A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fatores Críticos de Sucesso p/ Start-up de Projetos Offshore de desenvolvimento de sistemas no Brasil. Autor: Edival Ponciano de Carvalho Filho Orientador:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fatores Críticos de Sucesso p/ Start-up de Projetos Offshore de desenvolvimento de sistemas no Brasil. Autor: Edival Ponciano de Carvalho Filho Orientador:"— Transcrição da apresentação:

1 Fatores Críticos de Sucesso p/ Start-up de Projetos Offshore de desenvolvimento de sistemas no Brasil. Autor: Edival Ponciano de Carvalho Filho Orientador: D.Sc. Heitor Luiz Murat de Meirelles Quintella UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 25 de julho de Niterói - RJ 25 de julho de Niterói - RJ

2 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1.Introdução 2.Contextualização 3.Referencial Teórico 4. Metodologia 5.Análise e discussão dos resultados 6.Conclusão UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

3 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 1. Introdução Muitas organizações estão investindo no ambiente distribuído de desenvolvimento de software e no GSO (Global Systems Outsourcing) com o objetivo de reduzir custos e o tempo de desenvolvimento de software, mas esta prática possui riscos que se não devidamente analisados e prevenidos podem comprometer todos as vantagens desta prática Vantagem CompetitivaRisco Solução para a demanda variável de recursos humanos de TI Dependência e alto custo de mudança de fornecedor de serviços de TI. Redução de custosCustos não planejados. Por exemplo: retrabalho Aumento da eficiência sem aumento de custoQuebra da confidencialidade sobre processos do cliente Manter o foco no core-businessCustos embutidos como atrasos e alocação de recursos para tratar problemas de gestão. Horário follow-the-sunRiscos geopolíticos onde fatores locais podem impactar o trabalho como: greve, guerra, instabilidade política etc. Desenvolvimento de uma política que qualidade. Certificação CMM. O detalhamento de requerimentos pode ser insatisfatório para os processos CMM engessando o processo para mudanças urgentes.

4 2. Contextualização Enunciado do problema: Identificar os fatores críticos de sucesso para projetos de desenvolvimento offshore de sistemas no Brasil. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Justificativa Produzir um trabalho científico de análise sobre os principais fatores determinantes de sucesso para o desenvolvimento de projetos offshore de sistemas de informação no Brasil. Contribuindo para o desenvolvimento do mercado de tecnologia de informação brasileiro. Outra justificativa é o fato de existirem poucos estudos científicos nacionais sobre um assunto tão importante, este trabalho poderá servir como base para futuros trabalhos nacionais.

5 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO HIPÓTESE I A capacidade dos profissionais de offshore de se comunicar na linguagem do cliente é um FCS para o start-up de um projeto offshore de desenvolvimento de sistemas? Questões-chave relacionadas à Hipótese I Os profissionais de offshore se comunicam facilmente na língua do cliente? Os profissionais de offshore entendem o que é falado pelos profissionais do cliente? Os profissionais de offshore sempre interagirem até o completo entendimento quando há alguma dúvida na interação com os profissionais do cliente?

6 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO HIPÓTESE II O envolvimento do cliente com a resolução de problemas do projeto offshore é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Questões-chave relacionadas à Hipótese II O cliente se envolve com a resolução de problemas no projeto offshore? A organização prestadora se envolve com a resolução de problemas no projeto offshore? O cliente compartilha os problemas e feedback com a organização prestadora?

7 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO HIPÓTESE III O fato de os profissionais de offshore usarem o mesmo sistema de coordenação / controle gerencial usado pelo cliente é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Questões-chave relacionadas à Hipótese III A organização prestadora usa o mesmo sistema de controle / coordenação gerencial usado pelo cliente? A organização cliente usa um sistema de controle / coordenação gerencial no projeto offshore? A organização prestadora usa um sistema de controle / coordenação gerencial no projeto offshore?

