A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALIMENTO SOCIAL OPORTUNIDADES E INOVAÇÕES. FUNDAMENTOS DA DIFERENÇA CONVENCIONAIS TECNOLOGIA DE BASE FECHADA HERMETISMO DIÁLOGO RESTRITO AO MEIO ENTREGA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALIMENTO SOCIAL OPORTUNIDADES E INOVAÇÕES. FUNDAMENTOS DA DIFERENÇA CONVENCIONAIS TECNOLOGIA DE BASE FECHADA HERMETISMO DIÁLOGO RESTRITO AO MEIO ENTREGA."— Transcrição da apresentação:

1 ALIMENTO SOCIAL OPORTUNIDADES E INOVAÇÕES

2 FUNDAMENTOS DA DIFERENÇA CONVENCIONAIS TECNOLOGIA DE BASE FECHADA HERMETISMO DIÁLOGO RESTRITO AO MEIO ENTREGA DE PACOTES SEGREGAÇÃO DO PROBLEMA VISÃO E ATUAÇÃO PONTUAL SELETIVIDADE GÊNICA EXCLUSÃO DO HOMEM EXCLUSÃO DO MEIO AMBIENTE USO MAXIMIZADO DE RECURSOS PRODUTOS INDUSTRIAIS PRIORIZAÇÃO DO LUCRO GERAÇÃO DE NOVAS DOENÇAS ORGÂNICOS TECNOLOGIAS DE BASE ABERTA INTENSA TROCA DE EXPERIÊNCIAS DIÁLOGO ABERTO / DIFUSÃO DESENVOLVIMENTO DE PROCESSOS OBSERVAÇÃO DO PROBLEMA VISÃO ABERTA E ATUAÇÃO INTERLIGADA DIVERSIDADE GÊNICA INCLUSÃO DO HOMEM INCLUSÃO DO MEIO AMBIENTE USO OTIMIZADO DE RECURSOS PROCESSOS INTERLIGADOS PRIORIZAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE GERAÇÃO DE SAÚDE E VIDA

3 A SÍNTESE DA DESOLAÇÃO

4 PERFIL DO PRODUTO ORGÂNICO (NA PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR) É LIMPO, É MELHOR PARA A SAÚDE, AJUDA A PROTEGER A NATUREZA, DÁ TRANQUILIDADE, DÁ TRABALHO PARA PRODUZIR, DEVE SER MAIS CARO, É MUITO MELHOR, É CHIQUE, É MAIS SABOROSO, É DESEJÁVEL, MAS TEM CUSTADO UM PREÇO IRREAL.

5 PERFIL DO CONSUMIDOR É PROFISSIONAL GABARITADO, É MAIORIA DO SEXO FEMININO, É CASADA (O), TEM MAIS DE UM FILHO, É DA CLASSE MÉDIA, TEM BOM NÍVEL DE INSTRUÇÃO, PREFEREM PRODUTOS DIVERSIFICADOS, PREFEREM QUALIDADE, PREFEREM SABOR A QUANTIDADE, AINDA SÃO A ELITE, AVALIAM CUSTO BENEFÍCIO, TEM REGULARIDADE FINANCEIRA, PAGAM BEM POR CONVENIÊNCIAS, AGEM ESTRATEGICAMENTE, VALORIZAM A SAÚDE.

6 O PERFIL DOS PONTOS DE VENDA A OFERTA NÃO É DIRECIONADA, A APRESENTAÇÃO NÃO É PADRONIZADA, A EXPOSIÇÃO NÃO É ADEQUADA, AINDA SÃO POUCOS, NÃO HÁ EXPERTISE, NÃO HÁ CAMPANHAS INFORMATIVAS, NÃO HÁ SEGURANÇA DA QUALIDADE, NÃO HÁ FORNECIMENTO REGULAR, NÃO HÁ UMA IDENTIDADE CRIADA, NÃO HÁ JUSTIFICATIVAS PARA OS PREÇOS, NÃO HÁ POLÍTICAS COMERCIAIS PARA O SETOR, NÃO HÁ A PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR, NÃO HÁ A PERCEPÇÃO DO PRODUTOR, VISAM PRINCIPALMENTE O LUCRO.

