A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tânia Carolina GUIAS ALIMENTARES. Guia Alimentar para População Brasileira Resultado de uma construção coletiva, no qual diversos profissionais e instituições.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tânia Carolina GUIAS ALIMENTARES. Guia Alimentar para População Brasileira Resultado de uma construção coletiva, no qual diversos profissionais e instituições."— Transcrição da apresentação:

1 Tânia Carolina GUIAS ALIMENTARES

2 Guia Alimentar para População Brasileira Resultado de uma construção coletiva, no qual diversos profissionais e instituições colaboraram com o texto final; leitura na íntegra. Lançado em 2005, MS. Primeiras diretrizes oficiais para nossa população.

3 Objetivo PROMOÇÃO DA SAÚDE ATRAVÉS DA PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS, DA MÁ NUTRIÇÃO EM SUAS DIFERENTES FORMAS DE MANIFESTAÇÃO E DAS DOENÇAS INFECCIOSAS.

4 Primeira parte Referencial teórico: que fundamentou a sua elaboração e o situa em relação aos propósitos da Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) e objetivos preconizados pela OMS.

5 Segunda parte Trata da diretriz formulada, agregando orientações para a sua aplicação prática no contexto familiar, bem como sobre o uso da rotulagem de alimentos como ferramenta para a seleção de alimentos mais saudáveis.

6 Terceira parte Sistematiza o panorama epidemiológico brasileiro e traz aos dados de consumo alimentar disponíveis no Brasil e as evidências científicas que fundamentaram as orientações do guia.

7 AS DIRETRIZES Para todas as pessoas – visa contesto educativo e informativo; Sugestões para os governos e para o setor produtivo de alimentos (comércio e industria); Profissionais da saúde – informações mais técnicas; Membros da família – refeição em grupo.

8 Resumo das diretrizes com foco na visão do profissional da área da saúde. Diretriz 1: Os alimentos saudáveis e as refeições. VET: Ptn – 10% a 15% LIP – 15% a 30% CHO – 55% a 75% Diretriz 2: Cereais, tubérculos e raízes; Diretriz 3: Frutas, legumes e vegetais;

9 Diretriz 4: Feijões e outros vegetais ricos em PTN; Diretriz 5: Leite e derivados; Diretriz 6: Gorduras, açúcares e sal; Diretriz 7: Água; Diretriz especial 1: Atividade física; Diretriz especial 2: Qualidade sanitária dos alimentos.

10 PIRÂMIDE ALIMENTAR História: História: A Pirâmide dos alimentos é um guia de alimentação considerado um modelo importante de alimentação saudável. Criada na década de 70, desde então, periodicamente surgem novos esquemas, adaptados aos hábitos e ás necessidades de cada sociedade. Em 1992 o Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (UEDA), montou o 1º esquema em forma de pirâmide.

11 Modelo da Pirâmide Alimentar

12 História da Pirâmide Brasileira A pirâmide alimentar brasileira foi criada em 1996 por pesquisadores da USP que adaptaram a Pirâmide Alimentar Norte-Americana de 1992 aos hábitos alimentares da população brasileira. A pirâmide foi desenvolvida para uma alimentação com qualidade e quantidade adequada de nutrientes para um indivíduo saudável,protegendo de deficiências ou de excessos nutricionais.

13 GRUPOS DOS ALIMENTOS: Existem diversos grupos, cada um com uma variedade de alimentos. De acordo com a pirâmide, os alimentos de grupos menores devem ser menos consumidos e os de grupos maiores devem ser mais consumidos, garantindo uma proporcionalidade na alimentação. São recomendadas as quantidades em porções dos grupos dos alimentos.

