A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANEJAMENTO ECONÔMICO. Planejamento Econômico PROJETOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANEJAMENTO ECONÔMICO. Planejamento Econômico PROJETOS."— Transcrição da apresentação:

1 PLANEJAMENTO ECONÔMICO

2 Planejamento Econômico PROJETOS

3 No planejamento econômico é possível prever os gastos necessários para a implementação do plano/projeto. Planejamento econômico

4 Previsão de recursos e preparação do orçamento A previsão inicial dos recursos necessários à realização do projeto é uma das informações que possibilita elaborar a lista das atividades.

5 Recursos e trabalho custam dinheiro. Nos estágios finais de um plano operacional, deve-se definir o custo dos recursos necessários para assegurar a realização do projeto. Previsão de recursos e preparação do orçamento

6 Custos Envolve três etapas interdependentes: 1. Planejamento de recursos 2. Estimativa de custos 3. Elaboração do orçamento

7 Planejamento de recursos A primeira etapa na elaboração de um orçamento é fazer a relação dos recursos necessários para a realização do projeto. A elaboração do orçamento é um processo que começa a ser realizado junto com o planejamento das atividades.

8 Recursos Mão-de-obra Material permanente Material de consumo Serviços de terceiros Os recursos necessários para a realização de um projeto geralmente classificam-se em quatro tipos principais:

9 Mão-de-obra Mão-de-obra próprias Serviços eventuais contratados Voluntários

10 Mão-de-obra Divide-se em categorias: Coordenação Pessoal técnico Pessoal sênior Pessoal administrativo etc

11 Bens Equipamentos Instalações a serem compradas, construídas ou alugadas. Locação de Espaços.doc Material permanente

12 Combustível Material de escritório Reagentes de laboratório Peças de reposição Material de consumo

13 Viagens Serviços de terceiros Hospedagem

14 Alimentação Serviços de terceiros

15 Transporte local Serviços de terceiros

16 Serviços especializados, como desenho, programação de computadores, digitação.

17 Estimativa de custos Para preparar a estimativa de custos três informações são importantes: Custos unitário de cada recurso Duração das atividades Custos indiretos

18 Custo unitário De cada recurso: Salários calculados de acordo com uma taxa horária ou mensal, acrescidos de encargos sociais. Preço de um pacote de papel. Preço de uma hora de utilização de um laboratório etc.

19 Salários Salário nominal + encargos sociais ÷ pelo número de horas trabalhadas. Exemplo: - Salário Mensal Nominal: R$ 1.000,00 - Encargos Sociais: R$ 400,00 - Salário Mensal Total: R$ 1.400,00 - Nº. de horas trabalhadas no mês: 160 horas - Custo-hora: R$ 1.400,00 ÷ por 160h= R$ 8,75 por hora. O custo-hora da mão-de-obra direta :

20 Além disso, permite também calcular o eventual custo de juros, quando uma atividade precisa ser financiada. Estimativa de custos Duração das atividades Multiplicada pelo custo unitário, permite a estimativa do custo total.

21 Custos indiretos Referem-se a despesas que não são produzidas pelo projeto, mas a ele atribuídas. Em geral, cobrem custos relacionados com a administração geral da organização, previsão de reserva para períodos de inatividade, benefícios etc. Estimativa de custos

22 É a estimativa dos custos do projeto. Maximiano (2002), Deve ser apresentado em quadro que indique os recursos necessários à execução do projeto, especificado por item, elemento ou categoria de despesa, e por fonte, isto é, por origem de recursos, pois nem todos provêm da mesma fonte. Orçamento

23 Todos os custos do projeto devem ser discriminados e não só aqueles para os quais for preciso financiamento externo. Deve ficar clara a contribuição de cada parceiro do projeto. Orçamento

24 Elaboração do orçamento O orçamento pode ser apresentado em qualquer formato: Orçamento global: é um relação dos custos totais, item a item. Cronograma de desembolso: é a programação de despesas ao longo do ciclo de vida do projeto. Nos contratos o cronograma de desembolsos estipula o número e valor das parcelas a serem pagas pelo cliente.

25 Cronograma de desembolso ITENS DE CUSTO JANFEVMARABR TOTAL Mão-de-obra100,00 400,00 Material permanente 50,00 200,00 Material de consumo 50,00 200,00 Terceiros 50,00 200,00 TOTAL250, ,00

26 O orçamento é também o principal instrumento de controle financeiro do projeto.

27 Custo e preço Qual o custo estimado do projeto? Preço do projeto O preço do projeto é o valor a ser cobrado do cliente. O preço pode ser menor ou maior que o custo estimado. O estabelecimento do preço é uma decisão estratégica, parcialmente condicionada pela estimativa de custos.

28 E... As Bibliotecas?

29 Orçamento das bibliotecas As bibliotecas, de um modo geral, não elaboram seus orçamentos quanto às despesa com pessoal, luz, telefone e limpeza etc.

30 1. Aquisição de documentos 2. Encadernação 3. Conservação e segurança dos acervos. 4. Reprografia 5. Material de consumo 6. Mobiliário e equipamento 7. Manutenção de equipamento Orçamento das bibliotecas Setores que competem à sua gerência orçamentária:

31 Custo operacional da biblioteca no período CUSTO OPERACIONAL SETORESENTIDADE FINANCIADORACUSTOS Aquisição de livros Livraria Vailer5.000,00 Aquisição de periódicos Distribuidora Viva3.000,00 Aquisição de outros materiais Livraria L. Martins1.500,00 Encadernação Pop Copy750,00 Conservação e segurança Biblos Consultores2.500,00 Material de consumo Oliveira Distribuidora500,00 Mobiliário e equipamento Irmãos Silva4.000,00 Reprografia Copy Master150,00 TOTAL GERAL ,00

32 O que são despesas fixas? São as despesas administrativas realizadas para adequado funcionamento da empresa, independentemente do valor das vendas.

33 Exemplos de despesas fixas: - aluguel, condomínio, IPTU; - água, luz, telefone; - salários administrativos; - pró-labore (retirada dos sócios); - encargos sociais sobre salários e pró-labore; - honorários profissionais (contador, outros); - despesas com veículos; - despesas com alimentação; - despesas financeiras; - despesas de manutenção;

34 O que é Custo Direto Variável? O custo direto variável representa os valores diretamente gastos na aquisição das mercadorias, ou na fabricação dos produtos, ou na realização dos serviços.

35 Nas atividades comerciais: é o custo de aquisição da mercadoria. O que é Custo Direto Variável?

36 Nas atividades industriais: é o custo de aquisição das matérias- primas gastas na produção, mais o custo da mão-de-obra diretamente envolvida no processo de fabricação. O que é Custo Direto Variável?

37 Nas atividades de serviços: é o custo da mão-de-obra diretamente O que é Custo Direto Variável? envolvida na realização do serviço, mais o custo dos materiais utilizados no serviço realizado.

38 A aprovação de uma idéia de projeto tanto pode significar a luz verde para a preparação de uma proposta com maior grau de detalhes quanto para a realização do projeto. Essas decisões dependem do grau de precisão, dos valores envolvidos e da disponibilidade de recursos de quem fez a encomenda.

39 Referência MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Administração de projetos: transformando idéias em resultados. São Paulo: Atlas, p

40 Obrigada Planejamento econômico Profª. Lúcia Martins Oliveira


Carregar ppt "PLANEJAMENTO ECONÔMICO. Planejamento Econômico PROJETOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google