A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - AULA 3 ANÁLISE ESTRUTURAL DA INDÚSTRIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - AULA 3 ANÁLISE ESTRUTURAL DA INDÚSTRIA."— Transcrição da apresentação:

1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - AULA 3 ANÁLISE ESTRUTURAL DA INDÚSTRIA

2 ANÁLISE ESTRUTURAL DE INDÚSTRIAS (MODELO DAS 5 FORÇAS ) A essência da formulação de uma estratégia competitiva é relacionar uma companhia ao seu meio ambiente [...] o aspecto principal do meio ambiente de uma empresa é a indústria ou as indústrias em que ela compete [...] a intensidade da concorrência em uma indústria tem raízes na sua estrutura econômica básica e vai bem além do comportamento dos atuais concorrentes. O grau de concorrência em uma indústria depende de forças competitivas básicas:

3 04 Entrantes Potenciais Fornecedores Compradores Rivalidade entre Empresas Produtos Substitutos DETERMINANTES ESTRUTURAIS DA INTENSIDADE DA CONCORRÊNCIA

4 ENTRANTES POTENCIAIS BARREIRAS DE ENTRADA ( Economias de Escala, Diferenciação do Produto, Necessidade de Capital, Custos de Mudança, Acesso aos Canais de Distribuição, Política Governamental e outras desvantagens de custos) Outras desvantagens de custo: tecnologia patenteada, acesso favorável a fontes de matéria prima, localização privilegiada, subsídios oficiais, curva de aprendizagem

5 ENTRANTES POTENCIAIS RETALIAÇÃO PREVISTA PASSADO DE VIGOROSAS RETALIAÇÕES ORGANIZAÇÕES COM RECURSOS SUBSTANCIAIS PARA A DISPUTA CRESCIMENTO LENTO DA INDÚSTRIA ORGANIZAÇÕES COM ALTO GRAU DE COMPROMETIMENTO E ATIVOS NÃO-LÍQUIDOS ELEVADOS

6 PODER DE NEGOCIAÇÃO DOS COMPRADORES CONCENTRADO OU ADQUIRE GRANDES VOLUMES EM RELAÇÃO ÀS VENDAS DO VENDEDOR PRODUTOS ADQUIRIDOS REPRESENTAM UMA FRAÇÃO SIGNIFICATIVA DE SEUS CUSTOS OU COMPRAS PRODUTOS QUE COMPRA SÃO PADRONIZADOS OU NÃO DIFERENCIADOS ENFRENTA POUCOS CUSTOS DE MUDANÇA REGISTRAM LUCROS BAIXOS COMPRADORES SÃO UMA AMEAÇA DE INTEGRAÇÃO PARA TRÁS O PRODUTO DA INDÚSTRIA NÃO É IMPORTANTE PARA A QUALIDADE DO PRODUTO OU SERVIÇO DO COMPRADOR O COMPRADOR TEM TOTAL INFORMAÇÃO

7 PODER DE NEGOCIAÇÃO DOS FORNECEDORES MERCADO DOMINADO POR POUCAS COMPANHIAS E É MAIS CONCENTRADO DO QUE A INDÚSTRIA PARA A QUAL VENDE; NÃO LUTA COM PRODUTOS SUBSTITUTOS; A INDÚSTRIA NÃO É UM CLIENTE IMPORTANTE PARA O GRUPO FORNECEDOR; O PRODUTO É UM INSUMO IMPORTANTE PARA O NEGÓCIO DO COMPRADOR; PRODUTOS FORNECIDOS SÃO DIFERENCIADOS OU O GRUPO DESENVOLVEU CUSTOS DE MUDANÇA; O GRUPO DE FORNECEDORES É UMA AMEAÇA CONCRETA DE INTEGRAÇÃO PARA FRENTE.

8 PRODUTOS SUBSTITUTOS SUBSTITUTOS QUE EXIGEM MAIOR ATENÇÃO TENDÊNCIAS DE MELHORAMENTO DO SEU CONJUNTO PREÇO-DESEMPENHO EM RELAÇÃO AO DA INDÚSTRIA PRODUZIDOS POR INDÚSTRIAS COM ALTOS LUCROS

9 INTENSIDADE DA RIVALIDADE CONCORRENTES NUMEROSOS OU BEM EQULIBRADOS CRESCIMENTO LENTO DA INDÚSTRIA CUSTOS FIXOS OU DE ARMAZENAGEM ALTOS AUSÊNCIA DE DIFERENCIAÇÃO OU CUSTOS DE MUDANÇA CAPACIDADE AUMENTADA EM GRANDES INCREMENTOS

10 INTENSIDADE DA RIVALIDADE BARREIRAS DE SAÍDA ELEVADAS ATIVOS ESPECIALIZADOS CUSTOS FIXOS DE SAÍDA INTER-RELAÇÕES ESTRATÉGICAS BARREIRAS EMOCIONAIS RESTRIÇÕES DE ORDEM GOVERNAMENTAL E SOCIAL


Carregar ppt "PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO - AULA 3 ANÁLISE ESTRUTURAL DA INDÚSTRIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google