A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Parte 3 Gestão DE PESSOAS E NEGOCIA Ç ÃO. Professoras: Hilda Alberton de Carvalho Isaura Alberton de Lima

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Parte 3 Gestão DE PESSOAS E NEGOCIA Ç ÃO. Professoras: Hilda Alberton de Carvalho Isaura Alberton de Lima"— Transcrição da apresentação:

1 Parte 3 Gestão DE PESSOAS E NEGOCIA Ç ÃO

2 Professoras: Hilda Alberton de Carvalho Isaura Alberton de Lima

3 LIDERANÇA LIDERANÇA

4 É processo pelo qual um indivíduo influência outros a realizar os objetivos desejados. Dentro da organização de uma empresa, o processo de liderança tem a forma de um gerente que influência os subordinados a realizarem os objetivos definidos pela alta gerência. Liderança

5 Tipos de Gerência LIDERANÇA FORMAL LIDERANÇA INFORMAL LIDERANÇA FORMAL LIDERANÇA INFORMAL

6 Poder Legítimo Esse poder é atribuído a um indivíduo que ocupa uma posição específica dentro de uma organização. Caso o indivíduo deixe o cargo, o poder continua a existir na posição e não pode seguir o indivíduo. Esse poder é legítimo na organização e o indivíduo é investido de poder.

7 Poder de Recompensa Este poder também é inerente à estrutura organizacional. Pelo fato de os funcionários subordinados desejarem as recompensas, eles são influenciados pela possibilidade de recebê-las como produto de seu desempenho

8 Poder Coercivo punir Está relacionado à habilidade do gerente em punir um funcionário. A punição se manifesta de várias maneiras, desde uma simples advertência, até uma suspensão ou o desligamento efetivo.

9 Poder Coercivo Um ponto importante a ser lembrado é que punir não promove o desempenho desejado do funcionário - apenas intimida ações indesejadas, ela é uma ferramenta gerencial poderosa.

10 Princípios Gerais para Aplicação de Punição A punição deve ser proporcional à ofensa. A punição deve ser dada logo após a ação ofensiva; isso associa a ação com a punição. A punição deve ter valor educacional, a pessoa que está sendo punida deve entender o porquê. O gerente que está fazendo a advertência não deve gostar de fazer isso.

11 Poder da Especialização Esse poder deriva dos talentos especiais, do conhecimento, das habilidades e da experiência anterior de um indivíduo. Esses talentos concedem poder ao indivíduo, pois a organização precisa deles e os valoriza.

12 Poder da Especialização O poder, que deriva de um conhecimento especial ou educação avançada, pode não estar relacionado com idade ou tempo de serviço.

13 Poder de Referência Muitas vezes chamado de carisma pessoal. É o poder de um indivíduo de influência um outro por sua força de caráter. Um gerente pode ser admirado por uma característica pessoal específica, e essa admiração cria a oportunidade para influencia interpessoal.

14 Poder da Informação Deriva da posse de informação importante em um momento crítico quando esta é necessária para a organização. A posse de informação pode não ter relação alguma com a posição organizacional ou poder atribuído ao indivíduo. Alguém que esteja ¨por dentro¨tem poderes reais.

15 - Estilo Democrático - Estilo Autocrático - Estilo Liberal Estilos de Liderança

16 Liderança Situacional ¨ O Gerente bem sucedido deve ser um bom diagnosticador e saber valorizar o espírito de observação¨ (Edgar H. Shein) ¨ O líder deve ter a flexibilidade pessoal e a gama de habilidades necessárias para variar seu comportamento. Se as necessidades e motivos dos seus colaboradores forem diferentes, devem ser tratados de modo diferente¨.

17 ¨Muito freqüentemente, liderança e autoridade são dois conceitos conflitantes. conflitantes. Muitas pessoas em cargos de autoridade não sabem de autoridade não sabem exercer a liderança ¨

18 ¨Ser líder é perigoso porque Significa desafiar as pessoas a mudar os hábitos, os valores, a vida, o que tende a gerar estresse. E, as pessoas reagem atacando¨

19 Liderança Situações X Pessoas Quadrante 3 Alto relacionamento e baixa tarefa Alto relacionamento e baixa tarefa Baixa tarefa e Baixo relacionamento Baixa tarefa e Baixo relacionamento Quadrante 4 Quadrante 2 Alta tarefa e alto relacionamento Alta tarefa e alto relacionamento Alta tarefa e baixo relacionamento Alta tarefa e baixo relacionamento Quadrante 1

20 Estilos Básicos de Liderança

21 ALTA TAREFA E BAIXO RELACIONA- MENTO EFICAZ Visto muitas vezes como alguém que impõe seu método para realizar, mas sem criar ressentimento INEFICAZ Visto muitas vezes, como alguém que não tem confiança nos outros, é desagradável e interessado, apenas, pela produção a curto prazo ESTILOS BÁSICOS

