A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Criação de Ambientes Eficazes de Aprendizagem: sessão dois CONSÓRCIO STHEM BRAZIL LORENA, BRASIL May 29, 2014 Dr. Peter Dourmashkin Physics Department.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Criação de Ambientes Eficazes de Aprendizagem: sessão dois CONSÓRCIO STHEM BRAZIL LORENA, BRASIL May 29, 2014 Dr. Peter Dourmashkin Physics Department."— Transcrição da apresentação:

1 Criação de Ambientes Eficazes de Aprendizagem: sessão dois CONSÓRCIO STHEM BRAZIL LORENA, BRASIL May 29, 2014 Dr. Peter Dourmashkin Physics Department MIT

2 Objetivo do projeto de Workshop Aprendizagem Interdisciplinar Cada grupo deverá identificar um tema e desenvolver conteúdo interdisciplinar para um ambiente de aprendizagem ativa. Você pode se concentrar em qualquer aspecto da aprendizagem ativa que você tiver encontrado no workshop.

3 Especialistas em Conhecimento/Problema Resolvido - Conhecimento de vários modelos e conceitos e como aplicá-los em diferentes cenários (tomada de decisão). - Capacidade para identificar informações relevantes e negligenciadas. - Conhecimento sobre a capacidade de aplicar metodologias para a resolução de problemas. - Capacidade de multiple representação: gráficos, equações, explicações baseadas em linguagem lógica. - Capacidade para avaliar se a resposta faz ou não sentido. - Capacidade de autoavaliação e pensamento crítico.

4 Prática Eficaz Modelo: aprender a tocar um instrumento, cozinhar ou aprender um esporte. 1.Motivação para melhorar a capacidade. 2.A prática constante da aprendizagem por tarefas desafiadora, mas não impossíveis de realizar. 3.Foco de alta qualidade e perícia em elementos práticos 1.Feedback imediato para reforçar as boas práticas e evitar a repetição das más.

5 Pergunta para discussão.

6 Pergunta para discussão Cada pessoas do grupo identifica algo que eles estão tentando aprender. Descreva uma “boa” prática, uma prática “ruim” e que tipo de feedback ajudou a melhorar a sua prática.

7 Feedback de Especialista O conhecimento do assunto pelo instrutor é crítico. Instrutor seleciona conteúdo que desafia os alunos a ampliar sua compreensão e conjunto de habilidades. Motiva os alunos porque o conteúdo é relevante e desperta paixão for aprender.

8 Repensando a função de ensinar Instrutor não mais fornece material, a aprendizagem não mais se baseia em palestra. Instrutor seleciona conteúdo que desafie os estudantes para, assim, ampliar sua compreensão e conjunto de habilidades. Motiva seus alunos porque o conteúdo é relevante and desperta a paixão pelo aprender. Toma medidas que geram resultados na aprendizagem.

9 Times de ensino Graduação TA: Aprender para ensinar Aluno TA: Encoraja o ensino do aluno Instructor Técnico: deixou de ser oculto Estudantes: instrutores de seus pares

10 Questão para Discussão

11 Questão para discussão: Experiência Dentro da Especialidade Identifique o que você acha que são os atributos de conhecimentos especializados, técnicos em sua disciplina. Discuta como implementar pelo menos um desses atributos em um ambiente de aprendizagem ativa.

12 Aprendizagem Interativa Prof. John Belcher TEAL Founder

13 Componentes de Interatividade Classe de Aprendizagem: TEAL Preparação online antes da aula: plataforma MITX. Apresentações Interativas com Demos. Testes conceituais: Peer Instruction com clickers. Visualização on-line. Experimentos “Mão na Massa”. Oportunidade “extensa” para resolução de problemas. Tarefas para depois da aula.

14 Estudantes se revezam escrevendo o trabalho. Estudantes trabalham,usando o quador, em pequenas equipes para resolver problemas. Resolução de Problemas

15 Pólya: como resolver isso! 1.Início (introdução) – identificar pressupostos e dados, identificar que informação é necessária e qual deve ser negligenciada. 2.Planejar a abordagem – articular uma estratégia que possa envolver múltiplos conteúdos e metodologias de resolução de problemas. 3.Realizar o plano – usar vários tipos de representação: equações, gráficos, visualizações. 4.Reflexão e modificação : capacidade para mudar o plano de maneira construtiva. 5.Revisão – a resposta faz sentido? Refletir sobre os limites do modelo.

16 Aprendizagem em Equipe

17 Preparação Participação Frequência Abertura à mudança. Comunicação efetiva e respeitosa. Responsabilidade pessoal. Equipe de Aprendizagem

18 Questão para discussão

19 Questão para discussão: Maximizar o grupo de aprendizagem Como maximixar os ganhos de aprendizagem para todos os participantes do grupo, apesar das diferenças generalizadas na preparação e formação. Por favor, comente sobre sua experiência na oficina da tarde de ontem, quando o professor Serva falou sobre grupos dinâmicos.

20 Hiato de Gênero na Educação STHEM

21 Questões para discussão

22 Questão para discussão: hiato de gênero Discuta sobre os principais obstáculos para mulheres nos cursos/disciplinas do STHEM. Como você pode projetar uma aprendizagem ativa que possa contornar tais obstáculos?

23 Hiato de Gênero O hiato de gênero desapareceu nos ambientes com aprendizagem ativa comparados aos formatos tradicionais expositivos. Dicussão por pares. Capacidade para fazer perguntas. Muitas oportunidades para a prática de resolução de problemas. Aprendizagem cooperativa em ambiente de aprendizagem não-competitivos. Demonstrar que a ciência e a engenharia resolvem problemas que as pessoas encontram em suas vidas cotidianas.

24 Questões Conceituais

25 Testes Conceituais / Peer Instruction Orientado pelo Instrutor Modelo: Peer Instruction, do professor Erik Mazur, tem por base testes, perguntas conceituais utilizando a tecnologia do “Clicker”. Methodologia: Testes Conceituais Estudantes, primeiro, respondem sozinhos. Os iguais (pares) discutem porque as respostas estão certas ou erradas baseados em exemplos e racioncínio. Estudantes respondem uma segunda vez. O instrutor explica qual ou quais específicos exemplos, modelos e raciocínios são corretos e por que outros são errados. O instrutor ouve as dúvidas dos alunos e as discute.

26 Oficina para confecção de projeto: Aprendizagem baseada em problemas 1. Cada grupo deve escolher um exemplo de típico trabalho em ambientes de aprendizagem expositiva. 2. Redesenhe o exemplo para um ambiente de aprendizagem ativa. 3. Discuta como instituir uma prática eficaz por parte dos alunos (resolução de problemas, etc). 4. Discuta como fornecer devolutivas, feedback especializado em ambientes de aprendizagem ativa.

27 Oficina para confecção de projeto: Aprendizagem Interdisciplinar Cada grupo (pequeno) identifica um tópico, um assunto e desenvolve um conteúdo interdisciplinar, tendo em vista um ambiente de aprendizagem ativa. Focalize algum aspecto de aprendizagem ativa que você encontrou nessa oficina.

28 Questões para discussão

29 Sessão aberta para perguntas.


Carregar ppt "Criação de Ambientes Eficazes de Aprendizagem: sessão dois CONSÓRCIO STHEM BRAZIL LORENA, BRASIL May 29, 2014 Dr. Peter Dourmashkin Physics Department."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google