A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL CULTURA ORGANIZACIONA L.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL CULTURA ORGANIZACIONA L."— Transcrição da apresentação:

1 BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL CULTURA ORGANIZACIONA L

2 1 As Organizações e sua cultura, crenças e valores. 2 Aspectos formais e informais 3 Componentes da Cultura Organizacional 4 Socialização Organizacional 5 Programas de orientação organizacional 6 Resiliência Organizacional CULTURA ORGANIZACIONAL

3 cultura: definição e origens Vem do latim colere (cultivo da terra, agricultura). Depois passou a se referir a cuidados com as crianças (puericultura). Mais tarde, acrescentou-se o culto aos deuses. Final do séc. XVIII – XIX o conceito de cultura se estabeleceu como um campo específico do conhecimento humano: as viagens dos colonizadores, falta de interesse do Império Chinês em relações comerciais, etc. Comportamentos estranhos de outros povos.

4 cultura: definição e origens Tylor (1871) relacionou o termo alemão cultur (aspectos espirituais de uma comunidade) com a palavra francesa civilization (produções materiais de uma comunidade) no seu livro Primitive Culture. As duas palavras foram agregadas a um único vocábulo inglês: culture, com o significado de conhecimentos, crenças, arte, leis, moral, costumes e outros hábitos do ser humano como ser social. Este conceito reuniu as possibilidades de realização humana: aprendizado através da cultura como processo sócio-histórico.

5 As organizações e sua cultura: crenças e valores. O termo apareceu associado às organizações na década de 50, porém somente a partir de 1980 ganhou relevância por causa da grande competitividade. Exemplo típico: americanos x japoneses. JACQUES, Elliot. The changing culture of a factory, Outra razão é o deslocamento de poder nas sociedades industrial e pós-industrial e redefiniçÕes geopolíticas do século passado.

6 As organizações e sua cultura: crenças e valores. A cultura pode ser compreendida como uma variável da organização, algo que ela possui ou como uma organização é. Cinco áreas de pesquisa: Administração comparativa (cultura local x organizacional). Cultura corporativa (seus artefatos e elementos culturais). Simbolismo organizacional (sistemas de signos e símbolos compartilhados). Processos inconscientes na organização (as ações organizacionais são projeções do inconsciente).

7 As organizações e sua cultura: crenças e valores. Instrumento a serviço das Necessidades biológicas E psicológicas. Cultura na organização TÓPICOS DE PESQUISA ADMINISTRAÇÃO COMPARATIVA Organizações são instrumentos Sociais para a realização de tarefas (Teoria Clássica). Mecanismo adaptativo- Regulador, integra o indicíduo Às estruturas sociais. CULTURA CORPORATIVA Organizações são organismos adaptativos existente nos procesos de troca com o ambiente (Teoria Contingencial). Sistema compartilhado de conhecimentos.. COGNIÇÃO ORGANIZACIONAL Organizações são sistemas de conhecimentos (Teoria da Cognição Organizacional). CULTURA NA ANTROPOLOGIA

8 As organizações e sua cultura: crenças e valores. CULTURA NA ANTROPOLOGIA Sistema de símbolos e Significados compartilhados, Precisa ser interpretada, lida E decifrada. Cultura na organização TÓPICOS DE PESQUISA SIMBOLISMO ORGANIZACIONAL Organizações são modelos de discurso simólico (Teoria do Simbolismo Organizacional). Projeção da infra-estrutura Universal da mente. PROCESSOS INCONSCIENTES E ORGANIZAÇÃP Organizações são organismos adaptativos existente nos procesos de troca com o ambiente (Teoria Contingencial). Sistema compartilhado de significados.. COGNIÇÃO ORGANIZACIONAL Formas e práticas organizacionais são manifestações de processos inconscientes (Teoria da Transformação Organizacional).

