A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PELE Prof. Kemil Rocha Sousa Adaptado de xa.yimg.com/kq/groups/27785400/214500370/nam e/Palestra.ppt

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PELE Prof. Kemil Rocha Sousa Adaptado de xa.yimg.com/kq/groups/27785400/214500370/nam e/Palestra.ppt"— Transcrição da apresentação:

1 A PELE Prof. Kemil Rocha Sousa Adaptado de xa.yimg.com/kq/groups/ / /nam e/Palestra.ppt

2 EMBRIOLOGIA A pele é constituida por duas camadas germinativas diferentes: a ectoderme e a mesoderme. A epiderme tem origem na ectoderme, enquanto a derme e o tecido adiposo subcutâneo têm origem mesodérmica.

3 A PELE A pele é o manto de revestimento do organismo, órgão vital e, sem ela, a sobrevivência seria impossível. É o maior órgão do corpo humano, representando 16% de seu peso total.

4 Principais Funções da Pele: Proteção As estruturas internas do organismo frente a agressores químicos, físicos e biológicos, perda de água e luz. Proteção física A epiderme secreta proteínas e lípidos (a principal, é a queratina) que protegem contra a invasão por parasitas e a injúria mecânica e o atrito. Contra esta também é fundamental o tecido conjuntivo da derme, no qual os fibrócitos depositam proteínas fibrilares com propriedades de resistência à tracção e elasticidade, como os colagénios e a elastina. A melanina produzida pelos seus melanócitos protege contra a radiação, principalmente UV. Sua quantidade aumentada produz o bronzeamento da pele.proteínaslípidos queratinaparasitastecido conjuntivo fibrócitoscolagénioselastinamelaninamelanócitosUV bronzeamento da pele Percepção: através de nervos específicos para o calor, frio, pressão e tato.

5 Principais Funções da Pele: Termorregulação Controle da temperatura do organismo, através do suor e resfriamento da pele. Os vasos sanguíneos subcutâneos contraem-se com o frio e dilatam-se com o calor, de modo a minimizar ou maximizar as perdas de calor. Os folicúlos pilosos têm músculos que produzem a sua erecção com o frio ("pele de galinha"), aprisionando bolhas de ar estático junto à pele que retarda as trocas de calor - um mecanismo mais eficaz nos nossos antepassados mais peludos.folicúlos pilososmúsculos As glândulas sudoríparas secretam líquido aquoso cuja evaporação diminui a temperatura superficial do corpo.glândulas sudoríparas A presença de tecido adiposo (gordura) subcutâneo protege contra o frio uma vez que a gordura é má condutora de calor.

6 Principais Funções da Pele: Órgão imunitário A pele é um órgão importante do sistema imunitário. Ela alberga diversos tipos de leucócitos. Há linfócitos que regulam a resposta imunitária e desenvolvem respostas específicas; células apresentadoras de antigenos (histiócitos ou células de Langerhans) que recolhem moléculas estranhas (possíveis invasores) que levam para os gânglios linfáticos onde as apresentam aos linfócitos CD4+; mastócitos envolvidos em reações alérgicas e luta contra parasitas.sistema imunitário leucócitoslinfócitos

7 Principais Funções da Pele: Desidratação Uma das funções vitais da pele é a proteção contra a desidratação. Os seres humanos são animais terrestres, e necessitam proteger os seus corpos, compostos principalmente por água, contra a evaporação excessiva e desidratação e o subsequente choque hipovolêmico e morte, que seriam inevitáveis num meio seco e quente. É comum vítimas de queimaduras graves entrarem em choque hipovolêmico (sangue com pouco volume devido à perda de água) se perderem superfície cutânea extensamente. A pele protege da desidratação por dois mecanismos. As junções celulares como tight junctions e desmossomas dão coesão às células da epiderme e a sua superfície contínua de membrana lipídica impede a saída de água (que não se mistura com lípidos).choque hipovolêmicoqueimadurasdesmossomas

8 Principais Funções da Pele: Metabólicas As funções metabólicas da pele são importantes. É lá que é fabricada, numa reação dependente da luz solar, a vitamina D, uma vitamina essencial para o metabolismo do cálcio e portanto na formação/manutenção saudável dos ossos. vitamina Dcálcio

9 Principais Funções da Pele: Melanogênese Formação de melanina que protege a pele contra as radiações UV.

10 CAMADAS DA PELE

11 EPIDERME É a camada mais superficial da pele, cuja espessura varia desde 0,04mm nas pálpebras até 1,6mm nas regiões palmo-plantares. A epiderme sofre um processo de constante renovação, que se apresenta como uma sucessão de transformações ao longo de 28 dias. Não há vasos sanguíneos nessa camada, os nutrientes e o oxigênio chegam à epiderme por difusão a partir de vasos sanguíneos da derme.

