A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PRINCIPIOS GERAIS DA ENTREVISTA PSIQUIÁTRICA Prof. Alfredo Cataldo Neto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PRINCIPIOS GERAIS DA ENTREVISTA PSIQUIÁTRICA Prof. Alfredo Cataldo Neto."— Transcrição da apresentação:

1 PRINCIPIOS GERAIS DA ENTREVISTA PSIQUIÁTRICA Prof. Alfredo Cataldo Neto

2 A fim de tratar efetivamente um paciente... O psiquiatra deve fazer um diagnóstico confiável e correto. Para fazer esse diagnóstico deve saber o máximo possível acerca de quem é o paciente, em termos de influências genéticas, temperamentais, biológicas, evolutivas, sociais e psicológicas.

3 A fim de tratar efetivamente um paciente o psiquiatra deve... Ser capaz de transmitir envolvimento, empatia, respeito e competência ao paciente, a fim de criar um rapport e confiança que permitam ao paciente falar honesta e intimamente. Ser capaz de compreender o que o paciente diz, como diz, como se comporta...

4 Técnicas comuns de entrevista 1) Estabeleça rapport tão logo seja possível, na entrevista. 2) Determine a queixa principal do paciente. 3) A partir da queixa estabeleça diagnósticos diferenciais provisórios. 4) Selecione as várias possibilidades diagnósticas mediante perguntas.

5 Técnicas comuns de entrevista 5) Persista o bastante nas respostas vagas ou obscuras, até determinar corretamente a resposta ao que perguntou. 6) Deixe o paciente falar livremente. 7) Use uma mistura de perguntas abertas e fechadas. 8) Não tema indagar sobre questões constrangedoras para ambos.

6 Técnicas comuns de entrevista 9) Pergunte diretamente sobre pensamentos suicidas se o paciente der qualquer pista. 10) Dê ao paciente no final um espaço para ele perguntar o que desejar. 11) Conclua a entrevista inicial transmitindo um senso de confiança e, se possível, esperança.

7 A estrutura da entrevista psiquiátrica Consulta inicial dura em média de 30 a 60 minutos. Na emergência, deve-se iniciar o mais breve possível, entretanto, não devemos nos precipitar na conclusão. Como o paciente lida com o tempo de entrevista, o horário que ele chega e como se comporta fazer parte do exame do mesmo.

8 Na relação da dupla médico- paciente, considera-se... Tamanho e disposição das cadeiras ou poltronas... O consultório do psiquiatra, os quadros, os tapetes, os detalhes... As anotações do psiquiatra.. As entrevistas subsequentes.

9 Estágios da entrevista : início... Abrir a entrevista com o que já se sabe... Apresentar-se... Longos silêncios no início dificultam a aproximação... Se o paciente não conseguir tomar a iniciativa... O psiquiatra deve tomá-la.

10 Reconhecimento... O entrevistador ajuda o paciente a contar sua história o mais espontaneamente possível. Ele escuta e não interrompe mais do que o necessário para manter a história fluindo.

11 Investigação detalhada Dados de identificação Queixa principal História da doença atual História passada Desenvolvimento infantil Mecanismos de enfrentamento anteriores

12 Fator precipitante da doença Esclarecido o fator precipitante, tentar entendê-lo com base na história passada. Por exemplo : esposa inicia trabalho fora de casa – paciente com história passada de abandono materno – (passado/presente) Mecanismos de defesa envolvidos.

13 Quando um cego conduz outro Não se pode ir além de nossos pontos cegos... (Freud)


Carregar ppt "PRINCIPIOS GERAIS DA ENTREVISTA PSIQUIÁTRICA Prof. Alfredo Cataldo Neto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google