A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Introdução à Administração da Produção e Operações 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Introdução à Administração da Produção e Operações 1."— Transcrição da apresentação:

1

2 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Introdução à Administração da Produção e Operações 1

3 2 O que ganhamos participando de um treinamento? Conhecimento O que fazer com este conhecimento? Formação de Facilitadores – Cristal

4 3 Conhecimento “versus” Dificuldades Zona de Conforto Desafios Ponto de Transição - + Curva das Dificuldade s Período s “ As Dificuldades Motivam os Desafios ” Curva do Conheciment o Formação de Facilitadores – Cristal

5 O que não há em comum? 4 Formação de Facilitadores – Cristal

6 5 O Papel das Organizações Formação de Facilitadores – Cristal

7 6 Evolução do Foco das Organizações Formação de Facilitadores – Cristal

8 7 Evolução: Cenários e Organizações Formação de Facilitadores – Cristal

9 8 Vantagem Competitiva: A velocidade de Adaptação ao Ecossistema Formação de Facilitadores – Cristal

10 9 A Evolução dos Modelos de Gestão Formação de Facilitadores – Cristal

11 10 00 – 20 : O Desafiador Cenário Atual Formação de Facilitadores – Cristal

12 11 Os Próximos 20 anos Formação de Facilitadores – Cristal

13 Modelos de Sistemas de Gestão Partes Interessadas 12

14 Integração dos processos Administrativo Comercial Recursos Humanos Segurança Produção Meio Ambiente Tecnologia da Informação Qualidade Manutenção J F M A M J Resultados ? Ao analisarmos os resultados destes setores, não temos algo muito claro. 13

15 Integração dos processos Administrativo Comercial Recursos Humanos Segurança Produção Tecnologia da Informação Resultados Ao adotar o modelo de gestão do Quali MT organiza-se o sistema de gestão de forma lógica e de fácil compreensão. Manutenção Meio Ambiente Qualidade 14

16 Formação de Facilitadores 15

17 16  Evolução Histórica  Conceitos, objetivos e funções da Adm da Produção  Fluxos e recursos e de informações Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações (Moura, 1989:2)

18 17 Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações  Evolução Histórica: Pré-história: -Caça -Agricultura -Pastoreio Revolução Industrial: -Início da produção industrial moderna (utilização intensiva de máquinas, transformações urbanas e rurais, mão-de-obra em condições desumanas). Produção em massa: -Marca americana (linha de montagem). -“Administração científica” da produção (Taylor).

19 18 Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações  Evolução Histórica: Pós segunda guerra mundial: -Estados Unidos – firmou-se grande potência. -Administração da produção – técnicas produtivas americanas. -Marketing e Finanças Década de 1960: -Transferência de técnicas e conceitos do ambiente industrial para serviços. -Introdução do termo Operações. Década de 1970: - ADM da Produção readquire posição de destaque.

20 A Revolução Industrial do Século XVIII transformou a face do mundo; Esta Revolução marca o início da produção industrial moderna:  Watt inventou a máquina a vapor na Inglaterra em 1765;  Utilização intensiva de máquinas;  Criação de fábricas;  Melhoria das condições de trabalho;  Transformações urbanas e rurais. 19 Histórico

21 A Inglaterra foi o berço desta Revolução  Transformou-se na grande potência econômica do XIX;  Devido ao grande capacidade de produção de produtos manufaturados;  Realizava trocas por alimentos, minerais e matérias-primas em geral em condições extremamente vantajosas. 20 Histórico

22 Em 1801, Eli Whitney apresentou o conceito de padronização de peças, onde ele escolhia ao acaso as peças para montar um rifle e dispará-lo. As Técnicas de Administração que se tornaram populares durante a maior parte do século XX, entretanto, nasceram ou se desenvolveram nos EUA; De lá para cá as técnicas e instrumentos de gestão da produção se difundiram por inúmeros países. 21 Histórico

23 No início do Século XX um engenheiro chamado “Frederick Taylor”, introduziu o conceito da aplicação de racionalidade e métodos científicos à administração do trabalho nas fábricas, sendo conhecida como “administração científica”. A essência da filosofia de Taylor era que leis científicas governam o quanto um trabalhador pode produzir por dia, e que é função da administração descobrir e usar estas leis na operação de sistemas produtivos (e a função do trabalhador é de executar os desejos dos administradores sem questioná-los). 22 Histórico

24 A chamada produção em massa, que foi e continua sendo a marca registrada dos EUA, pôde ser encontrada já em 1913, quando começou a linha de montagem da Ford; Diz-se que Ford teve a idéia ao observar o uso que um fabricante de relógios suíço fazia da tecnologia; 23 Histórico

25 Todos os Ford modelo T foram pintados de preto; A introdução da linha de montagem em agosto daquele ano, cada chassi era montado por um trabalhador em aproximadamente 12 horas e mais, oito meses mais tarde, cada trabalhador realizava uma pequena unidade de trabalho e o chassi sendo movido mecanicamente o tempo médio era de 93 minutos. 24 Histórico

26 Os principais mecanismos de Taylor foram: Estudos de tempos e plano de incentivos; As idéias de Taylor forma amplamente aceitas no Japão contemporâneo, e até hoje há um forte legado taylorismo nas abordagens Japonesas à gestão da manufatura. 25 Histórico

27 ATIVIDADE PARA SALA 26 1.O que é logística? 2.Importância para a gestão de uma empresa e para o Brasil? 3.Porque é importante organizar o sistema de gestão de uma empresa? 4.Quais foram as mudanças dos últimos 20 anos em relação a gestão empresarial? 5.O que é Gestão de Produção? 6.O que é Gestão de Distribuição?

