A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS SELEÇÃO PROGRAMAÇÃO AQUISIÇÃO CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS SELEÇÃO PROGRAMAÇÃO AQUISIÇÃO CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA."— Transcrição da apresentação:

1 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS SELEÇÃO PROGRAMAÇÃO AQUISIÇÃO CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Adaptado de Assistência Farmacêutica para Gerentes Municipais

2 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS 1.SELEÇÃO DE MEDICAMENTOS 1.1. Vantagens Aumentar qualidade da farmacoterapia Facilitar a farmacovigilância Segurança na prescrição e administração Disciplinar prescrição, uniformizar terapêutica Diminuir o custo da terapêutica Diminuir o número de formas e fórmulas farmacêuticas Diminuir estoques Diminuir o custo de aquisição e manutenção de estoque Facilitar comunicação farmácia-médicos-enfermagem- administração Simplificar rotinas 1.2. Etapas Conscientizar Designar comissão Levantar perfil nosológico Analisar perfil do hospital Analisar padrão de utilização de medicamentos Definir critérios de seleção Seleção Edição e divul- gação do formu- lário Atualização periodica

3 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS 1.3. Critérios para seleção perfil das patologias, infra-estrutura para tratamento, trei- namento e experiência da equipe Selecionar medicamentos com níveis elevados de eficiência Eleger aquele de menor toxicidade e maior comodidade po- sológica Custo do tratamento/dia e custo da duração do tratamento Escolher as formas farmacêuticas com informações sobre Biodisponibilidade e parâmetros farmacocinéticos um representante de cada categoria ou com características Farmacocinéticas diferentes ou que tenha característica Farmacológica que seja uma vantagem Evitar associações fixas Formas que proporcionem maior possibilidade de fraciona- mento e adequação a faixa etária Padronizar medicamentos encontrados no comércio local Reservar novos antimicrobianos para tratamento de infec- ções resistentes Seleção de antimicrobianos com a CCIH Padronizar pela DCB 1.4. Comissão de Padronização de Medicamentos (COM) Seleciona medicamentos Redige e mantem atualizada a padronização Divulga informações sobre o medicamento 1.5. Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) desenvolve e supervisiona políticas de utilização ações educativas, acessoria técnica, divulga uso racional e avalia arsenal

4 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS guia farmacoterapêutico avalia arsenal normatiza processos farmacoclínicos Avaliações clínicas e estudos de consumo disciplina representantes da indústria Estuda medicamentos Revisão bibliográfica programa de notificação e acompanhamento das RAMs 1.7. Métodos de seleção de medicamentos A)Revisão da classe terapêutica Monografia dos fármacos da classe B) Análise de decisões clínicas Abordagem quantitativa Usa critérios de avaliação com diferentes pesos Estabelece valores para cada critério Fármaco com maior pontuação é selecionado C) Sistema de Análise de avaliação por objetivo (SOJA) Define os critérios de avaliação para a classe Cada critério tem-se um peso relativo Pontuação total de pontos divididos entre os crité- rios Critérios: Custo, eficácia clínica, incidência e severidade dos efeitos adversos, esquema posológico, interações me- dicamentosas, estudos clínicos, indicações aprovadas e tempo de comercialização, farmacocinética, aspectos far- macêuticos, critérios específicos da classe

5 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS Análise deDecisãoClínica critérioCimetidinaRanitidina VUVPVU X VP VPVU X VP 1. Eficácia no tratamento da úlcera duodenal 10, Eficácia no tratamento da úlcera gástrica 7, Eficácia na terapia de manutenção da úlcera duodenal 8, Eficácia na síndrome de Zollinger-Elisson 8,10,64,90,64,9 5. Efeitos adversos no SNC 8,50,65,118,5 6. Efeitos hepáticos adversos 10,31 0,85,2 7. Efeitos antiandrogênicos 8,00,64,818,0 8. Interação medicamentosa 8,50,21,718,5 9. Experiência clínica9,01 0,65,4 10. Esquema de administração 8,30,64,50,86,6 11. Custo6,61 0,85,3 12. Formas farmacêuticas 5,51 0,84,4 13. Total79,687,0 Retirado de Ciências Farmacêuticas. Uma Abordagem em Farmácia Hospitalar.

