A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

(dos 18 meses aos 3-4 anos) Segundo Erikson, esse é o segundo estágio, a segunda idade, o segundo desafio, o segundo conflito, ou a segunda fase na formação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "(dos 18 meses aos 3-4 anos) Segundo Erikson, esse é o segundo estágio, a segunda idade, o segundo desafio, o segundo conflito, ou a segunda fase na formação."— Transcrição da apresentação:

1

2 (dos 18 meses aos 3-4 anos)

3 Segundo Erikson, esse é o segundo estágio, a segunda idade, o segundo desafio, o segundo conflito, ou a segunda fase na formação da auto-identidade.

4 Auto + nomos (em grego = norma, lei). COMPREENSÃODOTERMO

5 É o início do processo decisório pessoal, seguindo escolhas e gostos do sujeito. Autonomia é a norma, a lei que eu estabeleço segundo decisão própria.

6 A criança diante do conflito: aprende a decidir de forma adequada, ou amarga a vergonha de não saber tomar suas próprias decisões ou, ainda, vive eternamente o conflito e a dúvida incapaz de decidir.

7 grande desafio: A criança é submetida a um grande desafio: a aprendizagem da higiene pessoal; o controle dos próprios esfíncteres.

8 Aprendizagem que depende da modalidade das insistências. Precisa aprender: quando reter e quando soltar.

9 - um sentido de sã autonomia e Uma luta entre:

10 A postura educativa dos pais é fundamental para a sã autonomia. - um sentido de vergonha e dúvida.

11 Desafio pode ser fonte de conflito ou fonte de crescimento. O estilo de autoridade suave e dialogante favorece a boa integração. O estilo de autoridade suave e dialogante favorece a boa integração.

12 O estilo rígido, a autoridade dura, impositiva dificulta a integração sadia desse padrão.

13 Auto-suficiência, arrogância e independentismo; Auto-suficiência, arrogância e independentismo;

14 Dominar e querer sempre ter a última palavra. Dominar e querer sempre ter a última palavra. Sentir-se sempre dominado; Sentir-se sempre dominado; Autonomia orgulhosa e contestadora; Autonomia orgulhosa e contestadora;

15 A verdadeira autonomia procede da autodeterminação reflexiva. Para isso, é absolutamente necessário um nível otimal de frustrações.

16 São as frustrações sadiamente dosadas e enfrentadas que levam à socialização e ao verdadeiro crescimento.

17 da falta de exercício em decidir ou da falta de exercício em decidir ou do medo exagerado de errar: nunca decide. do medo exagerado de errar: nunca decide. Surgem:

18 Nesta idade a criança descobre a instituição autoridade, também chamada de princípio da lei e da ordem. Em outras palavras, é o princípio dos direitos e dos deveres.

19 A criança manifesta a firme determinação de fazer livremente as próprias escolhas e controlar o próprio desenvolvimento.

20 Continua o processo de diminuição da dependência e crescimento da independência. Continua o processo de diminuição da dependência e crescimento da independência. (3-4 anos até os 6-7)

21 Começa a aparecer o interesse pelos órgãos genitais, sua manipulação e a curiosidade pelas diferenças sexuais. Começa a aparecer o interesse pelos órgãos genitais, sua manipulação e a curiosidade pelas diferenças sexuais.

22 Intrusão no desconhecido: dos porquês. Intrusão no desconhecido: dos porquês. Intrusão nos espaços livres. Intrusão nos espaços livres.

23 Intrusão no corpo da outra pessoa pela relação sexual. Intrusão no corpo da outra pessoa pela relação sexual. Intrusão nos olhos e ouvidos: agressão. Intrusão nos olhos e ouvidos: agressão.

24 Todas essas ações geram a iniciativa: equilibrada e sadia ou exagerada e anti-social.

25 Cada pessoa precisa descobrir até onde sadiamente pode ir com suas iniciativas. Cada pessoa precisa descobrir até onde sadiamente pode ir com suas iniciativas. Exagerando nas iniciativas, surge a culpa;

26 - ou iniciativas abusivas e maléficas. Neste estágio, a vida se resume em: Neste estágio, a vida se resume em: - iniciativas construtivas e benéficas

27 A pessoa precisa aprender a colocar limites tanto em suas próprias iniciativas quanto nas iniciativas dos outros.

28 Direito: conhecer as diferenças sexuais. Direito: conhecer as diferenças sexuais. Dever: aprender a respeitar o outro. Dever: aprender a respeitar o outro. Preservar: a intimidade pessoal e a do outro. Preservar: a intimidade pessoal e a do outro. APRENDER TRÊS VALORES: Esta conduta leva a evitar o uso e a manipulação do(a) outro(a).

