A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. MSc. Aline M. de B. Marcellini Interações Fármaco/Nutrientes e Nutriente/Fármacos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. MSc. Aline M. de B. Marcellini Interações Fármaco/Nutrientes e Nutriente/Fármacos."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. MSc. Aline M. de B. Marcellini Interações Fármaco/Nutrientes e Nutriente/Fármacos

2 INTERAÇÕES F/N - Influência dos fármacos no estado nutricional - ingestão, absorção, metabolismo. Ex: tratamento de câncer. Necessidades maiores, substituição por alimentos. N/F - Influência dos nutrientes na absorção ( ou ), no metabolismo e excreção de fármacos, quelação do fármaco - Elaboração também de tabelas, bulas imprecisas, conhecimento recente.

3 Bebida correta na administração de medicamentos - problemas como ingestão com café e leite - mitos sobre antibióticos. Horários de administração de medicamentos, erros comuns, medicamentos de venda livre INTERAÇÕES

4 Principal motivo: presença e absorção de alimentos e medicamentos no TGI Tipos de interações: químicas e físicas. Alvo: tratamento de doenças crônicas, crianças, gestantes, lactentes, idosos. Possibilidade de outras interações. Conhecimento novo: maior interesse década de 90. INTERAÇÕES

5 Tipos de interações: 1- Drogas influenciando o estado e as necessidades nutricionais (ingestão, absorção, metabolismo e excreção dos nutrientes) 2- Nutrientes influenciando as ação terapêutica das drogas INTERAÇÕES

6 EFEITO NA INGESTÃO DE ALIMENTOS Perda de apetite: Câncer (cisplatina e outros) - terapêutica : refeições sem cor e sem odor (queijo ricota, compota de maça, sorvete). Penicilamina - anti-reumático (queda de zinco e cobre). Hipogeusia: lidocaína, anfetamina (doce e amargo), insulina (doce salgado), benzocaína (ácido).

7 Disgeusia exemplos: antibióticos (anfotericina B e ampicilina), antiepilético (fenitoína). Agentes anoréticos: adrenérgicos (secreção de noraepinefrina no SNC), seratroninérgicas (inibe a reabsorção de serotonina, EX: FENFLURAMINA). EFEITO NA INGESTÃO DE ALIMENTOS

8 Aumentam o apetite: Antihistamínicos (cloridratato de cicloeptidina), anticonvulsivantes (ácido valpróico), drogas psicotróficas (Diazepan e Meprombamato), corticosteróides (cortisona e prednisona). Diminuem o gasto energético - Lorazepan, morfina e pancurônio. Oferta maior de energia - Propofal - sedativo Kcal por dia em paciente de 70 Kg OUTROS EFEITOS NA INGESTÃO DE ALIMENTOS

9 ALTERAÇÃO NA ABSORÇÃO DOS NUTRIENTES Efeitos luminais - agentes laxativos e catárticos (reduzem o tempo de trânsito). Colestiramina e neomicina - ação na bile. Metildopa (anti-hipertenso)- má absorção de ferro e B12.

10 ALTERAÇÃO NA ABSORÇÃO DOS NUTRIENTES Anticonvulsivantes (fenobarbital e primidona) - cálcio e Vitamina D. Cimetidina (diminui a secreção de ácido estomacal) - reduz B12. Metotrexato (doenças anto-imunes) - folacina, má absorção de vitamina D e cálcio

11 Antiácidos reduz a absorção de cálcio, ferro, magnésio e zinco. Drogas que modificam a mucosa: laxativas, aspirina e drogas ácidas (dificulta absorção de minerais), quimioterápicos, antibióticos. ALTERAÇÃO NA ABSORÇÃO DOS NUTRIENTES

12 ALTERAÇÃO NO METABOLISMO E EXCREÇÃO DOS NUTRIENTES Drogas antivitaminícas (inibe enzimas por competição com as vitaminas) – Folato (MTX (câncer) e pirimetidina (anti- protozoários) ; B6 (L-dopa (anti-parkinson), penicilina, hidralasina (vasodilatodor)); K (cumarínicos) - cuidado com vegetais;

13 ALTERAÇÃO NO METABOLISMO E EXCREÇÃO DOS NUTRIENTES Inibidores da MAO: Aminas ativas biologicamente (serotonina, histamina) - desaminadas pela MAO – está em desuso. Problema: antidepressivos (Nardil, Aurorix edeprenili), antimicrobianos e anitneoplásicos. Sintomas – dor de cabeça, mal estar, alteração de humor. Terapêutica : evitar queijo, salsicha, peixe defumado, abacate, chocolate, amendoins – ricos em aminas.