28 27

29 28 Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações  Conceitos: “A Administração da Produção e Operações é o campo de estudo dos conceitos e técnicas aplicáveis à tomada de decisões na função de Produção (empresas industriais) ou Operações (empresas de serviços)”. (MOREIRA, 2008, pág. 3) “A expressão administração de operações diz respeito refere-se ao projeto, direção e controle dos processos que transformam insumos em serviços e produtos, tanto para os clientes internos quanto para os externos. (KRAJEWSKI, 2009, pág. 2)

30 29 Modelo geral da administração da produção Recursos de entrada a serem transformados Materiais Informação consumidores Recursos de entrada de transformação Instalações pessoal Recursos de entrada input Saídas de produtos e serviços output Consumidores Planejamento e controle Projeto Melhoria Estratégia de produção Objetivos estratégicos de produção Papel e posição Competitiva da produção Ambiente

31 30

32 31

33

34 Definição de AP: Gestão do processo de conversão que transforma insumos, tais como matéria-prima e mão-de-obra, em resultados na forma de produtos acabados e serviços. 33 Conceitos de AP Davis et al, 2001

35 Introdução aos estudos da Administração da Produção  Conceitos, objetivos e funções da Adm da Produção Distinção entre produtos e serviços:  Produto: bem físico, tangível (implica na fabricação de um produto). Ex.:(geladeira, automóvel, etc..)  Serviço: é prestado, implica em uma ação. Ex.: Consulta médica consiste na ação exame-diagnóstico-prescrição. CaracterísticasIndústriasEmpresas de Serviços ProdutoFísicosIntangível EstoquesComunsImpossível Padronização dos InsumosComumDifícil Influência da mão-de-obraMédia/PequenaGrande Padronização dos produtosFácilDifícil

36 35 Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações  Objetivos e funções da Adm da Produção e Operações Objetivos estratégicos da produção:  Contribuir para que se atinja os objetivos organizacionais a longo prazo.  Traduzir os objetivos organizacionais em objetivos de desempenho de produção (qualidade dos bens e serviços, a velocidade com que são entregues, a confiabilidade, a flexibilidade e o custo de produção).  Gestão eficaz das atividades desenvolvidas por uma empresa, visando atender seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

37 36 Responsabilidades diretas da administração da produção:  Entender os objetivos estratégicos da produção.  Desenhar produtos, serviços e processos de produção;  Planejar e controlar a produção;  Melhorar o desempenho da produção. Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações

38 37 Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações  Objetivos e funções da Adm da Produção A Administração da Produção e Operações preocupa-se com o Planejamento, a Organização, a Direção e o Controle das operações produtivas de forma a se harmonizarem com os objetivos da empresa. (MOREIRA, 2008, pág. 7.) O Planejamento e a tomada de decisões: -Nível estratégico -Nível tático -Nível operacional

39 38 Natureza das funções cobertas Projeto do Sistema de Produção Operação do Sistema de Produção Controle do Sistema de Produção Funções ligadas a decisões ESTRATÉGICAS Planejamento da Capacidade Localização de Instalações Projeto do Produto e do Processo - Funções ligadas a decisões TÁTICAS Arranjo Físico de Instalações Projeto e Medida do Trabalho Previsão da Demanda Planejamento Agregado Funções ligadas a decisões OPERACIONAIS Programação e Controle da Produção Administração de Projetos Controle de Estoques: o Lote Econômico Controle de Estoques: Demanda Independente O Sistema MRP Controle Estatístico de Qualidade Medida da Produtividade

40 Ler o Texto Operações na Prática. IKEA 39 Operações na Prática

41 40

42 Função Produção Representa a união de recursos destinados à produção de seus bens e serviços. Gerentes de Produção Exercem a responsabilidade particular de administrar algum ou todos os recursos envolvidos pela função de produção. Administração da Produção É o termo usado para as atividades, decisões e responsabilidades dos gerentes de produção. 41 Produção na Organização

43 Funções centrais e de apoio 42 Slack et al, 2002 Funções de Suporte Funções Principais

44 43 Objeto de Estudo Tomada de Decisão Futuro Resultados Produtos e Serviços Utilidades Satisfação Felicidade

45 44 Tomada de Decisão É o processo pelo qual são escolhidas algumas ou apenas uma entre muitas alternativas para as ações a serem realizadas. A decisão é tomada a partir de probabilidades, possibilidades e ou alternativas, para toda ação existe uma reação, portanto são de reações que são baseadas as decisões

46 45 Tomada de Decisão Obtenção das InformaçõesElaboração de Previsões Escolha da OpçãoImplantação da Decisão Avaliação do Desempenho Feedback Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Está presente em todas as funções administrativas (Planejar, Organizar, Dirigir, Controlar, etc.)