7 O QUE É A comercialização de produtos sustentáveis diretamente dos produtores familiares e produtores do PAIS, para funcionários de empresas publicas ou privadas, via entrega domiciliar de cestas. É viável por convênio institucional, onde empresas e produtores assumem um compromisso contratual de parceria comercial por prazo determinado e número de cestas fornecidas. A empresa utiliza esta ação como incentivo ao bom desempenho da sua força de trabalho e como contrapartida para mitigação de passivos ambientais. O envolvimento e a visibilidade interna gerados, dão transparência as ações de Responsabilidade Social. Estende às famílias envolvidas a oportunidade de melhora da qualidade de vida e segurança alimentar..

8 UM DADO INTERESSANTE DAS 100 MAIORES UNIDADES ECONÔMICAS MUNDIAIS, 51 DELAS SÃO EMPRESAS.

9 A PRATICA DAS EMPRESAS VINCULADAS A AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CIDADANIA CORPORATIVA, Vontade do engajamento ativo nas soluções de problemas sociais. GOVERNANÇA CORPORATIVA, Capacidade de conquistar e manter a confiança publica. COMPETITIVIDADE CORPORATIVA, Capacidade de ser melhor que qualquer outro no mercado. INTELIGÊNCIA CORPORATIVA, Capacidade real de compreender as forças econômicas, industriais, tecnológicas, geopolíticas, sociais e culturais, que moldam nosso futuro. BUSCAM PARCEIROS EM AÇÕES ESTRUTURANTES. Patrocinam instituições especializadas, atrelando os resultados obtidos às suas estratégias de mercado. Apesar de haver uma dualidade neste enfoque, a pratica tem evoluído rumo a construção da cidadania e inclusão social.

10 PERFIL DO CONSUMIDOR (DENTRO DAS EMPRESAS) É PROFISSIONAL GABARITADO, É MAIORIA DO SEXO FEMININO, É CASADA (O), TEM MAIS DE UM FILHO, É DA CLASSE MÉDIA, TEM BOM NÍVEL DE INSTRUÇÃO, PREFEREM PRODUTOS DIVERSIFICADOS, PREFEREM QUALIDADE, PREFEREM SABOR A QUANTIDADE, AINDA SÃO A ELITE, AVALIAM CUSTO BENEFÍCIO, TEM REGULARIDADE FINANCEIRA, PAGAM BEM POR CONVENIÊNCIAS, AGEM ESTRATEGICAMENTE, VALORIZAM A SAÚDE.

11

12 OS BENEFÍCIOS DO PROJETO 1. RESULTADOS MENSURÁVEIS; 2. RENTABILIDADE E JOVENS LIDERANÇAS ; 3. CAPACITAÇÃO DIRECIONADA; 5. FLUXO REGINAL DE PRODUTOS; 6. SEGURANÇA ALIMENTAR; 7. CERTIFICAÇÕES 8. SUSTENTABILIDADE CORPORATIVA (TBL)

13 RESULTADOS MENSURÁVEIS A comercialização ponto a ponto de produtos como atividade fim e não somente a capacitação do produtor para a produção, propicia a garantia da eficácia na contrapartida social e melhor avaliação dos resultados: Quantidade de alimentos sustentáveis comercializados; Logística otimizada, barata e ecológica; Áreas agricultáveis protegidas de erosão; Rios livres da eutrofização; Solos recuperados e biologicamente produtivos; Áreas de Reserva Legal (RL) efetivas; Áreas de Preservação Permanente (APP) recuperadas; Revitalização da atividade econômica; Famílias incluídas socialmente no campo; Famílias consumindo alimentos limpos na cidade; Empresas Socialmente Responsáveis; Seqüestro efetivo de CO²; Entre outras. O gerenciamento das ações é fator básico para a melhoria dos incentivos ao setor.

14 RENTABILIDADE E JOVENS LIDERANÇAS A melhoria das condições econômicas dos produtores fortalecerá a sua condição de empreendedor, aumentando a sua capacidade de sobrevivência na região onde atua, ao dispor de um contrato com demanda firme, poderá aguçar a sua visão de longo prazo, dando ao seu negócio uma dimensão formal e planejada*. Tornando-se rentável e adquirindo melhor qualidade de vida familiar, despertará o interesse natural por parte dos mais jovens, que mais conscientes, poderão optar sobre as vantagens de dar continuidade sucessiva ao negócio da família, com base na atividade rural. *Saberá o que, quando, quanto e de que forma produzir. Deverá utilizar-se de pesquisas mercadológicas para garantir preços justos ao cliente e a sua rentabilidade.

