A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GC nas Engenharias da Embraer Tânia Moreira Pinto 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GC nas Engenharias da Embraer Tânia Moreira Pinto 1."— Transcrição da apresentação:

1 GC nas Engenharias da Embraer Tânia Moreira Pinto 1

2 Conteúdo 2 Princípios que orientaram a implantação de GC Programa GC nas Engenharias da Embraer Cenário Embraer Lições aprendidas

3 Unidades Embraer no Brasil São José dos Campos - SP Faria Lima Unit São José dos Campos Gavião Peixoto Botucatu Taubaté São José dos Campos - SP ELEB Equipment Unit Taubaté - SP Botucatu - SP Botucatu Unit Gavião Peixoto Unit Gavião Peixoto - SP Taubaté Unit – Distribution Center Eugênio de Melo Unit

4 Unidades Embraer na Europa Embraer Aviation Europe Villepinte - France Embraer Le Bourget Service Center Le Bourget - France France Villepinte Le Bourget Portugal Alverca Évora OGMA Alverca - Portugal Embraer Évora - Portugal

5 Unidades Embraer na Ásia China Beijing Harbin Harbin - China Embraer China Beijing - China Singapore Embraer Asia Pacific Singapore Embraer Harbin

6 High Technology Ergonomics Analysis Virtual Reality Center In operation since Feb 2000 Intelligent interface for structural analysis and project Output: CATIA model for rib Output: wing model for structural analysis Knowledge Based Engineering Automation of routine project activities

7 High Technology Digital Mock-up – EMBRAER 170Structural Tension Simulations Fluid Dynamics Composite Materials

8 Unidades de Negócio Commercial Aviation Embraer Defense and Security Executive Aviation

9 9 Modelo de Gestão do Conhecimento É nesta camada que o Conhecimento é aplicado e que os seus resultados refletirão no sucesso do negócio. Adaptado: Fraunhofer Institut

10 Gestão do Conhecimento nas Engenharias 3 perspectivas: Comunidades de Prática Áreas temáticas de conhecimento Foco na geração e disseminação do conhecimento e no aprendizado. Projetos Atividades Temporárias Foco na aplicação do conhecimento. + Incorporação do Conhecimento - + Processos Atividades repetitivas Foco no registro e na incorporação do conhecimento. Geração do Conhecimento -

11 Práticas de GC nas Engenharias Processos Registro do Conhecimento Reuso do Conhecimento Relatório de Viagens Projetos Check List de LA´s Reconhecimento Lições Aprendidas Melhores Práticas Taxonomia e Busca Diário de Bordo WIKI -Elaboração Coletiva de Doc Biblioteca Virtual Comunidades de Prática Páginas Amarelas Fórum Eletrônico de Discussões Implantado Em estudo Curvas de Trade-off Memória Técnica de ProjetoWorkshop de LA GC na Avaliação por Competência Plano de Carreira KBE - Reuso de Conhecimento

12 Comunidades de Prática Objetivo: Agrupar pessoas que partilhem de um mesmo interesse. Essas pessoas trabalham juntas para achar meios de melhorar o que fazem, seja, na resolução de um problema ou no aprendizado diário, através da interação regular. Pós Carreira Papel Atribui ç ão Coordenador Liderar a comunidade e o crescimento da mesma. Estimular a participa ç ão dos membros. Moderador Auxiliar os membros quanto aos processos, conceitos e ferramentas. Membros Participar das discussões presenciais e virtuais, contribuindo para o crescimento da mesma.

