A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO. CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS A avaliação de programas públicos aplicabilidade de recursos financiamento dos serviços PROPÓSITO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO. CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS A avaliação de programas públicos aplicabilidade de recursos financiamento dos serviços PROPÓSITO."— Transcrição da apresentação:

1 MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

2 CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS A avaliação de programas públicos aplicabilidade de recursos financiamento dos serviços PROPÓSITO - acompanhar a aplicabilidade de recursos do Estado e de agências internacionais no financiamento dos serviços. Mundo - após a Segunda Guerra Mundial Brasil - após a década de 70 (CONTRANDRIOPOULOS et al., 1997).

3 CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS Estágios da avaliação 1ª geração - mensuração dos resultados (1910/1940) 2ª geração – identificar e descrever como os programas irão atingir seus resultados (1940/1960) 3ª geração – julgamento de uma intervenção (1960/1990) 4ª geração –processo de negociação entre atores envolvidos na intervenção a ser avaliada. ( ) Contrandriopoulos et al (1997) apud Guba e Lincoln, 1990

4 1ª geração = mensuração: ª geração = Descrição: ª geração = Julgamento: ª geração = Negociação:

5 CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS tomada de decisões Fazer um julgamento de valor a respeito de uma intervenção ou sobre qualquer um de seus componentes, com o objetivo de ajudar na tomada de decisões. CONTANDRIOPOULUS et al., 1997 AVALIAR

6 CONSIDERAÇÕES Em pesquisa realizada pelo IPEA (2000), constatou-se: empresas pequenas, médias e grandes investiram no período de um ano mais de R$ 4 bilhões em projetos sociais. Poucas parecem saber sobre a eficiência e eficácia no uso dos recursos empregados. Fazem algum tipo de avaliação dos investimentos realizados: - 12% das empresas da região sudeste - 48% da região sul -11% da região nordeste

7 CONSIDERAÇÕES Segundo levantamento da Revista Exame (2003): Somente um número muito pequeno de empresa mantem estruturas para avaliar os resultados alcançados com a aplicação deste capital. A avaliação de resultados dos investimento sociais é um dos principais obstáculos ao desenvolvimento da responsabilidade corporativa Apenas 2% dos investidores privados controlam a destinação dos recurso, monitoram e verificam se duas ações implicaram em melhoria de vida para a população Outros 86% afirmam que apenas disponibilizam verbas, o restante acompanha os trabalhos informalmente sem metodologias precisas

8 CONSIDERAÇÕES Segundo levantamento da Revista Exame (2003): Estrutura Estrutura - pequeno número de empresa mantem estruturas para avaliar os resultados alcançados com a aplicação deste capital. Principais Obstáculos Principais Obstáculos - A falta de avaliação de resultados dos investimento sociais Monitoramento e Avaliação - 2% - controlam a destinação dos recursos, monitoram e verificam se suas ações implicaram em melhoria de vida para a população - Outros 86% - penas disponibilizam verbas, - O restante - acompanha os trabalhos informalmente sem metodologias precisas

9 CONSIDERAÇÕES Qual deve ser o papel da avaliação?

10 CONSIDERAÇÕES Construir momentos reflexivos que permitam aos indivíduos a análise da realidade e dos fatos, para daí direcionarem suas ações, aprendendo pela experiência. todos os envolvidos no processo O papel da avaliação transcende a mera questão fiscalizadora ou controladora, abrangendo uma intensa reflexão que deve ser feita com todos os envolvidos no processo.

11 CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS procedimento habitual e cotidiano na gestão A avaliação em serviços é ou deve vir a ser um procedimento habitual e cotidiano na gestão, cujos elementos devem ser articulados com as ações técnicas e administrativas. parte integrantenecessária do planejamentoindispensável no processo de tomada de decisões. Portanto, a avaliação é parte integrante e necessária do planejamento e indispensável no processo de tomada de decisões. (TANAKA e MELO, 2004)

12 CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS caixa-preta, Avaliar a implantação de uma política ou programa significa abrir a caixa-preta, desvendar as informações capazes de explicar os processos e suas razões. Além de propiciar avaliar quesitos sobre planejamento, gestão, pessoal, financiamento, oferta de serviços, participação comunitária, entre outros. (VIEIRA-DA-SILVA,1999)

13 Planejamento DIMENSÕES DA AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO EM SAÚDE AVALIAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA AVALIAÇÃO ASSISTENCIAL AVALIAÇÃO GERENCIAL AUTO-AVALIAÇÃO AMQ

14 QUAL A DIFERENÇA ENTRE... Monitoramento e Avaliação?

15 MonitoramentoAvaliação acompanhamento sistemático sobre algumas das características dos serviços. Pode produzir informações para a realização de uma avaliação, mas não corresponder necessariamente a implementação da mesma julgamento sobre os serviços em um determinado ponto do tempo. -Supervisão contínua de uma atividade com o propósito de verificar se os planos e procedimentos estão sendo seguidos analisar os efeitos do serviço o do programa Considera de forma crítica a coleta dos dados. MONITORAMENTO & AVALIAÇÃO

16 INSTRUMENTO DE MELHORIA DA QUALIDADE AMQmelhoria da qualidade A AMQ surge como modelo de avaliação para melhoria da qualidade da Estratégia Saúde da Família, com o intuito de promover a cultura da qualidade nos diferentes atores do sistema de saúde através de instrumentos de auto-avaliação, sendo sua adesão voluntária por parte do gestor municipal. Permite, por meio de instrumentos de auto-avaliação, formação de um diagnóstico acerca da organização e do funcionamento dos serviços e suas práticas. Possibilita ainda, a identificação dos estágios de desenvolvimento, dos aspectos críticos da estratégia e a resolução dos problemas verificados, segundo modelo proposto para esse nível de atenção. (BRASIL; 2005; p.14).


Carregar ppt "MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO. CONSIDERAÇÕES CONCEITUAIS A avaliação de programas públicos aplicabilidade de recursos financiamento dos serviços PROPÓSITO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google