9 As organizações e sua cultura: crenças e valores. A cultura é um conjunto de mecanismos que incluem controles, planos, receitas, regras e instruções que governam o comportamento. Esses mecanismos são compartilhados pelos atores do sistema cultural. Logo, estudar a cultura é estudar um código de símbolos partilhados pelos membros dessa cultura. Para que possa ser criada e mantida, a cultura deve ser veiculada aos membros da organização através de: ritos, rituais, mitos (estórias), histórias (fatos), gestos e demais artefatos vísiveis. (Zanelli, p.416).

10 As organizações e sua cultura: crenças e valores. Ao admitir que existe uma cultura existe a contracultura que pode trazer: Existências de múltiplas culturas dentro da empresa. Conflitos. Interesses de grupos dominantes nem sempre coincidem com os demais grupos. Interesses do nível mais alto e mais baixo da pirâmide são diferentes.

11 As organizações e sua cultura: crenças e valores. Ao admitir que existe uma cultura existe a contracultura que pode trazer: Existências de múltiplas culturas dentro da empresa. Conflitos. Interesses de grupos dominantes nem sempre coincidem com os demais grupos. Interesses do nível mais alto e mais baixo da pirâmide são diferentes.

12 componentes da cultura Trecho do filme o senhor das moscas PARTE I PARTE II

13 As organizações e sua cultura: como emerge. FUNDADORES E COLABORADORES Os pioneiros, aliados ou não a colaboradoes e Desenvolvem e implementam visão compartilhada E uma estratégia para o empreendimento. COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL A implementação é bem sucedida: os funcionários Se comportam de acordo com os valores compartilhados E com a estratégia. RESULTADOS A organização baseia seu sucesso em Resultados financeiros. CULTURA ORGANIZACIONAL A cultura reflete a visão, estratégia e experiências das pessoas Na organização. Essa cultura descreve os comportamentos aceitáveis ou não E as tradições a serem mantidas.

14 As organizações e sua cultura Mecanismos de criação da cultura organizacional Primários. Em que os líderes ficam atentos e controlam? Como os líderes reagem a incidentes e crises? Qual o critério usado pelos líderes para alocar recursos escassos? Como é feita a apresentação, ensino e treinamento para cada função? Qual o critério para recompensas e status? Qual o critério para recrutar, selecionar, promover, aposentar e demitir? SECUNDários. Desenho e estrutura da organização. Sistemas e procedimentos. Regras e rituais. Espaço fisico, fachada. Histórias, lendas e mitos. DeclaraçÕes formais sobre filosofia, valores e princípios

15 As organizações e sua cultura: gestão e mudança cultural podem ser feitas? Em geral NÃO, porque: a) Culturas são espontâneas e de difícil identificação e alteração intencional. b) É necessária experiência e conhecimento para compreender e administrar a cultura de uma organização. c) A existência de múltiplas culturas dentro da organização torna a tarefa complexa. d) A cultura gera resistência a mudanças, descontinuidade e instabilidade.

16 As organizações e sua cultura: gestão e mudança cultural podem ser feitas? Porém há quem diga que SIM, porque: a) Pessoas em posições estratégicas de comando podem influenciar. b) Podem adotar práticas de desenvolvimento organizacional. c) Podem alterar aspectos mais superficiais da cultura.

17 As organizações e sua cultura: UM avisO Os gestores precisam pensar como agentes de mudança, já que o importante é como não repetir erros. Sempre existirá ansiedade e resistência. A cultura não pode ser alterada de forma arbitrária, porém novos modelos podem ser incentivados. A cultura não se altera, se amplia, revisa através de mudança em conceitos essenciais.

18 Um dos temas relacionados com CULTURA é o processo de mudança e comunicação nas organizações. Esse será um dos temas abordados do nosso seminário. O TRABALHADOR NA ORGANIZAÇÃO DO 3º MILÊNIO

19 Referências GONDIM, Sônia Maria Guedes. SILVA, Narbal. ZANELLI, José Carlos. BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo. BASTOS, Antônio Virgílio Bittencourt. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004, cap. 4, p


Carregar ppt "BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL CULTURA ORGANIZACIONA L."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google