A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estoques Os estoques são uma forma da organização proteger-se da imprevisibilidade dos processos com os quais lida ou está envolvida, a falta de qualidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estoques Os estoques são uma forma da organização proteger-se da imprevisibilidade dos processos com os quais lida ou está envolvida, a falta de qualidade."— Transcrição da apresentação:

1 Estoques Os estoques são uma forma da organização proteger-se da imprevisibilidade dos processos com os quais lida ou está envolvida, a falta de qualidade de seus processos internos bem como dos externos dos quais depende pressionam no sentido de elevar o volume de estoques. Conclui-se que níveis elevados de estoques tendem a gerar conformidade com o erro e as causas dos problemas não são atacadas.

2 Administração de Estoques –Os estoques são compostos de: –matéria-prima, –material auxiliar, –material de manutenção, –material de escritório, –material e peças em processos e produtos acabados. Eles são necessários para compensar a imprevisibilidade dos processos organizacionais e ambientais.

3 Justificativas para os estoques internas: –quebras de equipamentos, –não cumprimento de prazos e condições de fornecimentos pelos fornecedores, –fragilidade dos processos gerenciais – especialmente planejamento; Externas: –variação da demanda, –condições climáticas, –sócio-econômicas, entre outros, são eventos externos à organização e que podem demandar estoques de proteção para regular o processo de produção e entrega de produtos.

4 Funções associadas ao controle de estoques determinar o quê deve permanecer em estoque. Número de itens; determinar quando se devem reabastecer os estoques. Periodicidade; determinar quanto de estoque será necessário para um período determinado; acionar o Departamento de compras para executar a aquisição de estoque; receber, armazenar e atender os materiais estocados de acordo com as necessidades; controlar os estoques em termos de quantidade e valor e fornecer informações sobre a posição do estoque; manter inventários periódicos para avaliação das quantidades e estados dos materiais estocados; e identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.

5 Atitudes operacionais envolvendo planejamento e controle de estoques Assegurar o suprimento de matéria prima, material auxiliar, peças e insumos ao processo de fabricação de acordo com as necessidades organizacionais (quantidade, tempo e qualidade desejados); Manter níveis de estoques que otimizem os custos de atendimento da demanda e manutenção de estoques; Identificar e eliminar os materiais obsoletos; Não aceitar erros quanto à condição de falta ou excesso em relação às vendas. Precaver-se quanto a perdas, danos, extravios ou mau uso; Manter as quantidades em relação às necessidades e aos registros; Fornecer informações adequadas ao planejamento de curto, médio e longo prazo, das necessidades de materiais e estoques; Manter os custos em níveis econômicos, levando em conta os volume de vendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda do produto.

6 Objetivos do planejamento do estoques Objetivo de custo: tem como objetivo determinar o ponto ótimo dos custos de armazenagem, de pedidos e de falta, para melhor atender à demanda de mercado e aos acionistas. Objetivo de Nível de Serviço: Visa atender as necessidades do cliente em relação a datas de entrega dos pedidos. Esse modelo procura considerar os estoques para atender a qualquer solicitação do mercado, através da definição de percentual de grau de atendimento. Quanto maior for o grau de atendimento, maior será o custo de manutenção de estoque. Objetivo de Retorno de Capital: Este objetivo procura reduzir os volume financeiro empenhado em estoque e ao mesmo tempo maximizar a relação lucro/estoque médio. Aliás, a relação entre o lucro das vendas anuais e o capital investido em estoques é utilizada como um dos indicadores do processo de gerenciamento de estoques

7 Custos dos estoques Custo de pedido Custo de falta no estoque Custo de manutenção dos estoques ou custo de Armazenagem

8 Custo de pedido São custos fixos e variáveis referentes ao processo de emissão de um pedido. Os fixos são os salários do pessoal envolvidos na emissão dos pedidos e os variáveis estão nas fichas de pedidos e nos processos de enviar esses pedidos aos fornecedores, bem como, todos os recursos necessários para tal procedimento. Portanto, o custo de pedido está diretamente relacionado com o volume das requisições ou pedidos que ocorrem no período.

