A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. 2 3 Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Enfoque : Fornecedor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. 2 3 Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Enfoque : Fornecedor."— Transcrição da apresentação:

1 1

2 2

3 3 Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Enfoque : Fornecedor

4 4 Negócios se perpetuam quando todos os elos de uma cadeia produtiva são fortes Negócios se perpetuam quando todos os elos de uma cadeia produtiva são fortes Do fornecedor ao consumidor final, é importante reconhecer a interdependência e o papel de cada um Do fornecedor ao consumidor final, é importante reconhecer a interdependência e o papel de cada um

5 5 Cadeia de Valor Refere-se a uma sequência de atividades realizadas pela organização, desde a compra e o recebimento dos insumos, a fabricação e entrega ao cliente Refere-se a uma sequência de atividades realizadas pela organização, desde a compra e o recebimento dos insumos, a fabricação e entrega ao cliente

6 6 Fornecedores (insumos) A Organização (processa) Consumidores (produto final) EntradasSaídas Adiciona valor Cadeia de Valor Tradicional Cadeia de Valor Tradicional

7 7 Valor Valor é a razão entre o que se recebe e o que se dispende. benefícios custos Monetários Tempo Energia Intangíveis Práticos Intangíveis Valor = benefícios = ____benefícios práticos + benefícios intangíveis_______ custos custos monetários + de tempo + de energia + intangíveis

8 8 O Que é Valor para o Cliente? Qualquer fornecedor que reduz os custos de propriedade para o cliente deve ser visto como um parceiro estratégico Onde custo total de propriedade envolve: Preço da compra Custos de transporte Custos de preparação Custos de manutenção Custos de estoque Custos de retrabalhos Custos do ciclo do pedido Custos operacionais Onde custo total de propriedade envolve: Preço da compra Custos de transporte Custos de preparação Custos de manutenção Custos de estoque Custos de retrabalhos Custos do ciclo do pedido Custos operacionais Valor para o Cliente = Percepções de Benefícios / Custo Total de Propriedade Valor para o Cliente = Percepções de Benefícios / Custo Total de Propriedade

9 9 Satisfação Se o desempenho não alcançar as expectativas – cliente insatisfeito Se o desempenho superar as expectativas – cliente altamente satisfeito ou encantado Se o desempenho alcançar as expectativas – cliente satisfeito Satisfação consiste na sensação de prazer ou desapontamento resultante da comparação do desempenho (ou resultado) percebido de um produto em relação às expectativas do comprador.

10 10 CADEIA DE VALOR - 5 ATIVIDADES PRINCIPAIS - Prestar assistência técnica (serviço) Adquirir e trazer materiais para dentro da empresa (compras e logística de abastecimento) Convertê-los em produtos finais (processo operacional) Expedir os produtos finais (logística de produtos) Comercializá-los (marketing e vendas)

11 11 ATRAÇÃO E RETENÇÃO DE CLIENTES O desafio não é apenas deixar os clientes satisfeitos, mas sim, conquistar e mantê-los.

12 12 A necessidade de manutenção de clientes A chave da manutenção é a satisfação de clientes. Um cliente altamente satisfeito: Custa menos para ser atendido do que novos clientes, uma vez que as transações são rotinizadas. Permanece fiel por mais tempo Compra mais à medida que a empresa lança novos produtos ou aperfeiçoa produtos existentes. Fala favoravelmente da empresa e de seus produtos. Dá menos atenção a marcas e propaganda concorrentes e é menos sensível a preço. Oferece idéias sobre produtos ou serviços à empresa.

13 13 As Conseqüências de um Valor Superior para os Clientes Relaçõesduradouras e lucrativas Fidelidade do cliente Satisfação e prazer do cliente Valor superior para o cliente

14 14 INSUMOS PARA A SIDERURGIA INSUMOS PARA A SIDERURGIA

15 15 PRINCIPAIS INSUMOS PARA A SIDERURGIA PRINCIPAIS INSUMOS PARA A SIDERURGIA Matérias Primas Energia e Combustíveis Suprimentos Sobressalentes/Materiais de Manutenção Serviços Equipamentos / Tecnologia

