A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA ENCONTRO PEDAGÓGICO SEED/NRE DISCIPLINA: LÍNGUA ESTRANGEIRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA ENCONTRO PEDAGÓGICO SEED/NRE DISCIPLINA: LÍNGUA ESTRANGEIRA."— Transcrição da apresentação:

1 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA ENCONTRO PEDAGÓGICO SEED/NRE DISCIPLINA: LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA 1º Semestre 2012

2 Equipe disciplinar Língua Inglesa Cleci Carneiro Malucelli Nilva Conceição Miranda Língua Espanhola Priscila do Carmo Moreira

3 Leitura do texto Serra Leoa

4 A leitura é essencial para o ser humano, pois permite às pessoas: - interagirem entre si; -conhecerem a história da humanidade e do mundo; -registrar juntamente com a escrita contexto sócio-histórico-cultural.

5 Geraldi (1996, p.125) afirma que a leitura (...) se faz sempre sobre textos que se dão a ler, textos que trazem representações do mundo e com as quais o leitor vê-se obrigado a negociar, já que, ao ler um texto, o leitor mobiliza dois tipos de informações: aquelas que se constituíram em sua experiência de vida e aquelas que lhe fornece o autor em seu próprio texto.

6

7

8

9 O que estas fotos retratam? São imagens comuns? Qual a informação expressa nos textos?

10

11 Qual a relação entre os textos? O que o texto me fez conhecer? Quais novas informações obtive?

12

13 Fotos raras de índios isolados na Amazônia peruana são divulgadas Imagens mostram de perto família de indígenas da etnia Mashco-Piru. Registro foi feito durante expedição que buscava pássaros da Amazônia. As fotos de uma família desta etnia foram realizadas entre agosto e novembro de 2011, durante expedição da fotógrafa Gabriela Galli ao sudeste peruano, que buscava registrar pássaros da Amazônia quando encontrou alguns índios próximo a um rio. Não houve contato com os índios, segundo a ONG.

14 De acordo com a Survival, os Mashco-Piro são uma das tribos isoladas que já foram detectadas ao redor do mundo (são cerca de cem). Entretanto, a organização afirma que está cada vez mais difícil de visualizá-los dentro do parque. Atividades madeireiras e de extração de gás e petróleo na região podem causar dificuldades à pesquisa -- com medo, eles entram para mata fechada. amazonia-peruana-sao-divulgadas.html

15 A primeira interpretação/leitura foi feita a partir de quais conhecimentos? Quais informações foram trazidas pelo texto? Contexto sócio-histórico- cultural?

16 Segundo KOCH ( 2006,p.11): A leitura é uma atividade interativa altamente complexa de produção de sentidos, que se realiza evidentemente com base nos elementos lingüísticos presentes na superfície textual e na sua forma de organização, mas requer a mobilização de um vasto conjunto de saberes no interior do evento comunicativo.

17 Nessa perspectiva, Daniel Cassany (2006, p.33-34) considera: a leitura se realiza na interação entre o texto (discurso) que contempla a visão de mundo do autor e seus propósitos sociais, o leitor e seu conhecimento de mundo.

18 Para Bakhtin, a prática da leitura é o processo dialógico que se estabelece entre o conhecimento de mundo de cada um e as diferentes vozes que constroem e reconstroem a subjetividade, entre o leitor e autor, cultural e ideologicamente marcados.

19 Nessa concepção de língua, as práticas da leitura, oralidade e escrita passam a ter uma nova e significativa função na formação do leitor pois possibilitam o uso real da língua e um diálogo com o mundo.

20

21 Para Bronckart (1999, p. 103): a apropriação dos gêneros é um mecanismo fundamental de socialização, de inserção prática nas atividades comunicativas humanas.

22 Segundo Cassany (2006, p. 38) conhecer a estrutura de cada gênero textual em cada disciplina, como o utilizam o autor e os leitores, quais funções desenvolve, como se apresenta o autor na prosa, quais conhecimentos devem ser explicitados e quais devem ser pressupostos [...]

23 Essa produção de sentidos ocorre através do dialogismo entre o conhecimento de mundo de cada um e as diferentes vozes que constroem e reconstroem a subjetividade.

24 A relação entre as práticas discursivas e o trabalho com gêneros, justifica-se de acordo com Marcuschi (2006, p. 25), pois (…) Quando ensinamos a operar com um gênero, ensinamos um modo de atuação sócio-discursiva numa cultura e não um simples modo de produção textual (…).

25 É importante salientar que as nossas escolhas de leituras e produções textuais nos identificam como indivíduos. Pautada nessa fundamentação teórica, espera-se que a ação pedagógica:

26 proporcione aos alunos o contato com diversos gêneros discursivos analisando a sua representação como prática social; proponha atividades que explorem as capacidades de linguagem: de ação, discursiva e linguístico-discursiva;

27 O grau de dificuldade dos textos terá um avanço gradativo, e a prática da leitura deverá estar sempre presente.

28 Leitura de textos multimodais

29 Leitura de textos impressos Leitura de textos multimodais Palavra: as palavras falam incluindo discurso, registro, vocabulário, padrões linguísticos, gramática, capítulos, parágrafos e sentenças. Imagens visuais: a imagem mostra incluindo tamanho, layout, forma, cor, linha, ângulo, posição, perspectiva, quadros, telas, ícones. Uso dos sentidos: visual, algumas vezes tátil. Uso dos sentidos: visual, tátil, audição, cinestésico.

