A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Apresentação:Simone Araújo Dias Medeiros-R3 UTIN –HRAS/SES/DF Coordenação: Albaneide Formiga www.paulomargotto.com.br Clube de Revista.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Apresentação:Simone Araújo Dias Medeiros-R3 UTIN –HRAS/SES/DF Coordenação: Albaneide Formiga www.paulomargotto.com.br Clube de Revista."— Transcrição da apresentação:

1 Apresentação:Simone Araújo Dias Medeiros-R3 UTIN –HRAS/SES/DF Coordenação: Albaneide Formiga Clube de Revista

2 Comparative Study of Intranasal Midazolam and Intravenous Diazepam Sedation for Procedures and Seizures Estudo Comparativo do Midazolam Intranasal com o Diazepam Endovenoso para Sedação em Procedimentos e Tratamento de Convulsões Pankajj Mittal, Ram Manohar and A. K. Rawat Departament of Pediatrics, S.S. Medical College and G.M. Hospital, Rewa ( M.P.) Indian J Pediatr Nov;73:975-8

3 Midazolam X Diazepam Introdução Métodos de sedação para procedimentos e convulsões em crianças têm avançado substancialmente nos últimos 15 anos. Sedação: Técnica de administrar um sedativo ou agente dissociativo, com ou sem analgésico, para induzir um estado que permite ao paciente tolerar procedimentos desagradáveis com manutenção das vias aéreas independentemente e continuamente.

4 Midazolam X Diazepam Benzodiazepínicos Comumente usados como drogas de sedação. Administrações: via oral (VO), intra-venoso (IV), intr-nasal (IN), retal e sublingual. Desvantagens: Requer treinamento: intramuscular (IM), IV Administração dolorosa: IM, IV Absorção lenta e variada: VO, retal Recuperação tardia: VO

5 Midazolam X Diazepam Midazolam Usado pela via IN para realização de exames e como pré- medicação em crianças jovens submetidas a pequenos procedimentos cirúrgicos. Drogas inaladas são rapidamente absorvidas pela mucosa olfatória.

6 Midazolam X Diazepam Objetivo Comparar a segurança e eficácia do Midazolam IN com o Diazepam IV para sedação em vários procedimentos pediátricos e para o tratamento de convulsões. Metodologia Estudo prospectivo, randomizado. Conduzido de julho de 2003 à agosto de Departamento de pediatria do S.S. Medical College e Associated Gandhi Memorial Hospital, Rewa.

7 Midazolam X Diazepam Metodologia Prioridade O consentimento escrito dos parentes foi obtido e eles foram encorajados a ficar com as crianças durante o procedimento. Critério de Inclusão Crianças de todas as idades e ambos os sexos levadas ao hospital durante episódios de convulsões ou que requeriam procedimentos terapêuticos e diagnósticos. 125 crianças de todas as idades e ambos os sexos: 76 crianças com crises convulsivas. 49 crianças submetidas a procedimentos invasivos e não invasivos.

8 Midazolam X Diazepam Materiais e Métodos Midazolam Dose: 0,2 mg/Kg, IN A preparação comercial disponível IV foi administrada após aspiração em seringas de 1-2 ml, metade em cada narina. Diazepam Dose: 0,3 mg/Kg, IV Admistradada após a inserção de uma cânula de tamanho apropriada, após diluição.

9 Midazolam X Diazepam Metodologia Dados Avaliados Nível de Sedação: Antes e 10 minutos após administração das drogas conforme escala descrita por Wilton NCT, Leigh Rozen e Pandit U. ( Wilton NCT, Leigh J, Rosen DR, Pandit U. Preanesthetic sedation of preschool children using intranasal midazolam. Anesthesiology 1988; 69: ) FC, FR e SpO 2 : Antes e 10 minutos após administração das drogas. Pior comportamento negativo durante o procedimento: Avaliado conforme escala de comportamento modificada. Duração do tratamento da convulsão desde a chegada do paciente ao hospital até o fim da convulsão.