16 16 MATÉRIAS PRIMAS Principais Matérias Primas da Siderurgia são adquiridas em moeda forte, em: Principais Matérias Primas da Siderurgia são adquiridas em moeda forte, em: Negociação internacional referenciada ao mercado mundial (Carvão, Coque) Negociação internacional referenciada ao mercado mundial (Carvão, Coque) Negociação nacional referenciada a indicadores internacionais (Alumínio, Zinco, Estanho) Negociação nacional referenciada a indicadores internacionais (Alumínio, Zinco, Estanho) Preços e margens de negociação atrelados ao mercado mundial Preços e margens de negociação atrelados ao mercado mundial

17 17 ENERGIA E COMBUSTÍVEIS Principais fontes energéticas na Siderurgia, exceto carvão e coque, tem preços definidos por tarifas públicas Energia Elétrica Soluções adotadas pela Siderurgia buscam a auto suficiência através de: Gás Natural Óleos Combustíveis Centrais Termoelétricas Próprias Uso de Gases do Processo Siderúrgico (Coqueria, Altos Fornos e Aciaria) Uso de Gases do Processo Siderúrgico (Coqueria, Altos Fornos e Aciaria)

18 18 OUTROS INSUMOS Suprimentos Evolução na abordagem Cliente/Fornecedor no contexto da Cadeia de Valor Evolução na abordagem Cliente/Fornecedor no contexto da Cadeia de Valor Sobressalentes / Materiais de Manutenção Serviços Equipamentos / Tecnologia

19 19 SUPRIMENTOS / SOBRESSALENTES / MATERIAL DE MANUTENÇÃO HISTÓRICO Fabricação in house Compras em empresa de pequeno porte Compras em empresa de pequeno porte Compras em empresas que agreguem tecnologia Compras em empresas que agreguem tecnologia Compras em empresa de grande porte Compras em empresa de grande porte

20 20 SERVIÇOS HISTÓRICO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO HISTÓRICO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO In house Terceirizado próprio / externo (compra de Hh) Terceirizado próprio / externo (compra de Hh) Terceirizado especializado (compra de serviços) Terceirizado especializado (compra de serviços) Terceirizado especializado (agrega tecnologia no serviço) Terceirizado especializado (agrega tecnologia no serviço) HISTÓRICO DE OUTROS SERVIÇOS HISTÓRICO DE OUTROS SERVIÇOS In house Terceirizado especializado (compra de Hh - compra de serviços) Terceirizado especializado (compra de Hh - compra de serviços)

21 21 EQUIPAMENTO E TECNOLOGIA HISTÓRICO Equipes próprias de engenharia e construção/montagem Equipes próprias de engenharia e construção/montagem Engenharia in house Construção/montagem adquirida Engenharia in house Construção/montagem adquirida Engenharia contratada Supervisão in house Construção/montagem adquirida Engenharia contratada Supervisão in house Construção/montagem adquirida Empreendimentos turn-key com controle e planejamento in house / contratado Empreendimentos turn-key com controle e planejamento in house / contratado

22 22 RESUMO DA EVOLUÇÃO Aquisição de Equipamentos, Materiais e Serviços na Siderurgia Brasileira evoluiram dentro da seguinte lógica: Aquisição de Equipamentos, Materiais e Serviços na Siderurgia Brasileira evoluiram dentro da seguinte lógica: Esforço Próprio Empresas / Materiais Gerais e de pouca tecnologia Empresas / Materiais Gerais e de pouca tecnologia Empresas / Materiais Especializadas e com agregação de tecnologia Empresas / Materiais Especializadas e com agregação de tecnologia

23 23 CONCLUSÃO Dentro da nova característica da Cadeia de Valor no tocante a compra de Insumos (Equipamentos, Materiais e Serviços), o que se espera é que os Fornecedores cada vez mais especializados e com maior agregação de tecnologia, gerem um valor superior para as empresas Dentro da nova característica da Cadeia de Valor no tocante a compra de Insumos (Equipamentos, Materiais e Serviços), o que se espera é que os Fornecedores cada vez mais especializados e com maior agregação de tecnologia, gerem um valor superior para as empresas Equipamentos Materiais Serviços Equipamentos Materiais Serviços Preço Justo Qualidade e Prazos Adequados Qualidade e Prazos Adequados Tecnologia Competitiva Impacto Positivo na Cadeia de Valor Impacto Positivo na Cadeia de Valor Menor Custo Global do Produto Menor Custo Global do Produto Melhor Qualidade Melhor Qualidade Maior Produtividade na Operação do Cliente Maior Produtividade na Operação do Cliente

24 24 Muito Obrigado !


Carregar ppt "1. 2 3 Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Visão da indústria em relação a cadeia produtiva Enfoque : Fornecedor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google