A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO ALTERNATIVAS À MATVÉIEV.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO ALTERNATIVAS À MATVÉIEV."— Transcrição da apresentação:

1 PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO ALTERNATIVAS À MATVÉIEV

2 Introdução Em épocas passadas, atletas dispunham de meses de preparação para depois entrar numa temporada de competições. O esporte foi absorvido pelo mercado. –Precisa explorar a imagem do esporte / atleta. Crescimento do número de competições Competições se dispersaram por toda a temporada. Em alguns esportes, a competição ocorre o ano inteiro, sem intervalos. Noutros, o atleta tem cerca de 15 – 30 dias para iniciar fase de competição

3 Exigências do desporto moderno Calendário de competição denso. Aumento exponencial nos resultados. Aumento na quantidade de atletas de ponta. –Dificuldade de se manter na ranking. Atleta/equipe de ponta tem sido melhor estudados.

4 Desafios para o treinamento Aperfeiçoamento da metodologia. Aproveitamento máximo do avanço da fisiologia e tecnologia. Maior demanda para todos os componentes da preparação. –Minimização dos pontos fracos do atleta/equipe. Garantir a longevidade dos atletas.

5 Limitações da Per. de Matvéiev A preparação geral é desbecessária, pois os atletas de longos anos já tem esta preparação elevada pelo lastro de treinamento. Fere o princípio da especificidade. –Que se eleva com o lastro e nível do atleta. Incompatibilidade com o calendário desportivo atual. A intensidade tem sido a tônica no TD atual, com eidências de eficácia. A indidualização é outra tônica. O modelo de Matvéiev é muito rígido. –Qualquer atleta de qualquer modalidade treina sob o mesmo modelo.

6 Limitações da Per. de Matvéiev O modelo de Matvéiev foi desenvolvido para uma concepção de esporte muito menos competitiva. –Matvéiev seria usado apenas para atletas de nível médio e em formação. Pesquisdores questionam a transferência da preparação geral para a especial no alto nível (Bonderciuk e Tschiene,1985; Marques, 1989).

7 Panorama atual Modelos que adaptam a teoria de Matvéiev. Modelos que rompem com Matvéiev.

8 Alternativas a Matveiev Estrutura Pendular de Arosiev e Kalinin ESPESP GERALGERAL ESPESP GERGER ESPECESPEC GERGER ESPECIALESPECIAL Ciclo pre comp. I Ciclo pre comp. II Ciclo pre comp. III Ciclo competitivo

9 Primeiros a propor alternativas (1971). Idealizado para atletas que precisam entrar e sair de forma ótima várias vezes no ano. Características –Aceita-se a dependência das cargas gerais de treinamento (que tem sido questionada atualmente). –Cargas específicas crescem a cada ciclo de treinamento. –Cargas específicas são sempre maiores. –A atleta treina especificamente a temporada inteira, sem perder de vista o lastro proporcionado pelas cargas gerais. –Quanto menor o pêndulo, mais condições de competição ; quanto maior o pêndulo maior a longevidade da forma numa temporada.

10 Alternativas a Matveiev Treinamento em blocos de Verkoshansky IIIIIIIVVVIVIIVIIIXIIXIXIX MESES ETAPAS PICIPIICII Técnica Prep. Geral cond. Velocidade

11 Chamado de Estruturação de Sucesssões Interconexas. Direcionada a esportes com características de força. Treinamento de força deve ser concentrado em um bloco de treinamento. Propicia condições de melhoras posteriores no treinamento técnico e na velocidade. –EART Existe em cada bloco um predomínio de vários conteúdos, sem separação estática.

12 Alternativas a Matveiev Esquema estrutural de Tschiene I N t. P R O f. I N t. P R O f. 80% 100% PPIPCIPPIIPCIIT Intensidade Volume

13 Chamado Esquema Estrutural de Treinamento de Altos Rensimentos. Idéia é manter alta capacidade de rendimento, e não construí-la para depois mantê-la. Volume e intensidade altos o ano inteiro. Curvas acentuadas na ondulação, alternando volume x intensidade. Elevada intesnsidade em unidades de treinamento relativamente breves. Longevidade da forma é assegurada pelos intervalos profiláticos.

14 Alternativas a Matveiev Sinos de Forteza % Meso 1 Meso 2 Meso 3 Meso 2 Meso 1 Meso 3 Meso 4 P. geral P. especial

15 Participa do conceito da estrutura pendular de Aroseiev e Kalinin (1971). Criticam esta por ser muito rígida. Porpõe então a estruturação em forma de sinos. Características –As cargas gerais continuam sendo sempre menores que as especiais. –Permite competição desde a 3a semana. –Nos sinos duplos inicia-se uma competição imediatamente após uma temporada. –Importante considerar os percentuais das cargas gerais e especiais. Considerar a modalidade esportiva.


Carregar ppt "PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO ALTERNATIVAS À MATVÉIEV."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google