A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMINÁRIOS EM CIÊNCIAS ATUARIAIS E ESTATÍSTICA - 2006.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMINÁRIOS EM CIÊNCIAS ATUARIAIS E ESTATÍSTICA - 2006."— Transcrição da apresentação:

1 SEMINÁRIOS EM CIÊNCIAS ATUARIAIS E ESTATÍSTICA

2 Seminários em Ciências Atuariais e Estatística – MAD236 Horário: sextas de 13-15h Sala: F2-010 Professoras responsáveis: Flávia Landim e Natalie Hurtado Página de informações da disciplina:

3 Cronograma Datas dos seminários: Março 10,17, 24 e 31 Abril 7 e 28 Maio 5,12,19 e 26 Junho 2, 9, 23 e 30

4 Informações importantes A presença é obrigatória! O(a) aluno(a) poderá ter no máximo duas faltas. A avaliação será com base em dois relatórios de temas a serem escolhidos entre os seminários apresentados. Relatório 1 Escolha entre o seminário de 24 de março e 12 de maio, para ser entregue no dia 19 de maio. Relatório 2 Escolha entre o seminário de 19 de maio e 30 de junho, para ser entregue no dia 7 de julho. Na avaliação também será levado em conta a participação nos seminários.

5 Oswaldo Gomes de Souza Júnior e Thaís Cristina de Oliveira (2001) IM-UFRJ O que é Estatística?

6 Estatística pode ser pensada como a ciência de aprendizagem a partir de dados. O que é Estatística?

7 Aplicações da Estatística

8 Pesquisas de opinião Problema: como selecionar uma amostra, de tal modo que as informações possam ser expandidas para a população ?

9 Deseja-se fazer uma pesquisa para estimar a preferência dos cariocas para a prefeitura. Como selecionar uma amostra de n pessoas dentre os moradores do município?

10 Esta amostra é representativa da população?

11

12 Ao selecionar uma amostra devemos considerar alguns critérios de acordo com o tipo de pesquisa. Exemplo: região, sexo, nível sócio-econômico, idade...

13 Legislação brasileira: dois medicamentos são bioequivalentes se o intervalo de confiança de 90% para estiver entre e Medicamentos genéricos Problema: verificar a eficácia do remédio que está sendo criado, comparando-o com o que já existe no mercado.

14 Etapas para o teste de bioequivalência: 1. Clínica: os medicamentos são analisados segundo sua monografia inscrita na Farmacopéia Brasileira. A diferença de teor do fármaco deve ser inferior a 5%. No mínimo 24 voluntários recebem os medicamentos em períodos alternados. O n.º de períodos é escolhido de modo a assegurar a validade estatística.

15 Etapas para o teste de bioequivalência: 2. analítica: estudo de estabilidade do fármaco nos líquidos biológicos. O protocolo analítico deverá conter os critérios para re-análise das amostras.

16 Etapas para o teste de bioequivalência: estatística: analisa-se a variância de CMAX (concentração máxima) e ASC (área sob a curva) para avaliar os efeitos de grupo, de voluntários, de período e de tratamento.

17 Medidas da Concentração:

18 Análise dos resultados: Concluímos que o remédio testado é equivalente ao já existente.

19 Contexto: uma linha de produção industrial. Controle de Qualidade Problemas: (1) Como o fabricante pode garantir que o processo de produção está sob controle? (2) Como o fabricante pode garantir que as especificações do produto estão de acordo com as indicadas na embalagem?

20 Exemplo: Controle de qualidade na produção de suco de laranja em caixas. Procedimento: retiram-se 30 amostras de 50 caixas a cada intervalo de duas horas. Gráfico de Controle

21 Gráfico de controle revisado Conclusão: o processo está sob controle. Os limites do gráfico devem ser recalculados sem as duas observações fora dos padrões.

22 Investimentos no mercado financeiro Problema: como investir um dado capital inicial de modo a minimizar os riscos e maximizar o retorno? AçãoPoupança

23 Meningite Existe epidemia ? Existe alguma tendência em determinados meses ? O controle feito pelo governo é adequado ?

