A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE ABERTA À 3ª IDADE: papel, princípios e diretrizes MARIA CANDIDA SOARES DEL-MASSO Coordenadora do Núcleo Central UNATI - UNESP – PROEX _______________________________________________.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE ABERTA À 3ª IDADE: papel, princípios e diretrizes MARIA CANDIDA SOARES DEL-MASSO Coordenadora do Núcleo Central UNATI - UNESP – PROEX _______________________________________________."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 UNIVERSIDADE ABERTA À 3ª IDADE: papel, princípios e diretrizes MARIA CANDIDA SOARES DEL-MASSO Coordenadora do Núcleo Central UNATI - UNESP – PROEX _______________________________________________ II Congresso de Preparação para a Aposentadoria: Perspectiva e Responsabilidade Social UNESP – ILHA SOLTEIRA - 09/12/2009

4 Ponto de partida: Compreender a noção de envelhecimento humano... Compreender a função da universidade... Identificar a contribuição da Universidade Aberta à Terceira Idade – UNATI - UNESP

5 A extensão universitária é a ponte que possibilita a construção do conhecimento e de práticas universitárias socialmente responsáveis... Entender as características de uma realidade em que o Estado é mínimo e a ação social se coloca como responsabilidade...

6 Planejamento possível: Constituir locais de excelência de atuação multidisciplinar, de aplicação do conhecimento na extensão universitária, no ensino e na pesquisa – com foco nas POSSIBILIDADES PARA A UNATI (E PARA O APOSENTADO).

7 Campi Experimentais São Paulo São José dos Campos Guaratinguetá Botucatu Assis Bauru Marília Araçatuba São José do Rio Preto Ilha Solteira Rio Claro Araraquara Jaboticabal Franca Presidente Prudente São Vicente Registro Iperó/ Sorocaba Itapeva Ourinhos Dracena Tupã Rosana Unidades Universitárias

8 A Presença da Unesp no Estado de São Paulo e sua Importância na Difusão do Conhecimento e Inclusão Social

9 UNATIs

10 O Brasil não é mais um país de jovens! Realidade brasileira Inversão da pirâmide etária; Envelhecimento humano acelerado; Aumento significativo de pessoas idosas; Dilemas e desafios dessa realidade.

11 ENVELHECIMENTO POPULACIONAL Popula ç ão brasileira: 170 milhões Idosos: 14,5 milhões - 8,6% (IBGE - Censo 2000) Popula ç ão brasileira ultrapassa 191 milhões Idosos: 21 milhões - 11% (superior ao de crian ç as de 0 a 6 anos: 19,4 milhões ) (IBGE – Estimativa 2009)

12 Em 2000, o grupo de 0 a 14 anos representava 30% da população e os maiores de 65 anos, 5% Previsão para 2020: 30 milhões (maiores de 60 anos) - 13% da população total do país. Em 2050, o peso dos 2 grupos será o mesmo: 18% (IBGE – Estimativa 2009)

13 ASSIM... Brasileiros (1991 e 2007) - aumento da expectativa de vida: 5,57 anos Expectativa de vida: 72,57 anos Em 2050: 81,3 anos Expectativa de vida do homem brasileiro é de 7 anos a menos que a mulher

14 O envelhecimento da população brasileira é reflexo do: –aumento da expectativa de vida, –avanço no campo da saúde, –redução da taxa de natalidade, –conquistas tecnológicas, científicas e avanços na medicina e –Mudanças no contexto sócio-político- econômico.