12 CAMADAS DA EPIDERME Camada Córnea Camada Lúcida Camada Granulosa Camada Espinhosa Camada Basal ou Germinativa

13 EPIDERME É um epitélio multiestratificado, formado por várias camadas (estratos) de células achatadas (epitélio pavimentoso) justapostas. A camada de células mais interna, denominada epitélio germinativo, é constituída por células que se multiplicam continuamente; dessa maneira, as novas células geradas empurram as mais velhas para cima, em direção à superfície do corpo.

14 EPIDERME À medida que envelhecem, as células epidérmicas tornam-se achatadas, e passam a fabricar e a acumular dentro de si uma proteína resistente e impermeável, a queratina. As células mais superficiais, ao se tornarem repletas de queratina, morrem e passam a constituir um revestimento resistente ao atrito e altamente impermeável à água, denominado camada queratinizada ou córnea.

15 EPIDERME Toda a superfície cutânea está provida de terminações nervosas capazes de captar estímulos térmicos, mecânicos ou dolorosos. Essas terminações nervosas ou receptores cutâneos são especializados na recepção de estímulos específicos. Não existem vasos sangüíneos. Os nutrientes e oxigênio chegam à epiderme por difusão a partir de vasos sangüíneos da derme.

16 EPIDERME Nas camadas inferiores da epiderme estão os melanócitos, células que produzem melanina, pigmento que determina a coloração da pele. As glândulas anexas – sudoríparas e sebáceas – encontram-se mergulhadas na derme, embora tenham origem epidérmica. O suor (composto de água, sais e um pouco de uréia) é drenado pelo duto das glândulas sudoríparas, enquanto a secreção sebácea (secreção gordurosa que lubrifica a epiderme e os pêlos) sai pelos poros de onde emergem os pêlos.

17

18 DERME É a camada intermediária da pele que dá sustentação para a epiderme. É a mais espessa das três camadas. Rica em fibroblastos (células responsáveis pela produção de colágeno e elastina) que fabricam essas proteínas para sustentação do tecido. Divide-se em duas camadas: Papilar e Reticular.

19 Camada papilar: em contato com a epiderme, formada por tecido conjuntivo frouxo, e a Camada reticular: constituída por tecido conjuntivo denso não modelado, onde predominam as fibras colagenosas. É na derme que se localizam os vasos sanguíneos que nutrem a epiderme, vasos linfáticos e também os nervos e os órgãos sensoriais a eles associados. Estes incluem vários tipos de sensores:

20 Anexos Cutâneos da Derme Vasos Sanguíneos; Vasos Linfáticos; Nervos e Órgãos Sensoriais; Unhas; Glândulas Sudoríparas e Sebáceas; Folículos Pilosos;

21 DERME Nas regiões da pele providas de pêlo: Existem terminações nervosas específicas nos folículos capilares e outras chamadas terminais ou receptores de Ruffini. As primeiras, formadas por axônios que envolvem o folículo piloso, captam as forças mecânicas aplicadas contra o pêlo. Os terminais de Ruffini, com sua forma ramificada, são receptores térmicos de calor.

22 DERME Na pele desprovida de pêlo e também na que está coberta por ele, encontram-se ainda três tipos de receptores comuns: 1) Corpúsculos de Paccini: captam especialmente estímulos vibráteis e táteis. São formados por uma fibra nervosa cuja porção terminal, amielínica, é envolta por várias camadas que correspondem a diversas células de sustentação. A camada terminal é capaz de captar a aplicação de pressão, que é transmitida para as outras camadas e enviada aos centros nervosos correspondentes.

23 DERME 2) Discos de Merkel: de sensibilidade tátil e de pressão. Uma fibra aferente costuma estar ramificada com vários discos terminais destas ramificações nervosas. Estes discos estão englobados em uma célula especializada, cuja superfície distal se fixa às células epidérmicas por um prolongamento de seu protoplasma. Assim, os movimentos de pressão e tração sobre epiderme desencadeiam o estímulo. 3) Terminações nervosas livres: sensíveis aos estímulos mecânicos, térmicos e especialmente aos dolorosos. São formadas por um axônio ramificado envolto por células de Schwann sendo, por sua vez, ambos envolvidos por uma membrana basal.

24 DERME Na pele sem pêlo encontram-se, ainda, outros receptores específicos: 4) Corpúsculos de Meissner: táteis. Estão nas saliências da pele sem pêlos (como nas partes mais altas das impressões digitais). São formados por um axônio mielínico, cujas ramificações terminais se entrelaçam com células acessórias. 5) Bulbos terminais de Krause: receptores térmicos de frio. São formados por uma fibra nervosa cuja terminação possui forma de clava.Situam-se nas regiões limítrofes da pele com as membranas mucosas (por exemplo: ao redor dos lábios e dos genitais).

