A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTROGENÔMICA Monitor: Marcelo Gomes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTROGENÔMICA Monitor: Marcelo Gomes."— Transcrição da apresentação:

1 ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTROGENÔMICA Monitor: Marcelo Gomes

2 HISTÓRIA DOS ALIMENTOS Inicialmente a alimentação era aquela encontrada na natureza pelo homem; Evolutivamente, com fixação de residência, passou a cultivar plantas e cozinhar os alimentos; Melhor aproveitamento nutricional dos alimentos (melhoramento genético sem manipulação molecular) Atualmente, seguindo a evolução, os alimentos assumem, além de sua função de nutrientes, um papel de destaque na promoção da saúde.

3 PROMOÇÃO DE SAÚDE Dessa maneira, a nutrição passa a se preocupar com as funções fisiológicas de cada indivíduo, assegurando maior bem-estar e saúde; Busca um maior aproveitamento do potencial alimentar, (prevenção de osteoporose e recomendação para dieta com aumento de cálcio); Além disso, o aumento do consumo de dietas ricas em gordura e deficitária em micronutrientes, aliada a uma vida mais sedentária, só vem a evidenciar essa nova utilização dos alimentos. Alimentos funcionais

4 ALIMENTOS FUNCIONAIS Conceitos Alimento funcional:...semelhante ao alimento convencional, consumido como parte da dieta usual, capaz de produzir efeitos metabólicos ou fisiológicos úteis na manutenção da saúde e na redução do risco de doenças crônico- degenerativas. Sua principal função é a de modulação metabólica com reflexo na saúde (função terciária dos alimentos), através da alimentação;

5 Obs.: Classificação funcional dos alimentos 1.Função primáriaorganoléptica 2.Função secundárianutricional 3.Função terciáriaalegação de saúde Atual alvo de estudos

6 ALIMENTOS FUNCIONAIS Função Ingrediente funcional: tbém chamado de nutracêutico, é o responsável pela ação dos alimentos funcionais. Propriedade funcional: refere-se ao papel metabólico e fisiológico geral (antioxidante, reduzir glicemia pós-prandial, etc) do AF, e pode ser facilmente demonstrada por ensaios simples; A partir disso, pode-se fazer uma alegação de saúde a um determinado alimento através de sua propriedade funcional.

7 ALIMENTOS FUNCIONAIS Função Vale lembrar que um alimento pode ser funcional para apenas um grupo específico e não para toda uma população, cujas características genéticas, metabólicas ou fisiológicas resultem na necessidade de ingestão de determinado componente (isso será cada vez mais possível- mais informação gene/dieta-genoma). Um AF pode ser natural ou modificado (transgênicos).

8 ALIMENTOS FUNCIONAIS Aplicação Modulação dos níveis de colesterol sérico: ác.graxos saturados aumentam o colesterol total e o LDL, enquanto os monoinsaturados (oleico) e os poliinsaturados (linoleico e linolênico) reduzem o colesterol. Isso serviu de base para o desenvolvimento de margarinas com menos gordura e mais saudáveis; Obs.: Além disso, o ác.linolênico e seu derivado DHA (ác.docosaexaenóico), participam do desenvolvimento do SNC fetal, o que gerou produtos adicionados desses compostos p/ crianças;

9 ALIMENTOS FUNCIONAIS Aplicação Redução da incidência de CA de próstata pelo licopeno (antioxidante presente no tomate).

10 ALIMENTOS FUNCIONAIS Aplicação Funções no TGI e outros : Temos os probióticos (Yakult e Actívea), que são microorganismos não patogênicos que quando ingeridos atuam na redução de episódios de diarréias, infecções estomacais por H.Pylori, modulação da imunidade e redução do colesterol.