8 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO HIPÓTESE IV O uso de mecanismos para o compartilhamento de conhecimento tácito como: reuniões, fóruns, viagens para treinamentos e pontos focais em ambas as organizações envolvidos com a troca de conhecimento é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Questões-chave relacionadas à Hipótese IV Os profissionais da organização cliente compartilham com facilidade conhecimentos do projeto com os profissionais da organização prestadora? Os mecanismos de troca de conhecimento entre profissionais do cliente e profissionais de offshore atendem às necessidades de divulgação de conhecimento para a execução do projeto offshore? No staff do cliente encarregado de interagir com a organização prestadora existem profissionais que podem prover o conhecimento necessário para o sucesso da execução do projeto pela organização prestadora?

9 HIPÓTESE V O fato dos profissionais de offshore terem acesso às mesmas informações que os profissionais do cliente. Por exemplo: requerimentos, cronogramas, planos do projeto e etc, é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Questões-chave relacionadas à Hipótese V Os profissionais de offshore tem acesso às mesmas informações que os profissionais do cliente em todas as fases do projeto? Existe uma política de divulgação da informação para os membros do projeto apoiada pelo cliente? Existem profissionais da organização prestadora participando das fases iniciais do projeto? UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

10 ReferênciasHipóteses Heeks 2002 e Adelakun et al, 2003 Hipótese I A capacidade dos profissionais de offshore de se comunicar na linguagem do cliente é um FCS para o start-up de um projeto offfshore? Adelakun, 2003Hipótese II O envolvimento do cliente com a resolução de problemas no projeto offshore é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Heeks, 2002, Adelakun, 2003 e Matharani, 2005 Hipótese III O fato de os profissionais de offshore usarem o mesmo sistema sistema de coordenação / controle gerencial usado pelo cliente é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Heeks 2002Hipótese IV O uso de mecanismos para o compartilhamento de conhecimento tácito como: reuniões, fóruns, viagens para treinamentos e pontos focais em ambas as organizações envolvidos com a troca de conhecimento é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Heeks 2000Hipótese V O fato dos profissionais de offshore terem acesso às mesmas informações que os profissionais do cliente. Por exemplo: requerimentos, cronogramas, planos do projeto e etc, é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

11 REFERENCIAL TEÓRICO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Fatores Críticos de Sucesso - Bullen & Rockart (1981) Áreas-chaves de atividades nas quais os resultados favoráveis são absolutamente necessários para alcance das metas; Áreas-chaves aonde tudo deve funcionar bem para o negócio prosperar; Fatores que são críticos para o sucesso da organização; Áreas-chaves de atividades que devem receber constante e cuidadosa atenção da gerência; Um número relativamente pequeno de assuntos verdadeiramente importantes nos quais um gerente deve focar sua atenção.

12 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Mapeamento dos FCS para desenvolvimento offshore de sistemas de informação FCS da Indústra FCS da Empresa EStatégia, Objetivos e Metas FCS da Corporação Estratégias e Objetivos do Departamento FCS dos Indivíduos Fatores Ambientais Indivíduos e Metas Posição Gerencial Fatores Temporais

13 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Prognósticos do ciclo de vida do produto (Porter 1986) Prognósticos para o Ciclo de Vida do Produto AspectoIntroduçãoCrescimentoMaturidadeDeclínio Compradores e Comportamento do Comprador Produtos e Mudança no Produto Marketing Fabricação e Distribuição P&D Comércio Exterior Estratégia Global Risco Margens e lucros

14 As cinco forças que modelam a competitividade em uma indústria, segundo Porter (1986) UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

15 Metodologia - Aplicação do Método hipotético-dedutivo ao presente estudo Metodologia - Aplicação do Método hipotético-dedutivo ao presente estudo UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Conjecturas, Soluções ou Hipóteses Hipótese I - A capacidade dos profissionais de offshore de se comunicar na linguagem do cliente é um FCS para o start-up de um projeto offfshore? Hipótese II - O envolvimento do cliente com a resolução de problemas no projeto offshore é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Hipótese III - O fato de os profissionais de offshore usarem o mesmo sistema de coordenação / controle gerencial usado pelo cliente é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Hipótese IV - O uso de mecanismos para o compartilhamento de conhecimento tácito como: reuniões, fóruns, viagens para treinamentos e pontos focais em ambas as organizações envolvidos com a troca de conhecimento é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas? Hipótese V - O fato dos profissionais de offshore terem acesso às mesmas informações que os profissionais do cliente. Por exemplo: requerimentos, cronogramas, planos do projeto e etc, é um FCS para o desenvolvimento de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas?

