A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica 1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica Reprocessamento de artigos em hemodinâmica Silma Pinheiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica 1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica Reprocessamento de artigos em hemodinâmica Silma Pinheiro."— Transcrição da apresentação:

1 1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica 1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica Reprocessamento de artigos em hemodinâmica Silma Pinheiro

2 Limpeza é a remoção de sujidade visível (orgânica e inorgânica) de objetos e superfícies por meio de: - atividade manual (fricção) ou - mecânica (ultra-som, lavadoras) usando água com detergentes ou produtos enzimáticos AAMI, TIR 30, 2003

3 Detergente É qualquer grupo de substâncias sintéticas, orgânicas, líquidas ou pós-solúveis em água que contêm agentes umectantes e emulsificantes que suspendem a sujidade e evitam a formação de compostos insolúveis ou espuma no instrumento ou na superfície. Detergente enzimático - Possui pelo menos uma enzima: a protease. - Pode ser adicionado a lípase, amilase ou celulase e outros ingredientes como umectantes, surfactantes, entre outros. AAMI, TIR 30, 2003

4 Detergente Requisitos: -não ser abrasivo; -não ser corrosivo; -formar pouca espuma; -ser biodegradável; -atóxico; -efetivo para todos os tipos de sujidade; -ter meia vida longa; -prover efetiva demonstração da concentração e vida útil AAMI, TIR 30, 2003

5 Ação dos detergentes enzimáticos Afetada por: quantidade de sujidade nível de desidratação da sujidade (ressecamento) degradação gradual das enzimas durante o uso A SOLUÇÃO DEVE SER TROCADA APÓS CADA EXPOSIÇÃO A MATERIAL SUJO AAMI, TIR 30, 2003

6 - Hidratação: evitar a secagem, coagulação e precitação de sujidade; - Fricção: envolve atrito repetido sobre a sujidade com material de nylon de tamanho apropriado ao instrumental; - Digestão, solubilização e fluidificação: envolve a exposição ao produto enzimático; - Qualidade da água; - Método de secagem: álcool, tecido, ar sob pressão AAMI, TIR 30, 2003 Elementos essenciais da limpeza

7 Parâmetros para a água usada no reprocessamento AAMI. TIR 34, 2007 Variáveis Água Água Deionizada Alta pureza Potável mole (OR/destilação) Bactérias (UFC/ml)< 200 < 200< 200 < 10 Endotoxina (EU/ml)NA NANA < 10 Carbono orgânico (mg/l)< 1,0 < 1,0< 1,0 < 0,05 pH6,5-8,5 6,5-8,5NA NA Dureza (CaCO 3 ppm)< 150 < 10< 1,0 < 1,0 ResistividadeNA NA> 1,0 > 1,0 Cloro (mg/l)< 250 < 250< 1,0 < 0,2 Ferro (mg/l)< 0,3 < 0,3< 0,2 < 0,2 Cobre (mg/l)< 0,1 < 0,1< 0,1 < 0,1 Manganês (mg/l)< 0,1 < 0,1< 0,1 < 0,1

8 Métodos de limpeza Limpeza Limpeza Manual Repetibilidade limitada: variações entre indivíduos Instruções passo-a-passo reduzem as variações Validação é importante

9 Pré-lavagem dos artigos Completa de todo o material desmontado Imediatamente após o uso em água ou detergente Inserção da solução dentro do lúmen

10 0 minuto 5 minutos 10 minutos30 minutos Controles positivos

11 Imersão dos artigos em detergente Completa de todo o material desmontado Exposição ao detergente (temperatura da solução e tempo de exposição conforme orientação do fabricante) Inserção dentro do lúmen

12 Determinar para supervisionar: - utensílio utilizado e tamanho - freqüência (número de movimentos) - sentido dos movimentos RIBEIRO, 2006 Fricção

13 Sonicação Limpeza manual + Sonicador + Enxague sob pressão

14 - Visual a olho nú - seqüência - duração - Visual com magnificação - tamanho da lente - seqüência - duração Inspeção

15 Limpeza Limpeza Automatizada garantia de repetibilidade pela máquina facilidade de validação reduz exposição ocupacional aumenta a produtividade Critérios para seleção de um equipamento: - capacidade de monitorizar a temperatura e entrada de produtos químicos; - possibilidade de conectar os dispositivos; - disposição da carga dentro do equipamento; - descarte da água; - possibilidade de desinfecção do equipamento.

