A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIA DE ESTUDO DO SARESP ANÁLISE DOS RESULTADOS OBTIDOS EM 2012

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIA DE ESTUDO DO SARESP ANÁLISE DOS RESULTADOS OBTIDOS EM 2012"— Transcrição da apresentação:

1 DIA DE ESTUDO DO SARESP ANÁLISE DOS RESULTADOS OBTIDOS EM 2012
Setembro/2013

2 Recepção e Café

3 OFICINA 1: Habilidades Requeridas
DIA DO SARESP NA ESCOLA 2013 Língua Portuguesa Matemática Ciências da Natureza História e Geografia

4 SARESP 2013 Dias: 26 e 27 de novembro

5 Avaliação Institucional
Avaliação Interna Avaliação Externa Avaliação Institucional

6 Avaliação Externa A avaliação externa além de fornecer indicadores para discussões pela sociedade sobre a qualidade no ensino e indicar pontos frágeis à administração deve, em primeiro lugar, informar o professor e a escola.

7 A devolução dos resultados da avaliação externa, se bem conduzida, poderá contribuir para uma interação entre todos os envolvidos no processo educativo através do diálogo e da reflexão sobre a produção individual e coletiva. Assim, a avaliação terá uma dimensão formativa.

8 Tipos de Itens de Provas

9 Item de Múltipla Escolha
A maior parte das provas que são aplicadas a um grande número de alunos apóiam-se exclusiva ou principalmente em questões fechadas, do tipo múltipla escolha. Um item de múltipla escolha é composto por três partes: o enunciado, a resposta correta (ou gabarito) e os distratores.

10 Item de Múltipla Escolha
O enunciado é, geralmente, uma pergunta ou um comando; a resposta correta é a palavra, frase ou sentença que responde à questão proposta ou completa o enunciado; os distratores são respostas incorretas, porém plausíveis, a esta mesma questão. Além disso, o item pode trazer um estímulo  na forma de texto, ilustração, mapa etc.  sobre o qual se formula a pergunta. Muitas vezes esses recursos são mais que simples estímulos, pois trazem informações vitais para a resolução (gráficos, tabelas, esquemas)

11 Questões abertas A questão aberta permite várias respostas que serão categorizadas para facilitar a correção por parte do professor. É interessante na medida que permite ao aluno comunicar-se matematicamente Dá pistas ao professor dos conhecimentos de cada aluno em particular sobre um determinado assunto.

12 Prova & Matriz de Referência
SARESP – Avaliação LCT – CNT - MATEMÁTICA Habilidades distribuídas em 3 grupos de competências do sujeito: GI: competências para observar GII: competências para realizar GIII: competências para compreender

13 SARESP 2012 – RELATÓRIO PEDAGÓGICO
DADOS GERAIS L.C.T – CNT - Matemática Classificação Níveis de Proficiência Descrição Insuficiente Abaixo do Básico Os alunos, neste nível, demonstram domínio insuficiente dos conteúdos, competências e habilidades desejáveis para o ano / série em que se encontram. Suficiente Básico Os alunos, neste nível, demonstram domínio mínimo dos conteúdos, competências e habilidades, mas possuem as estruturas necessárias para interagir com a proposta curricular no ano / série subsequente. Adequado Os alunos, neste nível, demonstram domínio pleno dos conteúdos, competências e habilidades desejáveis para o ano / série em que se encontram. Avançado Os alunos, neste nível, demonstram conhecimentos e domínio dos conteúdos, competências e habilidades acima do requerido no ano / série escolar em que se encontram.

14

15 para análise e discussão
Questões- SARESP MATEMÁTICA para análise e discussão

16 7º ano EF Observe a figura.

17 Exemplo H08, p. 110 do Relatório do SARESP - 2012.
GABARITO: B A B C D 39,9% 12,9% 11,6% 35,7% Exemplo H08, p. 110 do Relatório do SARESP H08- Compreender a relação entre as representações fracionária e decimal de um número. (GI)

18 No hexágono regular de centro O mostrado na figura, a área do triângulo equilátero AOB é igual a 6 m². A área total do hexágono é

19 Exemplo H31, p. 130 do Relatório do SARESP - 2012.
GABARITO: D A B C D 17,7% 26,8% 15,7% 39,8% Habilidade Avaliada Exemplo H31, p. 130 do Relatório do SARESP H31- Calcular áreas de polígonos de diferentes tipos, com destaque para os polígonos regulares. (GII)

20 Das 100 pessoas que trabalharam durante 15 anos em contato com certa substância tóxica, 40 contraíram certa doença degenerativa. Dessas, 25% vieram a falecer. Quantas pessoas vieram a falecer em razão dessa doença? (A) 10. (B) 35. (C) 50. (D) 65.