47 46 Futuro Objetivos a alcançar Incertezas a minimizar Sonhos a concretizar Realidade desejável Produção Consumo Mercado

48 47 Resultados Fim almejado Ação de trabalho Desempenho Critérios de avaliação Feedback Medida de eficácia Questão de sobrevivência

49 48 Produtos e Serviços Produto é algo que pode ser oferecido em um mercado para satisfazer a um desejo ou necessidade. Contudo é muito mais do que apenas um objeto físico. É o pacote completo de benefícios ou satisfação que os compradores percebem que eles obterão se adquirirem o produto. É a soma de todos os atributos físicos, psicológicos, simbólicos e de serviço. Produtos = Bens Tangíveis Serviço=Bens Intangíveis

50 49 Utilidade Capacidade de sanar a necessidade Valor agregado (econômico ou não) Real vantagem A falta de utilidade leva o produto ao desaparecimento

51 50 Satisfação Qualidade Desempenho Atendimento Eficiência Conforto Utilidade Bens estar

52 51 Felicidade Viver bem Viver servindo Viver alegre Viver aprendendo Viver em paz Viver a vida

53 52 Produção É o processo de transformação intencional com a finalidade de geração de bens econômicos ou todas as operações que lhe agreguem valor. Pode ser classificada em:  Produção de Bens Econômicos e  Produção de Serviços.

54 53 Transformação É o uso de recursos para mudar o estado ou condição de algo para produzir saídas. A maioria das operações produz tantos produtos como serviços. Os processos de transformação podem ser: De materiais - processam suas propriedades físicas (forma, composição, características). De informações - processam a forma da informação (ex. contadores, consultoria, serviços de notícias, etc). De consumidores – processam condições físicas (ex. médicos, hotéis, etc).

55 VER ATIVIDADE 54

56 55 Administração da Produção Administração da produção é a atividade que se responsabiliza pela transformação de entradas (de materiais e serviços) em saídas (de bens e serviços), gerenciando todas as atividades necessárias para que isso ocorra. A literatura especializada também se refere ao estudo de Administração da produção como Gerência de operações.

57 56 Sistema de Produção

58 57 Função da Administração da Produção A função da produção é criar a riqueza para a sociedade por meio da agregação de valor pelo processo de transformação de insumos em produtos.

59 58 Funções do Sistema de Produção Marketing é o processo de encontrar necessidades e satisfazê-las de forma rentável. Engloba a construção de um satisfatório relacionamento a longo prazo do tipo ganha-ganha no qual indivíduos e grupos obtêm aquilo que desejam. O marketing se originou para atender as necessidades de mercado, mas não está limitado aos bens de consumo; é também amplamente usado para "vender" idéias e programas sociais. Técnicas de marketing são aplicadas em todos os sistemas políticos e em muitos aspectos da vida.

60 59 Funções do Sistema de Produção A Engenharia de Produção dedica-se à concepção, melhoria e implementação de sistemas integrados de pessoas, materiais, informação, equipamentos e energia. Utiliza-se do conhecimento especializado em matemática, física e ciências sociais, em conjunto com análise e projeto de engenharia, para especificar, prever e avaliar os resultados obtidos por tais sistemas. A Engenharia de Produção, ao enfatizar as dimensões do produto e do sistema produtivo, encontra-se com as idéias:  projetar produtos,  viabilizar produtos,  projetar sistemas produtivos,  viabilizar sistemas produtivos,  planejar a produção,  produzir e  distribuir produtos que a sociedade valoriza.

61 60 Funções do Sistema de Produção Finanças é a arte e a ciência da gestão do dinheiro, responsável em administrar os recursos financeiros. Tomando decisões como:  Preço  Controle de gastos  Custo diretos e indiretos  Orçamentos

62 61 Funções do Sistema de Produção A Logística é a área da administração que cuida do transporte e armazenamento das mercadorias. Logística é o conjunto de Planejamento, Operação e Controle do Fluxo de Materiais, Mercadorias, Serviços e Informações da Empresa, integrando e racionalizando as funções sistêmicas desde a Produção até a Entrega, assegurando vantagens competitivas na Cadeia de abastecimento e a conseqüente satisfação dos clientes. Em linhas gerais, podemos dizer que a Logística está presente em todas as atividades de uma companhia. A Logística começa pela necessidade do cliente. Sem essa necessidade, não há movimento de produção e entrega.

63 62 Funções do Sistema de Produção Na gestão organizacional, Recursos Humanos é o conjunto dos empregados ou dos colaboradores dessa organização. Função que visa adquirir, desenvolver, usar e reter os colaboradores da organização. O objetivo básico da função de Recursos Humanos (RH): recrutar, treinar, estabelecer relações trabalhistas, negociação de contratos, política salarial, entre outros.

64 63 Funções do Sistema de Produção Informação é um termo que pode assumir muitos significados dependendo do contexto, mas como regra geral está relacionado com alguns conceitos como símbolos, significância, dados, conhecimento, entropia negativa, comunicação, verdade e mensagem, se utilizado no contexto dos sistemas de comunicação. A informação representa o dado interpretado, contextualizado ou utilizado por alguém. Considerando que informar é dar forma a algo, informação é o dado bruto lapidado, formatado, comunicado por algum agente. Quando o dado não é compreendido ele não pode ser considerado como informação.

