A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO INTEGRADO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO INTEGRADO."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO INTEGRADO

2 PROGRAMA Dia 17 de março – sábado – 08h30 às 12h30 Missão e Finalidade Missão e Finalidade Compreensão ao novo paradigma (análise) Compreensão ao novo paradigma (análise) Metodologia Metodologia Conhecimentos Conhecimentos Habilidades Habilidades Observação Observação Análise Análise Interpretação Interpretação Síntese Síntese Meios de ensino Meios de ensino Proposta Metodológica Central Proposta Metodológica Central

3 Dia 17 de março - sábado – 14h00 às 18h00 Avaliação Avaliação O Processo de Avaliar O Processo de Avaliar Critérios e padrões de julgamento Critérios e padrões de julgamento Verificação X Avaliação Verificação X Avaliação Certificação de Competências Certificação de Competências Planejamento da Avaliação (como fazer) Recuperação (o que fazer) Quando e como? Quando e como? Planejamento Planejamento

4 GRUPO INTEGRADO SISTEMA EDUCACIONAL INESUL VIRTUAL CIE LONDRINA CIE CURITIBA ISEL FIPAR FIMAR INESUL

5 MISSÃO Formar agentes de transformação que se coloquem à disposição da comunidade, interagindo, trabalhando com ela, mostrando-lhe dados e caminhos já tateados pelo conhecimento acadêmico, superando experiências acumuladas, assumindo desta forma a parcela de responsabilidade que lhe cabe, partindo para uma atuação transformadora e criadora, buscando uma sociedade, em termos políticos, verdadeiramente aberta e, em termos sociais, mais justa.

6 FINALIDADE Capacitar indivíduos para que tenham condições de disponibilizar durante seu desempenho profissional os atributos adquiridos na vida social, escolar, pessoal e laboral, preparando-os para lidar com a flexibilidade e rapidez na resolução de problemas.

7 CURRÍCULO POR COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

8 COMPREENSÃO DO NOVO PARADIGMA QUAIS SÃO AS MUDANÇAS QUE VERDADEIRAMENTE OCORRERAM?

9 PROFESSOR CENTRO DO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM CENTRO DO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEMX ASSUME O PAPEL DE FACILITADOR DO PROCESSO ASSUME O PAPEL DE FACILITADOR DO PROCESSO

10 PRINCÍPIOS FILOSÓFICOS DIREITO DE ENSINAR DIREITO DE ENSINARX DIREITO DE APRENDER DIREITO DE APRENDER

11 PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM CARÁTER MAIS ENCICLOPÉDICO CARÁTER MAIS ENCICLOPÉDICO PRIVILEGIANDO A MEMÓRIA E A PADRONIZAÇÃO PRIVILEGIANDO A MEMÓRIA E A PADRONIZAÇÃOX DESAFIOS COGNITIVOS DESAFIOS COGNITIVOS PROBLEMATIZAÇÕES PROBLEMATIZAÇÕES CONSTRUÇÃO E RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO CONSTRUÇÃO E RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

12 A CONSTRUÇÃO DO PROCESSO A SER APROPRIADO PELOS ALUNOS DEVERÁ SER MEDIADO PELO PROFESSOR. A CONSTRUÇÃO DO PROCESSO A SER APROPRIADO PELOS ALUNOS DEVERÁ SER MEDIADO PELO PROFESSOR.

13 LEMBRETE AS EXPERIÊNCIAS DOS PRÓPRIOS ALUNOS SÃO BASE PARA CONSTRUÇÃO DE UM NOVO CONHECIMENTO. SABER OUVÍ-LAS, PARA JUNTOS CRIAR OUTRAS POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO, SEM REDUZIR A IDENTIDADE DOS ALUNOS À SUA PRÓPRIA IDENTIDADE, É UMA EXIGÊNCIA PARA O PROFESSOR.