10 Midazolam X Diazepam Metodologia Lidocína 2%: Usada como anestésico local para procedimentos invasivos, após teste de sensibilidade. Todos os pacientes foram monitorizados até escore I ou II da escala de sedação. Kits de Ressuscitação (ambu, laringoscópio, tubo endotraqueal, cateter de sucção, fonte de oxigênio e drogas de emergência) foram mantidos prontos. Dados tabulados e analisados estatisticamente: Student t test Test Chi-square

11 Midazolam X Diazepam Resultados Procedimentos (n = 49)Convulsões (n = 76) Midazolam/Diazepam Idade> 11 dias> 6 dias SexoMasculino (65,3%)Masculino (63,2%) Peso Mínimo2,5 Kg2 Kg Peso Máximo30 Kg AfebrilNão referido; s/ relevância25% (19) FebrilNão referido; s/ relevânciaCompatíveis Temperatura MáximaNão referido; s/ relevância40,5ºC

12

13 Resultados Res

14 Midazolam X Diazepam Resultados Diferença no escore de sedação antes e depois da administração das drogas: Estatisticamente insignificante. Não houve diferença significativa no choro, restrição física e limitação de movimentos durante os procedimentos invasivos e não invasivos. Fim das convulsões após administração das drogas: Mais rápido no grupo do Diazepam IV (1,92 x 2,97). Fim das convulsão após chegada no hospital: Mais rápido no grupo do Midazolam IN (5,25 X 6,51). Administração mais rápida: Midazolam IN (2,34 x 4,61) FC, FR e SpO 2 : Não houve diferença significativa.

15 Midazolam X Diazepam Discussão Midazolam Benzodiazepinico solúvel em água. Absorvido por via nasal. Proporciona um método fácil e indolor de sedação. Diazepam Método de sedação mais freqüentemente usado. Administração: Dolorosa, leva tempo e requer mais material e treinamento. Duração dos procedimentos invasivos e não-invasivos: Não houve diferença.

16 Midazolam X Diazepam Discussão Febre: Não foi usada como critério de inclusão ou exclusão para seleção dos pacientes. Lahet E et al: compararam Midazolam IN x Diazepam IV para tratamento apenas de convulsões febris em crianças. (Lahet Eli, Micheal G, Joseph B, Tzvi B, Matithyahu B. Comparison of intranasal Midazolam with intravenous Diazepam for treating febrile seizures in children-prospective randomized study. British Med J 2000; 321: 83-86) Avaliação da sedação: 10 minutos após a administração da droga. Este intervalo foi observado também por: Wilton NCT et al e Slover R et al. ( Wilton NCT, Leigh J, Rosen DR, Pandit U. Preanesthetic sedation of preschool children using intranasal midazolam. Anesthesiology 1988; 69: ; Slover R, Schlesinger T. Use of intranasal midazolam in preschool children. Anaseth Analg 1990)

17 Midazolam X Diazepam Discussão Não houve diferença significativa para o escore de choro, limitação física e motora entre os grupos Midazolam e Diazepam durante procedimentos invasivos e não - invasivos. M. Fishben et al avaliou o uso do Midazolam IN em crianças submetidas a esofagogastroduodenoscopia e observou pouca incidência de choro e outros comportamentos negativos durante a separação dos parentes, após administração da droga. (Fishbein Mark, Lugo Ralph A woodland Jennifer, Lininger Barbara and Linscheid Tom. Evaluation of intranasal midazolam in children undergoing esophago­gastro­ duodenoscopy. J Pediatr Gastroenterol Nutr 1997; 23(3): ) Escores negativos foram maiores nos procedimentos mais invasivos. Não mostra diferença na eficácia das drogas durante os procedimentos.

18 Midazolam X Diazepam Discussão O tempo médio de controle da convulsão com o uso do Diazepam, após chegada no hospital, foi maior no grupo etário de 0-1 ano de idade e menor no grupo > 6 anos. Esta diferença é devido a dificuldade de estabelecer acesso IV no grupo mais jovem. Não houve diferenças significativas na FC, FR e SpO 2 antes e após a administração do Midazolam ou Diazepam para sedação em procedimentos e tratamento de convulsões. Midazolam IN provou ser um método rápido, seguro e efetivo de sedação para procedimentos e para o tratamento de convulsões.

19 Consultem também: Midazolam intramuscular versus diazepam endovenoso nas crises convulsivas Autor(es): Joana Cecília, Marcela Maia, Paulo R. Margotto

20 Obrigada! UTI Neonatal do HRAS


Carregar ppt "Apresentação:Simone Araújo Dias Medeiros-R3 UTIN –HRAS/SES/DF Coordenação: Albaneide Formiga www.paulomargotto.com.br Clube de Revista."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google