A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SÉRIE DE CASOS E REVISÃO DA LITERATURA. O presente estudo relata os principais padrões da doença de Kümmel encontrados em um serviço especializado em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SÉRIE DE CASOS E REVISÃO DA LITERATURA. O presente estudo relata os principais padrões da doença de Kümmel encontrados em um serviço especializado em."— Transcrição da apresentação:

1 SÉRIE DE CASOS E REVISÃO DA LITERATURA

2 O presente estudo relata os principais padrões da doença de Kümmel encontrados em um serviço especializado em diagnóstico por imagem de Porto Alegre e correlaciona com as características referidas na literatura, abordando aspectos como idade, sintomatologia e, especialmente, a história pregressa de trauma ;

3 Foram revisados cinco casos de pacientes apresentando dor toracolombar, que tiveram diagnóstico de Doença de Kümmel através de Raio-X, Tomografia Computadorizada e/0u Ressonância Magnética, em um serviço especializado em diagnóstico por imagem em Porto Alegre; A seguir, estes achados foram correlacionados com os dados descritos na literatura;

4 PACIENTE - SEXOIDADEHISTÓRIA DE TRAUMAOSTEPOROSE Paciente 1 Feminino 77 anosNãoSim Paciente 2 Feminino 79 anosNãoSim Paciente 3 Feminino 62 anosNãoInformação desconhecida Paciente 4 Feminino 70 anosNãoInformação desconhecida Paciente 5 Feminino 89 anosNãoSim

5 Paciente 1 Raio-X da Coluna Torácica em AP e perfil mostrando fina lâmina de gás no corpo vertebral de T12 (A) e colapso de cerca de 40% do mesmo (B). BA

6 Paciente 1 Tomografia Computadorizada da Coluna Torácica, cortes axiais (C), coronais (D) e sagitais (E) mostrando banda horizontal de gás no interior do corpo vertebral de T12 e colapso do mesmo, com leve compressão sobre o saco dural pela sua margem pósterosuperior (E). E D C

7 Paciente 2 Tomografia Computadorizada da Coluna Torácica, Scout (A) e cortes coronais (B) e axiais (C) mostrando banda horizontal de gás no interior do corpo vertebral de T12 e colapso do mesmo. AB C C

8 Paciente 3 TC em cortes coronais (A), axiais (B) e sagitais (C), observando-se redução em altura do corpo vertebral de L1 e deformidade em seu platô superior com presença de pequena fenda com gás no interior. C BA

9 Paciente 4 Imagem Sagital ponderada em T1, observando-se colapso de T12 e presença de gás junto ao corpo vertebral (sinal do vácuo)

10 Paciente 5 Imagens sagitais ponderadas em T1 (A) e T2 (B), observando-se colapso do corpo vertebral de T12, com compressão sobre o saco dural, estenose do canal raquidiano e inclusive com compressão da medula espinhal. Presença de gás de configuração linear no interior desse corpo vertebral, bem como no disco intervertebral de T11-T12. AB

11 DOENÇA DE KÜMMEL Desordem rara, caracterizada por necrose avascular de um corpo vertebral torácico lombar, associado à presença de uma fenda de gás intravertebral;

12 RAIO-X: Perda da altura e esclerose do corpo vertebral tornando-se estreito e horizontalmente orientado; Gás intravertebral; TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA: Perda de altura do corpo vertebral e esclerose; Fina faixa de gás abaixo da placa terminal e/ou gás em espaço adjacente ao disco; RESSONÂNCIA MAGNÉTICA: Aparência variável. Linha de fratura pode não ser visível. Fenda de vácuo contendo gás: baixo sinal em todas as seqüências; Eventualmente fenda contém líquido, apresentando –se hipointensa em T1 e hiperintensa em T2;