9 Custo de falta no estoque no caso de não cumprir o prazo de entrega de um pedido colocado, poderá ocorrer ao infrator o pagamento de uma multa ou até o cancelamento do pedido, reduzindo o volume de vendas e prejudicando a imagem da empresa. Este problema acarretará um custo elevado e de difícil medição relacionado com a imagem, custos, confiabilidade, concorrência etc.

10 Custo de manutenção dos estoques são as despesas de armazenamento (altos volumes, demasiados controles, enormes espaços físicos, sistema de armazenagem e movimentação e pessoal envolvido no processo, equipamentos e sistemas de informação específicos). Há ainda os custos relativos aos impostos e aos seguros de incêndio e roubo. Além disso, os itens estão sujeitos a perdas, roubos e obsolescências, aumentando ainda mais os custos de mantê-los em estoques. Estima-se que o custo de manutenção dos estoques representa aproximadamente 25% do valor médio dos produtos.

11 Custo de Armazenagem Custos de Materiais: Valor de todos os materiais que estão estocados na empresa (é importante observar que com o crescente processo de terceirização parte destes estoques pode estar em poder de terceiro e poderá ser contabilizada como consignação ou estoque em trânsito). Custo de Pessoal: é o custo mensal de toda mão- de- obra envolvida na atividade de estoques (manutenção, controle e gerenciamento, inclusive os encargos trabalhistas). Custos de Equipamentos e Manutenção: São as despesas mensais para manter estoques, incluindo a depreciação dos equipamentos, máquinas e instalações e despesas a eles associados. Custos de Edificação: Refere-se ao custo anual do m2 de armazenamento.

12 Cálculo do custo de armazenagem Q=quantidade de material em estoque no tempo considerado, P=preço unitário, I=taxa de armazenamento expressa geralmente em termos de porcentagem do custo unitário e, T=tempo considerado de armazenagem.

13 Cálculo da taxa de armazenagem Taxa de retorno de capital Taxa de armazenamento físico Taxa de seguro Taxa de transporte, manuseio e distribuição Taxa de obsolescência Outras taxas

14 taxa de retorno de capital.

15 Taxa de armazenamento físico S = Área ocupada pelo estoque A = custo anual do m 2 de armazenamento C = Consumo anual P = Preço Unitário.

16 Taxa de seguro.

17 Taxa de transporte, manuseio e distribuição.

18 Taxa de obsolescência.

19 Outras taxas.

20 Efeito financeiro do estoque Custos das Vendas = US$ ,00 de uma empresa com as mesmas condições e operando no Brasil, nos EUA e no Japão. Índices de 97 (médias)Brasil Mundial (EUA, Europa e Ásia) Japão Rotatividade (giros do estoque ao ano) Tempo em dias26 dias5 dias2 dias

21 Calculando o capital investido (parado) em estoques BrasilEUAJapão

22 PREVISÃO DE ESTOQUES Informações quantitativas : –Influência da propaganda. –Evolução das vendas no tempo. –Variações decorrentes de modismos. –Variações decorrentes de situações econômicas. –Crescimento populacional. Informações Qualitativas –Opinião de gerentes. –Opinião de vendedores. –Opinião de compradores. –Pesquisa de mercado.

23 Reposição instantânea sem estoque de segurança t Quantidade tempo Q

24 Formulação Considerando que o pedido é colocado quando o estoque atinge um valor mínimo, tem-se: Portanto, todas as vezes que o estoque chega ao seu valor mínimo (deve ser suficiente para cobrir o consumo do lead time de encomendar e receber o material), encomenda-se uma quantidade Q do material. Neste caso específico o estoque mínimo é zero e faz-se um novo pedido todas as vezes o material é recebido e entra no estoque.

25 Reposição instantânea com estoque de segurança t tempo Q ES E máx Tempo máximo de atraso permitido

26 Formulação Nestas condições, tem-se:

27 Método com Grau de Atendimento Definido Neste caso tem-se:

28 Previsão 13º. mês (média simples) MÊS PRODUTOS P1P2P3P4 jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez º mês

29 Valores tabelados de K para diversos graus de atendimento

30 Reposição de Estoques Revisão Permanente (Perpetual Inventory System) –Continuamente faz-se a verificação e reposição de estoque, se necessário. Método das duas gavetas –O estoque é dividido em duas gavetas. Findando a primeira, faz-se o pedido. A segunda deve ser suficiente para atender a demanda até o pedido ser atendido.

