A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Afonso Fleury (org) Maria Tereza Leme Fleury (org) Grupo: Aline Ayumi Kawahira Amanda Turano Angelieri Carolina Iamamoto Santos João Lucas da Cruz Schoba.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Afonso Fleury (org) Maria Tereza Leme Fleury (org) Grupo: Aline Ayumi Kawahira Amanda Turano Angelieri Carolina Iamamoto Santos João Lucas da Cruz Schoba."— Transcrição da apresentação:

1 Afonso Fleury (org) Maria Tereza Leme Fleury (org) Grupo: Aline Ayumi Kawahira Amanda Turano Angelieri Carolina Iamamoto Santos João Lucas da Cruz Schoba

2 Têm sua origem em países emergentes; Empresas que cresceram em mercados protecionistas; Utilizam recursos e mão-de-obra baratos; São atrasados em gestão de negócios; Operam em ambientes turbulentos.

3 1997 a 2005 – Israel, México, Brasil – países que mais investiram. Outros destaques: Índia e China. Não há literatura especializada – todas são voltadas para os early movers (Estados Unidos, países escandinavos, Japão, Coréia, etc.)

4 Competição feroz entre os players globais Os early movers estão focados na revisão da arquitetura organizacional Governos intervencionistas Parâmetros de moderação do comércio internacional estão sendo consolidados Desafio: diferenças culturais

5 Literatura sobre o tema ainda está em construção Hoje, há três enfoques: Negócios Internacionais Teoria Subsidiária Gestão de Operações Internacionais

6 Teóricos e correntes de pensamento: John Duning (1950) Estudo da racionalidade econômica do movimento das empresas Motivações: exploração das vantagens competitivas de outros países; ou internalizar transações que seriam caras se feitas pelo mecanismo de mercado.

7 Raymon Vernon(1997) Estudo à luz dos aspectos comportamentais A internacionalização proporciona aprendizagem organizacional, que guarda em si o mais importante papel

8 Bases: Michael Porter (1986) Competitividade e posicionamento competitivo Bases: Edith Penrose (1990) Base para internacionalização são recursos e competências desenvolvidas e dominadas pela empresa

9 Processo de decisão racional econômico Dunning: Paradigma eclético – 3 vantagens competitivas: De propriedade: ativos tangíveis e intangíveis De localização: localidade onde vai ser implantada a operação internacional De internalização: transferência de ativos entre países

10 Processo de aprendizagem A internacionalização da empresa é um processo composto de um conjunto de passos sequenciais fortemente dependentes do conhecimento adquirido com a experiência Estratégia competitiva Internacionalização a partir da movimentação dos concorrentes

11 Estratégia x Papel da subsidiária Estratégia sugere maior grau de liberdade. Três categorias no Brasil Braço Operacional; Relativamente Autônomo; Centro de Competências.

12 Produção ou Manufatura Internacional (Manufacturing Renaissance) – Japão Abordagem em função da Produção – de baixo para cima: estratégia e estrutura da empresa são aquelas que otimizam a performance da função Produção

13 Cinco tipos de fábricas, segundo Ferdows (1997): Offshore (maquiladoras); servidoras; posto avançado; contribuidoras; Líder Multinacionais tradicionais e retardatárias – diferentes estratégias e estruturas

14 Birkinshaw e Morrison abordagem claramente de cima para baixo e parece se concentrar nas subsidiárias de países desenvolvidos apenas Ferdows diversidade das redes de produção nas plantas de produção de baixo custo

15 Late movers – adquirindo ou implementando novos meios de produção e devem começar a processo de configuração em redes firmemente conectados Complexidade dos processos de internacionalização possibilita analisar esse campo através de diferentes óticas e leituras. QIfKA


Carregar ppt "Afonso Fleury (org) Maria Tereza Leme Fleury (org) Grupo: Aline Ayumi Kawahira Amanda Turano Angelieri Carolina Iamamoto Santos João Lucas da Cruz Schoba."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google