65 Funções centrais e de apoio 64

66 65 Proteção da Produção Entre as principais responsabilidades da Administração da Produção está a proteção da produção: são medidas utilizadas para garantir a continuidade da produção ao longo do tempo, defendendo-a de intempéries e circunstâncias externas. A proteção da produção pode ser dividida de acordo com sua natureza: Proteção física - envolve a construção de um estoque de recursos, de forma que qualquer interrupção de fornecimento possa ser absorvida pelo estoque. Serve tanto para matérias-primas quanto para produtos acabados. Proteção organizacional - é uma função de isolamento do pessoal da produção com o ambiente externo. É feito pelo pessoal de apoio (escritórios, etc). Seu uso excessivo tem sido criticado por modelos japoneses, que prevêem maior interação de pessoal da fábrica com fornecedores/clientes externos.

67 66 Tipos de operação de produção A gerência de operações trata de operações produtivas, que tipicamente se diferem em quatro variáveis: Volume - Em sistemas de grande volume de produção (por exemplo, os sistemas da lanchonete McDonalds), há um alto grau de repetição de tarefas. Isso possibilita a especialização de trabalhadores, e a sistematização do trabalho e de ferramentas.  custo unitário baixo,  os custos fixos são diluídos em um grande número de produtos. Em sistemas com baixo volume de produção (por exemplo, um restaurante pequeno), há um número pequeno de funcionários, e não há grande repetição de tarefas.  o custo unitário é bem mais alto,  custo fixo, pouco diluído.  o capital exigido, no entanto, é intensivo.

68 67 Tipos de operação de produção Variedade - Confronta produtos ou serviços altamente padronizados (analogia: ônibus, com rotas estabelecidas) com outros produtos e serviços altamente flexíveis e customizáveis (analogia: táxi, que pode seguir infinitas rotas).  o que é padronizado tem custos mais baixos e  pode ter uma taxa de erros menor (e por conseqüência, uma qualidade maior). Variabilidade (de demanda) - Contrapõe negócios de alta variação de demanda (demanda instável – por exemplo, um resort que fica cheio na alta temporada, mas vazio na baixa) com negócios de demanda estável (por exemplo, um hotel na frente de uma rodoviária movimentada).  o custo unitário de primeiro caso é maior,  e ele deve se adaptar para contratar funcionários temporários, etc.

69 68 Tipos de operação de produção Visibilidade - Depende do quanto da operação é exposto para os clientes. Operações de alto contato (ex. varejo de material de construção) exigem funcionários com boas habilidades de interação com o público. Operações de baixo contato (ex. vendas por catálogo, ou via web) exigem funcionários menos qualificados, e pode ter alta taxa de utilização por isso, tem custos mais baixos.  Visibilidade baixa tolera prazos de entrega mais longos, e por isso podem trabalhar com menor estoque.  Há operações de visibilidade mista: algumas micro operações são de alta visibilidade, outras de baixa.

70 69 Responsabilidades A Administração da Produção tem responsabilidade por todas as atividades da organização que contribuem para a produção efetiva de bens e serviços. E podem ser classificadas em: Responsabilidade Direta  Entendimento dos objetivos estratégicos (entender o que se está tentando atingir);  Desenvolvimento de uma estratégia para a produção;  Projeto dos produtos, serviços e processos de produção (definir a forma física, aspecto e a composição física do produto);  Planejamento e controle da produção (decidir sobre o melhor emprego dos recursos de produção, assegurando a execução do que foi previsto);  Melhoria do desempenho da produção;

71 70 Responsabilidades Responsabilidade Indireta – muitas decisões afetam as atividades da produção.  Desenvolvimento de projetos de propaganda (afeta os níveis de demanda e o composto de produtos e serviços);  Análise financeira para desempenho e decisões;  Entendimento das necessidades de recursos humanos;  Entendimento das necessidades de sistema informatizado;

72 71 Responsabilidades Responsabilidade Ampla – de interesse de mais longo prazo da organização.  Globalização (o mundo parece um lugar menor; como a adm. da produção lida com esse conjunto expandido de oportunidades?);  Proteção Ambiental (São, geralmente, falhas operacionais as raízes de desastres ecológicos);  Responsabilidade Social (o impacto das atividades sobre os trabalhadores e sobre a comunidade como um todo);  Consciência tecnológica (o gerente de produção deve estar atendo a mudanças na tecnologia, ainda que não sejam diretamente relevantes, para avaliarem qual será o impacto na área da produção);  Gestão do Conhecimento – fator importante às empresas é o conhecimento que se detém;

73 72 MEGA-QUESTÕES PRODUÇÃO PLANEJAMENTO E CONTROLE POR QUÊ?  PLANO DE OBJETIVOS E METAS O QUÊ?  PROJETO DE PRODUTO COMO?  PROJETO DE PROCESSO COM O QUÊ?  PLANO DE RECURSOS QUANDO?  PROGRAMAÇÃO DE PRAZOS QUANTO?  PROGRAMAÇÃO DE VOLUME ONDE?  PROJETO LOCACIONAL