16 Metodologia utilizada: Amostra UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Empresa FET. Funcionários respondentes participantes de projetos offshore de desenvolvimento de sistemas. Aplicação de questionário estruturado. Entrevistas com líderes. NomeFunção Pesquisa Total na FET (Offshore) Respondentes Liderança Executiva Fornecer à organização contratante os produtos atendendo ao prazos e custos estimados mantendo a lucratividade. 152 Liderança de Projetos Administrar e controlar a qualidade e o prazo dos produtos desenvolvidos localmente. 507 Líderes Técnicos e Pontos Focais Além das tarefas dentro dos projetos devem mentorar e orientar os profissionais técnicos. 704 / 4 Profissionais Técnicos Projetar, Desenvolver, testar os softwares conforme as definições, dentro do prazo estimado

17 Questão 1 – Análise de dados UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

18 Aplicando Kolmogorov-Smirnov temos as 3 primeiras questões relativas à Hipótese 1 (Comunicação) seguidas das 3 questões relativas à Hipótese 4 (Compartilhamento de Conhecimento). Mas Como a diferença máxima acumulada (d=0,033) é menor do que o valor tabelado (D=0,115) para uma amostra de 71 componentes e grau de significância ( =0,20), observa-se que não há diferenciação entre os Fatores Críticos de Sucesso. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Hipóteses PontosPercPerc acc Rel Teorica AccPrta Perc acc - Rel Teo Acc H1-Comunicação 10320,223 0,200 0,023 H4-Troca Conhecimento 9750,2100,4330,2000,4000,033 H2-Env. Cliente Resolução Problemas 8920,1920,6250,2000,6000,025 H5-Participação nas fases do projeto 8830,1900,8150,2000,8000,015 H3-Sistema de Coordenação 8560,1851,0000,2001,0000,000 Questão 1 – Análise de dados

19 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO HipótesesHipótese/Questão-ChavePontos Comunicação Q1.1-Os profissionais offshore conseguirem se fazer entender pelo cliente. 2000,930,07 Q1.2-OS profissionais offshore conseguirem entender o que o cliente fala. 2020,940,06 Q1.3-Os profissionais offshore interagirem com o cliente até ficar sem duvidas. 2020,940,06 2-Envolvimento do cliente para resolução de problemas Q2.1-O cliente se envolver com a resolução de problemas do projeto. 1300,610,09 Q2.2-A org prestadora se envolve com a resolução de problemas do projeto. 1500,700,30 Q2.3-O cliente compartilha problemas e feedback com a organização prestadora. 1530,710,29 3-Uso de sistema de controle compartilhado Q3.1-O uso do mesmo sistema de coordenação/ controle pelo cliente e organização prestadora. 810,380,42 Q3.2-O cliente usar um sistema de coordenação /controle. 1470,690,31 Q3.3-A organização prestadora usa sistema de coordenação/controle 1610,750,25 4-Mecanismos de compartilhamento de conhecimento tácito Q4.1-O compartilhamento de conhecimento entre o cliente e os profissionais da organização prestadora. 1810,850,15 Q4.2-O uso de mecanismos para facilitar a troca de conhecimento entre o cliente e os profisisonais da organização prestadora. 1680,780,22 Q4.3- Staff do cliente que interage com os profissionais da prestadora capaz de prover o conhecimento necessártio para a execução do projeto. 1880,880,12 5-Acesso a informações do projeto Q5.1- Os Profissionais offshore terem acesso às mesmas informações que os profissionais do cliente em todas as fases do projeto. 1350,630,37 Q5.2- Existir uma política de divulgação da informação para os membros do projeto apoiada pelo cliente. 1530,710,29 Q5.3- Existir profissionais da organização prestadora participando das fases iniciais do projeto. 1310,610,39 Questão 1 – Análise Paraconsistente