25 HIPODERME Hipoderme ou tecido celular subcutâneo é a camada mais profunda da pele, composta por células adiposas (células de gordura), tecido fibroso, nervos e vasos sanguíneos de maior calibre. É um tecido conjuntivo frouxo ou adiposo que faz conexão entre a derme e a fáscia muscular e a camada de tecido adiposo é variável à pessoa e localização.

26 HIPODERME FUNÇÕES: Depósito Nutritivo; Isolamento Térmico; Modela a superfície corporal; Reservatório energético; Absorção de choque Fixação dos órgãos.

27 HIPODERME Camadas: Areolar: superficial; adipócitos globulares e volumosos e numerosos e delicados vasos. Lâmina fibrosa: separa a camada areolar da lamelar. Lamelar: mais profunda; aumento da espessura com ganho de peso (hiperplasia).

28 TIPOS DE PELE Pele Normal/ Eudérmica: tem superfície lisa, flexível, lubrificante e umedecida. É uma pele equilibrada (conteúdo hídrico e o conteúdo graxo), tem superfície lisa, flexível, lubrificante e umedecida. Os poros são fechados. É a pele típica das crianças, com brilho e cor uniforme. Trata-se da pele ideal.

29 TIPOS DE PELE Pele Oleosa/ graxa: é uma pele que apresenta alto brilho, muito protegida e resistente, acumulando muita sujidade do ambiente. Contém pontos negros e poros dilatados.

30 TIPOS DE PELE Pele Seca/ Pele desidratada/ alípica: caracterizada pela diminuição hídrica normal e secreção sebácea normal é uma pele fina, opaca com tendência a se descamar, por ser muito delicada se irrita com facilidade. Apresenta poros bem fechados. E as linhas de expressão aparecem mais cedo.

31 TIPOS DE PELE Pele hidratada: aumento de teor hídrico. Hiperidrose.Hiperidrose

32 TIPOS DE PELE Pele Mista: A zona T do rosto (testa, nariz e queixo), apresenta características de pele oleosa, enquanto que as partes laterais (bochechas e ao redor dos olhos) apresentam características de pele seca.

33 Hidratação da Pele AQUAPORINAS CANAIS DE PROTEÍNAS INTELIGENTES DA PELE

34 AQUAPORINAS Foi descoberta em 2003 por Peter Agre, onde recebeu o prêmio Nobel de Química. Na pele são encontradas somente o tipo 3 e 9. Estima-se que uma única aquaporina é capaz de transportar cerca de 3 milhões de moléculas de água por segundo, da derme para a epiderme.

35 O que são aquaporinas? São proteínas especiais existentes na membrana celular, que permitem a passagem de água da derme para a epiderme.

36 A Importância da Água A ingestão adequada de água favorece a absorção dos nutrientes necessários ao equilíbrio da pele e garante a sua hidratação. A água trabalha junto com as fibras estimulando o trânsito intestinal e eliminando as toxinas do organismo impedindo que o seu acúmulo seja refletido na pele.

37 ENVELHECIMENTO E A PELE Quando a água deixa a pele, ela se desidrata, fica áspera e se torna vulnerável ao processo do envelhecimento. Daí a importância de mantê-la sempre hidratada. Só que a pele não absorve água num simples banho, daí a importância da ingestão de água.

38 A quantidade média de água a ser ingerida por dia para promover benefícios à saúde da pele é de 8 copos ou 2 litros.

39 DESIDRATAÇÃO A Desidratação ocorre quando os níveis de água no organismo estão baixos. Pessoas desidratadas apresentam: Diminuição do volume sanguíneo levando o coração a aumentar os ritmos dos batimentos (taquicardia). Mau funcionamento dos músculos gerando fraqueza, os rins podem sofrer lesões devido ao baixo volume urinário. Caso a desidratação chegue ao cérebro à pessoa pode morrer ou entrar em coma.

40 Mecanismo de Hidratação da Pele Externa Através da aplicação de produtos tópicos que promovam: Oclusão: ingredientes lipídicos (gordurosos) que limitam a evaporação da água endógena. Umectação: substância que retém água na superfície da pele.

41 Cuidados Diários com a Pele Higienização: o objetivo da higienização é remover células mortas, maquilagem, secreções sebáceas e impurezas. Alguns produtos destinados a higienização: Leites ou loções de limpeza: indicado para uma pele seca e normal. Géis de limpeza: indicado para pele mista à oleosa.