74 Estudo de Caso 73 Exercício ACME WHISTLES Responder as questões do estudo de caso da ACME WHISTLES.

75 74

76 Modelo de Transformação 75 Slack et al, 2002 A administração da produção trata da maneira pela qual as organizações produzem bens e serviços. São as atividades, decisões e responsabilidades dos gerentes de produção. A função de produção na organização representa a união de recursos destinados à produção de bens e serviços. Qualquer organização possui uma função de produção porque produz algum tipo de bem/serviço. Segundo Ritzman (2004), a administração da produção pode ser entendida como a maneira pela qual as organizações dirigem e controlam os processos que transformam insumos em bens e serviços. O entendimento de processo é significativo quando se fala em administração da produção. Os processos são realizados por todas as organizações com a finalidade de gerar produtos para os clientes. De maneira simples pode-se afirmar que os insumos são transformados “dentro” de um processo, com o propósito de agregar valor.

77 Processo de Transformação:  Conversão real de entradas em saídas; 76 Conceito de processo de transformação Davis et al, 2001

78 Inputs Recursos transformados São os recursos que são tratados, transformados ou convertidos de alguma forma. materiais informações; e consumidores Ex: doente, farinha de trigo, notícia. 77

79 Inputs Recursos transformadores São os recursos que agem sobre os recursos transformados. Instalações – prédios, equipamentos, terreno e tecnologia do processo de produção Funcionários – Todas pessoas, de todos os níveis, envolvidas no processo de produção. 78 Ex: estetoscópio, batedeira, impressora.

80 Processo de transformação É diretamente relacionado com a natureza dos recursos de input transformados.  Processamento de materiais Propriedades físicas Propriedades de localização Propriedades de posse Propriedade de estoque ou acomodação 79 Ex: operações de manufatura, mineração, serviços postais, operações de varejo, armazéns, distribuidoras.

81 Processo de transformação 80 – Processamento de informações Propriedades informativas Propriedades de localização Propriedades de posse Propriedade de estoque ou acomodação Ex: contadores, telecomunicações, empresas de pesquisa de mercado, arquivos, bibliotecas.

82 Processo de transformação 81 – Processamento de consumidores Propriedades físicas Propriedades de localização Propriedades fisiológicas Propriedades psicológicas Propriedade de estoque ou acomodação Ex: cabeleireiros, cirurgiões plásticos, táxis, hospitais, teatros, parques,faculdades, hotéis

83 Outputs Os outputs e o propósito do processo de transformação são bens físicos e/ou serviços, e estes, geralmente, são vistos como diferentes em vários sentidos. TangibilidadeEstocabilidade TransportabilidadeSimultaneidade Contato com o consumidorQualidade 82

84 Outputs Bens PurosServiços Puros TangíveisIntangíveis Podem ser estocadosNão podem ser estocados A produção precede o consumoProdução e consumo simultâneos Baixo nível de contatoAlto nível de contato Qualidade evidenteQualidade percebida Produção de PetróleoClínica Psicoterápica 83 A maioria das operações produz tanto produtos como serviços.

85 Hierarquia do Sistema de Produção - Macro e Microperações 84 A - 1 A - 2 B - 1 C - 1C - 2 INPUTOUTPUT Processo de Transformação INPUT OUTPUT INPUT OUTPUT

86 85

87 A produtividade pode ser medida através da análise da relação entre as Saídas (ou seja, a medida quantitativa do que foi produzido, como o valor das receitas provenientes da venda dos serviços ou produtos finais) e as Entradas (ou seja, a medida quantitativa dos insumos, como a quantidade ou o valor das matérias-primas, mão-de-obra, energia elétrica etc.). Produtividade = medida das saídas medida das entradas 86

88 A produção em massa aumentou de maneira fantástica a produtividade e a qualidade, e foram obtidos produtos bem mais uniformes, em razão da padronização e da aplicação de técnicas de controle estatístico de qualidade. No Brasil, em 1996, já tínhamos fábricas que montavam automóveis em um dia, uma média de 1,25 automóvel por minuto. O conceito de produção em massa e as técnicas produtivas dele decorrentes predominaram nas fábricas até meados da década de 60, quando surgiram novas técnicas produtivas, que vieram a caracterizar a denominada produção enxuta. Alguns conceitos introduzidos pela produção enxuta são bastante conhecidos, tais como o just-in-time, a engenharia simultânea, as células de produção e o benchmarking. Ao longo desse processo de modernização da produção, cresce em importância a figura do consumidor. Pode-se dizer que a procura da satisfação do consumidor é que tem levado as empresas a se atualizarem com novas técnicas de produção. É tão grande a atenção dispensada ao consumidor que este, em muitos casos, já especifica em detalhes o "seu" produto, sem que isto atrapalhe os processos de produção. Assim, estamos caminhando para a produção customizada, que, sob certos aspectos, é um "retorno ao artesanato", sem a figura do artesão. 87

89 Processadores de MateriaisProcessadores de InformaçõesProcessadores de Consumidores Empresas de manufaturacontadoresCabeleireiro Operações de varejomatriz de bancosHotéis Armazénsanalistas financeirosHospital Serviços postaisserviço de notíciatransporte de massa rápido Empresas de transporte Rodoviário empresas de pesquisa de marketingteatro, parques temáticos dentista Linha de embarque de Containers empresas de telecomunicações 88 EXEMPLOS DE OPERAÇÕES E SEUS RECURSOS TRANSFORMADOS DOMINANTES: a) Recursos transformados são aqueles tratados, transformados ou convertidos de alguma forma. Na produção de uma organização, geralmente, emprega-se um composto de: materiais; informações; e consumidores.

