A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LICENCIATURA EM REABILITAÇÃO PSICOMOTORA Prof. Doutor Pedro Morato Prof. Dra. Ana Rodrigues 2006-2007 PSICOPEDAGOGIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LICENCIATURA EM REABILITAÇÃO PSICOMOTORA Prof. Doutor Pedro Morato Prof. Dra. Ana Rodrigues 2006-2007 PSICOPEDAGOGIA."— Transcrição da apresentação:

1 LICENCIATURA EM REABILITAÇÃO PSICOMOTORA Prof. Doutor Pedro Morato Prof. Dra. Ana Rodrigues PSICOPEDAGOGIA

2 RECORDAR: Influências Filosóficas, Culturais e Científicas no trabalho de Jean Itard Atitudes Face à Deficiência Bases Metodológicas do trabalho de Itard Psicopedagogia Síntese sobre o visionamento do filme: O menino selvagem

3 Influências Filosóficas, Culturais e Cientificas no trabalho de Itard Condillac Rosseau e ideais da Revolução Francesa Esquirol e Pinel Idiotia, Imbecilidade Irrecuperabilidade da Deficiência Psicopedagogia

4 As primeiras experiências foram apenas empíricas, pois não estavam ainda lançadas as bases científicas da medicina psíquica nos finais do século XVIII, Anteriormente e ainda nos primórdios do Século XVIII, tínhamos assistido a um movimento contra o despotismo da igreja encabeçado pelo filósofo Voltaire a que se deu o nome de Movimento Sensualista e que, entre outros aspectos, se baseava no princípio de que toda a aprendizagem tem como fundamento a a estimulação sensorial. Posteriormente surge o Movimento Naturalista, mais direccionado para questões humanistas e dando ênfase ao domínio das emoções. O principal protagonista deste movimento é Jean Jaques Rosseau. Psicopedagogia

5 Rosseau ( ) - Suíço. Mestre de vários ofícios, escritor, ensaísta, político e músico. Sem mãe e abandonado precocemente pelo pai, educa-se a si próprio... Ciência da Criança - critica a educação autoritária e repressiva, colocando a criança como o principal centro da acção pedagógica Três grandes ideias-chave: A criança é um ser absolutamente distinto do adulto. A psicologia é uma auxiliar fundamental no conhecimento da criança e como tal na pedagogia. è fundamental dar atenção ás exigência da própria criança,. Estas devem ser colocadas acima de quaisquer questões políticas ou económicas. Émile - publicado em 1762 Psicopedagogia

6 Atitudes Face à Deficiência Etapas Históricas Mudança de Atitude no inicio do seculo XIX Recuperabilidade da Deficiência; Modificabilidade da Inteligência Psicopedagogia

7 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS ATITUDES FACE À DEFICIÊNCIA 2º período: Movimento Humanitário Primeiras experiência pedagógico-terapêuticas (Itard); Revolução Francesa e ideias de Rosseau (valorização do sentido humano) e a instrução escolar. Distinção entre conceitos de loucura e idiotia com a iniciativa de Pinel e posteriores definições de Esquirol (1818- idiota, cretino e imbecil). A definição de Idiota é considerada a primeira definição de deficiência mental e é descrita como um estado de não desenvolvimento das faculdades mentais e não como uma doença. É um período de EMANCIPAÇÃO Psicopedagogia

8 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS ATITUDES FACE À DEFICIÊNCIA 3º período: Ambivalência e retrocesso nos fenómenos de Protecção-Rejeição ( ) Não há evolução no sentido da educação, mas sim da rejeição e dos grandes Hospícios, e Asilos. Surge ainda o conceito de Debilidade ou deficiência Mental Ligeira resultante da escolaridade obrigatória e dos casos de crianças que não aprendem. Surgem as classes especiais e a necessidade de medir a inteligência (Binet e Simon). Paralelamente aumenta o conhecimento cientifico que face a esta atitude gera movimentos de medo da hereditariedade provocando situações radicais como a esterilização e a eutanásia. Psicopedagogia

9 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS ATITUDES FACE À DEFICIÊNCIA 4º período: Abordagem Científica - Deficiente mental Cidadão com Direitos Descoberta das múltiplas causas da deficiência mental. Diminuição do medo de contágio e da hereditariedade. Aumento da importância dada á Prevenção. Desenvolvimento de métodos e técnicas de intervenção e do conhecimento sobre o desenvolvimento intelectual e afectivo do indivíduo. Importância dada ao meio e á relação. Evolução dos conceitos (anormal- atrasado-deficiente). Incremento da Integração Psicopedagogia

10 1. Atraí-lo para a vida social, tornando-lha mais suave do que a que levava até então... Psicopedagogia Relatório de 1801 Objectivos do Trabalho de Itard

11 2. Despertar a sensibilidade nervosa com os estimulantes mais enérgicos e às vezes pela emoções mais vivas da alma... Psicopedagogia Relatório de 1801 Objectivos do Trabalho de Itard

12 3. Alargar as esferas das ideias criando-lhe necessidades novas e multiplicando as suas relações com os seres que o rodeiam Psicopedagogia Relatório de 1801 Objectivos do Trabalho de Itard

13 4. Levá-lo ao emprego da palavra, determinando o exercício da imitação pela imperiosa da necessidade Psicopedagogia Relatório de 1801 Objectivos do Trabalho de Itard

14 5. Exercitar, durante algum tempo, sobre os objectos das suas necessidades físicas, as mais simples operações do espírito, determinando de imediato a aplicação sobre objectos de instrução Psicopedagogia Relatório de 1801 Objectivos do Trabalho de Itard

15 RELATÓRIO DE 1806 OBJECTIVOS 1.Desenvolvimento dos Sentidos 2.Desenvolvimento das Faculdades Intelectuais 3.Desenvolvimento das Faculdades Afectivas Psicopedagogia

16 Bases Metodológicas do trabalho de Itard 1.Estimulação sensório-motora 2.Modificação do Comportamento 3.Crença na relação afectiva 4.Materiais e Prática Psicopedagogia

17 Contributos Principais do Trabalho de Itard 1.Recuperabilidade da Deficiência 2.Modificabilidade da Inteligência 3.Educação como alternativa à Medicina Psicopedagogia

18 MALSON, L. (1964). Les Enfants sauvages, mythe et realité. Paris: Union Générale d'Éditions, collection Psicopedagogia


Carregar ppt "LICENCIATURA EM REABILITAÇÃO PSICOMOTORA Prof. Doutor Pedro Morato Prof. Dra. Ana Rodrigues 2006-2007 PSICOPEDAGOGIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google