14 EDTA contra chumbo aumenta excreção de zinco Problemas de excreção e esgotamento de Vitamina K (cefalosporinas - antibióticos). Terapêutica Vit. K na VEIA. ALTERAÇÃO NO METABOLISMO E EXCREÇÃO DOS NUTRIENTES

15 Diuréticos orais (furosemida) – excretam cálcio, zinco, magnésio. Diuréticos de alça como tiazida perda de sódio na urina. Quimioterapia – série de alterações em nutrientes - suplementação. ALTERAÇÃO NO METABOLISMO E EXCREÇÃO DOS NUTRIENTES

16 DROGAS DE ABUSO Anfetaminas: apetite diminuído, início retardado da fome. Cocaína: perda do apetite. Codeína: perda do apetite com uso crônico. Maconha: controvérsias. Metadona: perda do apetite com uso crônico.

17 EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS Promover ou diminuir a absorção dos medicamentos. Formação de quelatos Alterar o metabolismo das drogas Alterar a excreção renal Ação metabólica: micronutrientes e macronutrientes interferem no sistema enzimático hepático

18 Alimentos e nutrientes no lúmen – podem: Reduzir a dosagem terapêutica – ineficiência - absorção diminuída ou retardada. Ou, ainda, aumentada Ou não afetada. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

19 Drogas básicas melhor absorvidas: nitrofurantoína (antibacteriano) e hidralazina (vasodilatador). Drogas ácidas menos absorvidas: L-dopa (antiparkison), penicilina G e digoxina (digitálico). Influência de patologias - exemplo clássico: cetaconazol (antifungico, antimicótico) na AIDS. Ação quelante: tetraciclina e cálcio, evitar leite e derivados. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

20 Alimentos quentes e antiácidos - problema com cápsulas. Glicose em excesso - diminuem a absorção de medicamentos, exceção ampicilina e teofilina (antiasmático). Excesso de proteína e pouco lipídio- menor absorção de fenilbutazona (antinflamatório-reumatismo) e teofilina Excesso de água - problemas com amoxicilina. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

21 Suplementos minerais e leite - 3 horas. B 12, B 1 e B 2 - aumento dos níveis de folato Vitamina E melhora a utilização da vitamina A Tanino (banana, café e mate) - diminuição de ferro Fitato promovem a diminuição de zinco EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

22 Exemplos de drogas ingeridas nas refeições: – para impedir colateralidades no TGI: aminofilina (brocodilatador), estradiol, fenilbutazona, sulfato ferroso, paracetamol, pepsina, reserpina ( freqüência cardíaca e vasodilatador). – para aumentar a absorção da droga: carbonato de lítio (estabilizador de humor), fenitíona (antiepilético), griseofulvina (antifungo), warfarina (anticoagulante). – para aumentar a eficiência da droga: pancreatina, porbucol (hipolipidêmico). – Para melhorar a tolerância a droga: alopurinol ( ácido úrico) EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

23 Drogas ingeridas antes ou depois das refeições – para diminuir as alterações do TGI: colchicina (anti- hiperurêmico) – para não prejudicar a absorção da droga: penicilina G potássica, ampicilina, cefalexina. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

24 Drogas ingeridas depois das refeições – para evitar as alterações do TGI: clorotiazida (diurético), clorpromazina (antipsicótico), indometacina (antinflamatório). – para evitar que o alimento retarde a absorção da droga: digoxina, cloreto de cálcio. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

25 Drogas ingeridas depois das refeições – Para maior eficiência da droga: eritromicina (antibiótico). – Para manter o caráter antiácido da droga: carbonato de cálcio (uma hora) EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

26 Drogas ingeridas antes das refeições – para diminuir as alterações do TGI: ergotamina (vasoconstrictor) e derivados – para evitar alteração sobre a absorção da droga: IMAO, teofilina (antiasmático), cefalexina (1 hora) – Para maior ação da droga: dipiridamol ( trombo) EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

27 Drogas ingeridas com pequenas refeições – para evitar irritação esofagiana: levodopa (L-dopa) – para diminuir colateralidades do TGI: ácido acetilsalicílico, tetraciclina, amoxicilina. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

28 Drogas ingeridas com pequenas quantidades de líquidos: – para diminuir colateralidades do TGI: teofilina e derivados (água 30 a 60 minutos antes das refeições), eritromicina (água 2 a 3 horas antes das refeições) Drogas ingeridas com grandes quantidades de líquidos: alopurinol ( ácido úrico). EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

29 Drogas ingeridas com estômago vazio: – para evitar diminuição da absorção da droga: tetraciclina, sulfas. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

30 Drogas ingeridas em jejum: – para não retardar ou reduzir a absorção da droga: acetominofen (antipirético), amoxicilina, ampicilina. – Para acelerar a absorção da droga: aspirina, cimetidina ( secreção gástrica), digoxina. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

31 Drogas usadas fora do jejum: – para evitar distúrbios do TGI: ácido ascórbico – para diminuir náuseas: diazepan (ansiolítico, sedativo). EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

32 Drogas usadas no DM: – Glibenclamida ou gliburida – não há orientação, em geral antes da refeição. – Metformina – tomar durante as refeições – diminuir desconforto gástrico. – Glipizida – 30 minutos antes da 1ª refeição do dia. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