30 Sentido interpessoal: desenvolvido através da voz verbal, através do uso de diálogos e do narrador em 1ª, 2ª ou 3ª pessoa. Sentido interpessoal: desenvolvido através da voz visual, posicionamento, ângulo, perspectiva. Estilo verbal: incluindo tom, entonação, humor, ironia, sarcasmo, jogo de palavras desenvolvidos no uso das palavras. Arranjo tipográfico, formato, layout, fonte, pontuação. Estilo visual: escolha do meio: gráfico, animação, quadros, esculturas, etc.

31 OFICINAS

32 Envolvendo os alunos nas práticas sociais Estratégia de leitura Integrar as quatro regras/recursos do leitor ( Freebody and Luke -1990); Permitir que o professor enfatize os diferentes recursos do leitor de acordo com as necessidades do estudante ou características do texto;

33 Utilizar uma variedade de textos; Fornecer ensinamentos básicos específicos de acordo com as necessidades identificadas pelos alunos; Trazer à tona um cenário de conhecimentos e experiências que

34 permitam ao aluno construir sentido sobre o que ele está lendo e criar links com seus conhecimentos anteriores; Envolver os alunos em discussões sobre o tema, as estratégias de leitura que usaram e a compreensão do texto;

35 Variedade de textos Desafie os alunos a trabalhar com textos mais difíceis que aqueles que eles seriam capazes de ler sozinhos; Selecione textos que estão relacionados com o interesse e experiência dos alunos ou explore temas e assuntos universais/ contemporâneos;

36 Quatro regras e recursos para o leitor ( Freebody and Luke -1990) 1ª. Decifrando os códigos- decifrar os códigos da escrita, da fala e dos textos visuais: Use diferentes estratégias para a identificação das palavras, dos sons das palavras, dos padrões da língua e dos significados das palavras;

37 Desenvolva conhecimentos de vários recursos literários, exemplo: comparação, metáfora,etc.; Preste atenção para a função e uso de várias categorias de palavras; Torne-se familiarizado com a estutura e as convenções de cada gênero;

38 2ª. Compreendendo os propósitos dos diferentes textos escritos, orais e visuais: Explorar as características dos diferentes textos para determinar qual o propósito do autor e o modo em que o texto é estruturado;

39 Tentar identificar o gênero através das características da estrutura do texto, do tema, do vocabulário utilizado e do estilo do autor. 3ª. Compreensão de textos escritos, orais e visuais - Use o seu conhecimento de mundo para dar sentido ao texto;

40 - Compreenda o sentido literal e conotativo do uso da língua no texto. 4ª. Compreendendo qual a posição dos leitores dos textos: - Examine o ponto de vista do escritor e desenvolva sua própria posição em relação ao texto;

41 - Desenvolva uma análise crítica do texto; - Identifique os estereótipos nos textos; - Construa uma posição alternativa àquela do texto;

42 Referências CASSANY, D. Tras las líneas. Barcelona: Anagrama, ELIAS, V. M.; KOCH, I. V. Ler e compreender os sentidos do texto. 2.ed.São Paulo: Contexto, ______. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONISIO, Â. P.; MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: configuração, dinamicidade e circulação.In: BRITO, K. S.; GAYDECZKA, B.; KARWOSKI, A. M. Gêneros textuais. Reflexões e ensino. 2.ed. Rio de Janeiro: Lucerna, SOARES, M. Letramento. Um tema em três gêneros. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica,2005.

43 Sites: SQUIDO. Sinopse Blood Diamond. Disponível em:. Acesso em: 26 jan raras-de-indios-isolados-na-amazonia-peruana- sao-divulgadas.html

44 Sites Consultados: AUSTRALIAN GOVERNMENT. Department of Education, Science and Training. My read. Disponível em:< Acesso em: 25 jan sso em: 25 jan LITERACY EDUCATION COALITION. Disponível em. Acesso em: 20 jan

45 Referência das imagens: Bosque frio. Disponível em :. Acesso em 26 jan Mundo das Marcas. Police. das Marcas. Police. Disponível em:

46 Pimenta/óculos. Disponível em:< cfe/online/newtalentannual2012/?id=6509 Acesso em 27 jan Sacolasaudável. Disponível em newtalentannual2012/?id=7253 Acesso em: 26 jan

47 Meioambiente.Disponível em:< tvpendrive/arquivos/Image/conteudos/ imagens/2ingles/4paper.jpg Acesso em: 26 jan Labirinto. Disponível em: < 04/lachapelle41.jpg?w=309 Acesso em: 25 jan Coca Cola. Disponível em:


Carregar ppt "GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA ENCONTRO PEDAGÓGICO SEED/NRE DISCIPLINA: LÍNGUA ESTRANGEIRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google