16 Limpeza ultrassônica Produção de ondas sonoras inaudíveis (entre 20 e 120kHz) Solução detergentes Transmissão de ondas sonoras Criação de cavidades microscópicas (bolhas) Crescimento e estouro de bolhas Criação de vácuos Áreas localizadas de sucção Aspiração de resíduos aderidos na superfície dos artigos Liberação e remoção de resíduos MUQBIL et al. Journal Hospital Infection V. 60, p.249–255, FENÔMENO DE CAVITAÇÃO

17 Esterilização Oxido de etileno: - Permite monitorização do ciclo; - Maior difusibilidade e penetração em lumens

18 Falência da Limpeza Falha na remoção de: sujidade lubrificantes matéria orgânica matéria inorgânica microrganismos Tanto na superfície interna ou externa do produto AAMI, TIR 30, 2003

19 Sujidade residual Coleção de sujidade adicional Densidade crítica Despolimerização Fragmentos de biofilme se soltam durante a cirurgia Fragmentos são adquiridos e transferidos para um paciente através de instrumentos e acessórios. Vickery, Pajkos e Cossart American Journal Infection Control 32(3): , 2004 Princípios da transmissão via reprocessamento

20 COSTERTON et al Science,284: ,1999 Formação de Biofilme Impede a ação de: Detergentes Desinfetantes Esterilizantes Antibióticos Auxilia na: Resistência microbiana

21 O efeito de múltiplos ciclos de contaminação, lavagem e desinfecção no desenvolvimento de biofilme em endoscópios

22 Biofilme controle Biofilme controle(20 ciclos)

23

24 BIOFILME CÍCLICO Zhonga, Alfa, Zelenitsky, Howie Simulation of cyclic reprocessing buildup on reused medical devices. Computers in Biology and Medicine 39 (2009)

25 Resíduos orgânicos Antes da limpezaApós limpeza MédiaDesvio- padrão MédiaDesvio- padrão Hemoglobina direta (UA 1 /unidade) 4,7 4,0 1,1 1,4 Hemoglobina indireta (µg/unidade)146,3 441,3 0,0 Proteína indireta (µg/unidade)628,52742,5 98,0 59,7 Carboidrato indireto(µg/unidade) 7,0 49,5 305,0377,5 Endotoxina (UE 2 /unidade)38,0 75,0 2,7 5,5 Nota: 1) UA= unidades de absorbância; 2) UE=unidades de endotoxina; * 0,0 significa que os valores obtidos estavam abaixo do limite de detecção para o teste indireto realizado Pinheiro; Graziano; Alfa Tese doutorado, EEUSP, 2006 Resultados de processo de limpeza

26 Bactérias Gram Negativas Lipopolissácarides na parede celular ENDOTOXINA Quando a bactéria morre Não eliminam endotoxinas Contêm Denominam-se Liberada Esterilização

27 LEVINSON; JAWETZ, 2005 Riscos - Endotoxinas Lipopolissacárides da parede celular de bactérias Gram negativas liberadas após sua morte celular. São substâncias biologicamente ativas. Cateterização cardíaca Reações pirogênicas + Morbidade Mortalidade Tremor Febre Hipotensão Leucocitose Inflamação Aumento da fagocitose Aumento da produção de anticorpos Coagulação intravascular disseminada Colapso circulatório grave Choque irreversível Dano tecidual Morte Julgamento clínico: sintomas + evolução do paciente Exclusão do diagnóstico de infecção Exposição a uma fonte conhecida de pirógeno bacteriano Diagnóstico

28 Alterações de integridade decorrentes da limpeza Extração de polímeros Alteração na viscosidade da superfície Alteração da porosidade Delaminação de polímeros Biocompatibilidade Hidrofobicidade / hidrofilicidade Capacidade de fixação de proteínas AAMI, TIR 30, 2003

29 Detecção das alterações de integridade Dano físico: - olho nú ou microscopia eletrônica Dano mecânico: - pressão de estouro ou diâmetro interno Dano funcional:- durante o uso: não ultrapassa obstruções Dano químico- pode não ser visualizado (nível atômico ou molecular). MUSSIVAND. ASAIO J, 1995, jul-sep; 41(3):M611-6

30 15kv. 12mm, 2000x, 44,82µm Microscopia eletrônica de um cateter nunca utilizado

31 Microscopia eletrônica de um cateter de 1 uso simulado em laboratório 15KV, 12mm, 2000x 44,64µm

32 Microscopia eletrônica de um cateter De 10 reusos na prática clínica 15 Kv, 9 mm, 2000x, µm

33 Microscopia eletrônica de um cateter de incontáveis reusos na prática clínica 15 Kv, 9 mm, 2000x, µm

34 GRIMANDI et al Catheterization and Cardiovascular Diagnosis, 1996; 38: Avaliação da Integridade – microscopia eletrônica

35 Reprocessamento de cateteres de hemodinamica - Necessidade de rever a politica de pagamento do cateter Junto a ANS, planos de saúde e industria.


Carregar ppt "1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica 1º Simpósio de Enfermagem em Hemodinâmica Reprocessamento de artigos em hemodinâmica Silma Pinheiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google