33 Drogas usadas na HA: – Captopril – uma hora antes das refeições, absorção reduzida em 30-40% com a refeição. – Propanolol – durante a refeição – aumentar a biodisponibilidade. – Lozartana – não há necessidade de considerar a alimentação. – AAS – logo após a refeição ou durante a refeição – diminuir a irritação no TGI EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

34 ALIMENTOS E NUTRIENTES ESPECÍFICOS. Ferro-diminuição da biodisponibilidade de tetraciclina, metildopa, captopril, carbidopa, metildopa. Fenitoína (antiepilético) - redução com alimentos proteícos. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

35 Redução de sódio - nefrotoxicidade de ciclosporina, aumento da concentração plasmática de lítio. Bebidas com cafeína - com teofilina causa potencialização da droga. Agentes neurolépticos - redução da eficácia clínica EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

36 Sucos cítricos- potencialização da quinidina (antiarrítmico) Alimentos ricos em fibras - retardam a absorção de digoxina e acetominofeno (antipirético) Refeição rica em gorduras - aumenta a absorção do antineoplásico e grisefulvina (antifungo) Alimentos em geral - Clorotiazida, propanolol e nitrofurantoína, aumento da absorção dessas drogas EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

37 Alimentos em geral: cimetidina - absorção retardada, aspirina diminui a velocidade de absorção. Agentes microbianos em geral (penicilina, tetraciclina, celfalexina) - pode ocasionar a diminuição da absorção das drogas. Warfarin - Cebolas fritas ou cozidas potencialização; brócolis, alface, repolho e couve diminuição da ação. EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

38 Proteínas ou carnes grelhadas no carvão - diminuição na meia vida plasmática da teofilina. ÁLCOOL - REAÇÕES VARIAM - NO GERAL DIMINUIÇÃO. NUNCA USAR ÁLCOOL COM SEDATIVOS EFEITO NO SNC POTENCIALIZADO EFEITOS DOS ALIMENTOS E DA NUTRIÇÃO COM DROGAS

39 Avaliação das interações entre medicamentos para doenças cardiovasculares e alimentos na cidade de Aracaju, Ana Paula Pereira Menezes Orientador Prof. Dr. Paulo Sérgio Marcellini

40 METODOLOGIA A população de estudo foi composta, na sua maioria por idosos da cidade de Aracaju. Os dados foram coletados com base em um questionário e analisados pelo programa Epiinfo versão 3.3.

41 RESULTADOS E DISCUSSÃO Dos 119 pacientes entrevistados, 58% foram do sexo masculino com média de idade de 63,2 anos com a faixa etária de 41 a 82 anos, destes 66,9% são casados e 33,3% cursaram até o ensino médio. A maior parte dos entrevistados tem como principal problema cardiovascular a hipertensão com 98,3%, sendo que 15,1% têm concomitante a Diabetes Mellitus.

42 Dentre os 87 medicamentos informados durante as entrevistas, o mais citado foi o captopril (32,18%), seguido de ácido acetilsalisílico (24,13%), besilato de anlodipino (16,09%). Menos da metade dos pacientes 37,8% faz uso de apenas um medicamento, sendo que 26,90% usa dois medicamentos, 17,64% utiliza três medicamentos, 10,92% utiliza quatro medicamentos e 6,72% administram cinco medicamentos concomitantemente. RESULTADOS E DISCUSSÃO

43 Os líquidos mais utilizados para administrar os medicamentos foram água (90,53%), leite (1,13%), suco (0,75%) e outros (7,19%). Com relação à orientação em relação à refeição 62,2% alegam ser orientados pelos médicos, 36,1% não recebeu orientação e 1,7% outros. RESULTADOS E DISCUSSÃO

44 O critério, de correto e incorreto, para a utilização de medicamentos em relação ao horário da refeição foi estabelecido de acordo com Katsung, 2003, Gilman, 2006, Mosegui et al,2005, Ribeiro et al,2005, Bricks,1997, Salazar e Pimentel,2002, Rodrigues,2005, Andrés et al, 2004 e Kfouri e Akamine,1998. RESULTADOS E DISCUSSÃO

45 Tabela 1 - Porcentagem de administrações medicamentosas corretas e incorretas em relação ao horário da alimentação. RESULTADOS E DISCUSSÃO

46 CONCLUSÃO De acordo com os resultados obtidos foi observado que há uso incorreto do medicamento na população estudada, havendo tanto interações fármaco-alimento como administração em horários indevidos. Entretanto em relação ao líquido utilizado a maioria administra o medicamento corretamente. Portanto, é essencial o esclarecimento dos profissionais de saúde e dos pacientes idosos para diminuir as interações fármaco/alimento.


Carregar ppt "Prof. MSc. Aline M. de B. Marcellini Interações Fármaco/Nutrientes e Nutriente/Fármacos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google