A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso sobre uso racional de medicamentos Marcelo Alcantara Holanda Prof Adjunto de Medicina Intensiva / Pneumologia Universidade Federal do Ceará

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso sobre uso racional de medicamentos Marcelo Alcantara Holanda Prof Adjunto de Medicina Intensiva / Pneumologia Universidade Federal do Ceará"— Transcrição da apresentação:

1 Curso sobre uso racional de medicamentos Marcelo Alcantara Holanda Prof Adjunto de Medicina Intensiva / Pneumologia Universidade Federal do Ceará Seleção de medicamentos com base em eficácia, segurança, aplicabilidade e custo

2 O uso racional de medicamentos consiste em oferecer ao paciente a medicação adequada a suas necessidades clínicas, nas doses correspondentes, por tempo adequado e ao menor custo possível para si e para a comunidade. OMS, Nairobi, 1985

3 O problema do uso Irracional de medicamentos Cerca de 50% de todos os medicamentos são: –Prescritos –Dispensados –Vendidos de forma inadequada. 1/3 da população mundial não tem acesso a medicamentos essenciais. OMS

4 Por quê pré-selecionar um medicamento ? Em média um médico atende 40 pacientes / dia Como escolher o medicamento certo para cada paciente? Pré-definindo o medicamento índice –Trata-se de escolha prioritária para determinadas indicações –Viabilizar um uso REGULAR para a maioria dos pacientes com a indicação

5 Ao final desta atividade espera-se que o aluno: Compreenda os passos necessários à pré- seleção de medicamentos para indicações específica Reflita sobre seu receituário básico visando uma re-avaliação dos critérios de eficácia, segurança, aplicabilidade e custo para escolha dos medicamentos mais adequados a maioria dos seus pacientes

6 Porque NÃO copiar a partir de colegas especialistas ou de consensos (diretrizes)? A responsabilidade final pelo paciente é do médico, sendo individual e intransferível É preciso pensar por si próprio A seleção favorece o aprendizado de conceitos e dados farmacológicos e o valor terapêutico dos medicamentos Estimula o ganho de experiência e de conhecimento aprofundado sobre um grupo restrito de drogas

7 Passos para escolha dos medicamentos índice 1. Definição da indicação (diagnóstico) 2. Especificação do objetivo terapêutico 3. Levantamento de um grupo de medicamentos eficazes 4. Comparação entre os grupos, drogas e formas farmacêuticas quanto a: –Eficácia –Segurança –Aplicabilidade –Custo

8 Passos para escolha dos medicamentos índice 1. Definição precisa da indicação (diagnóstico) Ex.: Asma brônquica Doença inflamatória crônica, com hiperresponsividade das vias aéreas inferiores e limitação variável ao fluxo aéreo, reversível espontaneamente ou com tratamento, manifestando-se clinicamente por episódios recorrentes de sibilância, dispnéia, aperto no peito e tosse, particularmente à noite e pela manhã ao despertar. Resulta de uma interação entre genética, exposição ambiental a alérgenos e irritantes, e outros fatores específicos que levam ao desenvolvimento e manutenção dos sintomas. IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

9 Passos para escolha dos medicamentos índice 1.1 Refinando a indicação (diagnóstico) Ex.: Asma brônquica persistente moderada IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

10 Passos para escolha dos medicamentos índice 1. Definição da indicação (diagnóstico) 2. Especificação dos objetivos terapêuticos 3. Levantamento de um grupo de medicamentos eficazes 4. Comparação entre os grupos, drogas e formas farmacêuticas quanto a: –Eficácia –Segurança –Aplicabilidade –Custo

11 2. Especificação dos objetivos terapêuticos Asma brônquica persistente moderada Controlar os sintomas e prevenir exacerbações IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

12 Tratamento de manutenção da asma brônquica IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

13 Passos para escolha dos medicamentos índice 1. Definição da indicação (diagnóstico) 2. Especificação dos objetivos terapêuticos 3. Levantamento de um grupo de medicamentos eficazes 4. Comparação entre os grupos, drogas e formas farmacêuticas quanto a: –Eficácia –Segurança –Aplicabilidade –Custo

14 2. Grupos de medicamentos eficazes Asma brônquica persistente moderada IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 Agentes contra a inflamação das vias aéreas e outros Broncodilatadores Corticóides inalatórios Cromonas Cromoglicato Anti-leucotrienos Omalizumabe Anti-IgE Beta-2 adrenérgicos de curta ação de longa ação Anti-colinérgicos Xantinas No tratamento de manutenção recomenda-se corticóides inalados e beta-2 agonista de longa ação Beta-2 de curta podem ser usados para alívio dos sintomas

15 Passos para escolha dos medicamentos índice 1. Definição da indicação (diagnóstico) 2. Especificação dos objetivos terapêuticos 3. Levantamento de um grupo de medicamentos eficazes 4. Comparação entre os grupos, drogas e formas farmacêuticas quanto a: –Eficácia –Segurança –Aplicabilidade –Custo

16 Corticosteróides na asma – mecanismos de ação IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

17 Corticosteróides na asma Eficácia vs efeitos adversos IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

18 10 a 50% 50 a 80% Beclometasona 20% Flunisolida 21% Triancinolona 10,6% Budesonida 11% Fluticasona 1% Mometasona <1% Biodisponibilidade oral (efeitos sistêmicos) dos corticóides inalados

19 Dispositivos inalatórios para tratamento da asma Inaladores de pó são mais fáceis/eficientes do que aerosol dosimetrado – bombinha – exceto se uso de espaçadores IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006