14 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR GRADE CURRICULAR - por disciplina GRADE CURRICULAR - por disciplina MATRIZ CURRICULAR - MATRIZ CURRICULAR - Módulo Módulo Função Função Sub-função Sub-função

15 Instituto de Ensino Superior de Londrina Curso: Administração de Empresas Carga Horária Total – 2840 hr/a Carga Horária de Estágio – 420 hr/s MATRIZ CURRICULAR DE ADMINISTRAÇÃO MÓDULOFUNÇÃOCHSUB-FUNÇÃOCH Módulo I Profissão Administrador CH 100h Dimensão da Profissão 100 h Gerenciador de Informação 100 h Planejar,organizar, dirigir e controlar as atividades empresariais e do próprio trabalho INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA

16 MÓDULOFUNÇÃOCHSUB-FUNÇÃOCH Módulo II Gestão de Serviços I CH 200h Planejamento organizacional na gestão de serviços I 200 h Planejamento do processo 200 h Operação do ciclo de pessoal Módulo III Gestão de Serviços II CH 200h Planejamento organizacional na gestão de Serviços II 200 h Gestão do processo 200 h Controle e avaliação do processo

17 CONTEÚDOS – Era um fim em si mesmo EMENTAX CONHECIMENTOS – Ligados a sub-função INTERDISCIPLINARIDADE

18 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR MÓDULO II – Gestão de Serviços I FUNÇÃO: Planejamento Organizacional na Gestão de Serviços I SUB-FUNÇÃO: Operação do Ciclo de Pessoal – Carga Horária 100 hs COMPETÊNCIAS Conhecer as técnicas de gestão de pessoas; Reconhecer as técnicas para recrutamento e seleção de pessoas; Conhecer as técnicas de correspondência comercial; Conhecer os recursos do software Power Point.

19 HABILIDADES Gerenciar pessoas dentro de um perfil necessário para a empresa; Efetuar o recrutamento e seleção de pessoas; Redigir as principais correspondências de uma empresa; Interpretar textos com ênfase em Administração de Empresas.

20 ÁREAS DE CONHECIMENTO GESTÃO DE PESSOAS – Carga Horária 20 hs Recrutamento de Pessoal; Recrutamento de Pessoal; Administração de Salário; Administração de Salário; Seleção de pessoal; Seleção de pessoal; Higiene e Segurança no Trabalho. Higiene e Segurança no Trabalho. Treinamento de Pessoal; Treinamento de Pessoal; LIDERANÇA – Carga Horária 20 hs Estilos de Liderança; Estilos de Liderança; Trabalho em Grupo; Trabalho em Grupo; Competências e Habilidades de um Líder; Competências e Habilidades de um Líder; Comportamento Grupal; Comportamento Grupal; Liderança x Gerenciar; Liderança x Gerenciar; Comportamento Intergrupal. Comportamento Intergrupal.

21 DIREITO TRABALHISTA – Carga Horária 30 hs Empregador; Empregador; Remuneração e Salário; Remuneração e Salário; Terceirização; Terceirização; Duração do Trabalho; Duração do Trabalho; Sociedade Corporativa; Sociedade Corporativa; Higiene e Segurança do Trabalho; Higiene e Segurança do Trabalho; Admissão, Recrutamento e Seleção;Admissão, Recrutamento e Seleção; Término do Contrato de Trabalho. Término do Contrato de Trabalho. Contrato de Trabalho;Contrato de Trabalho; PORTUGUÊS – Carga Horária 20 hs Técnicas de Redação; Técnicas de Redação; Principais tipos de Redação Comercial; Principais tipos de Redação Comercial; Leitura e Interpretação. Leitura e Interpretação. INFORMÁTICA – Carga Horária 20 hs Introdução ao Power Point; Introdução ao Power Point;

22 MÓDULO FUNÇÃO SUB-FUNÇÃO CONHECIMENTO

23 CONHECIMENTOS São entendidos como o que muitos denominam simplesmente de saberes (conteúdos). São entendidos como o que muitos denominam simplesmente de saberes (conteúdos).HABILIDADES São o saber fazer relacionado com a prática do trabalho transcendendo a mera ação motora. São o saber fazer relacionado com a prática do trabalho transcendendo a mera ação motora.

24 COMPETÊNCIAS ENTENDE-SE POR COMPETÊNCIA PROFISSIONAL A CAPACIDADE DE ARTICULAR, MOBILIZAR E COLOCAR EM AÇÃO VALORES, CONHECIMENTOS E HABILIDADES NECESSÁRIOS PARA O DESEMPENHO EFICIENTE E EFICAZ DE ATIVIDADES REQUERIDAS PELA NATUREZA DO TRABALHO.