13 Estágios da CdPs Facilidade para encontrar informações e pessoas. -Agilidade na solução de problemas. -Melhoria na capacitação de pessoas. - Facilidade no reuso de conhecimento. - Identificação de gaps tecnológicos. - Identificação de novas oportunidades de negócio. - Redução de gaps tecnológicos. - Inovação gerenciada. - Aceleração da resposta à novas necessidades de mercado. - Criação de patentes. Inovação Estágio Adaptativo Estágio de Consolidação Estágio de Engajamento Estágio Inicial Estágio de Construção

14 PEE – Programa de Especialização em Engenharia

15 Mentorismo Compartilhar experiências e conhecimentos Acelerar o desenvolvimento dos nossos profissionais, visando a retenção de talentos Valorizar a carreira técnica Implantar a cultura de compartilhamento Objetivos:

16 Intercâmbio O Programa de Intercâmbio tem por objetivo a capacitação e retenção de pessoas através da oportunidade destas passarem um período em instituições externas, atuando em assuntos de interesse da Embraer. Estruturado em 4 processo: Registro e disseminação Recebendo Visitantes Seleção de Candidatos Acordo entre Instituições Registro de aprendizado (diário de bordo). Atualização do roteiro se necessário. Comunicação sistêmica com pessoas interessadas (forum) Apresentação do aprendizado nas CdPs envolvidas. Construção do roteiro (doc na CdP). Discussão com as CdPs envolvidas. Coleta de informações úteis e referências.

17 Sobre o EVENTO SETI: O SETI - Seminário Embraer de Tecnologia e Inovação - foi idealizado para ser um instrumento de interatividade entre as diversas áreas tecnológicas da Embraer, possibilitando uma maior visibilidade dos trabalhos relacionados à Inovação. Objetivos: - Reconhecer e prestigiar as iniciativas de Tecnologia e Inovação na Empresa. - Fomentar, mobilizar e compartilhar trabalhos relacionados ao Desenvolvimento Integrado do Produto. SETI - Seminário Embraer de Tecnologia e Inovação

18 ... os valores de uma organização vivem, em grande medida, nas histórias que são contadas, revividas e relembradas a cada momento.... contar histórias não é visto apenas como uma distração ou momento de relaxamento: é uma das ferramentas ou métodos institucionais no contexto da Gestão do Conhecimento. Segundo Dr. ClaudioTerra, Duração: 1:37 min Paulo Cesar Bucco Storytelling

19 Projeto Desafio Coletar Iniciativas Priorizar Execução Classificar Propostas Prospecção (o que os outros fazem e nós ainda não) O que não fazemos bem Novas Ferramentas Sub time da CdP para discussão do assunto IDENTIFICAÇÃO SOLUÇÃO Tema de Mestrado Projeto Desenvolvimento Tecnológico Projeto Ferramentas Resolver problemas técnicos, eliminar gaps tecnológicos e reter talentos. Objetivo:

20 Programa Boa Idéia 2011

21 KBE – Knowledge Based Engineering Intelligent interface for structural analysis and project Output: CATIA model for rib Output: wing model for structural analysis O KBE tem por objetivo automatizar as atividades rotineiras de projeto.

22 Para uma organização aprender basta registrar as LAs no final de um projeto e depois publicá-las. Para implantar GC primeiro deve-se criar uma cultura de aprendizado. Tecnologia pode substituir o presencial (face-to-face). Mudança de atitude da liderança, incentivar o compartilhamento. Sair de uma visão individual para uma visão de equipe. Compartilhar exige confiança 60-70% dos adultos aprendem com a experiência e transferência de conhecimento no trabalho. Lições Aprendidas

23 Empresa Proteger o Capital Intelectual existente na empresa. Melhorar processo decisório, reduzindo exposição aos riscos. Promover a manutenção e renovação do conhecimento armazenado, mantendo- o sempre confiável. Descobrir Capital Intelectual já existente na empresa. Reduzir desperdícios com base na reutilização do Capital Intelectual. Acelerar e consolidar a geração de novos conhecimentos. Empregados Maior desenvolvimento profissional e pessoal (contato com outros especialistas) Ampliar a capacidade de resolver problemas complexos (utilizar a capacidade coletiva) Socializar, pertencer e se identificar com um grupo de pessoas (ganhar visibilidade) Aprender continuamente, porque compartilhar exige reflexão (quem ensina também aprende) Identificar mais rapidamente as principais fontes de conhecimento (conhecer os experts, documentação) Compartilhar e validar suas idéias na comunidade. + Relação de ganha-ganha

24 Obrigada!


Carregar ppt "GC nas Engenharias da Embraer Tânia Moreira Pinto 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google