A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INFORMÁTICA NA MEDICINA André Carvalho Ernani Azevedo Vitor Costa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INFORMÁTICA NA MEDICINA André Carvalho Ernani Azevedo Vitor Costa."— Transcrição da apresentação:

1 INFORMÁTICA NA MEDICINA André Carvalho Ernani Azevedo Vitor Costa

2 Informática na Medicina Reuniões médicas rápidas e com participantes em grandes distâncias Serviço de teleconferência. Serviço de teleconferência. Como conseqüência, há maior troca de experiências e informações. Como conseqüência, há maior troca de experiências e informações. Mais agilidade na transferência das informações Enfermeiras com palmtops ou PDAs passando mensagens para médicos. Enfermeiras com palmtops ou PDAs passando mensagens para médicos.

3 Informática na Medicina Atendimentos à distância Robôs ajudam em cirurgias à longa distância. Robôs ajudam em cirurgias à longa distância. Computadores ajudam médicos a examinar pacientes à longa distância. Computadores ajudam médicos a examinar pacientes à longa distância. Menos perda de informações Computadores são mais confiáveis que papéis. Computadores são mais confiáveis que papéis. Bancos de Dados são muito confiáveis. Bancos de Dados são muito confiáveis. Facilidade aos pacientes Serviços pela Internet. Serviços pela Internet. Apoio à Decisão dos Médicos Os computadores podem fazer comparações de caso com as informações armazenadas. Os computadores podem fazer comparações de caso com as informações armazenadas.

4 Prontuário Eletrônico - Conteúdo Identificação do paciente. Evolução diária do paciente. Tratamento(s) realizado(s). Possíveis diagnósticos. Diagnósticos definitivos. Exames complementares pedidos e seus respectivos resultados. Histórico administrativo do paciente.

5 Banco de dados de pacientes Aqui é possível ver a vantagem de ter um cadastro de pacientes eletrônico em vez de um cadastro em papel.

6 Prontuário Eletrônico - Possíveis Funções Prescrição médica via terminal. Sistema de alerta à enfermaria sobre os horários de administração de medicamentos. Acesso remoto dos pacientes (Via Web, por exemplo). Geração de relatórios técnicos, científicos e administrativos. Administração financeira da clínica ou hospital.

7 Diagnósticos médicos Comparativo entre um prontuário médico tradicional e um computadorizado. São visíveis as vantagens do segundo sobre o primeiro.

8 Prontuário Eletrônico - e ainda… Integração dos diversos setores do hospital ou clínica (setor de internação, ambulatório, etc.). Possível arquivamento de imagens Reserva de leitos Acionamento do médico plantonista E muitas outras funções...

9 Prontuário Eletrônico - Compromissos AutenticidadeIntegridadeConfidencialidade/Privacidade Assinatura eletrônica Disponibilidade e acessibilidade

10 Telemedicina Consiste na transferência de informações médicas através de correio eletrônico, telefone, videoconferência,satélite, etc. As informações podem ser obtidas por diferentes meios (palavra escrita ou falada, sondas, digitalizadores de imagem). É a esperança de melhora da medicina atual no futuro.

11 Aplicações da Telemedicina Consulta com doente fisicamente separado de médico. Troca de informações sobre um caso entre médicos fisicamente separados um do outro. Compartilhamento de informações de cunho medicinal. Cirurgias à distância, com o auxílio da robótica. Auxílio nos diagnósticos.

12 Consultas à distância Store-and-foward Twoway interactive television MÉTODOS:

13 Consulta à distância Store-and-foward: A tecnologia denominada "store and forward" consiste no armazenamento e envio de informação à distância. Esta tecnologia é utilizada tipicamente em situações de não emergência, quando o diagnóstico ou consulta pode ser feito nas próximas horas e envio de volta. Ex.: , fóruns

14 Consulta à distância Two-Way Interactive Television (IATV): Também conhecida como videoconferência, consiste na comunicação em tempo real entre dois ou mais intervenientes na prática clínica. É utilizada quando uma consulta "caraacara" é necessária.Quase todas as especialidade de medicina pode ser conduzidas através deste tipo de consultas. Ex.:Consultas psiquiátricas e ginecológicas.

15 Troca de informações sobre pacientes Através de , salas de bate-papo e fóruns, os médicos responsáveis por um paciente podem mutuamente manter-se atualizados sobre o estado do enfermo. O telefone também é uma forma de telemedicina, embora um tanto primitiva.

16 Compartilhamento de informações médicas Através de fóruns, s e espécies de blogs especializados, os médicos podem estudar e dividir informações e prognósticos entre si.

17 Cirurgias à distância Com o auxílio de uma robótica sofisticada e um bom suporte à infra-estrutura de comunicação (uma conexão veloz e segura), já é possível que um cirurgião realize uma operação precisa, mesmo estando a quilômetros do paciente.

18 Auxílio nos diagnósticos Aliados à uma inteligência artificial apurada, e um banco de dados bem implementado, os computadores podem dar um diagnóstico, ou ajudar um médico num diagnóstico. Esses sistemas imitam o processo básico do aprendizado humano por meio do qual as novas informações são absorvidas e se tornam disponíveis para referências futuras. Sistemas assim são conhecidos como Sistemas Especialistas. Classificam-se em: Sistemas de Apoio a Decisão Sistemas de Apoio a Decisão Sistemas de Tomada de Decisão Sistemas de Tomada de Decisão

19 Benefícios da Telemedicina Permite acesso 24 horas pelo doente a informação e cuidados médicos, qualquer que seja o local em que se encontre. Faculta acesso 24 horas pelo médico a dados sobre o doente, qualquer que seja o local em que este se encontre. Consulta entre colegas fisicamente distantes. Diminuir despesas de saúde. Acesso simultâneo à mesma informação em vários locais.

20 Problemas da Telemedicina Garantir ao doente privacidade e confidencialidade. Impedir atitudes maliciosas (destruição, alteração ou introdução abusiva de dados). Pode tornar menos humana (e quase só técnica) a relação médicodoente. Cada vez mais instituições estão dependentes das informações armazenadas em computadores, caso ocorra um colapso do sistema, teremos um cenário caótico formado.

21 Tratamento NanotecnologiaBiotecnologia Outros exemplos: Neuroprótese Neuroprótese Computação gráfica Computação gráfica

22 Tratamento Nanotecnologia Futuro Futuro Nanorobôs injetados na corrente sangüínea Nanorobôs injetados na corrente sangüínea Destruir vírus e bactérias Destruir vírus e bactérias Desobstruir artérias Desobstruir artérias Alterar código genético Alterar código genético Destruir células cancerígenas Destruir células cancerígenas Substituir o sangue humano Substituir o sangue humano

23 Tratamento Biotecnologia Engenharia Genética Engenharia Genética Produção de Insulina Produção de Insulina Desenvolvimento de vacinas Desenvolvimento de vacinas Produção de tecidos humanos em cultura Produção de tecidos humanos em cultura Projeto Genoma Projeto Genoma

24 Tratamento Projeto Genoma Mapear os genes do DNA humano Mapear os genes do DNA humano Determinar as sequencias de bases químicas que compõem do DNA humano Determinar as sequencias de bases químicas que compõem do DNA humano Armazenar em banco de dados Armazenar em banco de dados Analisar os dados Analisar os dados Torná-los acessíveis Torná-los acessíveis


Carregar ppt "INFORMÁTICA NA MEDICINA André Carvalho Ernani Azevedo Vitor Costa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google