21 Habilidade Avaliada Resolver problemas que envolvam porcentagem. (GIll)

22 Quatro casais com um total de 11 filhos alugaram uma casa de praia para as férias de verão. As idades dos filhos são: 10, 11, 17, 15, 14, 13, 12, 12, 12, 14, 15 Assinale a alternativa que mostra, nesta ordem, os valores da média, da moda e da mediana desta distribuição.

23 Habilidade Avaliada Calcular e interpretar medidas de tendência central de uma distribuição de dados (média, mediana e moda) e de dispersão (desvio padrão). (GIll)

24 Questões SARESP LÍNGUA PROTUGUESA Para análise e discussão

25 Leia o texto e responda à questão. NÃO É SÓ VOCÊ QUE GOSTA DE BRINCAR
5º ANO Leia o texto e responda à questão. NÃO É SÓ VOCÊ QUE GOSTA DE BRINCAR Pode ser amarelinha, esconde-esconde ou queimada... Brincar é muito gostoso. E os bichos também acham isso. Várias espécies adoram pular, correr, rolar e até lutar de mentirinha. Tudo por pura diversão! Os estudiosos acreditam que os mamíferos e as aves são os únicos bichos que brincam. Eles se distraem em grupos ou sozinhos, fingindo que brigam, mexendo os galhos e pedras ou simplesmente correndo por aí. Normalmente os filhotes são os que mais gostam da brincadeira. Mas, às vezes, até os adultos caem na farra! (NÃO é só... Recreio, São Paulo, ano 1, n.°31, p. 30, Adaptado) No trecho - Eles se distraem em grupos ou sozinhos, fingindo que brigam, mexendo os galhos e pedras ou simplesmente correndo por aí. -, o termo destacado se refere a: (A) estudiosos. (B) filhotes. (C) galhos e pedras. (D) mamíferos e aves.

26 Habilidade avaliada-Estabelecer relações entre segmentos de texto, identificando substituições por formas pronominais de grupos nominais de referência. Tema 3 - Reconstrução da textualidade.

27 21 MOTIVOS PARA SER VEGETARIANO
O vegetarianismo é a tendência que mais cresce no mundo desenvolvido. Eis 21 motivos por que èicê deve pensar em virar vegetariano também: Evitar carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras. A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer. A cada minuto todos os dias da semana, milhares de animais são assassinados em abatedouros. Muitos sangram vivos até morrer. Dor e sofrimento são comuns. Só nos EUA, (meio milhão) de animais são mortos a cada hora! (Instituto Nina Rosa. Disponível em: Acessado em Fragmento) O provável público-alvo, a finalidade e o assunto principal do texto são, respectivamente: (A) criadores de animais / informar / os perigos da engorda artificial. (B) abatedores / ensinar / formas de evitar que o animal sofra para ser morto. (C) atletas / alertar / os perigos da ingestão de carne. (D) indivíduos que comem carne / convencer / as vantagens de ser vegetariano.

28 Habilidade avaliada- Identificar o provável público-alvo de um texto, sua finalidade e seu assunto principal. 9ºano tema 1 - Reconstrução das condições de produção e recepção de textos [cia o texto e responda à questão.

