A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDAP A SUSTENTABILIDADE COMEÇA NAS PESSOAS Transformando Valores em Práticas de Estado Sigmar Malvezzi PhD São Paulo, 17 de outubro de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDAP A SUSTENTABILIDADE COMEÇA NAS PESSOAS Transformando Valores em Práticas de Estado Sigmar Malvezzi PhD São Paulo, 17 de outubro de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDAP A SUSTENTABILIDADE COMEÇA NAS PESSOAS Transformando Valores em Práticas de Estado Sigmar Malvezzi PhD São Paulo, 17 de outubro de 2008

2 Sigmar Malvezzi A ECONOMIA DA QUALIDADE Tal como ocorreu em outros momentos históricos, a sociedade atual enfrenta potencialidades (o domínio de tecnologias) e riscos (esgotamento de recursos). Um dos elementos inventados para o lidar com essas condições é a busca da qualidade (nos produtos, serviços, ou na vida) como resposta ao imperativo da adaptação.

3 Sigmar Malvezzi A ECONOMIA DA QUALIDADE Desde o final dos anos 70, a economia da qualidade (predicado do presente momento histórico) tornou-se a ligação entre demandas dinâmicas e a adaptação eficaz a estas. A busca da qualidade consiste na exploração das competências dos objetos, fatos e eventos (otimização do processo de produção). Busca da qualidade está correlacionada com o crescimento e a inovação (duas condições exclusivas das pessoas).

4 Sigmar Malvezzi A GESTÃO DA PRODUÇÃO No presente momento histórico, a gestão dos negócios é uma ação coletiva, dirigida para a produção de bens, serviços, ou valores (sociais, econômicos, culturais e psicológicos) pela integração sinérgica do desempenho de equipes interdependentes, (diversidade) balizadas pela gramática do contexto. Desde o final do século XIX, a gestão dos negócios (produção de massa) tem sido dependente do apoio da ação racional porem, hoje, depende também da inovação.

5 Sigmar Malvezzi A SINTAXE DA SOCIEDADE GLOBALIZADA Essa equação tornou a sintaxe do contexto mais complexa e difícil devido: à multiplicação das interfaces à cultura individualista ao poder adquirido pela ação individual, à intensificação da competitividade, à inovação tecnológica ao imperativo do hipertexto à convivência com paradoxos

6 Sigmar Malvezzi A GESTÃO COMO HIPERTEXTO Gestão da rotina (cuidado com a estrutura e o planejamento) Gestão estratégica (mudança controlada) Gestão da crise (implosão da estrutura) Gestão da urgência (extinção de incêndios)

7 Sigmar Malvezzi PARADOXOS DA SOCIEDADE ATUAL Jamais a mão de obra foi tão necessária para a produção de valores competitivos e jamais os trabalhadores foram tão vulneráveis Constata-se a revalorização e o declínio da religião. Exige-se que o indivíduo rápido (precoce) crescimento e aceita-se sua infantilidade. Exige-se do indivíduo uma identidade definida, porem pronto para substitui-la.

8 Sigmar Malvezzi A GESTÃO DA PRODUÇÃO Dentro dessas condições, a gestão (privada, ou pública de bens, serviços, ou valores) requer criatividade e compromisso cuja realização demanda projetos dedicados ao desenvolvimento de competências coletivas, à construção de sistemas de valores e significados, à pactos entre os distintos estratos da sociedade (tudo isso é obtido através das pessoas).

9 Sigmar Malvezzi A SINTAXE DO DESEMPENHO O desempenho evolui para ser uma ação criativa (não mais limitado a evitar o erro e o desvio) produzida dentro de redes emergentes de papeis e atividades através da interação intensa entre sistemas técnicos e subjetivos (requer inovação, criatividade e conhecimentos genéricos e especializados).

10 Sigmar Malvezzi A SINTAXE DO DESEMPENHO A eficácia é produto da responsividade na busca da flexibilização das estruturas e trajetórias, no contexto de unidades de produção fragmentadas, mas integradas por projetos (a organização tornou-se redes de projetos). Os limites entre organizações e projetos se tornam ambíguos, os vínculos se multiplicam e os deveres, identidades e obediência são continuamente negociados.

11 Sigmar Malvezzi AS REDES DE PRODUÇÃO Redes de projetos

12 Sigmar Malvezzi O PROFISSIONAL-SUJEITO Atuando dentro de condições assim dinâmicas e complexas, o indivíduo é desafiado por uma gramática que demanda que ele assuma a construção de sua carreira (trajetória profissional) e que participe das responsabilidades da gestão. O desenvolvimento do indivíduo como sujeito surge como política fundamental da gestão.

13 Sigmar Malvezzi (1) O INDIVÍDUO CRIATIVO E EFICAZ Cobrado por resultados, o indivíduo é valorizado como ser criativo (avaliado pela qualidade dos resultados mais do que pelo erro ou desvio) que desempenha dentro de redes emergentes de atividades sob a dinâmica da intensa interação entre sistemas técnicos e subjetivos (adaptação dentro do contexto de inovação, para a criatividade, através de conhecimentos genéricos e especializados).