24 Modelo estatístico: Nº de casos = log ( ) = T + S, onde: = média do processo = erro (componente não explicável) T = tendência S = sazonalidade

25 Há uma estabilização ou decaimento do nº de casos a partir de Há um padrão sazonal estável ao longo dos anos. Há um menor nº de casos entre janeiro e março e um maior nº de casos entre julho e agosto.

26 Resumindo: A Estatística utiliza métodos matemáticos para solucionar problemas reais de tomada de decisão quando há incerteza. Em situações onde poderíamos contar unicamente com a sorte, temos um instrumento, que nos possibilita aumentar as chances de tomar a melhor decisão. Na prática, a Estatística pode ser empregada como ferramenta fundamental em várias outras ciências.

27 Perfil do Estatístico A base da formação de um estatístico deve estar fundamentada em sólidos conhecimentos de cálculo, álgebra linear, ferramentas computacionais, linguagens de programação, teoria das probabilidades, métodos de análise estatística e disciplinas profissionalizantes.

28 Perfil do Estatístico A exploração das diversas bases de dados estatísticos hoje disponíveis requer um profissional capaz de obter, a partir delas, informações relevantes através do uso de técnicas de amostragem, modelagem e inferência, que são algumas das ferramentas usuais da Estatística.

29 Perfil do Estatístico Após sua formação, o estatístico desenvolve aptidões que lhe permitem resolver problemas através de obtenção, organização e análise de dados. Dessa forma, é importante construir uma sólida base Matemática, adquirir habilidades computacionais, estar aberto ao aprendizado de novas técnicas e métodos de trabalho, aprender a trabalhar em conjunto com profissionais de diferentes áreas do conhecimento.

30 A Profissão O exercício profissional é fiscalizado pelos Conselhos Regionais de Estatística (CONRE), sob a supervisão do Conselho Federal de Estatística (CONFE), o qual orienta e disciplina o exercício da profissão de Estatística. A comunidade estatística reúne-se em sociedades científicas e profissionais. A Associação Brasileira de Estatística (ABE - promove vários encontros, entre eles, o SINAPE, a cada dois anos.

31 Mercado de Trabalho Instituições Financeiras ( bancos, seguradoras,...): Cálculo de apólices de seguro Construção de indicadores econômicos Carteiras de investimentos Construção de plano de pensão Instituições da área médica ( hospitais, Fiocruz,...): Eficácia de novos tratamentos Controle de infecção hospitalar Análise da validade de testes clínicos Determinação de fatores de risco de doenças

32 Mercado de Trabalho Instituições de Ensino e Pesquisa: Instituições públicas e privadas. Pesquisas de Opinião: Pesquisas eleitorais Pesquisas de mercado Perfis de consumidores Audiência de programas de televisão Avaliação da aceitação de novos produtos

33 Mercado de Trabalho Indústrias: Controle de qualidade Avaliação de desempenho Otimização do processo produtivo Planejamento de experimentos viáveis Instituições Públicas: IBGE Ministérios e Secretarias de Estado Dataprev, SERPRO Outras instituições públicas onde há obtenção, organização e análise de dados.

34 Estatísticos formados pela UFRJ - onde estão? Diversos estatísticos formados pela UFRJ são hoje docentes em Instituições Federais e Estaduais de Ensino Superior, tendo concluído pelo menos o mestrado em Estatística. Há estatísticos formados pela UFRJ trabalhando no IBGE, na Fiocruz, no DAC (Departamento de Aviação Civil), na Sul América, Golden Cross, no NCE-UFRJ, na TELEMAR, na Xerox, entre outros exemplos.

35

36 Página da disciplina: Seminário de 17/03/2006: O que é Atuária? Professora Natalie Haawinckel Hurtado - IM/UFRJ


Carregar ppt "SEMINÁRIOS EM CIÊNCIAS ATUARIAIS E ESTATÍSTICA - 2006."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google