29 Primeiros indícios da consciência moral. Descobre a instituição denominada regra de ouro. Começa a estruturar a virtude da retidão e do sentido da vida.

30 Inicia com a idade escolar quando a criança é submetida a pequenas tarefas. (6-7 anos aos 11-12)

31 Aprende a assumi-las e levá- las adiante, mesmo quando surgem dificuldades.

32 Aprende a saldar os compromissos também quando as responsabilidades causam frustrações.

33 - o futuro desempenho profissional e - o desempenho vocacional. O modo de viver este quarto desafio vai exercer uma influência marcante sobre: O modo de viver este quarto desafio vai exercer uma influência marcante sobre:

34 Com a forma de trabalhar em si a pessoa: Ou reforça a inferioridade. Fortifica o senso de VALIA

35 Começa a preparar o futuro profissional que: Acredita em si; Acredita em si; Tem consciência de suas capacidades; Tem consciência de suas capacidades;

36 Aceita e assume desafios. Aceita e assume desafios. Aprende a assumir responsabilidades; Aprende a assumir responsabilidades;

37 Do Influxo educativo e da auto-educação: Adquire novas capacidades. Adquire novas capacidades. Desenvolve suas potencialidades. Desenvolve suas potencialidades.

38 Alimenta a auto-imagem positiva. Alimenta a auto-imagem positiva. Cultiva a auto- estima. Cultiva a auto- estima. Assume responsabilidades; Assume responsabilidades;

39 Prepara o futuro; Prepara o futuro; Prepara a futura profissão. Prepara a futura profissão.

40 Fortifica a segurança pessoal; Fortifica a segurança pessoal; Supera os medos do futuro; Supera os medos do futuro;

41 Deixa de alimentar a inferioridade. Deixa de alimentar a inferioridade. Alimenta a auto- estima; Alimenta a auto- estima;

42 IDENTIDADE x CONFUSÃO DE PAPEIS CONFIANÇA AUTONOMIA INICIATIVA APLICAÇÃO

43 DESCONFIANÇA VERGONHA E DÚVIDA CULPA INFERIORIDADE

44 Esta idade é conseqüência direta da modalidade da pessoa viver e organizar as 4 idades anteriores anos até os IDENTIDADE CONFUSÃO DE PAPÉIS

45 Se essas tiverem sido bem integradas, a pessoa consegue, como resultante, uma boa identidade.

46 Se essas tiverem sido mal integradas, o acento recai no pólo negativo e a pessoa pende para a Confusão de Papéis ou Crise de Identidade.

47 Identidade ou Crise de identidade É o resultado. Um conjunto de boas ou más identificações: valores, atitudes, gestos e modos de ser, agir e reagir bem caracterizados.

48

49 1. Até que ponto você tem consciência de que é modelo de identificação para a geração que o(a) sucederá: filhos, educandos, crianças e jovens da sociedade na qual vive e trabalha? 1. Até que ponto você tem consciência de que é modelo de identificação para a geração que o(a) sucederá: filhos, educandos, crianças e jovens da sociedade na qual vive e trabalha?

50 2. Você identifica alguns aspectos ricos, na ESTRUTURA DE SUA IDENTIDADE, que lhe servem de sustentáculo? Igualmente, identifica alguns aspectos que carecem de acabamento para diminuir sua vulnerabilidade e consolidar sua identidade?

51 Quais? Partilhe com seus colegas e descubra pistas de superação.

52 3. No diálogo e discussão grupal, com os componentes de seu teleposto, procure suscitar elementos concretos (atitudes, posturas, iniciativas, ações...) que podem ser trabalhadas em sua unidade educativa para ajudar a criança e o adolescente a prosseguirem na estruturação de sua identidade. 3. No diálogo e discussão grupal, com os componentes de seu teleposto, procure suscitar elementos concretos (atitudes, posturas, iniciativas, ações...) que podem ser trabalhadas em sua unidade educativa para ajudar a criança e o adolescente a prosseguirem na estruturação de sua identidade.

53 Aprofunde essa reflexão para poder ajudar seus educandos e envie uma síntese grupal ao professor deste bloco?

54 4. Sugestões para consolidar o aprendizado: a) Assistir o filme o Menino Maluquino I e II; a) Assistir o filme o Menino Maluquino I e II; b) Assistir e discutir grupalmente o vídeo Duas Vidas.


Carregar ppt "(dos 18 meses aos 3-4 anos) Segundo Erikson, esse é o segundo estágio, a segunda idade, o segundo desafio, o segundo conflito, ou a segunda fase na formação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google