42 Cuidados Diários com a Pele Esfoliação: o objetivo da esfoliação é remover as células mortas da pele. Para a escolha do esfoliante, é necessário verificar a espessura da pele e o estado geral no qual ela se encontra. Por exemplo, para uma pele seca deve ser utilizado um esfoliante menos agressivo.

43 Cuidados Diários com a Pele Tonificação: tem como função firmar a pele, reduzir o tamanho dos poros, auxiliando na retirada de eventuais resíduos de outros produtos, restabelecer o PH da pele. A quantidade de álcool presente no tônico diminui de acordo com o tipo de pele: oleosa, mista, normal e seca.

44 Cuidados Diários com a Pele Proteção Solar: o filtro solar tem como função filtrar ou bloquear as radiações solares. Para pele mista e oleosa, prefira filtro solar a base de gel, gel creme ou creme gel. E para uma pele seca bases em cremes.

45 HÁBITOS DE VIDA SAUDÁVEL E SUA RELAÇÃO COM A PELE A preocupação com a qualidade de vida tem sido um tema cada vez mais discutido. Ter uma vida saudável é um dos indicadores de qualidade de vida e da saúde do corpo e da pele. Envelhecer é um processo natural, porém é possível atenuar esse resultado, quando adotamos hábitos saudáveis.

46 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Alimentação saudável é uma dieta composta de: proteína, carboidratos, gorduras, fibras, cálcio e outros minerais e vitaminas. Para isso necessitamos de uma dieta variada, que tenha todos os tipos de alimentos, sem abusos e também sem exclusões.

47 PIRÂMIDE ALIMENTAR

48 Tabagismo O hábito de fumar acumula efeitos na pele como rugas precoce, perda do brilho e elasticidade, e diminuição do colágeno.

49 A pele é um importante órgão na clínica de várias doenças ou condições benignas que a afetam principalmente ou primariamente outros órgãos: Acantose nigricans - forma de hiperplasia do epitélio da pele. Acantose nigricans Acne - inflamação dos folículos pilosos devido a infecção pela bactéria Propionibacterium acnes. AcnePropionibacterium acnes Alopécia - redução parcial ou total de pêlos ou cabelos em uma determinada área de pele. Alopécia Carbúnculo - doença infecciosa causada pelo Bacillus anthracis com manifestações cutâneas importantes. Carbúnculo Celulite - alteração do tecido subcutâneo e gorduroso da pele causando irregularidades na superfície. Celulite Dermatite seborreica - doença inflamatória da pele com etiologia auto-imune. Dermatite seborreica

50 Efélis ou sarda - é uma hiperpigmentação fotorreativa em alguns pontos da pele que até certo ponto pode ser considerada sem importância (normalmente não necessita de preocupação). Efélis Hemangioma - tumor benigno causado por um crescimento anormal de vasos sanguíneos. Hemangioma Ictiose - doença genética com formação de pseudo- escamas na pele. Ictiose Impetigo - infecção da pele com formação de pústulas por Staphylococcus aureus ou Streptococcus. Impetigopústulas Staphylococcus aureusStreptococcus Lentigo - pigmentação da pele semelhante à efelis, mas que não aparece e desaparece com as estações do ano. Lentigo Melanoma maligno - tumor dos melanócitos da pele. Melanoma maligno Melasma - escurecimento da pele devido a hormonios femininos que ocorre sobretudo na gravidez. Melasma Molusco contagioso - pápula devido a infecção pelo vírus do molusco contagioso. Molusco contagiosovírus

51 Nevo - mancha, pinta ou sinal na pele. Nevo Pelagra - dermatite devido a deficiência vitamínica. Pelagra Psoríase - doença auto-imune da pele, aspecto de intensa descamação. Psoríase Rosácea (doença) Rosácea (doença) Pênfigo - doença com formação de bolhas de causa auto-imune. Pode ser fatal. Pênfigo Queimadura Tinha - infecção cutânea com fungos. A forma mais importante é o pé de atleta. Tinhafungospé de atleta Tumores da pele - outras neoplasias comuns da pele, como nevos (pontos negros - benigno) e carcinomas epidermóides ou basalóides. Tumores da pele Urticária, Eczema e Eritema multiforme -reações alérgicas da pele. UrticáriaEczemaEritema multiforme Verruga - lesão neoplásica benigna causada por infecção com papilomavirus. Verruganeoplásica papilomavirus Vitiligo - doença auto-imune da pele (um dos fatores é o psicológico) faz com que determinadas regiões do corpo (começando geralmente nas extremidades) sofram despigmentação, ficando muito mais clara que a pele normal, necessita de tratamento médico. Vitiligo

52 Obrigado !


Carregar ppt "A PELE Prof. Kemil Rocha Sousa Adaptado de xa.yimg.com/kq/groups/27785400/214500370/nam e/Palestra.ppt"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google