A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANESTESIA GERAL EM PACIENTE COM DOENÇA DE CHARCOT-MARIE- TOOTH Dr. Leonardo de Andrade Reis Dr. Guilherme Frederico Ferreira dos Reis Dr. Marcel Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANESTESIA GERAL EM PACIENTE COM DOENÇA DE CHARCOT-MARIE- TOOTH Dr. Leonardo de Andrade Reis Dr. Guilherme Frederico Ferreira dos Reis Dr. Marcel Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 ANESTESIA GERAL EM PACIENTE COM DOENÇA DE CHARCOT-MARIE- TOOTH Dr. Leonardo de Andrade Reis Dr. Guilherme Frederico Ferreira dos Reis Dr. Marcel Oliveira Cavalcanti CET Casa de Saúde Campinas

2 Avaliação Pré-Anestésica Sexo Masculino 40 anos 76 kg CMT diagnosticada desde os 15 anos de idade 9 irmãos: 8 CMT 1 sem CMT: 3 filhos CMT Incapaz de deambular Dificuldade para permanecer em pé Função respiratória normal. Eupneico. Sem outros antecedentes Cirurgia: Videolaparoscopia diagnóstica

3 Atrofia Muscular

4 Exames PA 120x60 mmHg FC 70 bpm SPO 2 96% em ar ambiente Hb 16,1 Ht 46,6 Leuc 8400 Urina I normal

5 Anestesia Geral Indução: Remifentanil 1mcg.Kg -1 durante 90 segundos Propofol 1mg.Kg -1 Cisatracúrio 0,08mg.Kg -1 Manutenção: Remifentanil 0,2 mcg.Kg -1.min -1 Isoflurano 1% N 2 O/O 2 50% Sinais vitais estáveis Duração: 2 horas Doses adicionais de BNM: não

6 Anestesia Geral Analgesia: 100mg Cetoprofeno IV 2mg de Morfina IV Reversão BNM: Atropina 1mg Neostigmine 2mg

7 Recuperação Tempo de RPA: 2 horas Necessidade de analgésicos: não Respiração espontânea 40 minutos de O 2 SPO 2 > 95% Estável hemodinamicamente Não ocorreram alterações respiratórias ou hemodinâmicas durante a internação

8 Doença de Charcot-Marie-Tooth Polineuropatia desmielinizante hereditária Incidência 1 : 2600 Diferentes padrões de herança Autossômica dominante Autossômica recessiva Ligada ao X Fibras sensitivas e motoras Atrofia muscular difusa e progressiva, simétrica Deformidades: pés (cavo), mãos Reflexos MMII Insuficiência respiratória: diafragma, intercostal Alterações autonômicas: hipotensão postural, hipo- hidrose

9 Anestesia Maior sensibilidade aos BNM: doses Não altera duração BNM Mivacúrio mantém características Monitorização: adutor polegar x orbicular olho Relação com hipertermia maligna Relatos de casos Nexo causal não definido Cuidado na seleção de drogas Succinilcolina

10 Anestesia Instabilidade hemodinâmica: SNA Arritmias cardíacas Alterações de condução (substituição fibrosa) Contrações atriais prematuras Insuficiência respiratória pós-operatória Maior sensibilidade a depressores centrais Tiopental Evitar: Ibuprofeno, Naproxeno, Sumatriptano (efeitos cardiológicos)

11 Anestesia Bloqueios do neuro-eixo: duração Doses ? (desmielinização) Não há relatos de piora do quadro

12 Disponível no site


Carregar ppt "ANESTESIA GERAL EM PACIENTE COM DOENÇA DE CHARCOT-MARIE- TOOTH Dr. Leonardo de Andrade Reis Dr. Guilherme Frederico Ferreira dos Reis Dr. Marcel Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google