11 Um outro ponto que deve ser levado em conta é o do avanço da genética molecular e a grande contribuição que ela pode vir a dar no que diz respeito aos AF, que podem no futuro trazer muitos benefícios para a saúde da população mundial. ALIMENTOS FUNCIONAIS E BIOTECNOLOGIA

12 AF + biotecnologia Alteração de macronutrientes Produtos mais saudáveis

13 ALIMENTOS FUNCIONAIS E BIOTECNOLOGIA Um primeiro exemplo seria o de redução no teor de ác.graxos saturados em sementes de soja e canola, e elevação do teor de ác.oleico e linolênico, ambos de interesse nutricional;

14 ALIMENTOS FUNCIONAIS E BIOTECNOLOGIA Um segundo exemplo é o do arroz dourado, que além de produzir pró-vitamina A, tem seu teor de ferro triplicado.

15 ALIMENTOS FUNCIONAIS E BIOTECNOLOGIA É preciso mencionar também a biotecnologia fazendo com que alimentos possam gerar imunidade contra determinados parasitas e ainda a remoção de substâncias indesejáveis como alérgenos do arroz e da soja;

16 ALIMENTOS FUNCIONAIS E BIOTECNOLOGIA ALIMENTOS FUNCIONAIS + BIOTECNOLOGIA + DESENVOLVIMENTO GENÉTICO NUTROGENÔMICA

17 NUTROGENÔMICA (GENÔMICA NUTRICIONAL) A Nutrogenômica é uma nova visão do estudo dos alimentos e da pesquisa nutricional, na qual a avançada tecnologia funcional genômica é usada, junto com técnicas nutricionais e bioquímicas, para determinar os mecanismos pelos quais os alimentos e seus compostos individuais modulam processos que ocorrem nos tecidos do corpo humano.

18 NUTROGENÔMICA Desenvolvimento genético Genética: melhoramento de planta e animais, resultando em alimentos mais adequados do ponto de vista nutricional; Genética e ciências ômicas: o desenvolvimento genético (dividido em três fases) paralelamente ao nascimento das ciências ômicas e aliadas a nutrição/nutrologia, podem trazer enormes avanços no conhecimento do mecanismo de ação dos nutrientes.

19

20 NUTROGENÔMICA Desenvolvimento genético Primeira fase: controle dos alimentos e aumento da resistência a agrotóxicos e pragas Segunda fase: o alimento tem sua composição modificada

21 NUTROGENÔMICA Desenvolvimento genético Terceira fase: é a fase onde atualmente se concentram os estudos (estudos nutrogenômicos), que tem por objetivo obter alimentos mais ricos em proteínas ou micronutrientes com atividades nutrofuncionais de importância médica, integrando tecnologias genômicas e ciências nutricionais.

22

23 NUTROGENÔMICA Aplicação Tecnologia genômica: poderá demonstrar alterações das proteínas (proteômica) e do metabolismo (metabolômica); Teria-se um nutrogenomograma: perfil metabólico de cada indivíduo. APLICAÇÃO DA NUTROGENÔMICA

24 NUTROGENÔMICA Aplicação Prevenção e tratamento de moléstias nutricionais; Prevenção de doenças como beribéri, escorbuto e pelagra, que são comprovadamente ligadas a uma alimentação deficiente em proteínas, vitaminas e minerais; Alimentos usados como vacinas ( associação entre alimentos funcionais e nutrogenômica); Nutrogenômica + transgênicos: grandes perspectivas de determinar as necessidades de nutrientes de cada pessoa, suprindo-as; Prevenção do efeito de alguns polimorfismos genéticos relacionados à nutrição

25 NUTROGENÔMICA Aplicação Elliot e Ong especificaram que as técnicas genômicas funcionais vão permitir que os componentes bioativos dos alimentos sejam definidos e isto permitirá a melhoria da nutrição/saúde através da introdução de novos alimentos,práticas de biofortificação e o uso de nutracêuticos.

26

27 NUTROGENÔMICA Conclusão Percebe-se assim que as ciências nutricionais aproximam-se da genética no sentido de trabalharem juntas no avanço da aplicação da tecnologia gênica na produção de alimentos geneticamente modificados, que por sua vez, terão maior produtividade e terão analisados seus mecanismos de ação, as suas proteínas e funções metabólicas acompanhadas e comprovadas.

28


Carregar ppt "ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTROGENÔMICA Monitor: Marcelo Gomes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google