20 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO D(0;1)B(1;1) R(1;1/2) C(1;0) M(1/2 ) A(0;0) 2 1 S(1/2;1) N(0;1/2) HF G O E Q4.1 Q4.2 Q4.3 Q5.2 Q2.3 Q3.3 Q5.1 Q3.2 Q2.2 Q1.1 Q1.2 Q1.3 Q3.1 Q2.1 Q5.3 Q1-Comunicação Q4-Troca de Conhecimento Q2-Envolvimento do Cliente na Resolução Problemas Q5-Participação nas fases do projeto Q3-Sistema de Coordenação / Controle Questão 1 – Análise Paraconsistente

21 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Questão 2 – S ugestões de Fatores Críticos de Sucesso Tipo de FCSNúmero de vezes que foi citado Acesso a Informação 1 Compartilhamento de conhecimento3 Comunicação2 Comunicação / liderança local1 Comunicação / Participação do cliente na solução de problemas 1 Fuso horário1 Liderança local2 Outros FCSs4 Apenas 20% dos respondentes acrescentaram algum fator crítico de sucesso

22 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Questão 3 - percentual de rejeição das Hipóteses Hipótese PontosRelação Percentual acumulado Relação Teórica Acumulada Percentual acumulado - Relação Teórica Acumulada% Total H3- Sistemas Coordenação /Cliente 170,586 0,2000,38623,944% H5-Particip Fases 70,2410,8280,4000,4289,859% H2-Particip Cliente Resolução Problemas 30,1030,9310,6000,3314,225% H4-Troca Conhecimento 20,0691,0000,8000,2002,817% H1-Comunicação 00,0001,000 0,0000,000% Total =100% Questão 3 - Percentuais de rejeição aos FCS propostos

23 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Questão 4 – Combinação dos pares - Ranking das Hipóteses (Valor tabelado = 0,132) Hipótese PontosPercent Percent accum Perc Teórico Acumu Percent accum – Perc Teoric Accum% Total H1-Comunicação entre profissionais onshore e offshore 4490,3162 0,2000,11631,62% H4-Troca de conhecimento entre profissionais onshore e offshore 3210,22600,54220,4000,14222,61% H5-Participação de profissionais da org. prestadora nas fases do projeto 2830,19930,74150,6000,14219,93% H2-Participação do Cliente e org.Prestadora na resolução de problemas 2730,19220,93380,8000,13419,23% H3-Uso de sistemas de coordenação e controle. 940,066211,0000,0006,62% Total 1420 Questão 4 – Comparação de pares de FCS propostos

24 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PseudônimoAnos de experiência em projetos offshore Função dentro da organização C10Líder Executivo S5 F5Ponto focal técnico M6 B6 Entrevistas de Campo Respondentes Foi observado uma grande importância da liderança local interagindo com a liderança do cliente (onshore) no papel de mitigar ou resolver problemas entre as equipes onshore e offshore.

25 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE - UFF / RJ MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Fatores Extremamente Críticos de Sucesso: A capacidade dos profissionais de offshore de se comunicar na linguagem do cliente. O uso de mecanismos para o compartilhamento de conhecimento tácito. Fatores Críticos de Sucesso O envolvimento do cliente com a resolução de problemas do projeto offshore. Acesso pelos profissionais de offshore às mesmas informações que os profissionais do cliente tem. Envolvimento da liderança da prestadora na resolução de problemas do projeto offshore. Fator Crítico de Sucesso (para projetos do tipo Staff Augumentation) Uso de um sistema de coordenação / controle compartilhado pelo cliente e pela organização prestadora Conclusões - FCS validados neste trabalho:


Carregar ppt "Fatores Críticos de Sucesso p/ Start-up de Projetos Offshore de desenvolvimento de sistemas no Brasil. Autor: Edival Ponciano de Carvalho Filho Orientador:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google