14 Sigmar Malvezzi (2) O INDIVÍDUO NÔMADE Na sociedade atual, o indivíduo é um nômade (muda de identidade, de referenciais e de competências em correlação com frequentes rupturas) exigindo contínuo cuidado consigo mesmo e com a própria obra.

15 Sigmar Malvezzi (2) O INDIVÍDUO NÔMADE O nômade (vulnerável) é dependente da (1) administração de seu equilíbrio (sempre frágil) com o contexto, (2) de sua revalidação, (3) da proteção de sua identidade, (4) da manutenção e desenvolvimento de suas competências, (5) da construção de relações com o mercado (visibilidade e contratos psicológicos) e (6) da busca de segurança econômica de longo prazo.

16 Sigmar Malvezzi (3) O INDIVÍDUO MODULAR O indivíduo é desafiado por sua própria impermanência existencial que lhe impõe uma vida cheia de paradoxos constituída por vários eus: O eu conformista (submisso ao ambiente) O eu resistente (recusa sua comodificação e banalização) O eu dramático (administrador dos conflitos entre seus dois eus)

17 Sigmar Malvezzi A QUESTÃO DA SUSTENTABILIDADE A vida é um bem em si mesmo porém dependente das condições que a tornam digna do ser humano (reflexão crítica). A possibilidade de criação da sociedade (infinitas combinações de potenciais) levanta a questão moral (o que é o bem?), a questão da qualidade de vida (o que é a vida digna?) e a questão da eficácia (como realizar projetos?). O desafío da sustentabilidade está na resposta conjunta e simultanea a essas três questões.

18 Sigmar Malvezzi A SINTAXE DO DESEMPENHO A realização de projetos é dependente de pessoas (exige contínua adaptação), alvos de investimentos, de participação e de crescimento (da organização e dos indivíduos). A eficácia dos projetos é desafiada pelo contínuo aparecimento de novas demandas. Nesse contexto, a gestão de pessoas ganha status de objetivo estratégico

19 Sigmar Malvezzi A GESTÃO DE PESSOAS Função facilitadora que disponibiliza os recursos e as condições requeridas para o desenvolvimento do desempenho (individual e da equipe) exigido pela natureza do produto ou serviço e pela realização pessoal e profissional Funciona através do provimento de informações, tecnologias, referenciais e feed- backs e do desenvolvimento de projetos (competências, compromisso, cooperação, integração...) e do investimento em projetos dirigidos às pessoas (cooperação, compromisso competências,...).

20 Sigmar Malvezzi DESAFÍOS PARA A GESTÃO DE PESSOAS NO SERVIÇO PÚBLICO Numa sociedade pluralista e complexa (como a atual) é difícil definir e buscar respostas àa moral, à qualidade de vida e à eficácia. Reflexão e inteligência coletiva são meios para a busca da flexibilidade obtida pelo gerenciamento das regras de gestão. Hoje, é mais desafiador ser eficaz na gestão pública do que na gestão privada.

21 Sigmar Malvezzi A AÇÃO DE LIDERANÇA GERENCIAL (NO SERVIÇO PÚBLICO) A consideração da diversidade em diferentes interpreta çõ es e critérios A tolerância pedagógica aos erros A participação ativa na gestão (não ser apenas expectador) A construção de respostas a partir dos conteúdos criados pelo grupo. A valorização da participação crítica.

22 Sigmar Malvezzi A AÇÃO DE LIDERANÇA GERENCIAL (NO SERVIÇO PÚBLICO) A busca de sentido na continuidade da ação O fomento da fácil acessibilidade O compromisso com a integridade e a transparência. A estimulação de feed backs para identidades, desempenhos e processos. O foco nos resultados

23 Sigmar Malvezzi A AÇÃO DE LIDERANÇA GERENCIAL (NO SERVIÇO PÚBLICO) A construção da confiança. O fomento do crescimento individual e da equipes. A reflexão crítica sobre os problemas e seus contextos. A busca da consistência entre a çã o e visão. Aceitação de papeis alternativos para a a çã o.

24 Sigmar Malvezzi A GRAMÁTICA DA SUSTENTABILIDADE Diante de todo esse contexto da sociedade atual, a política pública que faz diferença é a busca da produção através do crescimento pessoal e profissional. Essa tarefa requer a criação de racionalidades que sustentam o fortalecimento do sujeito e da sinergia das equipes (competências coletivas). O domínio da organização pública sobre seu projeto implica no domínio sobre si mesma, que é corolário do domínio que seus profissionais têm sobre seu próprio crescimento.

25 Sigmar Malvezzi A GRAMÁTICA DA SUSTENTABILIDADE A busca da sustentabilidade impõe a organização dos desempenhos sob a racionalidade da emancipação profissional (autonomía de decisões) direcionada para a ação criativa (resultados morais, eficazes e construtores de qualidade de vida) e orientada para a optimização das potencialidades presentes na diversidade.


Carregar ppt "FUNDAP A SUSTENTABILIDADE COMEÇA NAS PESSOAS Transformando Valores em Práticas de Estado Sigmar Malvezzi PhD São Paulo, 17 de outubro de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google