A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema gastrointestinal: Caracterização anatomo-funcional FISIOLOGIA HUMANA EDUCAÇÃO FÍSICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema gastrointestinal: Caracterização anatomo-funcional FISIOLOGIA HUMANA EDUCAÇÃO FÍSICA."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema gastrointestinal: Caracterização anatomo-funcional FISIOLOGIA HUMANA EDUCAÇÃO FÍSICA

2 Objetivos: Citar as principais funções do sistema digestório; Descrever as quatro camadas da parede do trato digestório; Citar e descrever as funções dos órgãos do trato digestório; Citar e descrever as funções dos órgãos acessórios do trato digestório; Descrever como a bile funciona na digestão; Explicar o papel das enzimas na digestão e dar exemplos; Citar os produtos da digestão de gorduras, proteínas e carboidratos.

3 Esquema do sistema digestório Todas célula do corpo necessita de um suprimento constante de nutrientes para produzir energia e para fornecer os blocos de construção para a produção das substâncias do corpo. O alimento é muito grande como ingerimos, deve ser fragmentado para passar através da membrana plasmática da célula: DIGESTÃO Após o alimento deve ser transportando para as células em todas as partes do corpo pela circulação: ABSORÇÃO

4 Sistema Digestório

5 Processos do sistema digestório

6 Trocas através dos epitélios

7

8

9 Regiões do trato digestório

10 Célula função absorção Movimentos peristálticos

11 ESTÔMAGO Apresenta diversas camadas, onde a camada muscular é típica pois auxilia na trituração e mistura do alimento com os sucos digestivos. Possui esfíncteres, que permitem a passagem de substâncias apenas numa direção, guarda cada extremidade do estômago.

12

13 Funções do estômago Armazena, mistura e digere o alimento. Células especiais no revestimento do estômago secretam substâncias que se misturam para formar o suco gástrico. Os componentes principais são: 1. Ácido clorídrico (HCl), é um ácido forte que amolece o tecido conectivo na carne e destrói organismos estranhos; 2. Pepsina, digere as proteína, produzida de uma forma inativa e ativada apenas quando o alimento entra no estômago, onde o HCl é produzido. mistura semi-líquida de suco gástrico e alimento: QUIMO

14 Intestino Delgado Divisões: duodeno (25cm de comprimento)– jejuno (2/5 seguintes) e íleo. O duodeno contém glândulas na submucosa, que secretam muco para proteger intestino da secreção ácida gástrica. As células secretam enzimas que digerem as proteínas e os carboidratos. O duodeno recebe a secreção do fígado e do pâncreas. Apresenta diversas estruturas para aumentar a superfície.

15 Parede do trato Intestino delgado

16

17 Vista microscópica do Duodeno

18 Intestino grosso Tem comprimento de 1,5m Secreta muco mas nenhuma enzima; Ocorre a formação das fezes pela conversão do alimento não digerido e reabsorção da água para a corrente sangüínea para evitar a desidratação; Enquanto os resíduos são armazenados no IG, as bactérias que normalmente vivem no colo, atuam nele para produzir vitamina K e algumas das vitaminas do complexo B. A terapia antibiótica sistêmica pode destruir essas bactérias simbióticas (úteis) causando efeitos indesejáveis.

19 Órgãos acessórios

20 Glândulas salivares Facilita os processos de mistura, mastigação e deglutição. Ajuda a manter os dentes limpos e a boca, reduzindo o crescimento bacteriano; A composição é: muco, amilase salivar, água, entre outros.

21 Fígado É suprido por dois vasos (veia porta e artéria hepática) que levam cerca de 1,6 l de sangue para o fígado a cada minuto.

22 Circulação hepática - Modificação das gorduras a fim de serem usadas por todo o corpo; - Destruição de células sanguíneas vermelhas, produzindo bilirrubina (cor amarela das fezes); - Desintoxicação (remoção das propriedades tóxicas) de substâncias prejudiciais, como álcool e certas drogas. - Armazenamento de algumas vitaminas e ferro. Funções do fígado - Armazenamento de glicose: glicogênio; - Formação de proteínas no plasma sangüíneo: albumina, globulinas e fatores de coagulação; - Síntese de uréia, após eliminada pelos rins. - Produção de bile;

23 Estrutura do fígado

24

25 Pâncreas Produz enzimas que digerem: gorduras, proteínas, carboidratos e ácidos nucléicos; As enzimas que digerem proteínas são produzidas de forma inativa, e convertidas na forma ativa no intestino delgado. Produz líquido alcalino que neutraliza o quimo ácido gástrico. Desemboca no colédoco ou próximo a ele. A secreção endócrina produz os hormônios: insulina e glucagon que regulam o metabolismo do açúcar. Vesícula biliar Armazena a bile - embora o corpo possa sintetizar continuamente, é provável que só necessite dela algumas vezes por dia Quando o quimo entra no duodeno a vesícula se contrai, espremendo a bile através do ducto cístico e no ducto colédoco que leva ao duodeno.

26

27 Sucos digestivos produzidos pelos órgãos do trato digestório e órgãos anexos

28 Absorção A maior parte ocorre através da túnica mucosa do intestino delgado por meio das vilosidades. Açúcares simples, aminoácidos, alguns ácidos graxos simples e água passam para a corrente sangüínea nas vilosidades, seguem por meio do sistema porta para o fígado, para serem armazenados ou liberados e usados quando necessário. A maior parte das gorduras são absorvidas por capilares linfáticos, chamados lácteos. Os minerais e algumas vitaminas se dissolvem na água e são absorvidos para o sangue. Outras vitaminas são incorporadas nas gorduras e absorvidas com estas. As vitaminas B e K são produzidas pela ação das bactérias situadas no colo e absorvidas no intestino grosso.

29 Controle da digestão Existem dois tipos de controle: nervoso e endócrino. CONTROLE NERVOSO Os nervos que controlam a atividade digestiva estão localizados na submucosa e entre as camadas musculares. As instruções chegam da parte autônoma (visceral) do sistema nervoso. O estímulo parassimpático aumenta a atividade. O excesso do estímulo simpático, como no estresse, pode bloquear o movimento do alimento pelo trato digestório e inibir a secreção do muco.

30 Controle Hormonal na digestão Produção e função da secreção de 4 hormônios com # papéis na digestão HormônioLocal de produção Agente- fator estimulantefunção GastrinaAntro pilórico e mucosa intestinal -Distensão do antro pilórico; -Estimulação vagal; -Produtos da digestão das proteínas; - álcool; Estimula a secreção e motilidade gástrica Peptídeos inibidores gástricos Mucosa duodenal e jejunal -ácido gástrico; -gorduras; - produtos da digestão das gorduras Inibe a secreção e a motilidade gástrica SecretinaMucosa duodenal e jejunal -Ácido gástrico; -produtos da digestão das gorduras; -produtos da digestão de proteínas Estimula a secreção da bile e do fluido pancreático alcalino ColecistocininaMucosa duodenal e jejunal -produtos da digestão de gorduras; -Produtos da digestão de proteínas Estimula a contração da vesícula biliar e a secreção de líquido pancreático rico em enzimas.

31 Questões sobre a digestão 1. Trace a via de digestão do amido, proteínas e gorduras através do trato digestório; Onde ocorre a absorção e que estruturas são necessárias para a absorção? Cite os órgãos acessórios da digestão e que função desempenham? Pesquise sobre doenças que envolvam os órgãos da digestão.


Carregar ppt "Sistema gastrointestinal: Caracterização anatomo-funcional FISIOLOGIA HUMANA EDUCAÇÃO FÍSICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google