20 2.2. Corticóides inalatórios na asma Tabela comparativa IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 National Heart, Lung, and Blood Institute National Asthma Education and Prevention Program Expert Panel Report 3: Guidelines for the Diagnosis and Management of Asthma Full Report 2007 Corticóide/dispositivoEficácia (dose média) – mcg Bionisponibilidade/ Efeitos sistêmicos Aplicabilidade/facilidade de uso do dispositivo Beclometasona – pó500 a Beclometasona – aerosol dosimetrado 500 a Triamcinolona aerosol dosimetrado 1000 a Budesonida pó600 a Fluticasona - pó300 a Fluticasona – aerosol dosimetrado 264 a 440- Ciclosenida – aerosol dosimetrado ??? – Não relacionado em diretrizes

21 2.2. Beta-2 de longa ação Devem ser associados a corticóides inalados em caso de asma moderada persistente Tabela comparativa IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 National Heart, Lung, and Blood Institute National Asthma Education and Prevention Program Expert Panel Report 3: Guidelines for the Diagnosis and Management of Asthma Full Report 2007 Beta-2dispositivoEficáciaSegurança/Efeitos colaterais Aplicabilidade/facilida de de uso Salmeterol pó+++++ Formoterol pó+++ Início de ação mais rápido ++ Risco de confusão cápsulas VO vs Inal

22 2.2. Corticóides inalatórios na asma Tabela comparativa IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 National Heart, Lung, and Blood Institute National Asthma Education and Prevention Program Expert Panel Report 3: Guidelines for the Diagnosis and Management of Asthma Full Report 2007 Corticóide/dispositivoApresentação /Forma farmacêutica Aplicabilidade / Possibilidade de titulação da dose Custo /mês R$ Fluticasona + Salmeterol – pó Seretide 50/250 Diskus Dispositivo fácil /2x/dia / - 91,61 Budesonide + Formoterol - pó Foraseq 12/4002x/dia, cápsulas distintas, risco de confusão / + 97,25 Symbicort 6/200Dispositivo fácil 2 doses, 2x/dia / + 167,02 Symbicort 12/400Dispositivo fácil 2x/dia / - 103,25 Alenia 6/2002 doses, 2x/dia, cápsulas, risco de confusão / + 92,78 Alenia 12/4002x/dia, cápsulas, risco de confusão / + 75,45

23 2.2. Corticóides inalatórios na asma Tabela comparativa IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 National Heart, Lung, and Blood Institute National Asthma Education and Prevention Program Expert Panel Report 3: Guidelines for the Diagnosis and Management of Asthma Full Report 2007 Corticóide/dispositivoApresentação /Forma farmacêutica Aplicabilidade / Possibilidade de titulação da dose Custo /mês R$ Fluticasona + Salmeterol – pó Seretide 50/250 Diskus Dispositivo fácil /2x/dia / - 91,61 Budesonide + Formoterol - pó Foraseq 12/4002x/dia, cápsulas distintas, risco de confusão / + 97,25 Symbicort 6/200Dispositivo fácil 2 doses, 2x/dia / + 167,02 Symbicort 12/400Dispositivo fácil 2x/dia / - 103,25 Alenia 6/2002 doses, 2x/dia, cápsulas, risco de confusão / + 92,78 Alenia 12/4002x/dia, cápsulas, risco de confusão / + 75,45

24 Uma paciente procura o Dr Marcelo com quadro compatível com asma e sintomas de dispnéia e sibilância 4x/semana com um ou dois despertares noturno no mesmo intervalo de tempo. A seguinte conduta será tomada: 1- Orientação verbal e escrita sobre a doença e controle de fatores ambientais 2- Plano de ação escrito para crises 3- Prescrição de - Seretide diskus 50/250, inalar 1 dose 2x/dia até reavaliação médica em 3 meses Lavagem da boca e gargarejar após o uso - Beta-2 de curta ação inalado se necessário

25 Sugestão para padronização dos medicamentos em insituições ou diretrizes, etc. Padronização por indicação e não por classe: –Exs.: Pneumonia hospitalar, IAM, etc. –Em vez de Penicilinas, Beta-bloqueadores, etc. Critérios para comparação/seleção (em ordem decrescente de importância) –Eficácia (evidências científicas sólidas, MBE) –Segurança (efeitos colaterais, interações) –Conveniência de uso –Custo

26 Em resumo -A escolha do medicamento ideal para uma dada indicação é factível e resulta em um uso mais racional de medicamentos -Os critérios de eficácia, segurança, aplicabilidade e custo podem nortear a melhor escolha -A pré-seleção de medicamentos pode ser um método eficiente de aprimoramento da prática médica como um todo

27 Prescrever é fácil, mas entender as pessoas é difícil Franz Kafka, Um Doutor do Campo

28

29 IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 National Asthma Education and Prevention Program. Guidelines for the diagnosis and management of asthma. Bethesda, MD: National Heart, Lung, and Blood Institute, National Institutes of Health; Disponível em: URL:

30 IV Diretrizes Brasileiras para o manejo da asma. J Bras Pneumol 2006 National Asthma Education and Prevention Program. Guidelines for the diagnosis and management of asthma. Bethesda, MD: National Heart, Lung, and Blood Institute, National Institutes of Health; Disponível em: URL:


Carregar ppt "Curso sobre uso racional de medicamentos Marcelo Alcantara Holanda Prof Adjunto de Medicina Intensiva / Pneumologia Universidade Federal do Ceará"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google