90 89 b) Recursos de transformação são aqueles que agem sobre os recursos transformados. Na produção de uma organização existem dois tipos de recursos de transformação: instalações – prédios, equipamentos, terreno e tecnologia do processo de produção; funcionários – são aqueles que operam, mantêm, planejam e administram a produção. Exemplos de recursos de transformação encontrados em algumas operações: empresa de navegaçãofábrica de papelestação de rádio tipos de instalações navios docas prédios no cais bobinadeiras máquinas de fabricar papel equipamento de radiodifusão transmissores armazéns equipamentos máquinas de corte caldeirasequipamentos de estúdio tipos de funcionários marinheiros engenheiros operadores químicos disc jockeis locutores pessoal de cozinhaengenheiros industriaisTécnicos pessoal de limpezaengenheiros químicos

91 90 c) Processo de transformação O Processo de Transformação depende, basicamente, da natureza de seus inputs, ou seja, dos recursos transformados. Processador de Materiais podem transformar as propriedades físicas: forma, composição ou características; ou podem mudar a localização, a posse, e ainda, acomodar ou estocar os materiais. Processador de Informações podem alterar as propriedades da informação; podem manter a posse da informação; podem estocar as informações; e podem mudar a localização da informação. Processador de Consumidores alteram as propriedades físicas; acomodam os consumidores; mudam a localização; transformam o estado fisiológico; e ainda transformam o estado psicológico

92 91 d) Outputs Os outputs ou os produtos de um modelo de transformação podem ser divididos em bens e serviços. As diferenças mais relevantes entre os bens e os serviços envolvem os seguintes aspectos técnicos: a natureza do que se oferece ao cliente e do seu consumo; a uniformidade dos insumos necessários; as possibilidades de uniformização; o grau de padronização daquilo que é oferecido CaracterísticaEmpresas de bensEmpresas de serviços produtofísicoIntangível estoquescomunsImpossível padronização dos insumoscomumDifícil influência da mão-de-obramédia/pequenaGrande padronização dos produtoscomumDifícil

93 92 Um grande banco possui vários processos, que podem ser divididos em subprocessos, como mostra a figura abaixo:

94 Exercício 1 - Descreva as operações das organizações a seguir usando o modelo de transformação. Identifique cuidadosamente os recursos de transformação, os recursos transformados, o tipo de processo de transformação e os outputs resultantes do processo de transformação: Delegacia do GOE -Fábrica de Massas Vitarella - Floricultura Clínica de Estética -Usina siderúrgica - Restaurante Clube de futebol - Polícia (segurança pública) - Empresa de táxis 2 - Uma empresa que fabrica e comercializa produtos de aço inoxidável conta com 350 colaboradores e fatura R$ 70 milhões por ano. Uma outra empresa, do setor de autopeças, conta com colaboradores e fatura R$ 70 milhões por ano. Qual das duas tem maior produtividade da mão-de- obra? Que fatores devem ser considerados na análise? 3 - Como você descreveria a função da administração da produção em um quiosque de sanduíches? 4 - Cite algumas inovações introduzidas pela Revolução Industrial que geraram grandes aumentos de produtividade. 5 - Em sua opinião quais os setores da economia brasileira tem aumentos de produtividade mais acentuados? 93

95 94

96 95 Introdução aos estudos da Administração da Produção e Operações  Fluxos de recursos e de informações Modelo de transformação: Recursos transformados - Inputs Materiais Informações Consumidores Recursos de transformação Inputs Instalações Pessoal INPUT PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO OUTPUT BENS E SERVIÇOS Ambiente

97 96 SISTEMAS DE PRODUÇÃO

98 97 A FUNÇÃO PRODUÇÃO O Processo de Transformação InputsOutputs Recursos Humanos, Instalações e Processos, Materiais, Terra, Energia e Informação Bens Serviços Processo de transformação Medida de Performance (Qualidade, Custo, Produtividade, etc.)

99 Proteção da Produção ORGANIZACIONAL Envolve as outras funções da organização, à medida em que, estas, efetivamente, formam uma barreira ou proteção entre as incertezas ambientais e a função produção. Busca-se com este tipo de proteção dar estabilidade, e permitir que a organização possa organizar-se para obter a máxima eficiência. 98

100 Tipos de Operações de Produção As operações são similares na forma de transformar recursos de input em output de bens e serviços. Existem diferenças, no entanto, medidas a partir de “4 dimensões”. Dimensões da Operação Produção:  Volume de output;  Variedade de output;  Variação da demanda do output;  Grau de contato com o consumidor. 99 (Slack et al., 1996)

101 Dimensão Volume Baixa repetição Menor sistematização Alto custo unitário Cada funcionário par-ticipa mais do trabalho 100 Alta repetitividade Especialização Sistematização Capital intensivo Baixo custo unitário Restaurante Porto Ferreiro Lanchonete McDonald´s

