A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AVALIAÇÃO Não é possível estabelecer com relativa precisão o que se pretende avaliar, se não se determina, com a mesma precisão, o que se quer atingir.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AVALIAÇÃO Não é possível estabelecer com relativa precisão o que se pretende avaliar, se não se determina, com a mesma precisão, o que se quer atingir."— Transcrição da apresentação:

1 AVALIAÇÃO Não é possível estabelecer com relativa precisão o que se pretende avaliar, se não se determina, com a mesma precisão, o que se quer atingir com o planejamento. (Romão, 1998) (Romão, 1998)

2 DESTAQUE Importância do planejamento Importância do planejamento Associação entre avaliação e as competências estabelecidas no projeto pedagógico Associação entre avaliação e as competências estabelecidas no projeto pedagógico Foco da avaliação Foco da avaliação Planejamento coletivo Planejamento coletivo

3 COMPREENSÃO DO NOVO PARADIGMA QUAIS SÃO AS MUDANÇAS QUE VERDADEIRAMENTE OCORRERAM?

4 PROFESSOR CENTRO DO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM X ASSUME O PAPEL DE FACILITADOR DO PROCESSO

5 A CONSTRUÇÃO DO PROCESSO A SER APROPRIADO PELOS ALUNOS DEVERÁ SER MEDIADO PELO PROFESSOR. A CONSTRUÇÃO DO PROCESSO A SER APROPRIADO PELOS ALUNOS DEVERÁ SER MEDIADO PELO PROFESSOR.

6 PRINCÍPIOS FILOSÓFICOS DIREITO DE ENSINAR DIREITO DE ENSINARX DIREITO DE APRENDER DIREITO DE APRENDER

7 PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM CARÁTER MAIS ENCICLOPÉDICO PRIVILEGIANDO A MEMÓRIA E A PADRONIZAÇÃO X DESAFIOS COGNITIVOS PROBLEMATIZAÇÕES CONSTRUÇÃO E RECONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

8 LEMBRETE Nº 01 AS EXPERIÊNCIAS DOS PRÓPRIOS ALUNOS SÃO BASE PARA CONSTRUÇÃO DE UM NOVO CONHECIMENTO. SABER OUVÍ-LAS, PARA JUNTOS CRIAR OUTRAS POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO, SEM REDUZIR A IDENTIDADE DOS ALUNOS À SUA PRÓPRIA IDENTIDADE, É UMA EXIGÊNCIA PARA O PROFESSOR.

9 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR GRADE CURRICULAR – POR DISCIPLINA MATRIZ CURRICULAR - MÓDULO MÓDULO FUNÇÃO FUNÇÃO SUB-FUNÇÃO SUB-FUNÇÃO

10 CONTEÚDOS – ERA UM FIM EM SIM MESMO EMENTA CONHECIMENTOS: - LIGADOS A SUB- FUNÇÃO INTERDISCIPLINARIDADE

11 COMPETÊNCIAS ENTENDE-SE POR COMPETÊNCIA PROFISSIONAL A CAPACIDADE DE ARTICULAR, MOBILIZAR E COLOCAR EM AÇÃO VALORES, CONHECIMENTOS E HABILIDADES NECESSÁRIOS PARA O DESEMPENHO EFICIENTE E EFICAZ DE ATIVIDADES REQUERIDAS PELA NATUREZA DO TRABALHO. PODE-SE DIZER, PORTANTO, QUE ALGUÉM TEM COMPETÊNCIA PROFISSIONAL QUANDO CONSTITUI E MOBILIZA, DE FORMA ARTICULADA, CONHECIMENTOS, HABILIDADES E ATITUDES PARA A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NÃO SÓ ROTINEIROS, MAS TAMBÉM INUSITADOS EM SEU CAMPO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL. ASSIM, AGE INEFICAZMENTE DIANTE DO INESPERADO E DO INABITUAL (SICL), SUPERANDO A EXPERIÊNCIA ACUMULADA TRANSFORMADA EM HÁBITO E LIBERANDO O PROFISSIONAL PARA A CRIATIVIDADE E A ATUAÇÃO TRANSFORMADORA.

