A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ASPECTOS ESTRATÉGICOS DA GESTÃO DE CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS São Paulo, 10 de Março de 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ASPECTOS ESTRATÉGICOS DA GESTÃO DE CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS São Paulo, 10 de Março de 2009."— Transcrição da apresentação:

1 ASPECTOS ESTRATÉGICOS DA GESTÃO DE CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS São Paulo, 10 de Março de 2009.

2 JEANETE HERZBERG Administradora de Empresas pela FGV - (80) CEAG/FGV – (83) Diretora de Construções Elétricas Eltec S/A Diretora de Interact Ltda. - desde 1982 Membro do Conselho Consultivo do Centro de Voluntariado de São Paulo: Curso de Marketing na University of Michigan (2000), de Empreendedorismo na BABSON College (2005) e Seminário Associates, Partners and Appraisals – PRIDE INSTITUTE (2007) - EUA

3 INTERACT Empresa de consultoria especializada em: Processos de Decisão Decisões Estratégicas Gestão de negócios

4 O QUE DEFINE A ESCOLHA POR UM NEGÓCIO? Paixão pela atividade; Disposição de enfrentar riscos; UM CONSULTÓRIO É UM NEGÓCIO

5 TER UM NEGÓCIO PRÓPRIO É EMPREENDER É ASSUMIR RISCOS!

6 QUAIS SÃO E DE ONDE VÊM ESSES RISCOS?

7 O QUE É O NÉGÓCIO Capital Local Sociedade Adminis- tração Franquias Concorrência Mercado Alvo O QUE É O NEGÓCIO? Forne- cedores

8 Pode dizer-me que caminho devo tomar? Isto depende do lugar para onde você quer ir. (Respondeu com muito propósito o gato) Não tenho destino certo. Neste caso qualquer caminho serve. (Alice no País da Maravilhas - Lewis Carrol)

9 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO = GPS DAS ORGANIZAÇÕES

10 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

11 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO É a mobilização de todos os recursos da empresa no âmbito global visando atingir objetivos definidos.

12 ETAPAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Definição da visão,dos princípios e valores da organização e declaração da missão. Análise de ambiente externo e interno avaliar a posição/participação da empresa no mercado analisar fatores internos e externos utilizar dados fidedignos e consistentes.

13 ETAPAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Definição dos objetivos específicos Atendimento técnico - atualizado Burocracia: Marcação de consulta rápida e eficiente Menor tempo de espera pela consulta Processamento sem erros de documentação para convênio Emissão de recibos e/ou Nota Fiscal

14 ETAPAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Elaboração das ações Participação de cursos e congressos Implantação software de agenda e emissão de recibos Definição de: responsável(is) pela execução como e quando serão implementadas cronograma a ser seguido custos

15 ETAPAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Definição dos indicadores e metas Qualidade no atendimento não médico Tempo de permanência do paciente na recepção Meta: 15 minutos Implementação Estudo de processos (organização e métodos)

16 ETAPAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Avaliação: mensurar desempenho x investimento Alcance das metas verificar o cumprimento do cronograma identificar as dificuldades e prováveis falhas. Revisão

17 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Direciona os rumos da instituição e Dá sustentabilidade ao sugerir as seguintes reflexões:

18 QUEM SOMOS? O QUE É O NEGÓCIO? ONDE QUEREMOS CHEGAR? COMO FAREMOS? QUANDO? COM QUEM? A QUE CUSTO?

19 QUEM SOMOS? MÉDICO(S) BUSCANDO MONTAR SEU PRÓPRIO NEGÓCIO? MÉDICO(S) BUSCANDO ONDE TRABALHAR? INVESTIDOR(ES) BUSCANDO NEGÓCIOS ONDE APLICAR SEU DINHEIRO?

20 O QUE É O NEGÓCIO? CLÍNICA GERAL CLÍNICA DE ESPECIALIDADE POLICLÍNICA CENTRO DIAGNÓSTICO CENTRO CIRURGICO DAY CLINIC HOSPITAL

21 ONDE QUEREMOS CHEGAR? Resolver os problemas clínicos e cirúrgicos de nossos pacientes, onde nosso objetivo maior, sem dúvida é o de contribuir para uma significativa melhora em sua qualidade de vida... Nosso principal objetivo é proporcionar a prática médica dentro dos mais altos padrões éticos e científicos, aliados à seriedade e à moderna tecnologia... Nossa missão é tornar a Clínica um ponto de referência para atendimentos oftalmológicos de qualquer natureza não só em nossa cidade, mas em toda a região...

