A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comunicação: âmbito e objetivo Para nos comunicarmos, precisamos de códigos que estabeleçam a relação entre aquilo que está sendo dito e aquilo que está.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comunicação: âmbito e objetivo Para nos comunicarmos, precisamos de códigos que estabeleçam a relação entre aquilo que está sendo dito e aquilo que está."— Transcrição da apresentação:

1

2 Comunicação: âmbito e objetivo Para nos comunicarmos, precisamos de códigos que estabeleçam a relação entre aquilo que está sendo dito e aquilo que está sendo compreendido CODIFICAÇÃO DA MENSAGEM Quando a mensagem é enviada, entendida e interpretada, completamos o processo de comunicação. DECODIFICAÇÃO DA MENSAGEM

3 Dimensões do objetivo 1. o “quem” Em qualquer situação da comunicação humana, temos dois processos: O comunicador pretende influenciar as reações de uma determinada pessoa (ou grupo de pessoas). RECEPTORES PRETENDIDOS RECEPTORES NÃO PRETENDIDOS PRODUÇÃO RECEPÇÃO

4 Dimensões do objetivo 2. o “como” Tomada uma decisão sobre o alvo da comunicação (quem do objetivo), temos que definir como chegar a este objetivo. A pergunta é: em que grau o objetivo desta mensagem é atingido inteiramente no momento de sua consumação ou em que grau sua consumação é apenas instrumental na produção de outro comportamento? Objetivo consumatório Objetivo instrumental

5 Dimensões do objetivo 2. o “como” Como o processo de comunicação é sempre uma via de duas mãos, o receptor também pode ter seus objetivos consumatórios e instrumentais ao receber a mensagem. Objetivo consumatório: Ao consumir mensagens pode se sentir satisfeito consigo mesmo (recompensa imediata) Objetivo instrumental : Buscar novas informações para encontrar soluçoes (recompensa retardada). É o “fazer algo”

6 O modelo do processo de comunicação Conceito de processo : A base do conceito de processo está na crença de que a estrutura da realidade física não pode ser descoberta pelo homem; ela tem que ser criada. Isto é, ao construir a realidade, precisamos organizar nossas percepções de alguma forma, através de determinadas estruturas ou “ingredientes”, que variam de acordo com a conjuntura. Portanto, se a estrutura de organização é dinâmica, também o processo o é. Isto significa dizer que não podemos definir processo de uma forma “fechada”, porque este não é estático.

7 O modelo do processo de comunicação Com este conceito, podemos elencar alguns dos principais “ingredientes” da comunicação: Quem está comunicando? Por que está comunicando? Com quem está comunicando? Precisamos ver os comportamentos da comunicação: As mensagens produzidas; O que as pessoas procuram comunicar;

8 O modelo do processo de comunicação Precisamos observar o estilo: A forma como as pessoas tratam suas mensagens; Precisamos examinar os meios de comunicação (canais): O que as pessoas usam para fazer chegar sua mensagem ao seu público; Em resumo: precisamos listar os elementos do processo de comunicação que devemos levar em conta quando, a) iniciamos a comunicação; b) respondemos a comunicação; c) servimos como observadores ou analistas da comunicação.

9 O modelo do processo de comunicação símbolos. Podemos dizer que toda a comunicação humana tem alguma fonte. Estabelecida uma origem, com idéias, necessidades, intenções, informações e um objetivo a comunicar, torna-se necessário transformar o objetivo da fonte em mensagem, isto é, tradução das idéias da fonte num código, num conjunto sistemático de símbolos. CODIFICADOR Comunicação direta ou mediada

10 O modelo do processo de comunicação CODIFICADOR Comunicação direta ou mediada Canal Decodificador Comunicação direta/mediada Receptor

11 Havendo um objetivo a comunicar e uma resposta a obter, o comunicador espera que a sua comunicação seja a mais fiel possível. FIDELIDADE FIDELIDADE - significa quando o comunicador alcança o que objetivou. Um decodificador de alta fidelidade é o que traduz a mensagem para o receptor com total exatidão. Comunicação eletrônica - introduz o conceito de ruído Ruído - fatores que podem distorcer a qualidade de um sinal. Assim, a diminuição do ruído, aumenta a fidelidade.

12 efetividade O interesse básico relativo a fidelidade e ruído é o isolamento daqueles fatores que em que em cada um dos ingredientes da comunicação determinam a efetividade da comunicação. efetividade fidelidade Listamos, anteriormente, seis elementos básicos da comunicação: fonte, codificador, mensagem, canal, decodificador, receptor. Mas quais os fatores, nestes ingredientes, que determinam a efetividade da comunicação, a fidelidade do processo?