25 PERRENOUD sociólogo, antropólogo e professor da Universidade de Genebra na Suíça, referencia no assunto A abordagem por competências junta- se às exigências da focalização sobre o aluno, da pedagogia diferenciada e dos métodos ativos.A abordagem por competências junta- se às exigências da focalização sobre o aluno, da pedagogia diferenciada e dos métodos ativos.

26 METODOLOGIA Convida os professores a: Considerar os conhecimentos como recursos a serem mobilizados Considerar os conhecimentos como recursos a serem mobilizados Trabalhar regularmente por problemas Trabalhar regularmente por problemas Criar ou utilizar outros meios de ensino Criar ou utilizar outros meios de ensino Negociar e conduzir projetos com seus alunos Negociar e conduzir projetos com seus alunos

27 Adotar um planejamento flexível e indicativo e improvisar Adotar um planejamento flexível e indicativo e improvisar Implementar e explicitar um novo contrato didático Implementar e explicitar um novo contrato didático Praticar uma avaliação formadora em situação de trabalho Praticar uma avaliação formadora em situação de trabalho Dirigir-se para uma menor compartimentação disciplinar Dirigir-se para uma menor compartimentação disciplinar

28 METODOLOGIA Deve Contemplar: Trabalho com os conhecimentos; Trabalho com os conhecimentos; Desenvolvimento das Habilidades do Pensamento: Desenvolvimento das Habilidades do Pensamento: Observação; Observação; Compreensão; Compreensão; Classificação; Classificação; Análise; Análise; Síntese; Síntese; Avaliação. Avaliação.

29 PALAVRA MÁGICA PLANEJAMENTO

30 Como trabalhar os conhecimentos? De forma gradativa, progressiva ou seja atrelada a sub-função, para saber o que avaliar.

31 HABILIDADES DO PENSAMENTO OBSERVAÇÃO – CAPACIDADE DE OBSERVAR Não se limita ao ato de ver ou ouvir, inerente à tarefa de observar existe a idéia de procurar, notar, perceber.

32 Qual o objetivo da observação? Não é o acúmulo de fatos isolados, mas o acúmulo de fatos que servirão como meio para chegar a uma conclusão.

33 Implica no planejamento; Implica no planejamento; Estabelecimento de objetivos; Estabelecimento de objetivos; Condições de observação; Condições de observação; Registro da observação por meio da descrição. Registro da observação por meio da descrição. O DESENVOLVIMENTO

34 Solicitar a descrição da fato observado; Solicitar a descrição da fato observado; Solicitar a descrição dos aspectos mais interessantes do fato observado; Solicitar a descrição dos aspectos mais interessantes do fato observado; Solicitar a descrição das características que distinguem um objeto dos outros; Solicitar a descrição das características que distinguem um objeto dos outros; Solicitar evidências que fundamentem a existência de um fato observado. Em contraposição as opiniões sem fundamento emitidas sobre o mesmo fato. Solicitar evidências que fundamentem a existência de um fato observado. Em contraposição as opiniões sem fundamento emitidas sobre o mesmo fato. ATIVIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO

35 ANÁLISE Consiste na sua essência em dividir o todo em suas diferentes partes para melhor compreendê-la.

36 Implica no planejamento; Implica no planejamento; Estabelecimento de objetivos; Estabelecimento de objetivos; Condições de observação; Condições de observação; Registro da observação por meio da descrição; Registro da observação por meio da descrição; Análise dos fatos observados. Análise dos fatos observados. O DESENVOLVIMENTO

37 Solicitar uma leitura para: Solicitar uma leitura para: Compreender o pensamento do autor; Compreender o pensamento do autor; Identificar sua ideologia; Identificar sua ideologia; Conhecer sua proposta social. Conhecer sua proposta social. Solicitar a apreciação de um texto, uma idéia, um procedimento ou um fato; Solicitar a apreciação de um texto, uma idéia, um procedimento ou um fato; Solicitar uma análise comparativa. Solicitar uma análise comparativa. ATIVIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO

38 SÍNTESE Resumir e descrever as partes do todo. INTERPRETAÇÃO A partir de dados / fatos se faz uma inferência. Deduzir pelo Raciocínio - concluir