22 ALTA TAREFA E ALTO RELACIONA- MENTO EFICAZ Visto como alguém,capaz de satisfazer as necessidades do grupo quando ao estabelecimento de objetivos e organizaçao do trabalho, capaz de dar tambem elevados níveis de apoio socio- emocional INEFICAZ Visto como alguém que inicia mais estrutura que a necessária para o grupo e que gasta mais tempo em apoio socio- emocional do que o necessário ESTILOS BÁSICOS

23 ALTO RELACIONA- MENTO E BAIXA TAREFA EFICAZ Visto como alguém que tem confiança básica nas pessoas e que esta interessado no desenvolvimento de seus talentos INEFICAZ Visto muitas vezes como interessado, fundamentalmente por harmonia e por serviço Boa Gente, e incapaz de arriscar pertubaçao de uma relaçao pessoal para realizar uma tarefa ESTILOS BÁSICOS

24 BAIXA TAREFA E BAIXO RELACIONA- MENTO EFICAZ Visto como capaz de permitir, de maneira adequada que seus subordinados decidam como realizar o trabalho e alguém que desempenha, apenas uma parte secundária da sua interaçao social INEFICAZ Visto muitas vezes como não- participante e passivo, como encarregado de papéis. Dá pouca importancia a tarefa ou às pessoas participantes ESTILOS BÁSICOS

25 Inteligência Emocional

26 QE = QUOCIENTE EMOCIONAL Mede a capacidade de uma pessoa se manter equilibrada para enfrentar conflitos e mudanças Daniel Goleman Inteligência emocional

27 QE = QUOCIENTE EMOCIONAL Mede a capacidade de uma pessoa se manter equilibrada para enfrentar conflitos e mudanças Daniel Goleman Inteligência emocional

28 A capacidade de criar MOTIVAÇÕES para si próprio e de persistir num objetivo, apesar dos percalços; de CONTROLAR impulsos e saber aguardar pela SATISFAÇÃO de seus desejos; de se manter em bom estado de espírito e de impedir que a ansiedade interfira na capacidade de raciocinar; de ser EMPÁTICO e AUTOCONFIANTE. A capacidade de criar MOTIVAÇÕES para si próprio e de persistir num objetivo, apesar dos percalços; de CONTROLAR impulsos e saber aguardar pela SATISFAÇÃO de seus desejos; de se manter em bom estado de espírito e de impedir que a ansiedade interfira na capacidade de raciocinar; de ser EMPÁTICO e AUTOCONFIANTE. (Daniel Goleman) Inteligência emocional

29 ..Desenvolva a sua Inteligência Emocional! QUOCIENTE DE INTELIGENCIA E QUOCIENTE EMOCIONAL QUOCIENTE EMOCIONAL QUOCIENTE DE INTELIGENCIA E QUOCIENTE EMOCIONAL QUOCIENTE EMOCIONAL Inteligência emocional QI - facilita a sua entrada na organização. QI - facilita a sua entrada na organização. QE - proporciona o seu crescimento dentro dela. QE - proporciona o seu crescimento dentro dela.

30 Inteligência emocional A Inteligência Emocional oferece uma vantagem competitiva, mesmo em grandes empresas; estudos indicam que os profissionais mais valiosos e produtivos são aqueles com traços de Inteligência Emocional - não necessariamente com os QI s mais altos. Inteligência Emocional Homens e mulheres com traços que marcam a Inteligência Emocional são equilibrados, extrovertidos, comprometidos às pessoas e causas, solidários e carinhosos, com uma vida emocional rica, sentindo-se confortáveis consigo mesmos, com os outros, e com o universo social onde os mesmos convivem.

31 INTELIGÊNCIA = EMOCIONAL + INTELECTUAL As emoções precisam ser gerenciadas, as habilidades intelectuais utilizadas. Identificar, direcionar e controlar as próprias emoções constituem tarefas de auto- gerenciamento. Inteligência emocional

32 OS CINCO COMPONENTES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SEGUNDO GOLEMAN

33 OS CINCO COMPONENTES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SEGUNDO GOLEMAN: COMPONENTEDEFINIÇÃOCARACTERÍSTICA1Autoconhe-cimento CAPACIDADE DE RECONHECER E COMPREENDER ESTADOS DE ESPÍRITO. EMOÇÕES,… BEM COMO, O EFEITO DESSES ASPECTOS SOBRE AS OUTRAS PESSOAS AUTOCONFIANÇA AUTO-AVALIAÇÃO REALISTA CAPACIDADE DE RIR DE SI MESMO

34 Auto Imagem Como você se vê Como os outros o vêem Imagem que gostaria de transmitir Como você se vê Como os outros o vêem Imagem que gostaria de transmitir Auto Imagem Que o Outro Tem de Mim Auto- percepção Busca de Feedback

