A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hildegard E. Peplau A mãe da enfermagem psiquiátrica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hildegard E. Peplau A mãe da enfermagem psiquiátrica."— Transcrição da apresentação:

1 Hildegard E. Peplau A mãe da enfermagem psiquiátrica

2 Aspectos biográficos: Afim de ajudar na contextualização do trabalho de Peplau, destacamos alguns trechos de sua vida pessoal e profissional.

3 Aspectos biográficos Hildegard Elizabeth Peplau nasceu em 1º de setembro de 1909 em Reading, na Pensilvânia. Na infância, presenciou a epidemia de gripe ocorrida em 1918, fato que influenciou sobremaneira em sua compreensão sobre o impacto da enfermidade e da morte para as famíliasHildegard Elizabeth Peplau nasceu em 1º de setembro de 1909 em Reading, na Pensilvânia. Na infância, presenciou a epidemia de gripe ocorrida em 1918, fato que influenciou sobremaneira em sua compreensão sobre o impacto da enfermidade e da morte para as famílias

4 Aspectos biográficos: Sua carreira na enfermagem teve início em 1931 com sua graduação em um programa de enfermagem em Pottstown, Pensilvânia.Sua carreira na enfermagem teve início em 1931 com sua graduação em um programa de enfermagem em Pottstown, Pensilvânia. Graduou-se em Psicologia Interpessoal, em 1943 no "Bennington College" onde atuou como enfermeira.Graduou-se em Psicologia Interpessoal, em 1943 no "Bennington College" onde atuou como enfermeira.

5 Aspectos biográficos: Entre os anos de 1943 e 1945 compôs o grupo de enfermeiras do Exército dos Estados Unidos. onde teve a oportunidade de conhecer os psiquiatras mais importantes do mundo, como: Harry Stack Sullivan, Abraham H. Maslow e Sigmund Freud. Entre os anos de 1943 e 1945 compôs o grupo de enfermeiras do Exército dos Estados Unidos. onde teve a oportunidade de conhecer os psiquiatras mais importantes do mundo, como: Harry Stack Sullivan, Abraham H. Maslow e Sigmund Freud.

6 Aspectos biográficos: Obteve seus títulos de Mestre e Doutora em Enfermagem Psiquiátrica no "Teachers College" da Universidade de Columbia, onde, no início dos anos cinqüenta, ministrou aulas de enfermagem psiquiátrica.Obteve seus títulos de Mestre e Doutora em Enfermagem Psiquiátrica no "Teachers College" da Universidade de Columbia, onde, no início dos anos cinqüenta, ministrou aulas de enfermagem psiquiátrica. No ano de 1948 concluiu o livro "Interpersonal Relations in Nursing, como parte se sua tese.No ano de 1948 concluiu o livro "Interpersonal Relations in Nursing, como parte se sua tese. Também obteve formação em psicanálise pelo Instituto William Alanson White de Nova York.Também obteve formação em psicanálise pelo Instituto William Alanson White de Nova York.

7 Aspectos biográficos: De 1954 a 1974 trabalhou como professora da Faculdade de Enfermagem de Rutgers e ali criou o primeiro programa de pós-graduação em enfermagem psiquiátrica.De 1954 a 1974 trabalhou como professora da Faculdade de Enfermagem de Rutgers e ali criou o primeiro programa de pós-graduação em enfermagem psiquiátrica. Foi consultora da Organização Mundial de Saúde e professora visitante em universidades da África, América Latina, Europa e Estados Unidos.Foi consultora da Organização Mundial de Saúde e professora visitante em universidades da África, América Latina, Europa e Estados Unidos.

8 Aspectos biográficos: Única enfermeira a exercer os cargos de diretora executiva e presidenta da Associação de Enfermeiras Americanas (ANA).Única enfermeira a exercer os cargos de diretora executiva e presidenta da Associação de Enfermeiras Americanas (ANA). Trabalhou junto ao Conselho Internacional de Enfermagem (CIE) por dois períodos.Trabalhou junto ao Conselho Internacional de Enfermagem (CIE) por dois períodos.

9 Aspectos biográficos: Faleceu em 17 de março de 1999, aos 89 anos, em sua casa em Sherman Oaks, Califórnia, após uma trajetória que influenciou profundamente a enfermagem a ponto de ela ser considerada a "enfermeira do século" e destacada, na área da psiquiatria, como "a mãe da enfermagem psiquiátrica".Faleceu em 17 de março de 1999, aos 89 anos, em sua casa em Sherman Oaks, Califórnia, após uma trajetória que influenciou profundamente a enfermagem a ponto de ela ser considerada a "enfermeira do século" e destacada, na área da psiquiatria, como "a mãe da enfermagem psiquiátrica".