31 Reposição de estoques Reposição Periódica (Periodic Inventory System) –É feito o pedido de uma quantidade determinada em períodos regulares. Reposição por ponto de pedido (Order Point Policies) –Define-se um nível de estoque que, se atingido, define o momento de ser fazer um novo pedido.

32 Reposição de estoques Lote Econômico de Compra (Economic Order Point) –No sistema do lote econômico de compra o objetivo é determinar as quantidades mais que geram mais economia no processo de aquisição de material.

33 Lote Econômico de Compra EOQ (Economic Order Quantity) => suposições do modelo: –Demanda conhecida e constante. –Não há restrições para tamanho de lote (capacidade de produção, tamanho dos modais de transporte, fornecimento infinito...) –Somente os custos de set up ou de pedido e de guarda de estoque são relevantes. –Decisões tomadas para um item não afetam os demais. –Não há incerteza no lead time.

34 Lote Econômico de Compra Nestas condições a quantidade econômica a comprar é dada por: Onde: A – Custo do pedido D – Demanda anual i – custo de armazenagem C – Custo unitário do item -Nível médio de estoque

35 Cálculos com LEC (EOQ) –PPR ( ponto de pedido de reposição) –d taxa de consumo diário Quanto há variação do lead time (LT)

36 Cálculos

37 Exemplo Uma loja vende 18 unidades semanais de um secador de cabelos p/ viagem, que custa $ 60/unidade e tem custo de colocação de pedido de $ 45. Manter o secador em estoque durante um ano custa 25% do valor do produto e a loja opera 52 semanas por ano. São colocados pedidos de 390 unidades, para reduzir o número de pedidos. Qual o custo da política de estoques adotada?Qual o custo da política de estoques adotada? Acesso: 03 abr. 2008

38 Nível AtK K K 520,102800,842901, ,126851,036951, ,253861,08597,51, ,385871,134982, ,52487,51,159992, ,674881,18499,52, ,775891,23399,93,0900

39 Custo total do modelo EOQ Acesso: 03 abr. 2008

40 Exemplo (Continuação) Calcule o lote econômico de compra dos secadores e o custo total da política econômica de compras. Com qual frequência os pedidos são colocados quando o EOQ é utilizado? Acesso: 03 abr. 2008

41 Exemplo (Cont.) Cálculo do lote econômico de compra, EOQ Acesso: 03 abr. 2008

42 Modelo de Estoque na ausência de incerteza (demanda é conhecida) Suposições: –Taxa de demanda constante; –Taxa de produção, P, finita (ou seja, unidades produzidas acrescentadas ao estoque uma por vez); Objetivos da análise: –Determinar tamanho ótimo do pedido (Q * ) e estoque negativo ótimo permitido (S * max ) que minimize custo total anual dos estoques. Acesso: 03 abr. 2008

43 Reposição de estoques sem faltas (produção) Quantidade Lead time T3T3 Ponto de pedido Tempo ES Q TpTp T2T2 T1T1 Estoque médio TpTp Lead time

44 Expressões para cálculo de lotes de produção Fundations of Production and Operations Management (STARR, M.K., THOMSON, 2007) Lead time t1t1 t2t2 t d- taxa de consumo da demanda p-d – taxa de reposição

45 Lote econômico de produção sem faltas Define-se –p=taxa de produção –d=consumo –C s =custo de preparação (set up) –iC=Custo de armazenagem –D=Demanda a ser atendida.