35 OS CINCO COMPONENTES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SEGUNDO GOLEMAN: COMPONENTEDEFINIÇÃOCARACTERÍSTICA2Autocontrole CAPACIDADE DE CONTROLAR OU REDIRECIONAR IMPULSOS E ESTADOS DE ESPÍRITOS PERTURBADORES. PROPENSÃO A PENSAR ANTES DE AGIR CONFIANÇA E INTEGRIDADE BEM-ESTAR NA AMBIGÜIDADE ABERTURA A MUDANÇAS

36 OS CINCO COMPONENTES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SEGUNDO GOLEMAN: COMPONENTEDEFINIÇÃOCARACTERÍSTICA3Auto Motiva- ção PAIXÃO PELO TRABALHO POR MOTIVOS QUE NÃO O DINHEIRO E O STATUS. PROPENSÃO A PERSEGUIR OBJETIVOS COM ENERGIA E PERSISTÊNCIA FORTE IMPULSO PARA ALCANÇAR OBJETIVO OTIMISMO DIANTE DO FRACASSSO COMPROMETI-MENTO COM A EMPRESA

37 OS CINCO COMPONENTES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SEGUNDO GOLEMAN: COMPONENTEDEFINIÇÃOCARACTERÍSTICA4Empatia CAPACIDADE DE COMPREENDER A CONSTITUIÇÃO EMOCIONAL DOS OUTROS. HABILIDADE PARA TRATAR AS PESSOAS DE ACORDO COM SUAS REAÇÕES EMOCIONAIS. HABILIDADE PARA FORMAR E RETER TALENTOS SENSIBILIDADE INTERCULTURAL ATENDIMENTO A CLIENTES

38 OS CINCO COMPONENTES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL SEGUNDO GOLEMAN: COMPONENTEDEFINIÇÃOCARACTERÍSTICA5 Sociabili dade COMPETÊNCIA P/ ADMINSTRAR RELACIONAMEN- TOS E CRIAR REDES. CAPACIDADE DE ENCONTRAR PONTOS EM COMUM E CULTI- VAR AFINIDADES EFICÁCIA P/ LIDERAR A MUDANÇA PERSUASÃO EXPERIÊNCIA EM CONSTRUIR EQUIPES E LIDERÁ-LAS

39 ATITUDES DE UM LÍDER EMOCIONALMENTE INTELIGENTE

40 Estimula nas pessoas o sentimento de pertença; Encoraja o aprendizado e o crescimento contínuo das pessoas; Cria um clima que estimula os desafios e a criatividade; Cuida de sua equipe; Inspira entusiasmo; Reconhece e compreende os sentimentos dos outros;

41 Respeita as diferenças individuais e as diversidades culturais; Valoriza múltiplas perspectivas; Mantém seu autocontrole, lidando adequadamente com seus sentimentos e com as das outras pessoas; Elogia e dá feedback às pessoas; É FLEXÍVEL.

42 INTELIGÊNCIA EMOCIONAL APRENDIZAGEM EMOCIONAL

43 A Aprendizagem Emocional torna a pessoa: Segura de si; Segura de si; Interessada; Interessada; Consciente do comportamento esperado; Consciente do comportamento esperado; Capaz de controlar e administrar seus impulsos; Capaz de controlar e administrar seus impulsos; Reconhecer e expressar suas necessidades; Reconhecer e expressar suas necessidades; Procurar ajuda; Procurar ajuda; Enfim, viver melhor. Enfim, viver melhor.

44 TESTE DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Instruções: Ao fazer o teste procure entrar em contato com as suas emoções. Respondendo as alternativas, tente perceber se você está ansioso e disperso, ou calmo e concentrado. Esse já é um bom treino para aprimorar sua Inteligência Emocional. Para cada pergunta, marque quantas alternativas quiser.

45 1 - COMO VOCÊ SE DEFINE? A – Eu costumo me manter calmo e controlado em situações alarmantes ou inesperadas B – Eu geralmente deixo escapar coisas que na verdade não queria dizer C – Dificilmente o meu humor se altera D – Eu percebo que sou escravo das minhas emoções

46 2 - QUAL DESSES COMPORTAMENTOS VOCÊ COSTUMA TER NUMA FESTA? A – Numa conversa, todos percebem claramente minha opinião B – As pessoas felizes, se divertindo, muitas vezes me parecem primitivas C – Sinto-me à vontade com praticamente qualquer pessoa D – Quando querem saber mais a meu respeito, fecho-me como uma ostra

47 3 - SUA TENDÊNCIA MAIOR É: A – Expressar minhas emoções aos outros B – Achar que é um sinal de fraqueza ter e expressar emoções C – Em relação a uma pessoa, confiar mais nos meus sentimentos do que nas referências D – Considerar a cabeça melhor juiz que o coração