12 METODOLOGIA PERRENOUD (1999:53), SOCIÓLOGO, ANTROPÓLOGO E PROFESSOR DA UNIVERSIDADE DE GENÉVE, NA SUÍÇA CONSIDERAR OS CONHECIMENTOS COMO RECURSOS A CONSIDERAR OS CONHECIMENTOS COMO RECURSOS A SEREM MOBILIZADOS SEREM MOBILIZADOS TRABALHAR REGULARMENTE POR PROBLEMAS TRABALHAR REGULARMENTE POR PROBLEMAS CRIAR OU UTILIZAR OUTROS MEIOS DE ENSINO CRIAR OU UTILIZAR OUTROS MEIOS DE ENSINO NEGOCIAR E CONDUZIR PROJETOS COM SEUS ALUNOS NEGOCIAR E CONDUZIR PROJETOS COM SEUS ALUNOS ADOTAR UM PLANEJAMENTO FLEXÍVEL E INDICATIVO E ADOTAR UM PLANEJAMENTO FLEXÍVEL E INDICATIVO E IMPROVISAR IMPROVISAR IMPLEMENTAR E EXPLICITAR UM NOVO CONTRATO IMPLEMENTAR E EXPLICITAR UM NOVO CONTRATO DIDÁTICO DIDÁTICO PRATICAR UMA AVALIAÇÃO FORMADORA EM SITUAÇÃO DE TRABALHO TRABALHO DIRIGIR-SE PARA UMA MENOR COMPARTIMENTAÇÃO DISCIPLINAR. DISCIPLINAR.

13 PALAVRA MÁGICA PLANEJAMENTO

14 SUGESTÕES DE ATIVIDADES AULA EXPOSITIVA AULA EXPOSITIVA - DIALOGADA LEITURA E INTERPRETAÇÃO DESCONSTRUINDO PARA CONSTRUIR JOGOS EM BUSCA DO CONHECIMENTO DINÂMICA DE GRUPO ENTREVISTAS / PALESTRAS VISITAS TÉCNICAS ESTUDO DE CASO

15 SUGESTÕES PARA JOGOS ENTRE SALAS ENTRE SALAS ENTRE TURMAS ENTRE TURMAS PALAVRAS CRUZADAS PALAVRAS CRUZADAS CRUZADA X CRIPTOGRAMA E OUTROS NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA PEDAGÓGICA

16 VISITAS TÉCNICAS ROTEIRO PARA TRABALHAR A OBSERVAÇÃO QUESTÕES QUE OPORTUNIZEM A ANÁLISE PERGUNTAS PARA CONCLUSÃO DA VISITA (SÍNTESE)

17 ENTREVISTAS / PALESTRAS PREPARAR OS ALUNOS PARA ATIVIDADES ORGANIZAR PERGUNTAS E QUESTIONAMENTOS CONCLUSÃO DO ALUNO E PROFESSOR EM NOVO MOMENTO

18 ESTUDO DE CASOS 1.O QUE É UM CASO? É UMA ESTÓRIA REAL OU SIMULADA QUE NO SEU BOJO ILUSTRA IMPORTANTES ASPECTOS DE UMA ÁREA DE CONHECIMENTOS.É UMA ESTÓRIA REAL OU SIMULADA QUE NO SEU BOJO ILUSTRA IMPORTANTES ASPECTOS DE UMA ÁREA DE CONHECIMENTOS. 2.O QUE É APRENDIZAGEM POR ESTUDO DE CASOS? É A ANÁLISE QUE SE FAZ DE UM CENÁRIO OU UMA SITUAÇÃO ONDE O ALUNO FAZ UM LEVANTAMENTO DA INFORMAÇÃO RELEVANTE, REFLETE SOBRE OS DADOS COLETADOS A FIM DE EXPRESSAR UMA CONCLUSÃO.É A ANÁLISE QUE SE FAZ DE UM CENÁRIO OU UMA SITUAÇÃO ONDE O ALUNO FAZ UM LEVANTAMENTO DA INFORMAÇÃO RELEVANTE, REFLETE SOBRE OS DADOS COLETADOS A FIM DE EXPRESSAR UMA CONCLUSÃO. 3.QUAIS AS METAS NA ANÁLISE DE CASOS? REFORÇAR A COMPREENSÃO DOS PRINCIPAIS CONCEITOS, PROCESSOS E IDÉIAS DA DISCIPLINA.REFORÇAR A COMPREENSÃO DOS PRINCIPAIS CONCEITOS, PROCESSOS E IDÉIAS DA DISCIPLINA. DESENVOLVER A HABILIDADE DO SENSO CRÍTICO.DESENVOLVER A HABILIDADE DO SENSO CRÍTICO. DESENVOLVER A HABILIDADE DE ANÁLISE, SÍNTESE E AVALIAÇÃO QUANDO SE DISCUTE UM CASO.DESENVOLVER A HABILIDADE DE ANÁLISE, SÍNTESE E AVALIAÇÃO QUANDO SE DISCUTE UM CASO.


Carregar ppt "AVALIAÇÃO Não é possível estabelecer com relativa precisão o que se pretende avaliar, se não se determina, com a mesma precisão, o que se quer atingir."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google