102 Dimensão Variedade Flexível Completo Atende as necessidades dos consumidores Alto custo unitário 101 Bem definida Rotineira Padronizada Regular Baixo custo unitário Táxi Ônibus

103 Dimensão Variação Capacidade mutante Antecipação Flexibilidade Ajustado com a demanda Alto custo unitário 102 Estável Rotineira Previsível Alta utilização Baixo custo unitário Resort Muro Alto Mar Hotel

104 Dimensão Visibilidade Tolerância de espera limitada; Satisfação definida pela percepção do consumidor; Necessidade de contato com o consumidor; Alto custo unitário. 103 Tempo entre produção e consumo; Padronização; Pouca habilidade de contato; Centralização; Baixo custo unitário; Atendimento em Loja (Claro) Atendimento Via Internet (Claro)

105 Implicações dos 4 Vs Todas possuem implicações para o custo de produção 104 volume + visibilidadevariaçãovariedade ++ volume + visibilidadevariaçãovariedade ++ = CUSTO

106 Proteção da Produção 105 Os gerentes de produção devem procurar minimizar problemas e proteger a produção do ambiente externo. A produção é vulnerável às incertezas “ambientais” em termos de oferta e demanda. o Circunstâncias mutantes o Ambiente econômico instável o Intempéries naturais o Prever precisamente a safra de um alimento o Crises de insumos (petróleo), alta do dólar o Terremotos, chuvas, secas, etc.

107 Proteção da Produção Uma forma de minimizar-se problemas “ambientais” é isolando a função produção do ambiente externo. Isso pode ser feito de duas maneiras:  Proteção Física: manter estoque de recursos, seja input para o processo de transformação ou output;  Proteção Organizacional: alocar as responsabilidades das várias funções da organização, de modo que a função produção seja protegida do ambiente externo pelas mesmas. 106

108 Proteção da Produção FÍSICA Envolve a construção de um estoque de recursos, de forma que qualquer interrupção de fornecimento possa ser absorvida pelo estoque, o chamado estoque de proteção. É usado tanto na entrada, no meio do processo como na saída do processo de transformação. 107

109 108 Introdução aos estudos da Administração da Produção  Avaliação da Produtividade: Produtividade: A relação entre o valor do produto e/ou serviço produzido e o custo dos insumos para produzi-lo. Depende essencialmente do Output e Input. PRODUTIVIDADE = PRODUTO FINAL ______________ INSUMOS - Matéria-prima - Mão-de-obra - Tempo - Hora de máquina

110 109 Introdução aos estudos da Administração da Produção  Produtividade: Antes: Depois: 20 sapatos /2 m 2 couro 22 sapatos/ 2 m 2 couro 20 sapatos/ 1hora.10 trab 20 sapatos/1h.9trab

111 Formas de se melhorar a produtividade 1.Produzir mais output usando o mesmo nível de inputs. 2.Produzir a mesma quantia de output usando menor nível de inputs. 3.Produzir mais output usando menor nível de inputs.

112 Maior valor percebido AÇÃO GERENCIAL Redução no “input” por unidade de “output” Aumento no “output” e redução no “input” Aumento no “output” por unidade de “input” Produtividade melhorada Preços mais altos Maior participação no mercado Aumento na receita Maiores lucros Melhoria nos processos produtivos Melhoria na qualidade do produto Baixos custos de manufatura e serviços Impacto econômico da melhoria da produtividade e qualidade

113 Ciclo da Produtividade Medida da Produtividade Planejamento da Produtividade Avaliação da Produtividade Melhoria da Produtividade

114 Tendências Recentes na Administração da Produção o Produção Just-in-Time o Gestão da Qualidade Total o Tecnologias computador- dependentes o Competição com base no tempo o Reengenharia dos processos de negócios o A Fábrica de Serviços o Mapeamento do fluxo de valor PETRÔNIO MARTINS (2005) ATIVIDADE o Engenharia simultânea o Tecnologia de grupo o Consórcio modular o Células de produção o Desdobramento da função qualidade (QFD) o Comakership o Sistemas flexíveis de manufatura o Manufatura integrada por computador o Benchmarking o Produção customizada

115 114

116 115 GESTÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES Administração Estratégica da Produção e Operações

117 116 Administração Estratégica da Produção Fornecer vantagens baseado na produção Ligar estratégia e produção Adotar Melhores Práticas 1 ° estágio Corrigir erros graves 2 ° estágio 3 ° estágio 4 ° estágio Redefinir as expectativas do setor industrial Ser claramente o melhor do setor Ser tão bom quantos os concorrentes Parar de atrapalhar a organização Apoio Externo Apoio interno Neutralidade externa Neutralidade interna A habilidade de implementar A habilidade de ser adequado A habilidade de direcionar estratégias Fonte: Slack, Administração da Produção, pág. 68

118 117 Administração Estratégica da Produção  Papel da Função da Produção: Implementadora da estratégia empresarial; Apoio para a estratégia empresarial; Impulsionadora da estratégia empresarial.