29 TROCA DE PEÇAS: COMO PROCEDER
3ª ENSINO MÉDIO TROCA DE PEÇAS: COMO PROCEDER Quando um mecânico precisa trocar uma peça do seu carro, deve utilizar uma peça nova original, ou uma peça que mantenha as especificações do fabricante. O seu mecânico pode usar peça recondicionada ou usada no conserto do seu carro, mas desde que você o autorize. Desobedecendo a essas regras, o mecânico, além de pagar os seus prejuízos, comete crime contra as relações de consumo, cuja pena varia de três meses a um ano de prisão. Nesses casos, a reparação económica cabe à oficina e a pena pelo crime é aplicada ao dono ou gerente da oficina e ao mecânico que executou o serviço sabendo da irregularidade. O que estamos afirmando sobre a troca da peça do seu carro vale para as demais situações de troca ou utilização de peças nos consertos em geral. (RIOS, Josué. Guia dos seus direitos. São Paulo: Ed. Globo, 1998) O pronome você no texto (terceira linha) indica o (A) mecânico de automóveis em questão, a quem o texto se destina. (B) proprietário da oficina de automóveis, principal interessado no assunto. (C) fabricante de peças automobilísticas, alvo de seguidas críticas dos consumidores. (D) proprietário de automóveis, a quem o autor do texto se dirige prioritariamente.

30 Habilidade Avaliada- H03 Identificar os interlocutores prováveis de um texto, considerando o uso de formas verbais flexionadas no modo imperativo ou de determinado pronome de tratamento. (Gl) Tema 1 - Reconstrução das condições de produção e recepção de textos.

31 MEGADINOSSAURO BRASILEIRO
Questão 4 MEGADINOSSAURO BRASILEIRO Na maior escavação já feita no país, cientistas descobrem um dos últimos dinossauros do Brasil. Pesquisadores brasileiros e estrangeiros descobriram, em Uberaba, Minas Gerais, fósseis de uma nova espécie de dinossauro que viveu há cerca de 65 milhões de anos: o Uberabatitan ribeiroi. Na maior escavação já feita no Brasil em busca de um animal pré-histórico, com duração de três anos, centenas de ossos foram encontrados, o que ajudou os cientistas a reconstituir a espécie e trazer à tona muitas revelações. Considerado pelos pesquisadores o elo que faltava para explicar a história de vida na Terra e de como era o território brasileiro há milhões de anos, o Uberabatitan ribeiroi é uma das últimas espécies de dinossauro a habitar o Brasil. "Na época em que ele viveu, a Terra passava por bruscas mudanças ambientais, que conduziram à extinção dos dinossauros", conta o paleontólogo Ismar de Souza Carvalho, do Departamento de Geologia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, especialista no estudo de formas de vida do passado e um dos responsáveis pelas escavações e pela descrição da nova espécie. (ABREU, Cathia. Megadinossauro brasileiro. Ciência Hoje das Crianças, Rio de Janeiro, 1 out. 2008) O texto informa que (I) "Cientistas descobrem um dos últimos dinossauros do Brasil". E adiante acrescenta que esse dinossauro é (II) "Considerado pelos pesquisadores o elo que faltava para explicar a história de vida na Terra". Podemos afirmar que, neste trecho, há A(I) um fato comprovado; (II) uma opinião dos pesquisadores. B (I) uma opinião dos pesquisadores; (II) uma alusão do autor. C(I) uma dúvida do autor; (II) um fato comprovado. D (I) uma observação do autor; (II) uma dúvida sobre o fato.

32 Habilidade Avaliada Distinguir um fato da opinião pressuposta ou subentendida em relação a esse mesmo fato, em segmentos descontínuos de um texto. (GIl) Tema 3 - Reconstrução da textualidade.

33 Produção de texto: "Educação é a solução"
"Educação é a solução" Nos últimos tempos, observamos a discussão sobre a redução da maioridade penal. Assunto polêmico que revelou uma pequena divisão de opiniões. Com base em pesquisas, os números mostram que a grande maioria concorda com a redução da maioridade penal, alegando que se um jovem tem maturidade e consciência para votar, também possui suficientemente embaso características para responder pelos seus atos. A pequena parte que discorda, alega que 16 anos ainda é idade de uma "criança" e que não pode ser punido como um adulto, mas que se deve fornecer educação a esses menores infratores. Não podemos tirar a razão de ambas as partes. Com esta redução o jovem conhecerá as consequências de seus atos, fazendo-o assim buscar seu desenvolvimento para se tornar um adulto comum. Outro possível reflexo dessa redução, é a diminuição da participação de menores nos crimes. Entretanto, a redução da maioridade penal será em vão se não houver investimentos para a melhoria da educação, claro que parte da responsabilidade de educar é da família, então, porque não proporcionar uma estrutura melhor para estas famílias? O governo tem todo poder e capital para investir em ambas as coisas. Afinal, pagamos nossos impostos com esta esperança.