15 CAPACITAÇÃO DIRECIONADA O projeto visa oferecer capacitação linear de manejo orgânico e beneficiamento para a padronização da qualidade dos produtos. Capacitação direcionada, ou por objetivo, é o foco na deficiência apresentada para atender a uma necessidade específica. Identificamos três áreas onde há dificuldades de domínio pelo produtor: Marketing, Logística de produção e de distribuição e Comercio Justo, nessas áreas, inicialmente, é necessária a atuação de especialistas. Gestão administrativa e empreendedorismo são conhecimentos estruturantes, que possibilitarão a auto-suficiência na linha do tempo.

16 FLUXO REGIONAL DE PRODUTOS Agregará ao produto, padrão de qualidade superior, alimentos frescos, adequadamente embalados, a custos atraentes e com uma logística Inteligente. Oportunamente incentivará o aumento da oferta e demanda por outros itens. Com introdução de novas tecnologias e equipamentos adequados, possibilitará o fortalecimento crescente e o desenvolvimento sustentável, da cadeia regional de alimentos.

17 SEGURANÇA ALIMENTAR E SUSTENTABILIDADE Os trabalhadores das empresas que aderirem ao projeto poderão contar com a tranqüilidade de receber em sua residência alimentos sem agrotóxicos, produzidos ecologicamente, por produtores rurais da sua região. Terão a oportunidade de contribuir pessoal e efetivamente para a melhoria ambiental e o desenvolvimento sustentável regional, além de participarem das ações de Responsabilidade Social da empresa. Este diferencial oferecido pelo projeto é um ganho inovador, que não apenas premia o seu funcionário com um benefício para a sua saúde e melhoria alimentar, mas o insere como agente atuante na pratica e na percepção da importância das ações institucionais da organização a qual pertence.

18 CERTIFICAÇÕES Vantagens dos processos certificados Rastreabilidade do processo produtivo e segurança alimentar, evitando contaminações químicas, físicas e biológicas. Redução de insumos industrializados e da mecanização pesada, uso de processos biológicos. Ambiente de trabalho seguro e visão social. Aumento da complexidade do solo, melhor resistência climática, a pragas e doenças e aumento da ciclagem de nutrientes. PARA O PRODUTOR: Acesso a mercados mais restritos, demandas firmes, reconhecimento do seu trabalho e tendência a uma melhor remuneração na hora da comercialização; PARA O CONSUMIDOR: Tranqüilidade, segurança alimentar, alimentos mais ricos em nutrientes, qualidade de vida e respeito às leis ambientais e trabalhistas.

19 Triple Bottom Line é o principal conceito teórico que norteia o pensamento sobre a sustentabilidade no mundo corporativo. Foi desenvolvido pelo economista inglês John Elkington, que desejava mapear os indicadores necessários para determinar se uma empresa seria ou não sustentável. Por outro lado é a principal orientação do Índice de Sustentabilidade Empresarial, que é inspirado no Dow Jones Sustainability Index (DJSI) da Bolsa de Valores de Nova Iorque. Falar de Sustentabilidade sem dados concretos, para as empresas de nada vale. SUSTENTABILIDADE CORPORATIVA (TBL) (Os resultados do projeto podem ser auditados)

20 UMA IDÉIA DE PREÇOS Referencia de produtos: Catálogo Brasileiro de Hortaliças – SEBRAE/Embrapa CESTA (10 itens) UNID.QUANT.PREÇO 1Alface lisamlh24,00 2 Brócolis ramomlh14,00 3 Mostardamlh12,00 4 Milho-verdeKg0,52,25 5 PepinoKg12,60 6 PimentãoKg0,52,25 7 Rúculamlh24,00 8 Tomate saladaKg0,55,00 9 Maçã EvaKg0,55,00 10 Tangerina PonkanKg13,00 Entrega domiciliar 12,00 Total 46,10

21 Filosofia da boa atitude Eficiência é fazer certo a coisa. Eficácia é fazer a coisa certo. A eficácia tem prioridade sobre a eficiência. Peter Ferdinand Drucker Ricardo E. Salles (22) ou (22)


Carregar ppt "ALIMENTO SOCIAL OPORTUNIDADES E INOVAÇÕES. FUNDAMENTOS DA DIFERENÇA CONVENCIONAIS TECNOLOGIA DE BASE FECHADA HERMETISMO DIÁLOGO RESTRITO AO MEIO ENTREGA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google