14 GRUPO DOS ALIMENTOS: Grupo dos pães, cereais, arroz e massas: Este é o maior de todos os grupos. Fornece principalmente CHO complexos, vitaminas do complexo B e fibras. * Funções: os chos tem como principal função fornecer a maior parte de energia que o organismo precisa diariamente. *Consumo diário: 5 a 9 porções Cada porção – 150 kcal 1 un pão francês – 50g 4 colh de sopa de arroz cozido – 124g 2 colh de servir de purê de batatas – 135g

15 Grupo dos Vegetais: Os alimentos deste grupo são ricos em vitaminas, minerais e fibras. * Funções: os minerais participam na formação dos ossos, dentes e hormônios da glândula tireóide. As fibras estimulam o intestino e agem como faxineiras das artérias.

16 As vitaminas ajudam a regular todas as funções do corpo. * Consumo diário: 4 a 5 porções. Cada porção – 15 kcal 15 folhas de alface – 120g 4 fatias de tomate – 80g 1 colh e meia de abóbora – 53g

17 Grupo das frutas: As frutas são boas fontes de vitaminas e fibras. *Funções: as vitaminas vão atuar na visão (vit. A) e na absorção de cálcio e fósforo, além de aumentar a resistência ás infecções.

18 As vitaminas do complexo B atuam no aproveitamento dos CHO, gorduras e Ptns. Consumo diário: 3 a 5 porções Cada porção – 35 kcal Meio copo americano de suco de laranja – 80ml Meia banana nanica – 43g 1 fatia de melancia – 115g

19 Grupo do leite e derivados: Estes alimentos fornecem cálcio, Ptn, Vit.A e D. * Funções: o cálcio participa na formação de ossos e dentes. A vit.D melhora o aproveitamento do cálcio. Consumo diário: 3 porções. Cada porção – 120 kcal 1 copo de leite – 250ml 1 colh e meia de sopa de requeijão – 45g 1 fatia de queijo minas – 50g

20 Grupo das carnes, ovos. Fornecem Ptns, ferro, zinco, Vit. do complexo B. * Funções: as Ptns promovem crescimento e formam novas células, hormônios e enzimas. O ferro entra na formação do sangue. Consumo diário: 1 a 2 porções. Cada porção – 190 kcal 1 un de filé de frango gralhado – 100g 1 un pequena de bife grelhado – 54g 1 un de pescada – 100g

21 Grupo das leguminosas. Fornecem Ptns vegetais. Consumo diário: 1 porção Cada porção – 55 kcal 1 concha de feijão (50% caldo) – 86g 1 colh de servir de soja coz. – 43g 2 colh de sopa de lentilha – 48g

22 Gorduras óleos e açúcares: Estão no menor grupo da pirâmide. Devem ser usados moderadamente pois são ricos em calorias. Consumo diário: moderado.(1 a 2 porções) Cada porção – 110kcal de açúcar e 73 kcal de óleo. 1 colher de sopa de açúcar – 28g 4 quadradinhos de chocolate – 24g 1 colh de sopa de azeite de oliva – 8g Meia colh de sopa de maionese – 12g

23 È importante comer uma variedade de alimentos pois é a combinação entre eles que vai garantir os nutrientes necessários ao organismo. Uma alimentação baseada na pirâmide dos alimentos nos garantirá mais variedades na escolha dos alimentos e quantidades recomendadas.

24 MACRONUTRIENTES: Ptn CHO Gorduras ou lipideos MICRONUTRIENTES: Minerais Vitaminas Água e Fibras(são considerados componentes Ñ nutritivos)

25 MODELOS DE PIRÂMIDES DE ALIMENTOS NO MUNDO:

26 ALEMANHA

27 AUSTRÁLIA

28 CANADÁ

29 CHINA

30 CORÉIA

31 FILIPINAS

32 GRÃ-BRETANHA

33 JAPÃO

34 MÉXICO

35 PORTO RICO

36 PORTUGAL

37 SUÉCIA

38 VEGETARIANA

39 PIRÂMIDE ALIMENTAR

40 PIRAMIDE ALIMENTAR

41 Nova Pirâmide Alimentar


Carregar ppt "Tânia Carolina GUIAS ALIMENTARES. Guia Alimentar para População Brasileira Resultado de uma construção coletiva, no qual diversos profissionais e instituições."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google