34 Para análise e discussão
Questões SARESP CIÊNCIAS DA NATUREZA Para análise e discussão

35 7º ano (C) Dengue. (D) Bronquite.
Habilidade Avaliada- Identificar as formas de prevenir as doenças humanas transmitidas por água contaminada. 7º ano Observe o cartaz. (http://www.qualivida.intermedica.com.br. Adaptado) O cartaz apresentado procura alertar as pessoas para a prevenção de qual doença? (A) Tétano. (B) Gripe. (C) Dengue. (D) Bronquite.

36 (A) a maior parte da energia consumida no mundo é de origem renovável.
O Gráfico apresenta o consumo de energia no mundo, segundo fontes. Habilidade Avaliada-Comparar diferentes recursos energéticos como petróleo, carvão, gás natural em relação à biomassa, origens e usos. 9º ANO Segundo as informações do gráfico, pode-se afirmar que: (A) a maior parte da energia consumida no mundo é de origem renovável. (B) a energia nuclear já é a segunda fonte de uso de energia no mundo. (C) a maior parte da energia consumida no mundo é de origem fóssil. (D)a energia eólica já representa quase 15% da energia consumida no mundo.

37 A figura representa a provável genealogia do homem moderno:
Habilidade avaliada- Estabelecer relações de parentesco em árvores filogenéticas de hominídeos. H 3ª Ensino Médio A figura representa a provável genealogia do homem moderno: A partir da análise da figura, podemos afirmar corretamente que gorilas e chimpanzés, apesar de semelhantes, não têm grau próximo de parentesco. (A) gorilas e chimpanzés, apesar de semelhantes, não têm grau próximo de parentesco. (B) o Ardipithecus ramidus é o ancestral comum de todos os hominídeos. (C) gorilas e chimpanzés originaram os géneros Homo, Ardipithecus e Australopithecus. (D) o H. sapiens neanderthalensis nunca conviveu com espécies de macacos. (E) seres humanos e macacos não possuem nenhum ancestral comum.

38 Para análise e discussão
Questões SARESP HISTÓRIA E GEOGRAFIA Para análise e discussão

39 Observe figura a abaixo.
Fonte: LOBO, César: NOVAIS, Carlos Eduardo. História do Brasil para principiantes: de Cabral a Cardoso, 500 anos de novela. São Paulo: Ática,   A partir da análise da charge, sobre as eleições da Primeira República, conclui- se que (a)a participação nas eleições era restrita aos barões do café. (b) a maior parte da população estava excluída da participação eleitoral. (c) a maioria da população adulta brasileira participava da escolha dos presidentes. (d)a única restrição à participação eleitoral era a exclusão dos analfabetos do direito de voto. (e)os cafeicultores eram nocivos à sociedade brasileira por serem parasitas que não produziam riquezas.

40

41 Habilidade avaliada Reconhecer a importância do voto e da participação política para o exercício da cidadania.

42 Habilidade avaliada Leia o texto e responda à questão.
Identificar e valorizar a diversidade do patrimônio étnico-cultural, reconhecendo suas manifesta­ções e representações em diferentes sociedades. Leia o texto e responda à questão. Os africanos entram em cena na história do Brasil colonial a partir do "pacto colonial", da "monocultura do açúcar" e do "exclusivo metropolitano", que necessitavam do "tráfico negreiro" e do "trabalho escravo africano'". Esta formulação clássica da nossa historiografia produz como efeito uma relativa naturalização da escravidão negra como simples função da cobiça comercial europeia, escamoteando a face africana do trá­fico, essencial para o entendimento de sua dinâmica e durabilidade. Essa naturalização da escravidão negra, a partir de uma premissa que torna o tráfico negreiro um fenómeno histórico, económico e cultural derivado apenas da história europeia, é fruto do desconhecimento da história africana e de sua importância na articula­ção do mundo atlântico, presente na formação de pesquisadores e de professores brasileiros. Fonte: MATTOS, Hebe Maria. O ensino de história e a luta contra a discriminação racial no Brasil. In: ABREU, Marta; SOIHET, Rachel (Org). Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003. As novas propostas de ensino de história levam em consideração a diversidade do patrimônio étnico-cultural, enfatizando (A) o valor da mão de obra escrava para a eficiência do pacto colonial. (B) a relevância da história africana para a compreensão da história do Brasil. (C) o papel proeminente do tráfico negreiro como fator de acumulação primitiva do capital. (D) a importância da influência africana no desenvolvimento das instituições políticas brasileiras. (E) a igualdade das contribuições culturais dos elementos imigrantes, sejam eles africanos, indígenas, italianos ou japoneses.

