A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Função Recursos Humanos. Administração de Recursos Humanos Participam das organizações e Pessoas que prestam seus serviços.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Função Recursos Humanos. Administração de Recursos Humanos Participam das organizações e Pessoas que prestam seus serviços."— Transcrição da apresentação:

1 A Função Recursos Humanos

2 Administração de Recursos Humanos Participam das organizações e Pessoas que prestam seus serviços.

3 TRABALHAR Vivendo ou Trabalhando nas organizações.

4 PRODUÇÃO Bens e Serviços

5 Necessidade da Realização Trabalho em grupos ou Em equipes.

6 REPONSABILIDADE Sobre as vidas e Sobre a qualidade de vida das pessoas As pessoas Nascem, Crescem, São educadas, Trabalham e Divertem-se dentro das organizações.

7 OBJETIVOS Lucrativos, Educacionais, Religiosos, Políticos, Sociais, Filantrópicos, Econômicos etc.

8 PESSOAS Atingir seus objetivos e Cumprir suas respectivas missões.

9 ANOS Em 1950 passou a ser denominada de: Administração de Pessoal. Totalmente burocrática, não tinha mais só por finalidade intermediar os desentendimentos e reduzir os conflitos entre o capital e trabalho, mas acima de tudo administrar as pessoas de acordo com a legislação trabalhista.

10 Em 1960, as pessoas passaram a ser consideradas os: Recursos fundamentais. Para o sucesso organizacional, aliás, os únicos recursos vivos e inteligentes que as organizações possuem para enfrentar e ultrapassar os desafios pela frente.

11 Assim, surgiu o conceito de Administração de Recursos Humanos, porém ainda sofrendo da velha miopia de enxergar as pessoas apenas como recursos produtivos ou simplesmente agentes passivos cujas atividades devem ser planejadas e controladas a partir das necessidades unilaterais das organizações. Hoje, as organizações bem-sucedidas não mais administram recursos humanos, nem mais as pessoas, mas acima de tudo, administram com as pessoas. É a chamada administração participativa, onde as pessoas com suas inteligências, criatividades, habilidades mentais, passam a fazer as diferenças dentro do processo altamente competitivo por que passam as empresas. As pessoas deixam de serem tratadas como custos para serem reconhecidas como lucros para as empresas.

12 EficiênciaEficácia Ênfase nos meiosÊnfase nos resultados e fins Fazer corretamente as coisasFazer as coisas corretas Resolver problemasAtingir objetivos Salvaguardar os recursosOtimizar a utilização de recursos Cumprir tarefas e obrigaçõesObter resultados e agregar valor Treinar os subordinados Proporcionar eficácia aos subordinados Manter as máquinasMáquinas disponíveis Presença nos templosPrática dos valores religiosos RezarGanhar o céu Jogar futebol com arteVencer o campeonato

13 Cenários de RH Avaliação de Cenários

14 Seguridade Social Favorável Desfavorável

15 Conflitos Sociais Favorável Desfavorável

16 Legislação do trabalho Favorável Desfavorável

17 Serviços públicos e privados Favorável Desfavorável

18 Burocracia e Desburocratização Favorável Desfavorável

19 Sindicalismo Favorável Desfavorável

20 Ecologia e Meio ambiente Favorável Desfavorável

21 Competição no mercado e mão de obra Favorável Desfavorável

22 Quando de pessoas e terceirização Favorável Desfavorável

23 Automação e renovação – tecnologia das fabricas Favorável Desfavorável

24 Delegação e descentralização Favorável Desfavorável

25 Automação de RH Favorável Desfavorável

26 Remuneração Favorável Desfavorável

27 Aquisição de novos Negócios Favorável Desfavorável

28 Desenvolvimento de Recursos Humanos

29 Fator Crítico de Sucesso Gestão do Conhecimento O Desenvolvimento de Gerentes

30 Administração do tempo- Utilizar eficazmente seu tempo. Auto motivação- Manter-se auto motivado e trabalhar com energia. Coaching - Aconselhar, incentivar e treinar seu colaboradores para a consecução dos resultados Comunicação - Comunicar o que deve, a quem deve, no momento e do modo corretos.

31 Controle dos resultados - Medir os resultados obtidos comparando-os aos resultados objetivados, tomando providências. Criatividade aplicada - Inovar e conseguir implementar mudanças. Feedback - Dar retorno aos colaboradores sobre os resultados conseguidos. Flexibilidade - Perceber e agir adequadamente em relação às necessidades dos superiores e dos colaboradores

32 Gerenciamento de conflitos - Controlar-se emocionalmente em situação de conflito, pressão e oposição, conseguindo os resultados desejados. Liderança de reuniões - Assumir a liderança nas reuniões de pessoas conseguindo bons resultados. Maturidade psicológica - Aprender a acolher critica. Planejamento / Organização - Planejar e organizar seus objetivos, sua metas e suas atividades. Tomada de decisão - Analisar, julgar e resolver os problemas, com a devida prontidão

33 Princípios da Aprendizagem Aplicados ao Treinamento dos Recursos Humanos Princípios da freqüência – É necessário que, em alguns casos, o instrutor repita um novo método ou uma nova técnica para que o aprendiz assimile melhor, ou complemente, a mensagem. Formação de novos hábitos - São formados por meios da execução de determinadas operações que são repetidas varias vezes, ate que a mente e as funções motoras do aprendiz os incorpore ao comportamento profissional do individuo.

34 Princípio da intensidade- Aquilo que o individuo aprende durante o treinamento depende, em grande parte, da intensidade do estímulo recebido Para que o individuo possa ou não prestar atenção ao que lhe está sendo transmitido, é preciso que haja: clareza, precisão e originalidade na apresentação do programa; recursos didáticos atualizados e adequados ao programa; plena participação dos aprendizes no desenvolvimento dos assuntos que constam dos programas de formação.

35 Princípio da receptividade- Todos os alunos se mostram dispostos a aprender, se ficarem sabendo como, em quê e por quê se beneficiarão, ao adquirirem novos conhecimento e novas habilidades. Princípio do efeito- Os aprendizes assimilam com maior rapidez e facilidade aquilo que aprendem de forma mais agradável. Eles fazem a associação entre o prazer que encontram em assimilar e as idéias que lhes comunicaram no treinamento.

36 Princípio da continuidade- O treinamento de pessoal é, em essência, um processo irreversível de aperfeiçoamento. Desse modo, o colaborador necessita, continuamente, assimilar novos conhecimento, aptidões e atitudes. Por essa razão, a formação constitui-se num sistema dinâmico de reciclagem de Recursos Humanos. A continuidade do sistema de desenvolvimento deve ser realizada conforme a periodicidade exigida pela natureza das tarefas executadas pelo aprendiz, as quais sai ditadas, em ultima analise, pelo mercado em que a empresa atua e desenvolve suas atividades.

37 A Importância do Gestor de Treinamento As Funções do Gestor de Treinamento O Relacionamento Gestor- Aprendiz

38 FIM


Carregar ppt "A Função Recursos Humanos. Administração de Recursos Humanos Participam das organizações e Pessoas que prestam seus serviços."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google