A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Guias alimentares  Consistem de normas e orientações para conseguir uma alimentação quantitativa e qualitativa saudável.  Apontam aspectos importantes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Guias alimentares  Consistem de normas e orientações para conseguir uma alimentação quantitativa e qualitativa saudável.  Apontam aspectos importantes."— Transcrição da apresentação:

1 Guias alimentares  Consistem de normas e orientações para conseguir uma alimentação quantitativa e qualitativa saudável.  Apontam aspectos importantes da alimentação como: o local das refeições, a prática de atividade física e até o custo para se obter os melhores alimentos do ponto de vista nutricional e que não necessariamente implique gastar mais para isso.

2 Boa alimentação é essencial para:  Crescimento e desenvolvimento adequados;  Reduzir o risco de contrair problemas ligados à nutrição como: doenças cardiovasculares, câncer, obesidade, hipertensão, osteosporose, anemia, cárie, distúrbios intestinais.

3 Os alimentos são constituídos de nutrientes com diferentes funções: Proteinas* * * Lipídios * Glicídios* Vitaminas * Fibras* Oxigênio * Minerais * * Água * * Energética Reguladora Plástica

4 Os nutrientes energéticos produzem calor e energia ao serem metabolizados. São eles:  Os carboidratos, que constituem a fonte mais econômica de energia (econômico e metabólico);  Os lipídeos, que constituem a fonte mais concentrada de energia;  As proteínas, que além de sua função principal (construtora) também fornece energia.

5 Os nutrientes construtores são os responsáveis pela formação e renovação de tecidos orgânicos, sendo os alimentos que conferem a estrutura de ossos, dentes, músculos e cartilagens. Compõem este grupo:  As proteínas, que são os constituintes básicos de músculos, órgãos cartilagens e outros tecidos conectivos;  Os minerais, principais constituintes dos ossos e dentes, encontrados também em praticamente todas as células do organismo;  Água, o constituinte mais abundante da maioria dos tecidos.

6 Os nutrientes reguladores são assim chamados por participarem das reações e processos que controlam as condições do organismo, mantendo-o dentro de padrões de equilíbrio:  Água, solvente presente em várias reações químicas;  Vários minerais;  As vitaminas;  Fibras dietéticas;  Algumas proteínas na forma de hormônios e enzimas.

7 1. Normas da alimentação 1. Coma diversos tipos de alimentos em pelo menos 3 refeições diárias: desjejum, almoço e jantar; 2. Use alimentos locais: tais como arroz, feijão, farinha, pão e leite, como base de suas refeições; 3. Coma sempre frutas e verduras de época; 4. Use carnes, sal e açúcar em quantidades moderadas; 5. Utilize óleo vegetal no preparo de alimentos e diminua o consumo de gorduras animais; 6. Tome, diariamente, bastante água; 7. Preparar, sempre, os alimento com bastante higiene; 8. Mantenha seu peso, controlando a ingestão de alimentos e fazendo exercícios físicos; 9. Faça das refeições um encontro agradável; 10. Coma melhor e gaste menos.

8 2. Grupos de alimentos  Definição: Ordenamento dos alimentos em grupos básicos de acordo com a sua composição. Reunindo em cada grupo alimentos que apresentam características comuns de composição, de acordo com seus componentes mais expressivos.  Finalidade: indicar de forma prática uma alimentação desejável sob o ponto de vista de um conteúdo em nutrientes. Base da orientação alimentar. A combinação dos alimentos dos diferentes grupos, em porções adequadas, garante o fornecimento dos nutrientes de forma apropriada.

9  Grupos dos alimentos;  1- Pão, arroz, cereais e massas: CHO complexos, vitaminas do complexo B, fibras;  2- Vegetais: Vitamina A, C, folato, Fe, fibras;  3- Frutas: Vitamina A, C, K, fibras;  4- Leite e produtos lácteos: cálcio, proteína, vitamina A, D;  5- Carnes, aves, ovos, feijão e nozes: Fe, Zn, vitaminas do complexo B, proteína.

10 2. Tabelas de composição química  Apresentam relações dos valores médios para os constituintes dos alimentos, organizados em ordem alfabética, facilitando o manuseio.  Dados sobre a composição química dos alimentos são importantes para:  Planejamento da alimentação para coletividade;  Planejamento da alimentação para indivíduos;  Avaliação da adequação de dietas;  Avaliação de cardápios;  Sistemas informatizados.  Os valores apresentados são para uma quantidade definida de alimento, normalmente 100 g. Composição centesimal.  Energia: a unidade de energia, comumente utilizada em estudos da nutrição humana, é quilocaloria (Kcal). 1 Kcal é a energia necessária para elevar um grau centígrado a temperatura de 1 Kg de água.

11  Valor calórico dos alimentos;  1g de proteína = 4Kcal;  1 g de carboidrato = 4 Kcal;  1 g de gordura = 9 Kcal;  1 g de álcool = 7 kcal.  Tipos de tabelas disponíveis:  Tabela do Incap (Americana e Panamericana);  Tabela - Guilherme Franco;  Tabela - Endef (Estudo Nacional de Despesa Familiar);  Tabela para Avaliação do Consumo Alimentar em Medidas Caseiras (USP).  TACO – Tabela Brasileira de Composição de alimentos (UNICAMP) 2012

12 Limitações das tabelas:  Grande parte dos alimentos listada é produzida fora do país (não são considerados as características regionais de cultivos, variedade, grau de maturação e outros);  Inconsistência dos dados;  Falta de descrição dos procedimentos para as análises;  Falta de representatibilidade das amostras;  Imprecisão na determinação de baixos níveis de colesterol e minerais como Zn, Mg, Mn e I;  Falta de discriminação da fração fibra;  Super ou sub-estimativa dos valores energéticos ou de nutriente.


Carregar ppt "Guias alimentares  Consistem de normas e orientações para conseguir uma alimentação quantitativa e qualitativa saudável.  Apontam aspectos importantes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google