13 O fenômeno do vácuo deve-se ao acúmulo de gás no corpo vertebral afetado (especialmente nitrogênio) (1;2) ; Este fenômeno não é patognomônico de Doença de Kümmel, contudo é altamente sugestivo. Alguns autores o demonstraram em casos de neoplasia, infecção e hérnia discal intraóssea (1,2, 3,4) ; A presença de gás dentro do fratura indica ausência de consolidação (2) ;

14 Sua incidência aumenta com a faixa etária, sendo comum a partir da meia idade com sutil predileção pelo sexo masculino (3;4;6) ; Tipicamente afeta apenas uma vértebra, da coluna torácica distal ou lombar proximal (3;4) ;

15 Inicialmente assintomática e sem expressão radiográfica. Não tratada, evolui para colapso progressivo do corpo vertebral, dor e/ou acentuação da cifose e, algumas vezes, sintomas neurológicos (1,3;4) ; É comum que a patologia de Kümmel seja confundida com colapso vertebral por insuficiência, entretanto a fratura osteoporótica tem melhor prognóstico, raramente apresentando comprometimento neurológico (3) ;

16 A literatura refere trauma trivial ou leve como fator desencadeante (1;2;3;4;5) ; O trauma desencadeante pode ter ocorrido meses ou anos antes do surgimento dos sintomas (4) ; O tratamento com analgesia e vertebroplastia corrige a deformidade, promovendo melhora clínica e funcional (4;5) ;

17 Nos casos analisados neste estudo, nenhum paciente relata trauma prévio; A percepção do trauma trivial, no dia a dia dos pacientes, é limitada, podendo passar desapercebidamente ou mesmo ter sua importância superestimada; O radiologista não deve descartar a possibilidade de Doença de Kümmel na ausência de história de trauma;

18 Embora a literatura aponte ligeira predileção pelo sexo masculino, os cinco casos relatados neste estudo ocorreram em mulheres; Três dessas pacientes tinham diagnóstico de osteoporose. As outras duas não possuíam densitometria óssea; Contudo, a doença de Kümmel possui características próprias que tornam possível o seu diagnóstico diferencial com fratura por insuficiência (osteoporótica);

19 A doença de Kümmel é uma desordem rara, porém passível de diagnóstico radiológico. Seu tratamento precoce melhora a sintomatologia e a funcionalidade da vértebra acometida. A ausência de história de trauma ou a presença de osteoporose, muitas vezes, fazem com que esta patologia seja subdiagnosticada. A possibilidade de Doença de Kümmel e seus achados radiológicos típicos devem ser lembrados pelo radiologista, evitando falsos negativos e assim melhorando consideravelmente o prognóstico dos pacientes.

20 1) Ross JS, Moore KR, Shah LM, Borg B, Crim J, et al.2 a edição. Diagnostic Imaging Spine. Canadá, Anirsys, ) Stallenberg B, Madani A, Burny F, et al. The vacuum phenomenon: a CT sign of nonunited fracture. AJR AJR 2001;176(5):1161– 4. 3) Young WF, Brown D, Kendler A, Clements D, et al. Delayed Post-Traumatic Osteonecrosis of a Vertebral Body (Kümmell´s Disease). Acta Orthopædica Belgica, 2002: 68 – 1; 4) Li H, Liang CZ, Chen QX, et al. Kümmel´s Diasease, an Uncommon and Complicated Spinal Disorder: a Review. The Journal of International Medical Research 2012;40: 406 – 14. 5) Jang JS, Kim DY, Lee SH. Efcacy of percutaneous vertebroplasty in the treatment of intravertebral pseudar- throsis associated with noninfected avascular necrosis of the vertebral body. Spine 28(14):1588 –92, )Freedman A, Heller JG, et al. Kummel Disease: A Not-So-Rare Complication of Osteoporotic Vertebral Compression Fractures. JABFM 2009:22;


Carregar ppt "SÉRIE DE CASOS E REVISÃO DA LITERATURA. O presente estudo relata os principais padrões da doença de Kümmel encontrados em um serviço especializado em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google