15 PESSOAS IDOSAS - SP População estimada: Idosos: 4,3 milhões - 10,52% Taxa de crescimento anual da população do Estado: 1,34% - corresponde aproximadamente a 550 mil novos habitantes a cada ano Estimativa para 2030: 7,1 milhões - 15,4% da população, 56,8% composta por mulheres ( BIblioteca Virtual - Governo do Estado de São Paulo e SEADE 2009)

16 O ENVELHECIMENTO HUMANO É UM PROCESSO PROGRESSIVO QUE ACARRETA ALTERAÇÕES FORMAFUNÇÃOPSICOLÓGICODe FORMA, de FUNÇÃO, em nível PSICOLÓGICO e de METABOLISMOMETABOLISMO, levando o indivíduo menos avisado a ABREVIAR A VIDA E APRESSAR A MORTE.

17 SENILIDADE COM DOENÇAS PASSIVO DEPENDENTE LIMITADO INDIFERENTE

18 SENESCÊNCIA SAUDÁVEL FISIOLÓGICO ATIVO PRODUTIVO PARTICIPATIVO

19 ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL E QUALIDADE DE VIDA Aspecto Biológico – Juventude, saúde, beleza, sexualidade etc Aspecto Econômico – Previdência Social – aposentadoria, empreendedorismo Aspecto Sociocultural – Inserção social, respeitabilidade familiar

20 O idoso só será visto diferentemente com a transformação da sociedade e essa transformação fazemos com ações concretas. Desmitificação sobre o envelhecimento humano: mitos e tabus.

21 Como vivenciar essa realidade? Envelhecimento saudável e qualidade de vida Novas práticas sociais Ações empreendedoras

22 A terceira idade é o momento de melhor avaliação crítica da vida, em virtude das experiências acumuladas; A Universidade abre espaço para a Responsabilidade Social mediante diferentes ações - UNATI.

23 Responsabilidade Social da Universidade Abrir espaço acadêmico para receber os idosos Abrir espaço para os idosos criarem, inventarem, reinventarem... Espaço para a diferentes práticas

24 UNIVERSIDADES PÚBLICAS ENSINO PESQUISA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

25 UNIVERSIDADE ABERTA À TERCEIRA IDADE - Unesp Filosofia de ação: proporcionar condições para a integração social do participante, mediante o convívio no meio universitário

26 Realidade e Desafios Reconhecer as necessidades e expectativas dos idosos Identificar os serviços disponíveis e avaliar a qualidade dos resultados obtidos Readequar os projetos de extensão universitária existentes e idealizar novas ações voltadas aos idosos (aposentados) Capacitar agentes envolvidos Garantir direitos no meio universitário

27 Universidade: espaço para criação de novos saberes Socialização de saberes Produção de novos conhecimentos Práticas interdisciplinares Convivência intergeracional e comunitária Educação continuada Ações sócio-educacionais e intervenção Protagonismo - Extensão Universitária

28 Perspectivas futuras Maior Integração entre os Núcleos Locais Troca de experiências entre os alunos das UNATIs

29 Desenvolvimento de Pesquisas Coletivas com a temática do Envelhecimento Humano Integração com os alunos de graduação e de Pós-Graduação das Unidades da UNESP Organização de Curso de Especialização sobre Envelhecimento Humano

30 Organização de ações junto aos funcionários docente e técnico- administrativo em fase de Aposentadoria... MAIOR DESAFIO

31 Parcerias possíveis Novos Projetos de Extensão Universitária Abertura de Estágio Curricular junto a UNATI IC - Envelhecimento Aprimoramento Ações junto a PRAD.

32 Através da Educação Preparamos, Informamos, Mudamos atitudes para a INCLUSÃO SOCIAL DO IDOSO Que se solidifica nas diferentes parcerias numa perspectiva multidisciplinar

33 Como dizia Norberto Bobbio, em sua própria experiência de vida: O que distingue a velhice da juventude, ou da maturidade, é a lentidão dos movimentos do corpo e da mente.

34

35


Carregar ppt "UNIVERSIDADE ABERTA À 3ª IDADE: papel, princípios e diretrizes MARIA CANDIDA SOARES DEL-MASSO Coordenadora do Núcleo Central UNATI - UNESP – PROEX _______________________________________________."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google