado pelos membros ausentes Tempo do coordenador de visitação: partilhar experiências e treinar, orar, promover e dividir as visitas Aplicação da lição Consulta e avaliação do líder Compartilhar mutuamente as experiências Avaliação e Reuniões dos Lares


Carregar ppt "REVITALIZAÇÃO DA ESCOLA SABATINA. PROBLEMAS DA ESCOLA SABATINA Queda do número de presença em vários lugares. Foi descoberto que aproximadamente 20% daqueles."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google