6 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS 1.8. OUTROS MODELOS DE SELEÇÃO Modelo tradicional a.Baseado em dados de consumo ou estudos quantitativos. A CFT não participa ativamente da escolha Modelo baseado em sistema de Guia Farmacoterapêutico Modelo baseado em concursos de medicamentos Modelo baseado no método sistema de análise de decisão multiatributos a.Teoria da utilidade multiatributo (MAUT) b.Avaliação por objetivo (SOJA)

7 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS 2. AQUISIÇÃO 2.1. LICITAÇÃO Lei federal 8.666/93 Definição: procedimento administrativo no qual a ad- ministração pública relaciona a proposta mais vantaosa Princípios: (a) formalidade (b) publicidade (c) igual- dade (d) sigilo na apresentação das propostas (e)vincula- ção ao edital (f) julgamento objetivo Modalidades: a)Concorrência: > para contratos de grande valor, participação de qualquer interessado, Convocação mínima 30 dias e ampla publicação b) Tomada de preços Valor imediatamente inferior aos que exigem concor- rência Entre interessados previamente cadastrados Convocação mínima de 15 dias Edital fixado na repartição e as entidades de classe c) Convite: Pequeno valor Participa no mínimo 3 interessados convocados com antecedência mínima de 3 dias Instrumento convocatório no quadro de avisos Outros fornecedores cadastrados que manifestarem interesse com antecedência de 24h de apresentação das Propostas d) Leilão e concurso

8 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS Dispensação de Licitação ou Inexigilidade de licitação Condições de dispensa a)Compras cujo valor não ultrapasse os valores prévios b)Emergência c)Quando não tem interessados e a licitação não puder ser repetida d) Relacionada com concessionária de serviço público e) Propostas com preços superiores ao de mercado Condições de inexigilidade a)Fármaco é de fabricação exclusiva. Deve-se ter a carta de exclusividade emitida pelo órgão de classe dos laborató- rios 2.2. Aquisição em órgãos privados Pesquisas de preço, contrato de fornecimento com forne- cedores previamente selecionados ou normas particulares Aspectos a serem observados: mínimo de 3 cotações, ca- dastramento de fornecedores, preço objetivo, aprovação da Compra, registro da compra

9 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS Modelo de edital Serviço de Suprimentos- Departamento de compras Edital de tomada de preços: 06/2004 Processo: 001/0705/5678/04 Abertura: 2/12/2004 Encerramento: 20/12/2004 Horas: 9 horas Acha-se aberta, no departamento de compras do Serviço de Suprimentos do Hospital Federal União, situado na Avenida Cabuçu, 7.777, Centro, Tomada de Preços no. 06/2004, do tipo menor preço, destinada à aquisição de medicamentos relacionados no folheto descritivo (anexo I) que, juntamente com o anexo II (declaração da situação regular perante o Ministé- rio do Trabalho) e anexo III (declaração da empresa fabricante), fica fazendo parte integrante deste Edital, conforme consta no Processo no. 001/0705/5678/04 e que será regido pela Lei Federal no com as alterações introduzidas pelas leis federais no e no , bem como pelas leis estaduais no , no e no O encerramento desta Tomada de Preços e a abertura do envelope no. 01 – Documentação serão às 9 horas do dia 20 de dezembro de 2004, no Departamento de Compras do Serviço de Suprimentos, situado na avenida Cabuçu, 7.777, Centro, nessa cidade. A despesa correrá por conta da estrutura funcional programática: ; natureza da despesa: Habilitação Os interessados em participar da presente Tomada de Preços deverão entregar até as 9 horas do dia 20/12/2004, no Departamento de Compras do Serviço de Suprimentos desse hospital, situado na avenida Cabuçu, 7.777, Centro, 2 (dois) envelopes fechados e lacrados, em que Se identifique, respectivamente: Envelope no. 1 –Documentação Ministério da Saúde Secretaria de Saúde Hospital Federal União Departamento de Compras – Serviço de Suprimentos Tomada de Preços 06/04 – Processo no. 001/0705/5678/04 Nome ou Razão Social do Licitante Retirado de Gestão de Farmácia Hospitalar – Gustavo Alves Andrade dos Santos

10 FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS ESTUDO DE CASO 2 Grupo de pessoas Data de entrega: 1.Planeje o edital de licitação e o cronograma para a compra dos seguintes medicamentos: 200 frasco-ampolas de ampicilina 500 mg 300 ampolas de diazepam 10mg/2ml comprimidos de captopril de 25mg 200 ampolas de ranitidina 50mg/2ml 2. A chefe clínico da Clínica Médica do Hospital pretende padronizar paracetamol 500mg comprimido. Enquanto isso, a Neurologia pretende a padronização de dipirona 500 mg compri- mido para tratamento de febre. Você, como farmacêutico,mem- bro da Comissão de Farmácia e Terapêutica, diante da realidade econômica de que só poderá padronizar um ou outro, deve planejar a padronização de um dos dois, aplicando a metodolo- gia adequada


Carregar ppt "FARMÁCIA HOSPITALAR PROF ANDRÉ R. PINTO AULA 2. SELEÇÃO, PROGRAMAÇÃO E AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS SELEÇÃO PROGRAMAÇÃO AQUISIÇÃO CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google