119 118 Administração Estratégica da Produção  Decisões estratégicas significam decisões que: -Tem efeito abrangente na organização à qual a estratégia se refere; -Definem a posição da organização relativamente a seu ambiente; -Aproximam a organização de seus objetivos a longo prazo. Estratégia é mais que uma só decisão, é o padrão global de decisões e ações que posicionam a organização em seu ambiente e tem o objetivo de fazê-la atingir seus objetivos de longo prazo.

120 119

121 120

122 121

123 122 Administração Estratégica da Produção e Operações  Objetivos de desempenho da produção  Objetivo Qualidade;  Objetivo rapidez;  Objetivo confiabilidade;  Objetivo flexibilidade;  Objetivo custo.

124 123 Administração Estratégica da Produção e Operações  Prioridades Competitivas:  Custo: 1 – Operações de baixo custo  Qualidade: 2 – Qualidade superior 3 – Qualidade Consistente  Tempo: 4 – Rapidez na entrega 5 – Entrega no prazo 6 – Velocidade de desenvolvimento  Flexibilidade: 7 – Personalização 8 – Variedade 9 – Flexibilidade de Volume

125 124 Administração Estratégica da Produção e Operações Fazer CERTO as coisas Fazer as coisas com RAPIDEZ Fazer as coisas a TEMPO MUDAR o que você faz Fazer as coisas mais BARATO Vantagem em QUALIDADE Vantagem em RAPIDEZ Vantagem em CONFIABILIDADE Vantagem em FLEXIBILIDADE Vantagem em CUSTO Proporciona

126 125 Administração Estratégica da Produção Fatores competitivos Se os consumidores valorizam estes... Objetivos de desempenho Então a operação precisará ser excelente nestes... Preço baixoCusto Qualidade altaQualidade superior / qualidade consistente Entrega rápidaRapidez da entrega / velocidade desenvolvimento Entrega confiávelConfiabilidade / entrega no prazo Produtos e serviços inovadoresFlexibilidade (produto/serviço) / personalização Ampla gama de produtos e serviçosFlexibilidade (mix ou composto de produtos) Habilidade de mudar a quantidade ou o prazo de entrega dos produtos e serviços Flexibilidade (volume e/ou entrega)

127 126

128 127 Administração Estratégica da Produção e Operações  Competências essenciais (centrais) para desenvolvimento de estratégias empresariais: -Equipe de trabalho; -Instalações; -Know-how mercadológico e financeiro: -Sistemas e tecnologias

129 128 CRIAR ATIVIDADE SALA

130 129

131 130 GESTÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES Sistemas de Administração da Produção

132 Sistemas de Produção 131  Sistema de Produção Define-se “sistema de produção” o conjunto de atividades e operações inter- relacionadas envolvidas na produção de bens ou serviços. Dinâmica dos sistemas de produção: O sistema de produção sofre influências e restrições internas e externas:

133 132 Sistemas de Produção  Restrições  Internas: -Marketing; -Finanças; -Recursos Humanos.  Externas: -Condições econômicas gerais do país; - políticas e regulações governamentais; - competição; - tecnologia.

134 133 Sistema de Produção Processo De Conversão INSUMOS PRODUTOS E SERVIÇOS SUBSISTEMA DE CONTROLE

135 134 Sistema de Produção  Controle dos sistemas de produção Eficácia: É a medida de quão próximo se chegou dos objetivos previamente estabelecidos. Eficiência: É a relação entre o que se obteve (output) e o que se consumiu em sua produção (input), medidos na mesma unidade.

136 135 Sistemas de Produção  Classificação Tradicional: -Sistemas de produção contínua ou de fluxo de linha; -Sistemas de produção por lotes ou por encomenda (fluxo intermitente); - Sistemas de produção para grandes projetos sem repetição;

137 136 ORIENTAÇÃO PARA ESTOQUE ORIENTAÇÃO PARA ENCOMENDA Fluxo em linha- Refinaria petróleo - Indústria Químicas - Fábricas de papel -Veículos especiais -Companhia telefônica -Eletricidade Fluxo intermitente-Móveis -Metarlúgicas -Restaurante -Móveis sob medida -Peças especiais -Buffet Projeto-Arte para exposição -Casas pré-fabricadas -Fotografias artísticas -Edifícios -Navios -Aviões Classificação Cruzada de SCHROEDER

138 137 Tipos de Processos de Produção em Manufatura e Serviços: Operações de manufatura: –Processos de projeto; –Processos de jobbing; –Processos em lotes ou bateladas; –Processos de produção em massa; –Processos contínuos. Operações de serviços: –Serviços profissionais; –Lojas de serviços; –Serviços de massa.

139 138 Tipos de processos de produção em operações de manufatura

140 139

141 140 Sistemas da Administração da Produção e Operações MRPII-O Planejamento dos Recursosde Manufatura

142 141

143 142

144 143

145 144

146 145

147 146 ATIVIDADE: Pesquisa em sites como Abepro, Enegep, Revista Distribuição, Revista produção on line, etc. Reportagens em periódicos, artigos científicos. Identificar informações atuais e relevantes sobre gestão da produção e trazer para debate na próxima aula VER DIA.  Função estratégica da APO  Objetivo Qualidade;  Objetivo rapidez;  Objetivo confiabilidade;  Objetivo flexibilidade;  Objetivo custo.


Carregar ppt "ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Introdução à Administração da Produção e Operações 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google