46 Reposição de estoques com faltas (produção) Quantidade Lead time T3T3 Ponto de pedido Tempo S máx I máx T TpTp T2T2 T1T1 T4T4 0 Estoque médio ES p-d – taxa de reposição d- taxa de consumo da demanda

47 Expressão matemática Q * e S máx são derivados da expressão do custo total: Custo do pedido ou setup Custo do produto (consumo) Custo de guarda Custo de escassez Acesso: 03 abr. 2008

48 Notação C preço de compra unitário ou unidade de custo variável de produção. D taxa de demanda, unidades/ano. A custo fixo de pedido de reposição (custo de pedido) ou custo de setup de produção. Pr Taxa de reposição ou produção, unidades/ano. h Custo de guarda do estoque por unidade por ano ($/unid/ano), normalmente expresso por h=iC, onde i é taxa de guarda anual de estoque. I máx Nível máximo de estoque disponível, unidades. Nível médio de estoque disponível, unidades. Nível médio de estoque disponível, unidades. S máx Falta máxima de estoque permitida, unidades. S Falta de estoque média permitida, unidades==> r Ponto de reposição, unidades. Q Quantidade total pedida, unidades. P Taxa de reposição ou produção, unidades/ano. Custo variável unitário anual médio de falta. Custo variável unitário anual médio de falta. Custo fixo da falta de uma unidade em estoque. Custo fixo da falta de uma unidade em estoque. T tamanho do ciclo ou tempo entre rodadas de produção TC Custo total anual (função da política de estoques adotadas) LT lead time Acesso: 03 abr. 2008

49 Determinação de Q * e S máx Q* => quantidade ótima a pedir S máx => falta máxima permitida. Acesso: 03 abr. 2008

50 Exemplo A empresa XYZ compra 350 filtros de ar por ano. O custo de cada filtro é $30 e o custo da colocação do pedido é $10. O custo de guarda anual do estoque é 0.18 (18% do custo do produto). A escassez é dividida em dois componentes: –Custo fixo: $0.30/unidade –Custo variável: $5 por unidade de escassez ao ano. Determine o tamanho ótimo do pedido e a escassez ótima a ser admitida.

51 Modelo de Estoque na ausência de incerteza (demanda é conhecida) Suposições: –Taxa de demanda constante; –Taxa de produção, P, finita (ou seja, unidds produzidas acrescentadas ao estoque uma por vez); Objetivos da análise: –Determinar tamanho ótimo do pedido (Q * ) e estoque negativo ótimo permitido (S * max ) que minimize custo total anual dos estoques. Acesso: 03 abr. 2008

52 Resultados

53 Encontre a melhor política de gestão do estoque do produto abaixo Um departamento de tornoaria encomenda uma peça necessária p/ suas CNCs. A peça custa $60. A demanda anual é de 400 peças/ano. O custo da colocação do pedido é $20. O custo de guarda anual do estoque é 0.24 (24% do custo do produto). Sabe-se que a falta da peça custa ao departamento $20 por peça escassa ao ano. Determine o tamanho ótimo do pedido, a escassez ótima a ser admitida e o custo total da política adotada. Acesso: 03 abr. 2008

54 Exercício Itens comprados de um fornecedor custam $ 20 cada, e a previsão para a demanda do próximo ano é de unidades. Se custa $ 5 cada vez que é feito um pedido por mais unidades e o custo de manuseio é de $4 por unidade por ano, qual quantidade deveria ser pedida de cada vez? A) Qual é o custo total do pedido para um ano? B) Qual é o custo total de manuseio para um ano?

55 Solução

56 Exercício Um gerente está tentando encontrar o número ótimo de botas de pele de ovelha a produzir numa rodada de fábrica, sabendo que: Demanda anual=12000pares Dias em que indústria trabalha=240/ano. Capacidade diária da fábrica=200 pares Custo de preparação=$ 800,00 Custo anual de armazenagem=$ 60,00

57 Solução

58 MEDIDAS DE DESEMPENHO Com o objetivo de melhorar o gerenciamento empresarial, alguns indicadores relacionados a estoque, vendas, finanças e vendas foram desenvolvidos. A seguir são apresentados alguns deles.

59 Cálculo do retorno sobre capital.

60 ROTATIVIDADE OU GIRO DOS ESTOQUES.

61 Medida de Acurácia

62 Nível de serviço

63 Giro de estoques


Carregar ppt "Estoques Os estoques são uma forma da organização proteger-se da imprevisibilidade dos processos com os quais lida ou está envolvida, a falta de qualidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google