48 4 - DURANTE AS SUAS RELAÇÕES SEXUAIS VOCÊ PENSA EM OUTRO PARCEIRO(A)? A – Nunca B – Muitas vezes C – Raramente D – Sempre

49 5 - COMO VOCÊ AGE NO TRABALHO? A – Minhas tarefas não me impedem de ter bons momentos com as pessoas que eu gosto B – Muitas vezes, eu penso: Não vou conseguir, não vou suportar. É demais para mim. C – Dificilmente alguma coisa tira minha concentração D – Gosto de fazer tudo sozinho. Tenho dificuldades em pedir ajuda

50 AVALIAÇÃO SUA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL ESTÁ EM ALTA A C Se a maioria das suas respostas foi A ou C, você é uma pessoa que tem um contato extremamente positivo com as suas emoções. Sua tendência é não reprimi-las e, com o amadurecimento que começa a surgir daí, você começa a compreender e controlar seus impulsos e ansiedades. Esse domínio e essa compreensão trazem autoconfiança e ainda permitem uma melhor avaliação do impacto que as suas emoções causam nos outros. Para você, auto-conhecimento é fundamental.

51 AVALIAÇÃO SUA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PODE MELHORAR B D Se a maioria das suas respostas foi B ou D, você é uma pessoa com uma forte tendência a conduzir sua vida dominado pelas emoções. Entrar em contato com elas não é tarefa fácil, mas é plenamente possível. Ter essa percepção já é um grande passo para começar a dialogar com a imensa riqueza que se esconde em nosso mundo de sentimentos e emoções. Explore seus medos, ansiedades, tristezas, com coragem e ponderação, e não como um fator que impede seu crescimento e realização pessoais. Eles podem ser seus aliados..

52 ACREDITE EM SI MESMO Quem se considera capaz de mudar para enfrentar novos desafios de forma eficiente, sempre acaba por encontrar uma solução para os problemas que lhe surgirem à frente. Quem se considera capaz de mudar para enfrentar novos desafios de forma eficiente, sempre acaba por encontrar uma solução para os problemas que lhe surgirem à frente. Quem não pensa assim ficará sempre preocupado com o erro, a falha, cujo resultado acarretará, muitas vezes, fracasso. Quem não pensa assim ficará sempre preocupado com o erro, a falha, cujo resultado acarretará, muitas vezes, fracasso. O grau de confiança que possuímos gerará, em nossas vidas, altos níveis de auto-estima. O grau de confiança que possuímos gerará, em nossas vidas, altos níveis de auto-estima.

53 Aprenda a RELAXAR – diminuindo as ansiedades e os medos. Aprenda a estar aberto para o momento presente – AQUI E AGORA. Aprenda a gerenciar suas emoções – EQUILIBRAR A RAZÃO E OS SENTIMENTOS. Administre seu tempo (ou você será administrado por ele) TENHA METAS, ORGANIZE-SE.

54 SUCESSO Rir e com freqüência; ganhar o respeito das pessoas inteligentes e o afeto das crianças; merecer a consideração de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza; encontrar o melhor nos outros; é deixar o mundo um pouco melhor; seja por uma saudável criança, um canteiro de jardim ou uma redimida condição social; é saber que ao menos uma vida respirou mais fácil porque você existiu. Isso é ter sucesso! Ralph Waldo Emerson

55 LEMBRE-SE "Você é a única pessoa com quem é obrigado a acordar todos os dias de manhã... e como vai fazer isto o resto da sua vida, é melhor que o faça com prazer."

56 Não é tentar agradar a todo mundo. Trata-se de levar em consideração os sentimentos dos funcionários na tomada de decisão

57 Qualquer um pode zangar-se - isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira certa - não é fácil. (Ética a Nicomaco) Aristóteles

58 CONHECE-TE A TI MESMO Certa vez um guerreiro Samurai, desafiou um mestre Zen a explicar o conceito de céu e inferno. Mas o monge respondeu- lhe com desprezo: - Não passa de um rústico... Não vou desperdiçar meu tempo com gente da tua laia! Atacado na própria honra, o Samurai teve um acesso de fúria e, sacando da bainha a espada, berrou: - Eu poderia matar-te por tua impertinência. - Isso - respondeu calmamente o monge - é o inferno. Espantado por ver a verdade no que o mestre dizia da cólera que o dominara, o Samurai acalmou-se, embainhou a espada e fez um mesura, agradecendo ao monge a intuição. - -E isso - disse o monge - é o céu A CONSCIÊNCIA DOS NOSSOS SENTIMENTOS QUANDO ELES OCORREM.


Carregar ppt "Parte 3 Gestão DE PESSOAS E NEGOCIA Ç ÃO. Professoras: Hilda Alberton de Carvalho Isaura Alberton de Lima"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google