10 Argumentos da teoria: Com a apresentação de seu livro "Interpersonal Relations in Nursing: a conceptual frame of reference for psychodinamic nursing", em 1952, Hildegard Peplau introduziu um novo paradigma para a enfermagem centrado nas relações interpessoais que se processam entre a enfermeira e o pacienteCom a apresentação de seu livro "Interpersonal Relations in Nursing: a conceptual frame of reference for psychodinamic nursing", em 1952, Hildegard Peplau introduziu um novo paradigma para a enfermagem centrado nas relações interpessoais que se processam entre a enfermeira e o paciente

11 Argumentos da teoria: Conceitos básicosConceitos básicos Para entendermos a teoria de Peplau, é preciso que alguns termos sejam explicados, segundo a teorista, tais como: Para entendermos a teoria de Peplau, é preciso que alguns termos sejam explicados, segundo a teorista, tais como:SaúdePessoaMeio

12 Argumentos da teoria: Definição de Saúde:Definição de Saúde: A saúde é uma representação de um movimento contínuo da personalidade e de outros processos humanos em direção de uma vida pessoal e comunitária, criativa, construtiva e produtiva. A saúde é uma representação de um movimento contínuo da personalidade e de outros processos humanos em direção de uma vida pessoal e comunitária, criativa, construtiva e produtiva. A saúde consta de condições interpessoais e psicológicas que interatuam. É promovida através do Processo Interpessoal. A saúde consta de condições interpessoais e psicológicas que interatuam. É promovida através do Processo Interpessoal.

13 Argumentos da teoria: Definição de pessoa:Definição de pessoa: É um ser bio-psico-sócio-espiritual que está em desenvolvimento constante. Descreve-o como um organismo em desenvolvimento, que tem a capacidade de compreender a sua situação e se esforça por reduzir e transformar a ansiedade provocada pelas necessidades, em energia positiva que lhe permita responder as mesmas. É um ser bio-psico-sócio-espiritual que está em desenvolvimento constante. Descreve-o como um organismo em desenvolvimento, que tem a capacidade de compreender a sua situação e se esforça por reduzir e transformar a ansiedade provocada pelas necessidades, em energia positiva que lhe permita responder as mesmas. Vive em equilíbrio instável. Vive em equilíbrio instável.

14 Argumentos da teoria: Definição de meio:Definição de meio: Peplau não define meio de forma explícita. Mas refere que a enfermeira tem de ter atenção à cultura e aos costumes, quando uma pessoa muda de meio (ex. quando a pessoa é hospitalizada). Peplau não define meio de forma explícita. Mas refere que a enfermeira tem de ter atenção à cultura e aos costumes, quando uma pessoa muda de meio (ex. quando a pessoa é hospitalizada).

15 Argumentos da teoria: Esse processo interpessoal que Peplau se refere, é necessário a participação de duas ou mais pessoas que se beneficiem destas interações. Esse processo interpessoal que Peplau se refere, é necessário a participação de duas ou mais pessoas que se beneficiem destas interações. A teoria resume duas condições de interação que são essenciais à saúde: A teoria resume duas condições de interação que são essenciais à saúde: As necessidades fisiológicas; As necessidades fisiológicas; As condições interpessoais. As condições interpessoais.

16 Argumentos da teoria: No que refere à Teoria das Relações Interpessoais de Peplau, pode-se dizer que seus fundamentos são as do crescimento e desenvolvimentoNo que refere à Teoria das Relações Interpessoais de Peplau, pode-se dizer que seus fundamentos são as do crescimento e desenvolvimento

17 Argumentos da teoria: Segundo Peplau, a relação interpessoal terapêutica é composta por quatro fases: Orientação;Segundo Peplau, a relação interpessoal terapêutica é composta por quatro fases: Orientação; Identificação; Identificação; Aprofundação; Aprofundação; Resolução. Resolução.

18 Teorias utilizadas Teoria PsicoanalistaTeoria Psicoanalista Teorias da:Teorias da: -Interacção -Fenomenologia -Existencialismo Interação Enfermeira Paciente

19 Realizado pelos acadêmicos de Enfermagem da universidade Castelo Branco: Nathalie Caliari Thiago Pacheco


Carregar ppt "Hildegard E. Peplau A mãe da enfermagem psiquiátrica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google