A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Institutos Federais: Um Futuro em Aberto Eliezer Pacheco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Institutos Federais: Um Futuro em Aberto Eliezer Pacheco."— Transcrição da apresentação:

1 Institutos Federais: Um Futuro em Aberto Eliezer Pacheco

2 I. Educação Profissional e Projeto Político : Início do Governo Lula; - Esboço de um Projeto Nacional: - Soberania; - Democracia; - Inclusão Social. O Papel Estratégico da EPT.

3 II. A criação e expansão da Rede Federal de EPT Lei /2008: Cria a Rede Federal e IFs. Rede Federal: IFs Universidades Tecnológica do PR; CEFETs RS e MG; Escolas técnicas vinculadas às Universidades Federais.

4 II. A criação e expansão da Rede Federal de EPT Mais Tarde: Colégio Pedro II Fase I: Regiões com vulnerabilidade social; Fase II: Cidades-Pólo das Mesoregiões; Fase III: G 100 (municípios com grandes populações e baixa receita per capita).

5 III. O Papel dos IFs IFs - Síntese da Política do Governo Lula para a EPT: Através da Integração entre ensino técnico tecnológico, licenciaturas e graduações tecnológicas, se propõe a compor com a fragmentação de saberes e criar a possibilidade de itinerários formativos. Princípios Básicos: verticalidade transversalidade territorialidade

6 III. O Papel dos IFs Superar a fragmentação dos saberes típicos da matriz universitária/escola técnica/estado hierarquizado do conhecimento combinado com a estratificação das classes sociais; Os Institutos Federais são instituições de educação superior, básica e profissional, pluricurriculares e multicampi, especializados na oferta de educação profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino ( Lei , de 29/12/2008, art.2).

7 IV. Nova Institucionalidade Nem escola técnica, nem universidade, mas ponte de convergência dos estudos teóricos, políticos e tecnológicos com o objetivo de interpretar o mundo e transformá-lo. Vinculação com as políticas públicas; Atribuições dos IFs: Lei , art. 6º; Certificação.

8 V. Dificuldades 1. Pouco entendimento da concepção dos IFs; 2. Ausência de uma formação mais consistente aos novos docentes faz com que muitos prefiram atuar no ensino superior. Baixa oferta de PROEJA, reprodução do modelo vivenciado na Universidade; 4. Falta de formação de docentes para educação profissional;

9 V. Dificuldades 4. NITs; 5. Certificação; 6. Os problemas do Pronatec; 7. Democratização do acesso.


Carregar ppt "Institutos Federais: Um Futuro em Aberto Eliezer Pacheco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google