43 Habilidade avaliada Identificar e valorizar a diversidade do patrimônio étnico-cultural, reconhecendo suas manifestações e representações em diferentes sociedades.

44 O QUE QUEREMOS DE NOSSOS ALUNOS?

45 RESULTADOS

46

47

48

49

50

51

52

53 Níveis esperados (adequados)
113,8 pontos Aprox.7 anos 39,8 pontos Aprox.2,8 anos 72,4 pontos Aprox.4,2 anos Comparar também com os níveis esperados para cada ano / série Níveis esperados (adequados) 5º ano 7º ano 9º ano 3ª série LP 200 225 275 300 MAT 250 350 CCN -

54 Observar a distribuição dos alunos pelos níveis de proficiência, em cada ano / série e relacionar com as habilidades específicas desses níveis, que podem ser encontradas no relatório do SARESP

55 Calculando a defasagem no nível...
9º ano do EF MATEMÁTICA Nível esperado (Adequado) → 300 pontos Nível alcançado pela Escola → pontos Defasagem = – = pontos Transformando esta defasagem em anos: .... : 18 = .... anos

56 Calculando a defasagem no nível... Escola XYZ
9º ano do EF – MATEMÁTICA Nível esperado (Adequado) → 300 pontos Nível alcançado pela Escola → 227,6 pontos Nível esperado da 5º ano do EF → 225 Nível esperado da 3ª série do EM → 350 Diferença de 125 : 7 anos = 17,8 = 18 pontos Defasagem = 300 – 227,6 = 72,4 ou ≈ pontos Transformando esta defasagem em anos: 72 : 18 = 4

57 Calculando a defasagem no nível... Escola XYZ
9º ano do EF – Língua portuguesa Nível esperado (Adequado) → 275 pontos Nível alcançado pela Escola → 215,6 pontos Nível esperado da 5º ano do EF → 200 Nível esperado da 3ª série do EM → 300 Diferença de 100 : 7 anos = 14,2 ≈ 14 pontos Defasagem = 275 – 215,6 = 59,4 ou ≈ 59 pontos Transformando esta defasagem em anos: 59 : 14 = 4,2

58 Calculando a defasagem no nível... Escola XYZ
9º ano do EF – Ciências da Natureza Nível esperado (Adequado) → 300 pontos Nível alcançado pela Escola → 237 pontos Nível esperado da 7º ano do EF → 250 Nível esperado da 3ª série do EM → 350 Diferença de 100 : 5 anos = 20 pontos Defasagem = 300 – 237 = 73 pontos Transformando esta defasagem em anos: 73 : 20 = 3,65

59 Calculando a defasagem no nível... Escola XYZ
9º ano do EF –Ciências Humanas Nível esperado (Adequado) → 250 pontos Nível esperado da 7º ano do EF → 225 Nível esperado da 3ª série do EM → 275 Diferença de 50 : 5 anos = 10 pontos Defasagem = 250 – 223 = 27 pontos 27: 10 = 2,7 anos

60 Níveis de aprendizagem dos conteúdos
ABAIXO DO BASICO Os alunos demonstram domínio insuficiente dos conteúdos, competências e habilidades desejáveis para o ano/série em que se encontram. BÁSICO Os alunos demonstram desenvolvimento parcial dos conteúdos, competências e habilidades requeridos para a série escolar em que se encontram. ADEQUADO Os alunos demonstram conhecimentos e domínio dos conteúdos, competências e habilidades requeridos para a série escolar em que se encontram. AVANÇADO Os alunos demonstram conhecimentos e domínio dos conteúdos, competências e habilidades além do requerido para a série escolar em que se encontram. Fonte: Nota Técnica


Carregar ppt "DIA DE ESTUDO DO SARESP ANÁLISE DOS RESULTADOS OBTIDOS EM 2012"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google