A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MARY DOUGLAS Uma Biografia Intelectual Edmar Antonio Brostulim Alice Mitiko Hinoshita.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MARY DOUGLAS Uma Biografia Intelectual Edmar Antonio Brostulim Alice Mitiko Hinoshita."— Transcrição da apresentação:

1 MARY DOUGLAS Uma Biografia Intelectual Edmar Antonio Brostulim Alice Mitiko Hinoshita

2 Ilusão Biográfica A narração, seja biográfica ou autobiográfica, como aquele do pesquisado que se entrega a um pesquisador, propõe acontecimentos que sem serem todos e sempre desenrolados em sua estrita sucessão cronológica (...), tendem ou pretendem se organizar em seqüências ordenadas segundo relações inteligíveis. O sujeito e objeto da biografia (o pesquisador e o pesquisado) têm de algum modo o mesmo interesse em aceitar o postulado do sentido da existência contada (e implicitamente, de toda existência). [BOURDIEU, Pierre. A Ilusão Biográfica, p.2] Richard Fardon acaba sendo prisioneiro da ilusão biográfica presente na construção da trajetória intelectual de Mary Douglas

3 Outsider? Mary Douglas segundo Richard Fardon: Uma Outsider? Mulher Católica Escrita Jornalística Antropologia Interdisciplinar Sociedades Ocidentais Durkheimiana

4 Como uma outsider pode se tornar uma das maiores antropólogas do século XX, sendo uma pensadora de vanguarda, abrindo e consolidando novos temas e campos de pesquisa na antropologia, além de ser uma das autoras mais lidas fora da disciplina?

5 CRONOLOGIA 1921 – Nasce Margaret Mary Tew em San Remo, Itália – Falecimento da Mãe. Mary Tew entra no Colégio do Sagrado Coração em Roehampton, Inglaterra – Ingressa na University of Oxford, no bacharelado de Política, Filosofia e Economia – Serviço no Gabinete Colonial Inglês, primeiro contato com a Antropologia (Os Nuer) 1946 – Retoma os estudos, para cursar o Mestrado em Antropologia, sob orientação de Edward E. Evans- Pritchard.

6 1949 – Inscreve-se para o Doutorado também sob a orientação de E. Evans-Pritchard – Trabalho de Campo entre os Lele, no Congo Belga 1951 – Casa-se com James Douglas, economista do Partido Conservador 1953 – Defende sua tese de doutorado Os Lele do Kasai 1962 – Colaboradora da New Society Review 1963 – Publica Os Lele do Kasai

7 1966 – Publica Pureza e Perigo 1969 – Publica Símbolos Naturais, com segunda edição em – Nomeada para Cátedra no University College of London 1975 – Publicação de Sentidos Implícitos 1978 – Publica O Mundo dos Bens, em co-autoria com Baron Isherwood

8 1978 – Muda-se para os EUA, como Diretora de Pesquisas sobre Cultura da Russel Sage Foundation. Tenta cátedra na University of Chicago, mas não consegue – Publica a biografia Evans-Pritchard 1981 – Nomeada Catedrática de Antropologia no Northwestern University 1982 – Publica Risco e Cultura e Na Voz Ativa 1986 – Aposenta-se das atividades docentes. Publica Aceitabilidade do Risco Nas Ciências Sociais 1987 – Publica Como as Instituições Pensam 1992 – Publicação de Risco e Culpa

9 1993 – No deserto é publicado, retomando estudos sobre o Velho Testamento – Data de sua última publicação, na Revista da Universidade de Berkeley – Morre em 16 de maio, em Londres aos 86 anos de idade, com mais de 300 textos publicados entre resenhas, críticas, livros e artigos. A cronologia é baseada nas considerações de Richard Fardon em seu livro: Mary Douglas: Uma Biografia Intelectual. Rio de Janeiro, Editora da UFRJ, 2001.

10 Mary Douglas prefere correr riscos imensos intelectuais, passar por cima de fronteiras disciplinares, manter-se teimosamente otimista e em geral, entregar-se à tarefa de explicar o mundo em que vivemos a qualquer um que se interesse em ouvir, com um compromisso e energia que a idade só fez reforçar. Richard Fardon


Carregar ppt "MARY DOUGLAS Uma Biografia Intelectual Edmar Antonio Brostulim Alice Mitiko Hinoshita."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google