A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Informação e Educação Onde entra o professor?. Conversa com professores de ETECs Jarbas Novelino Barato.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Informação e Educação Onde entra o professor?. Conversa com professores de ETECs Jarbas Novelino Barato."— Transcrição da apresentação:

1 Informação e Educação Onde entra o professor?

2

3 Conversa com professores de ETECs Jarbas Novelino Barato

4 São Paulo, 7 de março de 2012

5 Computadores e Professores Considerações preliminares,antes de ir ao ponto

6

7 Metáfora Iluminadora O computador é um piano (Alan Kay)

8 Pode também ser pedra...

9

10 que se converte

11 nisso

12 ou... nisso

13

14 computadores Tudo imitam Concretizam sonhos Reproduzem bobagens Reproduzem maravilhas Agigantam a mesmice Tocam obras primas

15 Computadores são ferramentas Que limitam realizações Que alargam horizonte ___________________ É bom não esquecer a primeira É bom trabalhar sempre para concretizar a segunda

16 Sobre limites: Para uma criança com um martelo, o mundo inteiro vira prego

17 Tento sitematizar Computadores tudo podem Uso de computadores depende de imaginação Imaginação cria mundos que o computador pode reproduzir Imaginação tem precedência A imaginação é dos professores, não dos computadores ou dos especialistas em computadores

18 vamos ao ponto com imagem

19 PROFESSORES NÃO PODEM CONVIVER COM COMPUTADORES ASSIM:

20

21 professores precisam ser vistos e se verem assim:

22

23 Como odeia mascarar sentimentos, não ri e nem chora quando está maquiada.

24 Vamos ao tema central, começando com imagens

25

26

27 fartura de informação nem sempre é vantagem informação é produto que requer interpretação e significação

28 nossa espécie tem modos próprios de lidar com informação há assimetria entre os atores: computador e humano

29 o importante é que quem se educa aprenda a dizer sua própria palavra, não a palavra de outrem, computador incluso

30 EXAMINEMOS A QUESTÃO COM UM EXEMPLO SIMPLES

31 copiem este número

32 Observações Número autêntico Substitui código de barras Tradução para humanos Quem não o digita no tempo certo é punido

33 TEM SOLUÇÃO?

34 Solução Parcelado e em corpo legível, o número não assustará ninguém

35

36

37

38 fartura de informação não garante aprendizagem, pode ser, inclusive, barreira

39

40 O que o exemplo mostra Meia solução no número completo Boa solução no número parcelado Ignorância do humano no 1º caso Humanização da informação no 2º

41 O que está por trás do 1º caso? Filosofia da eficiência Adaptação das pessoas ao sistema Culpabilização da vítima Conveniências de muitos tipos: de engenharia, corporativas, sistêmicas etc. Informação enganosa de que tecnologia digital é assim mesmo

42 O que inspira o 2º caso? Adaptação do programa às pessoas Concretização de achados da psicologia do conhecimento Clareza quanto a fins Design interativo (cf. Teoria da Atividade)

43 Referências George Miller: indicação de que a memória dos humanos gravita em torno do número sete Donald Norman: insistência em sistemas que consideram modos humanos de pensar, agir e decidir Teoria da Atividade: tecnologia é função não só de engenharia, mas tb de história, sociedade, biologia...

44 Erros que cometem conosco: gentes e docentes Converter-nos em escravos alegres do sistema Ignorar o que sabemos, em termos de conteúdo e de tratamento da informação Começar pelo sistema, não por questões que empolgam gente

45 Voltemos à Metáfora

46 um caminho Professores: compositores de música para o piano ou maestros que podem escolher bons repertórios. Para tanto precisam produzir música antes que haja execução no piano. Coração da proposta: tudo precisa ser feito para que a audiência aprenda a amar a música, não necessariamente o piano.

47 Exercício inicial Humor Surpresa Interesse Prazer Descoberta Reciprocidade

48 UMA PROPOSTA PARA COMPOR MÚSICA

49 O que pode proporcionar Uso sistemático da internet Oportunidade de autoria docente Conversas sobre o que fazer com informação Possibilidade de trabalhar com interesses Jogo e humor presentes Cooperação intragrupo

50 Finalidades da WG Criar interesse por um assunto a ser estudado Utilizar conteúdos da internet Promover interpretação de informações Articular dados encontrados com outras fontes de informação – livros, pessoas, etc. Iniciar transformação de informação Aproximar-se de boas fontes de informação

51 Papéis do professor Autorar um material de ensino-aprendizagem Selecionar fontes de boa qualidade Animar a atividade nos espaços de aprendizagem: sala de aula, laboratório e outros Arbitrar descobertas dos alunos Usar com imaginação a internet

52 Grande desafio: driblar o Google Criar atividade nas quais os alunos atuem como intérpretes e filtros da informação, interpretando textos, imagens, ilustrações etc.

53

54 Desafio: padrão Quinze questões que exijam respostas curtas e objetivas a partir de informação web Três atividades, performances do grupo, vinculadas a questões respondidas Duas missões gincaneiras vinculadas a questões respondidas

55 Exemplo de questão A laranja é a fruta mais cultivada no Brasil. Qual é a segunda? (3 pontos) (em Mesa Americana)

56 Exemplo de questão com atividade Lendas indígenas contam que ela surgiu do corpo de uma linda menina, enterrada no centro da casa em que vivia sua mãe. Que planta é essa? (5 pontos). ATIVIDADE. Depois de receber OK de seu professor, vocês deverão preparar uma atividade que vale 20 pontos. Encontrem e copiem uma das versões da lenda sobre o alimento estudado. Preparem e ensaiem uma leitura dramática da lenda a ser apresentada no Show final da WebGincana. Bônus de 10 pontos será atribuído à equipe que fizer a melhor apresentação.

57 Exemplo de questão com misão Em que região, segundo uma famosa chef de cozinha, estão localizadas cooperativas para a produção de mel das nossas abelhas nativas? (4 pontos). MISSÃO. Tragam até a sala da WebGincana um pote de mel de abelhas nativas. (20 pontos). Bônus de 10 pontos para o grupo que chegar primeiro na sala com o objeto solicitado.

58 EXEMPLO: MESA AMERICANA

59

60 Estrutura básica Introdução: pequeno texto, tentando provocar interesse Desafio: questões, atividades e missões Recursos: indicação de sites selecionados Avaliação: informação de como os grupos ganharão os pontos propostos Referências: o que inspirou o trabalho

61 Onde publicar Numa página web Em papel No Word Em ambiente de um blog Num publicador de WebQuests, como o Zunal, fazendo as devidas adaptações

62 Exemplo em blog mini-wg-manuel-bandeira/ MiniWebGincana Manuel Bandeira

63 Questão com Atividade Aqui Bandeira nos fala de uns meninos que carregam carvão para ganhar trocados. (5 pontos) Atividade: Leiam e ensaiem o poema descoberto. Preparem uma apresentação criativa do mesmo para o show final da WebGincana. (20 pontos)

64 Referências Mini WebGincana Manuel bandeira Artigo sobre WebGincana Mesa Americana

65 Relembrando...

66 Não queremos isso:

67

68 Queremos isso:

69

70 Obrigado!

71

72 Trilha Musical ÁlbumPara ouvir... Nas figuras de piano e do pianista, o fundo musical é do álbum Meus Caros Pianistas, de Francis Hime. Para ouvir o álbum, clique sobre a imagem ao lado.

73 Onde me encontrar Face Book: Blog Boteco Escola:


Carregar ppt "Informação e Educação Onde entra o professor?. Conversa com professores de ETECs Jarbas Novelino Barato."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google