A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FORÇA (Linear) É toda causa capaz de provocar em um corpo uma modificação (ou uma tendência de modificação) de movimento ou de forma. Uma força é caracterizada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FORÇA (Linear) É toda causa capaz de provocar em um corpo uma modificação (ou uma tendência de modificação) de movimento ou de forma. Uma força é caracterizada."— Transcrição da apresentação:

1 FORÇA (Linear) É toda causa capaz de provocar em um corpo uma modificação (ou uma tendência de modificação) de movimento ou de forma. Uma força é caracterizada pela sua intensidade, sua direção e seu sentido. F = M. a ou a = F M TORQUE (Angular) É o efeito de uma força aplicada sobre um corpo capaz de produzir rotação neste corpo. T = I. α ou α = Tα = T I M. r ² (aceleração angular) CONCEITOS BÁSICOS

2

3 Aplicação Lei da Aceleração Se aplicamos uma mesma força (Cortada do voleibol, Chute no futebol) em dois objeto de massas diferente podemos perceber que aquele que possui menor massa terá maior aceleração. Ao observamos um atleta de patinação no gelo ao realizar um giro em seu próprio eixo. Verificamos que inicialmente com os braços abertos ele terá uma certa velocidade e ao fechar os braços ele adquire um velocidade maior.

4 Lei da Ação e reação A toda ação corresponde uma reação igual e contrária. O mesmo conceito aplica-se ao movimento angular, só que agora o raciocínio é feito em termos de ação e de reação angular gerados por torque. O torque gerado por uma parte do corpo para girar aquela parte resulta em um torque contrário por outra parte do corpo (HAMILL; KNUTZEN,1999).

5 Aplicação Lei da Ação e reação  Quanto mais intensa a atividade, mais a pessoa expõe-se a lesões.  No andar, este valor varia em torno de 1,4 vezes o peso corporal e no salto triplo 18 vezes o peso corporal.  No voleibol. A reação a ser absorvida principalmente pela articulação do ombro será tão maior quanto maior for a velocidade imprimida à bola.  No salto em altura, o indivíduo, ao passar sobre o sarrafo, procura jogar a cabeça para trás vigorosamente, de modo que suas pernas se desloquem para baixo e seu quadril seja projetado para cima.  Deve-se sempre pensar numa atividade de fortalecimento muscular acoplada à execução de trabalho intenso, mesmo que para crianças, e isso não significa indicar musculação especificamente, mas trabalho para a musculatura mais envolvida.

6 Conceitos Básicos  Pressão: é a força por unidade de área sobre a qual atua. P=F/A (N/cm²)  Volume: é o espaço ocupado por um corpo: largura, altura e profundidade. (cm3, m3 ou L)  Densidade: é a massa por unidade de volume. D=m / V (Kg/m 3 ) ou m = D / V

7 Conceitos Básicos  Débito Cardíaco - é a quantidade de sangue bombeada pelo coração por minuto (em l/min).  Q = FC x V(Sistólico)  P=F/Am = D / V  P= m.a ² /A ou P= D. a ².V/A  PA = DC x RPT

8 Aumento da pressão arterial Artéria em processo aterosclerótico Gordura Calcificação

9 nutrientes LDL (colesterol ruim) HDL (colesterol BOM) Artéria (corte longitudinal) Ações do LDL e HDL As atividades aeróbicas auxiliam na remoção do colesterol LDL

10 Angioplastia

11  Impulso: é o produto de uma força pelo tempo durante o qual atua. I=F.t(t = e / v)  Trabalho: é o produto da força pelo deslocamento. T = F.d (F= m.a²)  Potência: é a razão do trabalho pelo seu tempo de realização. P=Trabalho / tempo (Watt) ou F.V Conceitos Básicos

12

13 Todas as massas estão sob a influencia gravitacional da Terra. Assim três fatores primários de preocupação no estudo de princípios de equilíbrio são: centro de gravidade, linha de gravidade e base de apoio. FG = (Gm.M) / d² Quando astronautas agarram a parede da nave e forçam seus corpos para frente e para trás, eles dizem se sentir como se estivessem parados e a parede da nave se movimentando. A razão para isso está ligada à nossa dependência da gravidade para informação perceptiva. A ausência de gravidade provoca uma sensação de queda livre no espaço. ("The Human Body in Space", 1951) O ouvido interno tem dois componentes distintos: o canal semicircular, que é sensível à aceleração angular da cabeça; e os órgãos do otólito, que respondem pela aceleração linear. O otólito gera o sinal de aceleração para o cérebro e porque as leis de física relacionam aquela aceleração com uma força resultante, a gravidade está sempre implícita no sinal. Assim, os órgãos do otólito têm sido referidos como receptores de gravidade. Ponto de Equilíbrio

14 Centro de Gravidade Único ponto de um corpo, ao redor do qual todas as partículas de sua massa estão igualmente distribuídos.

15 Linha Gravitacional

16 Base de Sustentação Quanto mais próximo, o centro de gravidade da base de sustentação, maiores as condições básicas de equilíbrio.

17  Quando o indivíduo está parado no lugar sobre os dois pés, exerce uma força sobre o solo correspondente a sua força peso.  Se o indivíduo executa qualquer movimento brusco com os braços para cima ou para baixo, a ação sobre o solo e, conseqüentemente, a reação no indivíduo, já é diferente da força peso.  Quando movimenta o braço para baixo à aceleração da gravidade, soma-se a aceleração do movimento ocorrendo na mesma direção, isto é, para o centro da terra. Com isso, a reação é maior que a força peso.  Quando movimenta o braço para cima, a aceleração do movimento é contrária à aceleração da gravidade. Desse modo, a ação exercida contra a terra é menor que a força peso, e a ação sobre o indivíduo também.

18


Carregar ppt "FORÇA (Linear) É toda causa capaz de provocar em um corpo uma modificação (ou uma tendência de modificação) de movimento ou de forma. Uma força é caracterizada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google