13 O codificador - fonte Uma fonte de comunicação depois de determinar o meio pelo qual deseja influenciar o receptor, codifica a mensagem destinada a produzir a resposta desejada. Há pelo menos quatro fatores, aqui, que podem aumentar a fidelidade. São eles: a) Habilidades de comunicação - Existem cinco habilidades verbais de comunicação. Duas são codificadas: a escrita e a palavra. Duas são decodificadoras: a leitura e a audição. A quinta é o pensamento ou raciocínio, crucial tanto para a codificação quanto para a decodificação. Como codificadores-fontes, nossos níveis de habilidade de comunicação determinam duas formas de fidelidade de nossa comunicação: analisar o que queremos dizer e influenciar na codificação das mensagens que queremos emitir. Desta forma, para nos comunicar, precisamos de símbolos mentais, imagens que nos ajude a organizar nosso raciocínio. Ou seja, as principais unidades do pensamento são as unidades de linguagem, isto é, precisamos nomear, rotular, para que possamos pensar.

14 b) Atitudes - As atitudes de uma fonte de comunicação influenciam os meios pelos quais ela se comunica. As atitudes da fonte influenciam a comunicação de três maneiras: * Atitude para consigo ; * Atitude para com o assunto; * Atitude para com o receptor; c) Nível de conhecimento

15 d) Sistema sócio-cultural - Nenhuma fonte se comunica como livre agente, sem ser influenciada por sua posição sócio-cultural. O sistema social e cultural determinam parte das escolhas de palavras que as pessoas fazem, os objetivos que têm para comunicar, os canais que usam, a espécie de mensagem, etc. Quando servimos como fontes de comunicação, devemos levar em conta estes quatro fatores se desejarmos compreender como uma fonte de comunicação se comporta e se é eficiente ou não na busca de seus objetivos.

16 O receptor-decodificador Todo receptor-codificador já foi, em algum momento, um codificador-fonte. Portanto, também podemos aplicar aqui os conceitos de habilidades de comunicação, atitudes, nível de conhecimento e contexto sócio-cultural. Mas o receptor talvez seja o elo mais importante do processo de comunicação. A mensagem Quais são os fatores da mensagem que afetam a sua fidelidade? Mensagem - produto físico real do codificador-fonte. Três fatores precisam ser levados em conta na mensagem: código, conteúdo e tratamento. Ao discutirmos estes itens, podemos distinguir duas coisas: a) os elementos de cada um; b) o modo como estes elementos são estruturados.

17 Elementos e estrutura Elementos - distinção e denominação de objetos - unidades. Estrutura - reunião das unidades. Elementos e estruturas andam juntos. Sentido Mudamos o sentido da mensagem quando mudamos o objetivo da mensagem. Portanto, mudamos também seus elementos e estrutura. Código É um grupo qualquer de símbolos capaz de ser estruturado de maneira a ter uma significação para alguém. É código tudo que tem um grupo de elementos (vocabulário) e um conjunto de métodos para combinar esses elementos de forma significativa (sintaxe).

18 Conteúdo É o material da mensagem, escolhido pela fonte para exprimir o objetivo. O conteúdo também tem elementos e estruturas. Tratamento É o processo de seleção dos elementos e da estrutura tanto do código como do conteúdo. São as decisões que a fonte de comunicação toma para selecionar e dispor tanto o código como o conteúdo. O canal É o meio por onde passa a mensagem. A escolha do canal vai depender de disponibilidade, finanças, preferências da fonte, audiência, maior impacto, adaptação ao objetivo, adaptação ao conteúdo da mensagem.

19 A comunicação no contexto pessoal Falar em comunicação no contexto pessoal é falar, em parte, sobre como as pessoas aprendem Estímulo - qualquer coisa que uma pessoa possa perceber através de um dos sentidos; Resposta - resposta a qualquer coisa que o indivíduo faça como resultado da percepção do estímulo; Aprendizagem - mudança de relação entre um estímulo e uma resposta. A aprendizagem só ocorre se um estímulo é apresentado, percebido, interpretado e respondido. Portanto, a resposta que pretendemos do receptor deve ser compensadora para ele ou não será “aprendida”.

20 A Interdependência O objetivo da comunicação humana é, portanto, a interdependência, condição necessária ao processo. A fonte influencia o receptor e vice-versa. Num primeiro momento, a interdependência pode ser física, isto é, fonte e receptor estabelecem contato direto. Num segundo momento, esta interdependência se dá como uma seqüência entre ação e reação. As respostas influenciam as respostas subsequentes por que são utilizadas pelos comunicadores como feedback, isto é, como informação que ajuda a determinar se estão obtendo o efeito desejado. Num terceiro nível, a interdependência pode ser produzida pelas expectativas sobre como os outros responderão à mensagem. É o processo de empatia. Por fim, a interdependência é a interação - adoção recíproca de papéis, desempenho mútuos de comportamentos empáticos.

21 Comunicação e sistemas sociais A comunicação está relacionada a uma organização social de, pelo menos, três maneiras: Os sistemas sociais produzem-se por meio da comunicação; Os sistemas sociais influenciam o como, o porque, o para quem e de quem e o com que efeitos a comunicação ocorre; As operações de um sistema podem ser usadas para que se façam previsões sobre o comportamento de seus integrantes. O conhecimento dos sistemas dos quais participa o nosso receptor ajuda-nos a predizer: a) em que ele acredita; b) o que sabe; c) como se comportará em dada situação.


Carregar ppt "Comunicação: âmbito e objetivo Para nos comunicarmos, precisamos de códigos que estabeleçam a relação entre aquilo que está sendo dito e aquilo que está."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google