22 ONDE QUEREMOS CHEGAR? X DE FATURAMENTO Y PACIENTES ATENDIDOS Z CIRURGIAS N EXAMES ATENDENDO GRATUITAMENTE W PACIENTES DA COMUNIDADE

23 COMO FAREMOS? QUANTAS PESSOAS PRECISAREMOS? QUANDO E COMO CONTRATAR? QUE TAMANHO DE CLÍNICA PRECISAMOS (LOCAL FÍSICO, CUSTOS, RECEITAS) PLANEJAMENTO

24 COMO FAREMOS? QUE EQUIPAMENTOS SERÃO NECESSÁRIOS? QUANDO E COMO COMPRAR? QUE ESPECIALIDADES NECESSITAMOS? PLANEJAMENTO

25 QUANDO? ELABORAR CRONOGRAMA DE ATIVIDADES DEFINIR RESPONSÁVEIS PELAS ATIVIDADES E SEUS RESULTADOS

26 COM QUEM? FORMAÇÃO DA EQUIPE EM FUNÇÃO DO TAMANHO E RITMO QUE SE QUER ATINGIR FORMA DE CONTRATAÇÃO: Funcionários, prestadores de serviços, estagiários, cooperados, pessoas jurídicas... PARCEIROS

27 A QUE CUSTO? PREVISÃO DE RECEITAS RELACIONAMENTO COM CONVÊNIOS CONTRATOS COM EMPRESAS PACIENTES PARTICULARES

28 A QUE CUSTO? PREVISÃO DE CUSTOS PESSOAL A CONTRATAR LOCAL DE FUNCIONAMENTO IMPOSTOS E TAXAS MATERIAL DE CONSUMO EQUIPAMENTOS

29 A QUE CUSTO? FLUXO DE CAIXA PREVISÃO DE LUCROS DISTRIBUIÇÃO DE LUCROS CAPITAL PRÓPRIO OU DE 3os. INVESTIDORES

30 A carreira médica está sendo invadida paulatinamente por requisitos e exigências típicas do setor empresarial e comercial. Nishide, 2002

31 O QUE É MEU CONSULTÓRIO – MINHA CLÍNICA? Pessoa jurídica Carteira de Clientes Equipe Equipamentos Local estruturado Contratos com Convênios, Hospitais ou empresas

32 O QUE É O NÉGÓCIO Capital Local Sociedade Adminis- tração Franquias Concorrência Mercado Alvo DE ONDE VEM OS RISCOS? Forne- cedores

33 MERCADO ALVO Quem são meus clientes? Pacientes particulares Pacientes de convênios Empresas Hospitais Outras clínicas Outros...

34 TIPO DE CLÍNICA Aspectos da medicina: Especialidade de atendimento Tipos de procedimentos Potencial de diversificação de atividades Potencial de crescimento da clínica Equipamentos

35 FORMALIDADES TRIBUTÁRIAS Aspectos contábeis e fiscais Balanço anual e balancetes mensais Lucro obtido no passado e projeções futuras Certidões negativas de débito (federal, estadual e municipal) Dívidas fiscais Regularização das exigências fiscais

36 CAPITAL Aspectos financeiros: Mix: particulares x convênio Contas a pagar e receber Fluxo de caixa Inadimplência

37 QUEM NÃO MEDE, NÃO CONHECE; QUEM NÃO CONHECE, NÃO CONTROLA; QUEM NÃO CONTROLA, CHUTA; QUEM CHUTA, NÃO FAZ GESTÃO!

38 FORMALIDADES TÉCNICAS Aspectos de funcionamento: Relacionamento com CRM e outros órgãos Licenças de funcionamento Regularização do imóvel

39 ADMINISTRAÇÃO Aspectos de pessoal Quantas pessoas são necessárias? Atendimento aos pacientes Treinamento Satisfação no trabalho Trabalho em equipe

40 ADMINISTRAÇÃO Aspectos trabalhistas: Registro de funcionários Recolhimento regular dos encargos trabalhistas Condições físicas de trabalho Processos trabalhistas

41 SOCIEDADE Aspectos societários: Quem são os sócios? Como é a divisão de responsabilidades? Existem impedimentos jurídicos para a venda?

42 DEDICAÇÃO e ADMINISTRAÇÃO X TOCAR O NEGÓCIO VAI DO JEITO QUE VAI MÉDICOS EMPREENDEDORES

43 EMPREENDER ENVOLVE CONHECER RISCOS TOMAR DECISÕES BASEADAS EM BOAS INFORMAÇÕES DEDICAÇÃO OLHAR PROFISSIONAL

44 JEANETE HERZBERG tel: fax:


Carregar ppt "ASPECTOS ESTRATÉGICOS DA GESTÃO DE CLÍNICAS E CONSULTÓRIOS MÉDICOS São Paulo, 10 de Março de 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google