39 Implica no planejamento; Implica no planejamento; Estabelecimento de objetivos; Estabelecimento de objetivos; Condições de observação; Condições de observação; Registro da observação por meio da descrição; Registro da observação por meio da descrição; Análise dos fatos observados; Análise dos fatos observados; Elaboração de conclusão. Elaboração de conclusão. O DESENVOLVIMENTO

40 CONHECIMENTO HABILIDADECOMPETÊNCIA Saber fazerPor que fazerComo fazer

41 MEIOS DE ENSINO AULA EXPOSITIVA AULA EXPOSITIVA AULA EXPOSITIVA - DIALOGADA AULA EXPOSITIVA - DIALOGADA LEITURA E INTERPRETAÇÃO LEITURA E INTERPRETAÇÃO DESCONSTRUINDO PARA CONSTRUIR DESCONSTRUINDO PARA CONSTRUIR JOGOS JOGOS EM BUSCA DO CONHECIMENTO EM BUSCA DO CONHECIMENTO DINÂMICA DE GRUPO DINÂMICA DE GRUPO ENTREVISTAS / PALESTRAS ENTREVISTAS / PALESTRAS VISITAS TÉCNICAS VISITAS TÉCNICAS ESTUDO DE CASO ESTUDO DE CASO OUTRAS OUTRAS

42 JOGOS ENTRE SALAS ENTRE SALAS ENTRE GRUPOS DA MESMA TURMA ENTRE GRUPOS DA MESMA TURMA PALAVRAS CRUZADAS PALAVRAS CRUZADAS ENTRE CONHECIMENTOS ENTRE CONHECIMENTOS CRUZADO X CRUZADO X CRIPTOGRAMA E OUTROS CRIPTOGRAMA E OUTROS NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA PEDAGÓGICA

43 VISITAS TÉCNICAS Roteiro para trabalhar a observação Roteiro para trabalhar a observação Questões que oportunizem a análise Questões que oportunizem a análise Perguntas para conclusão da visita (síntese) Perguntas para conclusão da visita (síntese)

44 ENTREVISTAS / PALESTRAS Preparar os alunos para atividades Preparar os alunos para atividades Organizar perguntas e questionamentos Organizar perguntas e questionamentos Conclusão do aluno e professor em novo momento Conclusão do aluno e professor em novo momento

45 ESTUDO DE CASOS 1.O que é um caso? É uma estória real ou simulada que no seu bojo ilustra importantes aspectos de uma área de conhecimentos.É uma estória real ou simulada que no seu bojo ilustra importantes aspectos de uma área de conhecimentos. 2.O que é aprendizagem por estudo de casos? É a análise que se faz de um cenário ou uma situação onde o aluno faz um levantamento da informação relevante, reflete sobre os dados coletados a fim de expressar uma conclusão.É a análise que se faz de um cenário ou uma situação onde o aluno faz um levantamento da informação relevante, reflete sobre os dados coletados a fim de expressar uma conclusão.

46 3.Quais as metas na análise de casos? Reforçar a compreensão dos principais conceitos, processos e idéias da disciplina.Reforçar a compreensão dos principais conceitos, processos e idéias da disciplina. Desenvolver a habilidade do senso crítico.Desenvolver a habilidade do senso crítico. desenvolver a habilidade de análise, síntese e avaliação quando se discute um caso.desenvolver a habilidade de análise, síntese e avaliação quando se discute um caso. 4.No Estudo de Caso não temos a intervenção do aluno para resolver situações.

47 DESENVOLVER COMPETÊNCIAS PROPOSTA METODOLÓGICA CENTRAL RESOLUÇÃO PROBLEMA

48 SITUAÇÃO PROBLEMA 1.O que é uma situação problema? É uma ocorrência que necessita de uma proposta para ser solucionada, pois está afetando ou impedindo um bom desempenho. 2.O que é aprendizagem por situação problema? O aluno observa, analisa, vai em busca de novos conhecimentos e formula a proposta de solução.

49 Não há certeza absoluta, só a de (re)começar sempre buscando na realidade as pistas sobre o melhor jeito de caminhar. Thiago de Mello Obrigada Vergínia Aparecida Mariani


Carregar ppt "PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA DOCENTES DO SISTEMA DE EDUCAÇÃO INTEGRADO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google